Plaza de Castilla e passeio de Castellana

9

Este é um passeio bem especial, uma sugestão boa para quem gosta de arquitetura, arte e de caminhar. É também uma opção para quem está em Madrid durante algum feriado e acabou dando com a cara na porta em todos os lugares que planejava visitar. (Sim, tire seu cavalinho da chuva, nada na Espanha abre em feriado.)

Plaza de Castilla e passeio de Castellana

Pegue o metro até a Plaza de Castilla, famosa por ser a casa das duas torres Kio – As torres gêmeas inclinadas de Madrid. É na frente deste moderno cartão postal que começa nosso percurso pelo bonito e moderno centro financeiro de Madrid e pelos ministérios da Espanha.

Falando nas torres inclinada, as torres Kio tem 114 metros, 26 andares e uma inclinação de 15 graus. Para evitar confusões aéreas as torres tem seus heliportos pintados de cores diferentes: azul e  vermelho.

Sugiro que você comece o passeio tirando fotos das torres, e do novíssimo Obelisco de La Cajá. Construído em 2009, foi projetado pelo arquiteto Santiago Calatrava e tem 92 metros de altura. Seu formato foi inspirado na coluna do infinito do Constantin Brâncuşi. O obelisco foi construído para comemorar o Aniversário de 300 anos da Cajá.

De volta as torres, um bom ponto para conseguir fotografias dos dois prédios inteiros – sem cortar nada, é na frente da escultura de José Calvo Sotelojo, uma escultura de Pedra branca que fica bem centralizada entre as duas torres.

Seguindo sentido praça de Cibeles do lado esquerdo da rua tem um centro cultural: A fundação Canal – um dos prédios parece uma caixa d’água grande – que volta e meia tem algumas exposições artísticas bem boas. Se este for o caso, você verá um grande cartaz na frente promovendo a exposição.

O percurso entre a Plaza de Castilla e a Plaza de Cibeles dura pouco mais de uma hora, claro que isso depende um pouco da velocidade do seu passo e do número de paradas para foto, o que no meu caso, foram muitas! O bom é que se você cansar, sempre dá para fugir do passeio em uma das estações de Metro que você encontrará pelo caminho…

Siga caminhando e se atente as seguintes paradas:

O Santiago Bernabéu, o estádio do Real Madrid, para saber um pouquinho mais sobre ele, clique no link e veja o post…

…e do lado oposto da Rua, o Ministério da Defesa e o Palácio de Congressos e Exposições de Madrid com um Bonito Mural de Miró na fachada (quando vi pela primeira vez, fiquei me perguntando se aquilo era realmente de verdade), o lugar é sede de alguns eventos bem importantes em Madrid.

E falando em arte, não deixe de caminhar um pouquinho mais e dar uma passadinha na Mão esquerda de Fernando Botero: Uma escultura linda de uma mão bem gordinha – o que vindo de Botero, não poderia ser diferente! A escultura datada do ano de 1975, fica no centro de uma pracinha, parada obrigatória para foto! Apesar de sua beleza, a escultura é resultado de uma triste historia da vida do pintor, um acidente que ele sofreu um acidente em 74 e perdeu seu pequeno filho de 4 anos e machucou suas mãos. Após o ocorrido Botero fez uma série de obras para homenagear seu filho, e acredita-se que a mão tenha sido um homenagem que Botero fez para si próprio.

Bem perto na escultura da Mão do lado direito da rua (de costas para as torres Kio). Olhando você verá o conjunto de prédios AZCA (São vários prédios entre eles um alto marrom do BBVA e outro de espelhos o da Mutua Madrileña, Torre Europa, Torre Picasso) este é um pedaço importante do centro financeiro de Madrid.

Caminhando pela calçada, pouco depois da estação de Metro Novos Ministérios, você verá a entrada dos Novos Ministérios. Nos finais de semana o lugar se transforma em um pequeno Oasis nesse centro de dinheiros madrileño. Com um jardim gracinha e espelho de água bem bonito. De lá dá para tirar umas boas fotos do complexo AZCA. Sem dúvida vale a parada!

Praça Colón: uma praça que homenageia os feitos do grande descobridor dos Mares, Cristovão Colombo. No centro da praça tem uma estátua de Colón, a estátua é bem alta e pode ser avistada de longe, talvez uma analogia aos tempos que ele avistou terras no oceano.

Na frente dessa praça você verá a segunda escultura de Botero, uma Gordinha –claro, afinal Botero é o mestre das gorduchinhas – deitada ao redor de um jardinzinho florido a gordinha cuida dos cabelos – reparem que ela tem um espelho em uma das mãos!

Museu de esculturas ao Ar livre: Inalgurado em 79 – nove anos após a construção da ponto – como uma forma de aproximar a arte dos pedestres o jardim possuiu Esculturas lindas, algumas de artistas espanhóis bem importantes como por exemplo Miró e foram doadas por eles próprios ou por seus herdeiros.

Para não passar desapercebido pelo local, procure a ponte (Enrique da Mata Gorostizaga) do lado esquerdo da rua (de costas para as torres Kio).

Prédio da Biblioteca Nacional: detalhe nas esculturas!!

Esqueci algum detalhe?! Me envie uma foto que público.

 

 

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

9 comments

Post a new comment

Veja também

Restaurante Andina - Portland

Portland: Um jantar no Andina

Conheça o Andina, em Portland (Oregon) um restaurante Peruano hiper disputado, que serve pratos e tapas maravilhosas ao som de música ao vivo de primeira. ...