Um Guia Gastronômico: O que comer no Japão – Parte 2

18

No post anterior “Um Guia Gastronômico: O que comer no Japão (Parte 1) contei que esta série de posts foi inspirada por amigos querendo saber como é a comida do dia-a-dia no Japão e por amigos que estão planejando sua primeira viagem ao Japão e querem dicas do que comer. No post de hoje falaremos sobre comidas de restaurantes no Japão.

Tá indo pro Japão? Veja aqui um roteiro de 2 semanas no Japão.

Um Guia Gastronômico: O que comer no Japão – Parte 2

YAKI TORI

Yaki significa assado e Tori significa frango. Yaki Tori quer dizer frango assado, mas nada de imaginar um desses frangos inteiros de gira-gira (vulga televisão de cachorro), no Japão tudo é pequenino, e portanto trata-se de espetinhos de frango.

Tem espetinho de tudo quanto é parte do frango, e para complementar, soja verde (Eda mame), salsichas, bolas de arroz (oniguiri) e até mesmo rolinho ovo.

Yaki Tori acompanhado de Edamame e Salsicha

Os restaurantes de Yaki Tori costumam ser super descontraídos e até animados. Um ótimo lugar para tomar uma cerveja, dar risada e até ver um jogo de Baseball (claro afinal este é o esporte nacional) com os amigos.

Reparem no menu do restaurante que bacana, colado na propria parede (a foto ajuda bastante a pedir)

COMIDA CHINESA

No Japão eles comem bastante comida Chinesa, e adoram. Eu infelizmente não consegui aprender o nome de todos os pratos e nem de todas as possíveis linhas de comida chinesa, mas separei algumas fotos para dividir com vocês.

A vantagem de comer comida chinesa no Japão é ter a certeza que os restaurantes são absolutamente limpos e que a comida é tão gostosa quanto na china.

Carne de Porco com pedacinhos de pepino em um molho de tomate picante bem grudento

Saladinha quente com acelga, moyashi e camarões

Salgadinho frito de frango

Molho doce grudento com pepino e carne de porco

Carne de porco com molho doce Picante

Guiozas no vapor

Frango acebolado e temperado com vegetais

Acompanhamento de Vegetais

Yakimeshi: um dos meus preferidos. Arroz frito com frango, ovos e vegetais misturados

MENU JAPONÊS TRADICIONAL

É muito comum no Japão que os restaurantes sirvam SETS de comida com uma comida principal + picles + chá + arroz+ tofu + Miso Shiro e as vezes sobremesa. Os pratos podem ser servidos de duas maneiras: de porção em porção, ou em uma bandeja tudo junto.

DE PORÇÃO EM PORÇÃO:

Entradinha em um restaurante muito tradicional. Porções pequeninas de peixe, ovos, eda mame e picles.

Segunda entrada: o peixinho apesar de feioso é bem gostosinho.

Enquanto comiamos, tivemos uma dessas lindas surpresas que Kyoto as vezes nos dá: uma maiko san (aprendiz de gueisha) veio participar da festa com a mesa ao lado.

Maiko san chegando para o jantar

Maiko san senta-se na mesa para alegrar o jantar.

Depois dessa foto, como a Maiko san havia sido contratada pela outra mesa e não por nós, eles pediram que não tirássemos mais fotos, mas nos convidaram a assistir a dança quando ela levantou para dançar.  Fiquei tão encantada com o presente que esqueci de fotografar o resto dos pratos.

SET SERVIDO EM BANDEJA

Este é um SET de Sashimi pedido em um restaurante em Nagoya.

Set de Sashimi com picles, arroz, miso shiro e tofu. Tava uma delicia!

Detalhe do Sashimi

Tofu temperado e coberto com katsuobushi  (lascas de peixe seco)  – Obrigada Inessa por me ensinar 🙂

Saladinha de Moyashi com frango

E agora um SET de filé (para quem não é tão fan de peixe, existem escapes 🙂 ) do mesmo restaurante em Nagoya.

 Salada com quejo parmesão, Arroz coberto com filé Mignon e legumes, picles, miso shiro e tofu

Nada mal esta carninha, hein?!

CHURRASCO COREANO OU YAKI NIKU

Eu que não tenho descendência oriental nunca imaginei que churrasco coreano seria gostoso, e quer saber?! É um delicia, as carnes fatiadas bem fininhas são assadas numa especie grelha que fica no centro da mesa, e cada um prepara a sua na hora, no ponto que quiser e gostar.

Alguns restaurantes coreanos servem carne crua (nada muito diferente do Kibe crú que comemos no Brasil) acho que tirando o figado crú que é bizarro, o resto vale a experiência gastronômica.

Prato de Carne crua

Carnes Cruas na grelha

Carne quase pronta na grelha

Para acompanhar: saladinha…

 …e picles coreano: Kimtchi, praticamente uma acelga e outros ingredientes fermentados. (Obrigada Inessa)

O NABE

Esse é um outro tipo de comida de inverno. Nabe quer dizer panela As carnes, legumes e cogumelos são cozidos em um panelão no centro da mesa e cada uma vai se servindo conforme a comida fica pronta.

