Volta ao mundo em#198livros: como anda a minha jornada

8

Faz muito tempo que eu deixei de descrever sobre os #198livros (um projeto literário sensacional que estou participando) mas não deixei o projeto de lado, sigo, firme e forte em minha volta ao mundo literária e com a fiel companhia da Camila do Viaggiando, da Carla do Idas e Vindas, da Ana Luiza do Fui, da Wanessa do Cadernos de Viagem a Lu do Dividindo a Bagagem e de outras pessoas que aos poucos se juntam ao projeto.

Já desisti de acompanhar o ritmo das meninas que são ótimas pesquisadoras de tesouros impossíveis (pensa que é fácil descobrir livro em Inglês na Moldávia ou em Comores?), rápidas leitoras e boas companhias de bate papo literário.

Quando embarquei nessa viagem, sabia que seria divertido, mas não tinha ideia do quanto. Estou tendo uma oportunidade única de “viajar” por culturas riquíssimas e por histórias que me fizeram rir, chorar, me emocionar. Histórias que me deram raiva e muita vontade de jogar o livro longe, e outras, absolutamente duras, porém lindas e verdadeiras. Histórias que me deram preguiça de continuar, e outras que tive que virar a noite porque eu simplesmente “precisava” chegar no final. Minha conclusão precipitada: tem muita história boa no mundo e não vejo a hora de ler pelo menos uma de cada lugar.

Carla, Camila, Ana, Wanessa e Lú: estou amando ter a companhia de vocês. Obrigada por me inspirarem a seguir na jornada e escolherem livros fantásticos. Rumo aos #198livros

Volta ao mundo em#198livros: como anda a minha jornada

mapa-mundi-198livros

Embarquei nessa aventura em julho de 2013, e desde então já li 25 livros. Como tenho uma vida meio corrida tenho um objetivo de ler pelo menos dois por mês, muitas vezes leio mais e algumas menos.

Para deixar a aventura mais divertida, criei um mapa virtual que vou circulando conforme passo pelos países. Será que chego nos 40 livros antes do final de 2014? Tomara!

Por onde andei

198livrosDesde o último post que escrevi sobre a Tunisia, passei por um montão de lugares bacanas, quer ver?

Argentina

Essa foi a minha primeira parada longa do projeto. Resolvi encarar o Rayuela, um clássico de Julio Cortázar e dancei. O livro é interessante, porém longo e difícil de ler. Como li em espanhol a dificuldade aumentou ainda mais. Gostei do livro, valeu pela experiência e pelo desafio e pendo em reler num futuro (muito distante) seguindo uma ordem diferente.

Bósnia e Herzegovina

Saindo da longa Argentina passei pela rapidamente pela Bósnia onde li o interessante Como o Soldado Conserta o Gramofone de Saša Stanišic que conta a história da guerra pelos olhos de garoto cheio de imaginação. Gostei da história, mas não coloco entre as campeões.

Gana

Em seguida, voltei pra África e visitei Gana com o livro Journey de G.A Agamblia. Um relato interessante da vida estudantil no país e que contrasta alguns temas como a vida rural, com a vida na cidade, a importância do estudo e claro as mil e uma ilusões da cabeça de um adolescente. Valeu a pena pelo ponto de vista cultural.

Malásia

Tai outra parada longa. Um dos livros mais polêmicos do projeto, o Evening is the whole day de Preeta Samarasan começou bom mas poderia ter terminado, quer dizer, começado umas 100 páginas antes. O Livro me fez pensar sobre uma série de questões sociais interessantes. Não odiei mas não recomendo.

França

E se a parada da Malásia foi sem graça, França foi uma das minhas paradas preferidas do projeto. O livro La Delicatesse de David Foenkinos é realmente uma delicadeza. A história é linda e gostosa de ler. Amei e pretendo ler mais livros dele no final do projeto.

Mali

Nossa parada em Mali foi com o Amkoullel, O Menino Fula de Amadou Hampâté. Este livro com a história do autor rodeado pelos mitos e tradições africanas que cercaram sua infância. Bem interessante pra quem curte tradições africanas, cultura ou história.

Papua Nova Guiné

Night Dreams of Passing Memories de John Kadiba é outra Auto Birografia que conta a história do autor misturando sonhos, verdades e sua vida em diferentes países principalmente Nova Guiné e Australia. Não me empolguei com a história e demorei muito pra ler.

Saara Ocidental

Essa foi uma parada relâmpago e com um livro pequenino. O único representante que conseguimos encontrar no país o livro Los Senderos de la Vida de Ahmed Muley Ali foi muito curtindo e fugiu um pouco dos propósitos do projeto. Mas na falta de opção, tá valendo.

Butão

A parada no Butão foi rápida e interessante, o livro The Circle of Karma de Kunzang Choden conta a história de uma garota lotada de karmas que passa a vida tentando se encontrar de forma relativamente poética e repleta de fatores culturais muito interessantes. Eu que já tinha vontade de conhecer o Butão, fiquei ainda mais curiosa.

Bulgária

O Livro Streets without a Name de Kapka Kassabova conta a história de Kapka em uma Bulgaria recém saída do comunismo. Me identifiquei muito com o inicio quando ela brinca que quando está na Bulgaria se sente uma estrangeira e quando está pelo mundo se sente búlgara, eu também sinto essa contradição interna forte. Gostei da história, bem em linha com os objetivos do projeto.

