Paris: como chegar do aeroporto ao centro da cidade de trem

3

Depois de turbulentas horas de vôo sentada em um corredorzinho apertado, um pouco próxima demais de um bebê que esperneou boa pare das doze horas que separam São Paulo e Paris, finalmente desembarquei no aeroporto Charles de Gaule.

Enquanto esperava na fila do desembarque,  passei alguns instantes observando meus companheiros de vôo, grande parte deles casais apaixonados e ansiosos para desvendar as surpresas da romântica cidade luz, e a maioria deles sem saber como fazer para chegar do aeroporto a cidade sem passar perrengue.

Neste post você encontrará todas as dicas para fazer o trajeto sem muitos problemas 🙂

Minha primeira dica é simples, antes de sair de São Paulo, anote o nome da estação de metrô mais perto do seu hotel e o endereço do seu hotel.
O aeroporto de Charles de Gaule fica a pouco mais de quarenta minutos de trem do centro da cidade.  Quem desembarca no terminal 1, é precisa  pegar um trenzinho interno que grátis para chegar ao terminal 3 onde fica a estação de RER. Quem desembarca nos outros terminais é só seguir as placas RER.

Chegando na estação, que fica dentro do aeroporto,  é so comprar o ticket até a cidade – custa cerca de oito euros e cinquenta (Para não passar perrengue nem pegar fila, leve dinheiro TROCADO). Bilhetes comprado? É só descer as escadas rolantes e pegar a linha B, que faz algumas importantes paradas por Paris.

Se você não fala francês, vale a pena dar uma pesquisada no nome da estação do seu hotel/albergue antes da viagem (estou sendo repetitiva, mas juro que é por uma boa causa 🙂 ), uma bela forma de evitar cara feia, chateação e perda de tempo tentando descobrir em que estação trocar de trem. O bilhete do trem te da direito a entrar no metrô sem pagar nada extra!

Para a turma da mala grande, vale lembrar que muitas estações de metro pequenas em Paris não tem nem escada rolante e nem elevador, e isso vai te dar uma dor danada no braço.

 

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

3 comments

  1. Rosi Carvalho 17 fevereiro, 2017 at 17:37 Responder

    Eu fiz dois trajetos e usei o trem e o metrô em um deles, pois a mala ainda estava com peso razoável. No segundo fui de trem até a Gare du Nord e lá peguei um taxi, ficou bem mais barato do que taxi direto. Atenção, na Gare du Nord tem taxis que ofereceram a corrida até o Marais por 35 euros, fui para a fila oficial dos taxis e paguei 12 euros. Esqueci de ver se há elevador na Gare du Nord, mas deve ter, é só procurar.

Post a new comment

Veja também