Morar fora – a Experiência do Thiago na Austrália

4
Thiago Nunes em Brisbane

Morar fora, ou morar na Austrália, é o sonho de muita gente, mas muitos não sabem nem por onde começar. Pensando nisso, resolvi entrevistar meu amigo Thiago que transformou seu sonho de morar na gringa, em realidade, e está amando morar e trabalhar na terra dos Cangurus.

Thiago Nunes em Brisbane

Morar e trabalhar fora – a Experiência do Thiago em BRISBANE na Australia

Texto e imagens: Thiago Nunes

Porque você decidiu ir morar fora?

Desde minha adolescência sou viciado em filmes e seriados. Como via um mundo interessante nas telas sonhava ir para fora do país para explorar o mundo. Sempre tive espírito  “aventureiro”, era inquieto, adorava viajar, conhecer novos lugares, pessoas e culturas porém não tinha recursos para transformar meu sonho em realidade, mas nunca desisti dessa ideia.

Quando adolescente, praticava surf, e por isso, resolvi assinar uma revista mensal sobre o esporte para ler a respeito e entender mais sobre o assunto. Numa determinada edição dessa revista, vi uma reportagem que mostrava Surfers Paradise, uma praia absolutamente lotada, porém linda, que eu não tinha a menor ideia de onde era. Logo descobri que se tratava de uma das mais famosas praias da Austrália, e me apaixonei instantaneamente por aquele lugar.

Os anos passaram, as responsabilidades chegaram: trabalhar, estudar e eis que em meados de 2012 eu finalmente consegui um break e resolvi planejar uma viagem de intercâmbio, ou melhor, um ano sabático.

Ao avaliar as possibilidades, meu antigo sonho começou a se concretizar. Em 6 meses eu mudei para Brisbane, a terceira 3ª maior cidade da  Austrália muito próxima a Gold Coast, onde está a Surfers Paradise, a praia que eu havia me apaixonado alguns anos antes.

Thiago em Surfers Paradise

Muito trabalho por um sonho que valeu a pena:

Eu trabalhei anos em uma empresa e só saí para realizar esse sonho. Estava recém formado na pós graduação e planejando abrir uma startup com um amigo, mas canalizei meus recursos nesse “projeto de vida” e comecei a me desapegar de algumas coisas para realizá-lo. Cá estou eu, há 1 ano e 8 meses vivendo este sonho. Não foi, e nem é fácil, porém não me arrependo de ter deixado para trás minhas atividades, família e amigos para viver tudo isso.

Por que Austrália?

Quando comecei a planejar meu intercâmbio em 2012, a parte mais difícil de definir foi a parte financeira. Cheguei a avaliar outras possibilidades mais baratas e atraentes como Irlanda, Canadá e Nova Zelândia. Porém, ao comparar a Austrália com esses outros países a escolha ficou fácil e lhes explico o porquê:

Clima parecido com o Brasil:

Irlanda e Canadá são excelentes países, mas como o frio é intenso em boa parte do ano, a ideia de trocar as atividades ao ar livre, que eu adoro, por dias inteiros fugindo do frio me pareceu entediante.

Falta de informações:

Quase escolhi a Nova Zelândia, um país incrível, com paisagens maravilhosas e cultura riquíssima mas ponderei muito e por questões de trabalho, e pela tremenda falta de informações disponíveis, acabei descartando.

Opiniões e experiências de amigos:

Como eu já tinha amigos estudando e trabalhando aqui na Austrália, escutei muitos relatos positivos que somados com a minha paixão já existente pelo país me ajudaram a decidir. Acertei em cheio!

Qualidade de vida excepcional:

Após a e minha escolha vi que a Austrália tem 3 cidades entre as top 10 com o melhor índice de qualidade de vida do mundo e não é por acaso. Mesmo sendo mais caro, arrisquei e acertei.

Brisbane - Austrália

Foi difícil conseguir o visto Australiano?

Não foi nada problemático. Todo processo foi bem tranquilo pois pesquisei muito na internet. Por meio do contato de um amigo que já estava vivendo aqui em Brisbane, conheci seu primo no que morou na Austrália durante 9 anos e que estava no Brasil iniciando sua agência de viagens, a Link2World, que foi essencial para minha vinda para Austrália.

A embaixada Australiana é rigorosa com documentação mas nada de muita burocracia e com a ajuda dele, nós (vim para a Australia com uma grande amiga que está aqui até hoje) conseguimos o visto de estudante.