Camboja

Uma das minhas paradas preferidas do projeto. Se já morria de vontade de visitar o Camboja, fiquei com ainda mais. O In the Shadow of the Banyan de Vaddey Ratner conta a história da Revolução Comunista no Camboja (misturando fatos fictícios e fatos reais) pelos olhos de uma criança. Esse foi o livro que mais me marcou e que mais me fez parar, pensar e refletir sobre o poder das palavras, a brutalidade do ser humano e da luta pela vida. Se o livro não fosse enorme, teria matado em uma só sentada. 

Uzbequistão

Interessante sob o ponto de vista histórico e social, mas bem diferente do que esperávamos o livro A Poet and Bin-Laden de Hamid Ismailov conta a história do Poeta Belgi e de como ele largou a vida de poeta para virar guerrilheiro. Um livro pesado e dificil de ler, mas interessante para quem se interessa pelos conflitos do Oriente Médio

Timor Leste

Morando nos Estados Unidos vocês não sabem a alegria de finalmente ler algo bom em português. O livro Olhos de Coruja, Olhos de Gato Bravo 
Luís Cardoso, é um verdadeiro encanto. O estilo descritivos e misterioso de Luís Cardoso me lembrou muito de Gabriel Garcia Marquez. O livro conta a história de uma meninas de olhos enormes desde de antes de seu nascimento envolvendo uma série infinita de conflitos familiares e pre conceitos da sociedade do Timor Leste. Delicia de leitura.

Espanha

Que livro sensacional. A Sombra do Vento de Carlos Ruiz Zafón conta a história de um garoto que descobre um cemitério de livros abandonado e resgata o melhor livro da sua vida. Intrigado pelo romance, o garoto se envolve na história e decide investigar os paradeiros do autor. Pra quem lê em espanhol a leitura é ainda mais gostosa já o o linguajar antigo joga ainda mais pimenta na história. Recomendo e muito a leitura

Vietnã

Paradise of the Blind de Duong Thu Huong conta a história da vida de Hang, uma jovem Vietnamita que vive dividida pelas heranças do passado e o peso do presente. Além de descrever a cultura e a culinaria do Vietnam de forma primorosa nos coloca pra pensar e refletir sobre futuro, passado e presente. Bom livro.

Estados Unidos

Esse não era um livro do projeto, mas para mim virou. Uma amiga me emprestou o livro, comecei a folhear e quando vi, estava lendo sem parar. Livre de Cheryl Strayed conta a história real de uma mulher doidona, que esta perdida na vida e que resolve se encontrar caminhando por quase três meses a Pacific Crest Trail na California. Me indenfiquei pela caminhada e pelas paradas na California. Vale a Leitura.

Meus Preferidos 

  • Ruanda 
  • Camboja
  • Espanha
  • França
  • Estados Unidos

ONDE EU ESTOU

Como tenho o costume de ler várias livros ao mesmo tempo, estou lendo o livro da Moldávia (The Good Life Elsewhere de Vladimir Lorchenkov) que devo acabar esta semana, o livro de Comores (Le Kafir du Karthala de
Mohamed Toihiri) que também está com os dias contados e o livro de Omã (Le Kafir du Karthala de Mohamed Toihiri) que está preso no Kindle do meu marido, mas que resgatarei em breve. 

[Fiz uma escala na Lituania, mas não tive paciência e voltarei assim que o santo baixar].

E AI SE ANIMOU?

Esse é um projeto sensacional que sempre dá tempo de começar. Se você curte ler e viajar, eu super recomendo.

 

 

 

 

 

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

8 comments

  1. Ana Luiza 7 junho, 2014 at 02:25 Responder

    Marina, adorei o post! me emocionei de fato. Você conseguiu traduzir em palavras um sentimento, que vem crescendo desde que comecei a acompanhar o projeto. Uma via de mão única, pois são só ganhos! Muito gostoso, descobrir novos autores, novos conhecimentos, e novos amigos! Nossa, como tem sido prazeroso nossos papos! Super relaxante! Longa vida ao #198 Livros!!
    Gostei da ideia do mapa, não tinha como a gente ir pintando os países já percorridos? Pensei em uma cor para cada idioma, acha que é muito delirio??

    • mari vidigal 8 junho, 2014 at 05:46 Responder

      Oi Ana,
      Obrigada pela visita!
      Adorei a ideia da cor, mas teríamos que achar um mapa em resolução razoável e com todos os países em branco.
      Tbm estou curtindo muito nossa jornada!!

  2. Camila Navarro 8 maio, 2014 at 15:50 Responder

    Seu ritmo de leitura tá é ótimo, Marina! Adorei ler seus comentários e relembrar cada uma das histórias. Já foram tantas que às vezes eu começo a confudir. Imagina quando chegarmos ao final! 😉

  3. Carla 8 maio, 2014 at 12:49 Responder

    Marina, seu post está uma delícia! Em tão pouco tempo já rodamos bastante por esse mundão literário, né? Também sinto que o projeto me abriu muitos novos horizontes e me apresentou vários autores que ainda quero conhecer melhor. Minha listinha de leitura está como a de viagens, a cada dia mais longa…

    • mari vidigal 8 maio, 2014 at 17:40 Responder

      Ai Carla, acho que preciso evoluir no quesito literário e criar uma “to read list” ;o). De qq forma, uma das minhas resoluções de 2014 foi catalogar tudo o que estou lendo, e adorei os resultados.
      Graças as escolhas de vcs tenho lido muitas coisas bacanas.
      Obrigada

Post a new comment

Veja também