#Roadtripnodeserto: rumo ao Grand Canyon

9
Grand Canyon

Oitavo dia de #Roadtripnodeserto, depois de percorrer lugares impressionantes na Califórnia, Nevada, e Utah, finalmente chegou a hora de explorarmos a jóia do Arizona: o Grand Canyon. Um dos momentos mais esperados da nossa viagem, expectativas lá no alto e a régua cada vez mais alta (é amigo, depois de visitar Death Valley, Bryce, Zion e Antílope Canyon ficamos prá lá de exigentes)… e quer saber? Expectativas superadas, o Grand Canyon é tudo aquilo que se fala e mais um pouco.

Grand Canyon - Desert View

Grand Canyon visto de seu primeiro mirante, o Desert View

Mas antes de contar do dia, deixa eu explicar porque raios queríamos tanto ir ao Grand Canyon…

Ano passado fizemos o passeio de Helicóptero no Grand Canyon saindo de Las Vegas e gostamos bastante, mas achamos o Grand Canyon West “café com leite” perto das fotos que havíamos visto do South Rim do Grand Canyon e simplesmente decidimos que precisávamos conhecer o Grand Canyon de verdade. O #Roadtripnodeserto é a relização desse plano – e de uma dúzia outros…rs.

Rumo ao Grand Canyon

Acordamos em Page, Arizona onde no dia anterior havíamos visitado o Horseshoe Bend, que é a curva mais bacana do rio Colorado e o Lower Antilope Canyon. Page é uma parada estratégica para quem vem de Utah e pretende visitar o Grand Canyon.

O trajeto entre Page e o Grand Canyon, é bem ok, os Canyons  e montanhas que surgiram na paisagem ontem nos acompanharam durante boa parte do percurso, e sem quase perceber chegamos na entrada do Grand Canyon.

Os Pseudo Mirantes Do Grand Canyon

Como viemos pela entrada leste, antes de chegar na entrada do Parque Nacional passamos por parte da reserva indígena que tem uma série de “pseudo mirantes” e perdemos o nosso tempo parando em alguns deles.

Pseudo Mirantes do Grand Canyon

Pseudo Mirantes do Grand Canyon

Pseudo Mirantes do Grand Canyon

Estes mirantes, que na verdade são uma desculpa das comunidades para vender artesanatos e produtos locais, são até que interessantes, porém um perda de tempo se comparados com o verdadeiro Grand Canyon. Eu se fosse você ia direto para a cereja do bolo: O Grand Canyon National Park.

Grand Canyon National Park: explorando o Desert View Drive

Entramos no South Rim do Grand Canyon pela entrada leste, e pegamos a rodovia Desert View Drive, uma estrada de 25 Km que liga a antiga torre Desert View Watchtower  (Mirante com vista para o deserto) até a entrada oeste – que é a entrada principal.

Nessa estrada há 6 mirantes super bonitos e que merecem ser visitados. Neste dia paramos em 4 desses mirantes (Desert View, Navajo Point, Lipan Point e Moran Point). Como o Yaki point só pode ser visitado de shuttle e o shuttle sai do Grandview Point, que estava do lado no nosso camping, deixamos estes dois mirantes para manhã.

Desert View

Nosso primeiro UAU do dia, chegar no parque e ver os canyons todos coloridos serpenteados pelo rio Colorado e a imensidão do lugar é absolutamente mágico. Neste mesmo momento sabíamos que todas as expectativas haviam sido MUITO bem superadas. Que lindo.

Grand Canyon National Park

Vista do primeiro mirante, o Desert View

Grand Canyon | Desert View

O Desert View fica a poucos metros da entrada do parque, ali há uma antiga torre de pedra “O Desert View Watch Tower”– que estava abarrotada de gente, por isso nem cogitamos visitar – um centro de informações de visitantes e restaurante.

Desert View Watchtower | Grand Canyon

Desert View Watchtower  | Grand Canyon

Navajo Point

Grand Canyon National Park

Navajo Point na Desert View Drive

A vista aqui é muito parecida com a vista do Desert View, com a diferença que você consegue fotografar a torre de observações.

 

Lipan Point

Grand Canyon National Park

Lipan Point – Desert View Drive

Grand Canyon National Park

Lipan Point – Desert View Drive

Aqui você pega uma vista lateral do Rio Colorado com a vantagem de ter uma perspectiva do outro lado. Bonito, mas os mirantes anteriores são melhores.