OME RICE

Como o próprio nome já diz, esta comida é um mega omelete de arroz temperado, servido com Ketchup. Uma comida bem rápida que os pequenos costumam gostar.

TEMPURA

No Japão existem casas especializadas em Tempura, que são deliciosos empanados de vários sabores.  Tem Tempura de tudo quanto é sabor que você possa imaginar, de peixes variados a legumes, tem Lula, camarão, tem de tudo.

Eu e minha família japonesa vestidas com o avental apreciando as comidinhas

Para não engordurar a roupa, todo mundo recebe um aventalzinho. Esse restaurante da foto (Fica na Kyoto Eki – andar de restaurantes) é bem pequeno e não tem mesas, somente balcão. Sentamos  bem pertinho do cozinheiro para ver ele empanando e fritando as comidinhas, a delicadeza do preparo foi um show a parte. Foto das comidas.

Pouco a pouco legumes e peixes se transformam em deliciosas comidinhas

ROTA DE ESCAPE…

E claro que quem não quiser comer nada de comida Oriental, ou depois de alguns dias enjoar da brincadeira, também pode recorrer a restaurantes franceses, italianos (só não recomendo a pizza, amigo você vai se decepcionar forte com a falta de queijo da redonda), alemães e por ai vai…

Linguiças e salsichas em um restaurante alemão

COMIDA DE MATSURI

Matsuri é a palavra japonesa para festival. Geralmente realizados nos templos, os Matsuris costumam ser muito divertidos e animados. E claro, tratando-se de comida, o Matsuri é uma oportunidade gastronômica única. Se durante sua visita você ver um punhado de barraquinhas tipo de festa junina, considere-se uma pessoa de sorte e prove o maior número de pratinhos que conseguir.

Tirei foto dos que mais me chamaram atenção, mas tem muita coisa gostosa que comi e não fotografei…

Takoyaki- Bolinhas de polvo, super cremosas uma delícia!

Produção em escala de Okonomiyake – panquecão mega recheado. Uma delicia!

Yakisoba – Pensou que era só na liberdade? Esse é do legitimo. Bom de mais.

Espetinho de Atum: a cabeça com as fatias ao lado é para provar o quanto esta fresquinho

Para os vegetarianos de plantão: espetinhos de pepino

Esse eu não sei o nome mas é uma tortilha crocante com ovos. Nada mal.

Num festival, o truque é andar de barraca em barraca, xeretar primeiro para só depois escolher os preferidos. De sobremesa, experimente o espetinho de banana gelada coberta com chocolate… super gostosinho.

PARA BEBER

Não deixe de visitar uma autentica loja de Sakes e degustar um sake no copo de madeira. Tem vários tipos de Sake, peça uma sugestão e divirta-se

DOÇURAS 🙂

Assim como os pratos principais, as sobremesas são muito bonitas. O doce no Japão é muito pouco menos doce do que estamos acostumados e por isso você vai estranhar no começo. Eu sinceramente me adaptei bem demais.

Torta doce em uma confeitaria: fatias milimetricamente cortadas

Vitrine de doces: nada mal, hein?!

Torta com sorvete: esse eu provei e recomendo! Lindo e gostoso

Torta com plantas no topo – Confeitaria famosa em Tokyo. Tá bonito, mas será que é de comer? rs

No Japão, eu geralmente compro doces em lugares com fila. Esse docinho eu comprei em uma doceria em Ginza – Tóquio que tinha uma fila de dobrar quarteirão. Meu pai ficou desconfiado e não quis pegar. E ao morder se arrependeu muito. Tava sensacional. O doce tinha um pouco de moti (arrox motigome martelado até ficar puxa puxa)recheado com morango e creme de feijão.

O BOLO DE ANIVERSÁRIO

Passei dois aniversários no Japão, e as duas vezes fui presenteada com bolos fofos e bem decorados. No bolo de aniversário, eles escrevem o nome do aniversariante com chocolate no topo.

Bolo de aniversário – a quantidade de vela é simbólica, o que vale é decorar.

DOCINHOS DE CERIMONIA DO CHÁ

São lindos, super caros, porém deliciosos. Mesmo que você não tenha a chance de participar de uma cerimônia, recomendo que passe em uma loja e compre pelo menos uns três coloridos e diferentes. Detalhe importante, estes doces não duram nada e por isso tem que ser comidos no mesmo dia.

