Bogotá: Tudo o que você precisa saber para planejar sua chegada

17
Roteiro de 2 dias em Bogotá

Eram 11 da matina e chovia MUITO, tive uma noite terrível e mal dormida no hostel em Miami Beach, noite que terminou muito precocemente. As 04:30 da matina fui buscada pelo Super Shuttle que me deixou no aeroporto Internacional de Miami onde peguei meu voo para Bogotá.

IMIGRAÇÃO

Costumo viajar com muito pouca mala, prefiro lavar roupa várias vezes a ter que carregar peso, mas dessa vez acabei comprando além do meu vestido de noiva, motivo principal da viagem, roupas para toda a minha família. Resultado, duas malas sendo uma delas muito maior do que eu gostaria. E como essa mala grande era a “casa” do meu vestido de noiva, perguntei para a mulher antes de embarcar se havia alguma chance da mala molhar. Ela me jurou que não e eu enviei sem envelopar.

A chegada em Bogotá é SUPER confusa, e como estava chovendo é claro que minha mala chegou molhada, fiquei MUITO irritada e fui reclamar na Avianca onde mais uma vez poderia ter sido melhor atendida, UFFF. Mas, como eram os últimos dias das minhas férias resolvi não me estressar com isso já que por sorte o meu vestido continuava branco e seco!

Há uma pequena imigração, bem mini para quem acabou de chagar dos Estados Unidos, onde te pedem o endereço que você vai ficar, quanto dinheiro você pretende gastar na viagem e te perguntam se você carrega qualquer coisa que não deveria estar carregando.

CAMBIO: Trocando dólares por Pesos Colombianos

Fui trocar uns dinheiros para pagar o taxi, a taxa de cambio que me deram foi de 1 dólar = 1700 pesos, troquei apenas 100 USD pensando que a taxa no centro da cidade seria mais competitiva, mas não foi, a cotação no centro é exatamente igual a do aeroporto.

Para quem gosta de cartão de crédito ou VTM, tá aqui uma dica importante. Na Colômbia é sempre importante ter dinheiro vivo na mão, e se possível trocado. Muitos restaurantes não aceitam cartão, e os taxistas não costumam ter troco para notas gigantes.

TAXI: do aeroporto ao centro

Como em quase todo lugar, na saída do aeroporto vem um monte de gente gritando “Taxi”, “Taxi”, fuja disso e saia para o lado direito onde há uma fila bem organizada de “Taxis Oficiales”, ainda na fila você será atazanado por muitas pessoas oferecendo “camionetas” ou “taxis, mas para o bem do seu próprio bolso não caia na tentação de furar fila e siga quietinho. Antes de entrar no taxi, você passará por um guichê e dirá para onde quer ir. A mulher imprime um boleto com o endereço e o preço sugerido. O preço final que o taxista te cobrar não poderá ser muito maior que o preço que a cabine te deu.

A vantagem desse sistema é saber que você não será enrolado e que vai entrar em um taxi credenciado e por isso confiável.

Um taxi do Aeroporto ao centro (La Candelaria), não deveria custar mais do que 23,000 pesos Colombianos. O meu custou 21,400 na ida (Preço Sugerido pela moça) e 20,000 na volta (Taximetro).

O sistema de cobrança do taxi funciona por números que vão aumentando e depois são convertidos com a ajuda de uma tabela.

SEGURANÇA

Meu maior medo de viajar sozinha para a Colômbia era a segurança, não achei nenhuma fonte dizendo o quão seguro ou não era o país para mulheres sozinhas, e sim, sou medrosa, rs.  De qualquer maneira bati um papo com um amigo colombiano que me garantiu que era tranquilo e recomendou que eu me hospedasse perto da casa dele, no centro.

O centro de Bogotá não é muito diferente do centro de São Paulo em termos de segurança, tem que ficar bem esperto o tempo todo, com muito cuidado com o dinheiro e com a câmera fotográfica. A noite é só redobrar o cuidado. Mas de maneira nenhuma me senti ameaçada em nenhum momento.

A zona Rosa, onde estão os Shoppings, lojas e boa parte das baladas da cidade é mais bonita que o centro e tem uma aparência de lugar mais tranquilo. Mas, para quem planeja conhecer a capital e seus atrativos em um número reduzido de dias e economizar o dinheiro do taxi ou o tempo dentro de ônibus, o centro é sem dúvida uma excelente opção.