Moran Point

Grand Canyon National Park

Moran Point – Desert View Drive

Grand Canyon National Park

Moran Point – Desert View Drive

 

Este bonito mirante te dá uma perspectiva linda e colorida dos Canyons. Super Recomendo a parada.

Grand Canyon National Park

Nós, felizes da vida no Moran Point

Hermit Road: algumas das vistas mais lindas do Grand Canyon

Depois de almoçar resolvemos percorrer alguns trechos da estrada mais cênica do South Rim, a Hermit Road.

Durante o verão essa estrada fica fechada para carros e a única maneira de chegar aos mirantes é pegando o shuttle (que é ótimo e é grátis, mas tem a desvantagem da espera). Como estávamos em pleno inverno aproveitamos para fazer o percurso com a nossa Motor Home. (Sim, tivemos dificuldades de estacionar o nosso pseudo ônibus, mas em 90% dos casos, deu certo.

De volta ao passeio, aqui uma dica importante, com o fim da tarde a luz começa a baixar e sem uma lente mega poderosa fica pra lá de difícil tirar alguma foto decente dos mirantes, então, quem puder, faça esse passeio de manhã.

 

Trail view Overlook

Grand Canyon National Park

Trail Overlook – Hermit Road

De volta ao nosso passeio, nossa primeira parada foi no trail view Overlook que tem uma vista privilegiada para a trilha Bright Angel. Ver a trilha recortando pouco a pouco os canyons e a neve até chegar lá em baixo é um máximo. De quebra, este mirante ainda tem uma vista linda para o Grand Canyon.

Grand Canyon National Park

Bright Angel Trail vista do alto do Trail Overlook

 Grand Canyon National Park

Trail overlook e as trilhas que serpenteiam a montanha

Maricopa Point

Grand Canyon National Park

Maricopa Point – Hermit Road

Aqui abrimos o bocão novamente para o segundo UAU do dia, as vistas da Hermit Road definitivamente são mais bonitas e caprichadas que as vistas da Desert View Drive e o Maricopa Point é um belo ponto de partida. Lindas as cores e formas dos Canyons. 

Grand Canyon National Park

Maricopa Point – Hermit Road

Hopi Point

Chegamos no Hopi Point já no finalzinho da tarde e com a luz bem sem vergonha e ainda sim ficamos encantados com o potencial desse mirante. Aqui o Rio Colorado, que com a força de suas águas escavacou parte considerável desse canyon, forma um contraste genial com os tons de vermelho. A imensidão é incrível… pena que a luz não ajudou!

Grand Canyon National Park

Hopi Point – Hermit Road

Grand Canyon National Park

Hopi Point – Hermit Road

Pima Point

E por fim chegamos no Pima Point, o mirante que escolhemos para assistir o por do sol. Aqui o Rio Colorado divide com os recortes dos canyon o papel de ator principal do cenário. O sol se pôs bem no cantinho do mirante e deixou nossa vista prá lá de especial.

Grand Canyon National Park

Pima Point – Hermit Road

[Aqui as cadeiras dobráveis do nosso trailer fizeram um serviço sensacional! Tivemos o prazer de ver um Por do sol sensacional e sentadinhos!]

Grand Canyon National Park

Por do sol no Pima Point

Depois que o sol se pôs, a sombra parou de nos atrapalhar e conseguimos fotografar o canyon com uma luz melhorzinha…. e ai, vale ou não vale a visita? Na nossa opinião, valeu e muito!

Grand Canyon National Park

Pima Point – Hermit Road

Nosso camping: Mather Campground

Ficamos hospedados em um camping especial para trailers, o Trailer Village dentro do Mather Campground. O camping com Hookup completo (Tubulação para água e esgoto) custou $35,00 por dia. A estrutura é boa (não tem chuveiro, então tomamos banho dentro da RV) e a localização é SENSACIONAL!

Detalhe triste…rs… deixamos o tubo de esgoto da nossa RV conectado  durante a noite eo coitado não agüentou os 12 graus negativos e congelou… Conseguimos descongelar com muita paciência e água fervendo, mas fica a dica. Em temperaturas extremas, durma com tudo desconectado. (Detalhe 2: a RV do japonês do nosso lado congelou de forma muito mais drástica que a nossa, tinha gelo para todo o lado e o bichinho não sabia o que fazer…tadinho!)