Bandeja com muitas possibilidades de docinho de cerimônia do chá

Docinho tipo fios de ovos

Chá verde grosso e amargo usado na cerimônia do chá

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

18 comments

  1. GIOVANNA 28 outubro, 2014 at 15:10 Responder

    Mari,adorei seu post.Estou indo para o Japao c meus filhos de 18 e19 anos.Me dê uma dica de um local divertido para essa idade.Tipo ponto de encontro ou baladas,onde eles possam ver jovens da mesma idade se divertindo.
    Gostaria tb de contratar um gui la,vc sabe onde posso ver isso,ou conhece algum?
    obrigada
    giovanna

    • mari vidigal 28 outubro, 2014 at 15:46 Responder

      Oi Giovanna,
      Tudo bem?
      Infelizmente não conheço nenhum guia.
      Em tóquio tem muitos lugares divertidos para Jovens especialmente na áreas de Shibuya, Roppongi e Akasaka.
      Osaka também é super divertida e tem muita coisa legal!

      Aproveitem!

  2. Rauan Maia 9 setembro, 2013 at 14:11 Responder

    Olá Mari, me apaixonei pelo post por ser exatamente aquele tipo de post que enquanto se lê bate a vontade louca de arrumar a mala e correr pro Japão rsrs
    deve ter sido uma vigem deliciosa não?

    aah sim, agora vou direto ao ponto…. na verdade eu “emprestei” seu post para um trabalho da facul onde eu precisava repaginar um artigo da web no Adobe INdesign.
    E posso dizer que me saí muuuito bem com a escolha do seu artigo, e fui tão inxerido q até tomei liberdade de criar uma logo pro blog 😀
    (se tiver interesse: hauanmaia@gmail.com)

    bom, espero não ter causado nenhum transtorno, mas, só tenho a agradecer principalmente pelo acervo bellíssimo de imagens culinárias e por ter salvado meu trabalho,rsrs
    em breve lerei todos os outros posts e PROMETO que te aviso antes de “pegá-los” !

    muita paz,
    Rauan

    • mari vidigal 9 setembro, 2013 at 17:11 Responder

      Oi Rauan,
      Tudo bem?
      Vou adorar ver o resultado do seu trabalho. Se puder me enviar por e-mail por favor: ideiasnamala@yahoo.com
      Que bom que o seu trabalho deu certo e peço que se vc for usar as imagens/ textos por favor dê indique a origem.
      Abraços

      Equipe Ideias na Mala

  3. Camila 14 agosto, 2012 at 16:11 Responder

    Gente, amei! Super útil. Também vou ao japão em outubro e tenho algumas restrições alimentares. Estou morrendo de medo. Não posso comer carne de porco de forma alguma e tenho muito medo da barreira linguistica afetar nesse campo. Você tem alguma dica?

  4. Olga Santos 18 junho, 2012 at 22:52 Responder

    Opa, achei seu blog super por acaso e foi ótimo! Vou para Tóquio em outubro e estava curiosa a respeito das comidas. Você teria alguma dica de restaurantes específicos por lá? Gostei da ideia de locais mais descontráidos para comer Yaki Tori e também quero degustar sake 🙂

    No mais parabéns pelo blog, continuarei acompanhando!

    • mari vidigal 18 junho, 2012 at 23:51 Responder

      Oi Olga,
      Tudo bem?
      Fico muito feliz que tenha gostado do Blog.
      Infelizmente em Tokyo não tenho nenhuma dica Japa, tenho mania de comer em lugares cheios e pequeninos (no final sempre me esqueço de levar o cartão). Quanto mais cheio de gente, mais bacana a experiência e a comida.
      Na região de Roppongi e Shibuya você encontra muitos restaurantes BEM bacanas. O dia que quiser comer mais baratinho, a região de Asakusa é uma ótima pedida. Para doces, não deixe de passear por Ginza.
      Acho que dessa vez não ajudei tanto, né?! Mas se tiver qualquer outra pergunta de Tóquio, farei todo o possível para responder.
      Abraços,
      Mari

      • Olga Santos 19 junho, 2012 at 15:12 Responder

        Ei, moça! Obrigada pelo retorno! Na verdade dúvidas tenho muitas hahaha, mas tenho medo de ficar te alugando. Se tiver disposta a ajudar uma viajante em apuros me fala seu e-mail? Porque aí organizo minhas perguntas direitinho.

        Obrigada! (de novo hehehe)

        • mari vidigal 19 junho, 2012 at 16:22 Responder

          Oi Olga,
          Suas dúvidas são super bem vindas, mas prefiro que você faça pela caixinha de comentários, assim as respostas de suas perguntas podem ajudar outros viajantes com dúvidas.
          Abraços,
          Mari Vidigal

  5. Inessa 15 junho, 2012 at 14:49 Responder

    Ola Mari, outro post super legal com fotos e explicações bem interessantes que ilustram bem o que se como por lá! Mas posso dar uns pitacos?
    Edamame=soja verde
    O Tofu é temperado com katsuobushi ou lascas de peixe seco ( nao sao escamas !)
    A conserva coreana é Kimtchi, praticamente uma acelga e outros ingredientes fermentados.
    O moti é arroz motigome socado até ficar assim, puxa puxa!

    abs.
    Inessa

Post a new comment

Veja também