TRANSPORTE

O transporte público em Bogota funciona bem, e é uma opção bacana para quem quer economizar dinheiros, mas não liga de pegar um busão cheio na hora de pico. Os ônibus da transmilenio percorrem rotas bem organizadas e delimitadas na cidade e estacionam em terminais. Uma passagem de ônibus custa 1700 pesos colombianos (1 dólar). Usei o ônibus algumas vezes e gostei bastante.

Para quem quer fazer algum percurso um pouco diferente, há uma rede extensa de micro ônibus, desses bem barulhentos com cobradores que gritam. A não ser que você seja muito preguiçoso para andar, fuja destes monstrinhos.

O taxi também é uma opção boa e barata, por cerca de 9 dólares você atravessa do centro para a Zona Rosa. Para quem viaja em três ou quatro pessoas o taxi acaba valendo a pena, isso sem falar no conforto.

 

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

17 comments

  1. joana 2 fevereiro, 2016 at 17:58 Responder

    Oi Mari! Parabéns pelo blog, muito bacana! Tens alguma dica de que roupa levar pra Bogotá? Vi que faz frio a noite e esquenta durante o dia! Uma roupa leve e um bom casaco funciona? Abraço e obrigada, Joana

    • mari vidigal 3 fevereiro, 2016 at 18:26 Responder

      Oi Joana,
      Para os padrões Brasileiros, Bogotá é bem frio. Leve um bom casaco, e vá prepara porque mesmo esse solzinho do dia não me esquentou muito não.
      Abraços,
      Mari

  2. Marco 8 setembro, 2015 at 10:12 Responder

    Oi Mari, tudo bom? Sei que seu post é meio antigo, estou indo para Colombia em Nov e gostaria de saber, tudo bem se levo Reais e troco lá?

    • mari vidigal 11 setembro, 2015 at 10:28 Responder

      Boa pergunta Marco.
      Eu saquei dinheiro no caixa eletrônico (o que com um dólar volátil não é uma boa ideia) e troquei Dólares. Como fui pra Colombia direto dos Estados Unidos,tinha USD sobrando.
      Acho que não te ajudei muito. Sorry.
      Beijos

  3. Nidia faria 9 janeiro, 2015 at 06:51 Responder

    Ola , adorei seu blog.

    Estou indo para a colombia em fevereiro e entre san andres e cartagena , faremos uma pausa de um dia e meio.

    Gostaria de saber em media quanto tempo leva o taxi do aeroporto para a Zona T e vice versa

    Acha que devemos ficar no centro?

    Nosso voo pra cartagena é as 9:30 da manha , temos que madrugar muito?

    • mari vidigal 9 janeiro, 2015 at 22:11 Responder

      Oi Nidia, td bem?
      Que delicia de viagem!
      Em teoria, do aeroporto ao centro são 20 minutos de carro. Peguei um transito chatinha, mas nada que tenha ficado na memória.
      Uma boa dica para calcular o transito é entrar no Google Maps – na hora que você faria o percurso e ver a estimativa de tempo.Fiz este teste agora e o Google indicou 29 minutos… Nada mal, certo?!
      Como vc só tem um dia, eu ficaria no centro que é onde estão as principais atrações turísticas.
      E como o aeroporto de Bogota esta na lista dos piores que já visitei, eu chegaria uma duas horas antes do vôo para não ter erro.

  4. Maura 30 dezembro, 2012 at 17:16 Responder

    Oi Mari, obrigada pelas dicas e peço mais uma. Vou chegar a Bogotá após 18.00 h estarei hospedada no hotel Dann (Av 19 – Próximo ao centro histórico) Você tem alguma sugestão para algum passeio ou algum programa interessante para a noite? Meu tempo será curtíssimo, só dois dias, e quero aproveitá-lo ao máximo.

    Bjs.

    Obrigada.
    Mlaura

    • mari vidigal 30 dezembro, 2012 at 21:46 Responder

      Tem um restaurante que é absolutamente sensacional e que a noite vira “baladinha”.
      Andrés Carne de Rés: http://www.andrescarnederes.com/es/
      Eles tem dois restaurantes, um dentro e outro fora de Bogotá que dizem que é mais divertido que o de dentro da cidade. Eu sinceramente fui no de dentro da cidade e já amei!
      O ambiente é um máximo e a comida incrível!
      Abraços
      MAri Vidigal

  5. Mauro 6 julho, 2012 at 20:09 Responder

    Para quem for ficar uma semana na Colombia e resolver dar uma esticada em Cartagena uma boa opção é ficar uma parte do tempo hospedada no centro (sugiro ao menos 2 noites) e na volta da viagem a Cartagena (também ao menos 2 noites), ficar na Zona Rosa (outras 2 noites).
    Eu fiz esse roteiro e deu muito certo

Post a new comment

Veja também