Amanhã é dica de fazer caminhada e explorar a Hermit Road com calma, não perca

 

SOBRE A VIAGEM:

#Roadtripnodeserto é uma viagem de trailer (Motor home)  de mais de 3500 Km percorrendo partes da California, Nevada, Utah e Arizona. Foram 14 dias de estrada passando por alguns dos principais cartões postais norte americanos. Nosso ponto de partida e chegada é Berkeley, pertinho de São Francisco, Califórnia.

Veja também:

 

 

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

9 comments

  1. Nayara 6 abril, 2017 at 18:18 Responder

    Mari,

    Vou fazer uma road trip pela Califórnia com meu marido e suas dicas têm sido meu ponto de partida. Muito obrigada e parabéns pelo blog!
    Vamos ficar 17 dias em setembro. Queremos começar e terminar com o carro em San Francisco, para economizar (entregar o carro em outra cidade e pegar avião ficaria muito mais caro, infelizmente). Por enquanto o roteiro está assim:

    8-10/9 – San Francisco
    11/9 – Paso Robles ou Cambria (ainda não decidi qual das duas)
    12/9- Santa Barbara
    13/9 – Camarillo (outlet)
    14/9 – Santa Monica
    15 -18/9 – Los Angeles
    19-20/9 – San Diego
    21/9 – Grand Canyon
    22/9 – Sequoia National Park
    23/9 – San Francisco

    Acha que esse roteiro é factível ou fica muito apertado? Estou preocupada especialmente com a parte depois de Los Angeles, em que as distâncias são maiores.

    Muito obrigada!

    Beijos, Nayara

    • mari vidigal 7 abril, 2017 at 00:42 Responder

      Oi Nayara,
      Acho que tá super apertado. Vc não está considerando o tempo de deslocamento entre as cidades. Eu tiraria um dia de Los Angeles e colocaria no Grand Canyon.
      De SF a Paso Robles vc considerou que a estrada pode estar fechada? Tbm está pertado.
      Abraços

  2. Mônica 26 fevereiro, 2016 at 16:18 Responder

    Mari,
    boa tarde.
    Vi no seu post pelo Grand Canyon que vocês foram de motorhome. Estamos indo para Califórnia para fazer alguns parques nacionais, e estamos vendo a possibilidade de alugar um motorhome. Você tem alguma dica para me passar, onde alugar, etc.
    Obrigada

    • mari vidigal 28 fevereiro, 2016 at 18:14 Responder

      Oi Mônica,
      Tudo bem?

      Já alugamos trailers duas vezes aqui na Califórnia, uma com a cruise América que tem trailers um pouco mais velhos, mas é a mais conhecida, e a segunda vez com a Apollo, que foi de longe a experiência que mais curtimos.
      Falei um pouquinho dessa experiência nesse post.
      Beijos

      • Mônica 24 março, 2016 at 16:47 Responder

        Oi Mari.
        Obrigada pela dica. Fechamos com a Apollo. Serão 13 dias inesquecíveis.
        Nunca viajamos de RV e espero que seja tranquilo manusear o equipamento.
        Estou na dúvida sobre a carteira de motorista. Eles aceitam a nossa (Cat B). No site informa que precisa ser traduzida…
        Obrigada novamente.

  3. #Roadtripnodeserto: Um roteiro pelo deserto americano | Ideias na mala 1 maio, 2015 at 07:31 Responder

    […] Distância: 133 milhas | 214 Km  Tempo de viagem: 2h 50 O trajeto Page Grand Canyon, é bem ok, os canyons que surgiram na paisagem ontem nos acompanharam durante boa parte do percurso, e sem nem perceber chegamos neles. Entramos no Grand Canyon pela entrada leste, a da rodovia Desert View e de lá fomos parando de mirante em mirante até chegarmos no Grand Canyon Village. Aqui preciso fazer um parêntesis para contar que nossa expectativas eram altas mas foram absolutamente superadas, amamos cada um dos mirantes e ficamos apaixonados pelos canyons. A tarde fizemos parte dos mirantes do Hermit Road e assistimos a um por do sol no Pima Point.  Veja este dia em detalhes aqui. […]

Post a new comment

Veja também

Minha experiência em Cuba – Havana

Texto e Imagens: Amanda Forte Gonçalves Nessas férias, optamos por sair do convencional e conhecer de perto uma realidade completamente distinta da nossa: eu e ...