Espanha: desvendando a Catalunha e sua cultura

5

Texto e imagens: Norton Ficarelli

Que Barcelona é uma cidade legal para caramba!

Muita gente já sabe…

O que nem tanta gente sabe é ela é capital de uma região, tão interessante quanto ela mesma, chamada Catalunha. Com praias, montanhas, cidades medievais e história de sobra desde a época dos romanos, ela merece ser prestigiada.

Não convenci? Calma, estou só começando.

Nossa primeira parada é Parets del Vallès. No trem suburbano, chegamos lá em pouco de 40 minutos.

Nesse pedacinho conhecido como “Toscana Catalã”, enormes casas de pedra sobre colinas, plantações de tudo que é coisa e riachos colorem a paisagem.

Um pouco mais a norte, chegamos à Girona, capital da província de mesmo nome, detentora do título de maior IDH da Espanha. Por seu sombrio centro histórico de vielas labirínticas,

nos perdemos até dar-nos de cara com sua Catedral.

E voltamos ao labirinto…

Pela mesma rota, chegamos a Figueres. Quem conhece, logo relaciona o nome da cidade à sua maior atração: o Museu Dalí!

Diferente do Museu Picasso e da maioria dos museus com coleção temáticas, o Dalí traz uma experiência especial, a de entrar realmente na mente do surrealista pintor.

Antes “Teatro Municipal” da cidade, após um incêndio, Dalí, cidadão figuerense desde sempre, comprou o teatro, reformou e decorou cada cantinho – dos lados de dentro e de fora – à sua maneira. Inseriu obras suas e de artistas que achava merecerem um espaço lá, fosse por gostar deles, fosse como fonte de inspiração.

Escapando das urbes do norte da Catalunha, ainda temos a opção de fugir para a montanha…

… e encontrar o Mosteiro de San Pere de Rodes

ou para o interior e apreciar a “ponte dos judeus” em Besalú

ou para as praias da Costa Brava, como Calella de Palafrugell

Se estivermos a fim de festa, há muitas e muito autênticas na Catalunha!

Em Berga, tem a “Patum”, cheia de dragões,

Diabos,

e muitos mas muitos fogos de artifício.

Reserve seu próximo Corpus Christi para baixar lá! Eu recomendo!

Quer mais? Quando foi a última vez que você viu torres humanas de 7 ou 8 andares?

Pois, reserve seu próximo fim de outubro para o Concurs de Castells (castelos: como são chamadas as torres humanas) e veja times com centenas de catalães suicidas competirem pela torre mais alta

na arena de Tarragona. Se for, não perca uma visita ao Anfiteatro Romano no centro da cidade de frente para a praia!

De lá, pegue mais um trem que verás onde estão enterrados os principais reis da Coroa de Aragão no Mosteiro de Poblet.

Cansou? Então vamos relaxar no Vall de Boí nos Pirineus.

Tem vilas mediavais, suntuosos spas, belas igrejinhas de pedra, comida boa de montanha e gente bem humorada.

O único problema é entender o sotaque deles em catalão… espanhol? eles falam. Não muito melhor que a gente que está no nível intermediário do Instituto Cervantes, mas falam.

E, no final, mate saudade de Barcelona.

Este post faz parte do projeto

M U L T I R Ã O  D E  I D E I A S

saiba mais sobre o projeto e os autores no

http://ideiasnamala.wordpress.com/mutirao-de-ideias/

 

Outros posts de Norton Ficarelli:

Oaxaca (México) – País dos cactos destilados e dos artistas rabaneteiros: http://ideiasnamala.wordpress.com/2012/04/17/oaxaca-mexico-pais-dos-cactos-destilados-e-dos-artistas-rabaneteiros/

 

Veja também:

Mergulhando pela terra de Dalí: http://ideiasnamala.com/2013/08/19/catalunha-mergulhando-pela-terra-de-dali/

O Teatro Museu Dalí em Figueres: http://ideiasnamala.com/2013/09/26/o-teatro-museu-dali-em-figueres/

Desvendando a Catalunha e a sua cultura: http://ideiasnamala.com/2012/06/28/espanha-desvendando-a-catalunha-e-sua-cultura/

Barcelona: http://ideiasnamala.wordpress.com/2011/01/15/barcelona/

Barcelona: Um dia a la Gaudi: http://ideiasnamala.wordpress.com/2011/01/22/um-dia-a-la-gaudi/

 

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

5 comments

Post a new comment

Veja também