South Bank - Brisbane

South Bank – Brisbane

Como a papelada é extensa, a maioria das pessoas usa uma agência de viagens para preparar tudo. Claro que, quem quiser pode preparar tudo sozinho pois no site da embaixada australiana tem as informações necessárias. De qualquer forma recomendo o uso dos agentes, pessoas que sabem ajudar e conhecem atalhos, o que é fundamental.

Quanto tempo demorou todo o processo?

Preparamos toda documentação e aplicamos para visto. Como um dos requisitos para obter o visto é a compra de passagens de ida e volta, nossa viagem estava marcada e os papéis não chegavam. Ficamos bem ansiosos, mas finalmente recebemos tudo, um dia antes da viagem.

Todo o processo durou uns 6 meses, entre pesquisa, início das negociações até pisar em solo Australiano.

Como foi a chegada na Australia? Você já falava inglês?

Sim, já me comunicava um pouco e minha chegada foi super tranquila. No Brasil, estudei por 4 anos há 12 anos atrás, meu inglês estava completamente enferrujado pela falta de prática. Eu tinha o vocabulário básico, uma pronúncia razoável e péssima gramática . Ainda bem que os Australianos, são muito pacientes e educados com estrangeiros.

Skyline de Brisbane

Skyline de Brisbane visto do Kangaroo Point

O inglês é difícil, mas com o tempo acostuma…

No inicio tive muita dificuldade pois o inglês australiano é muito difícil de entender. Mas o tempo foi passando e eu fui me acostumando. A imersão nesse universo ajuda bastante, eu vivencio o inglês 24h por dia na TV, jornal, internet, supermercado. Dessa forma, o aprendizado vem quase que naturalmente.

Experiência multi-cultural ajuda o aprendizado

Fora que o convívio não e só com australianos, há estudantes de toda parte do mundo, tenho amigos da Grécia, Macedônia, Ucrânia, Espanha, Colômbia, Mongólia, Bulgária, Perú, Taiwan, Índia, Japão e Coréia. Você consegue calcular a diversidade de sotaques?

Essa diversidade cultural, somada ao preparo Australiano para receber bem os turistas fez com que o meu aprendizado fluísse muito. Hoje, consigo me virar super bem, mas claro que sempre dá para melhorar.

Você fez aulas de inglês? Por quanto tempo?

Sim, meu visto foi condicionado a um curso foi 5 meses de General English (inglês básico) depois fiz 1 mês de IELTS (inglês para certificação internacional) e gostei muito. Quando renovei meu visto eu optei por fazer o Cambridge outra vertente de certificação internacional sem data para expirar (o IELTS expira a cada 2 anos). Hoje faço um curso técnico de mídia Digital. O curso tem 8 meses com aulas duas vezes por semana e com a carga horária mais tranquila, sobra tempo para fazer outras atividades.

Como é a sua rotina?

Não tenho muito uma rotina estabelecida mas eu diria que trabalhar e estudar são minha principais atividades. Treino corrida, gravo e edito vídeos, tiro fotos, ando de bicicleta (a cidade é super bike frendly, há ciclovia em todo lugar e os motoristas respeitam os ciclistas) e de noite trabalho.

Brisbane de Bicicleta

Thiago pedalando em Brisbane

Meus finais de semana são sempre imprevistos. Quando não trabalho, aproveito para ir a praia, fazer churrasco no parque, passear pela cidade, visitar museus e galerias.  Enfim, atividade não falta.

Você está gostando da experiência?

Sim, estou curtindo muito viver aqui, o país tem muito a oferecer ao povo e claramente o governo investe e trabalha para o bem estar de todos. O senso de “comunidade” é completamente diferente do que temos no Brasil.

A educação do povo daqui é impressionante e isso faz toda a diferença, o sistema de transporte é de dar inveja de tão eficiente e todo conectado um ao outro, o trem com ônibus que se conecta com City Cat (tipo de balsa) além de em alguns lugares o transporte ser gratuito. Apesar do custo de vida ser alto, quem trabalha vive dignamente.

Brisbane - Austrália

Como é trabalhar na Austrália?

Alguns brasileiros chegam em terras Australianas e mudam de personalidade, por imaturidade e acham que por não estar no Brasil são melhores do que outros, sabe aquele ditado: “come mortadela e arrota caiar?” é bem isso, ouço cada história que é de dar vergonha, mentem para a própria família.

Eu tenho a obrigação de ser honesto, apesar de formado, pós graduado eu vim para esse país por opção minha e automaticamente para isso acontecer me despi de muito preconceito e orgulho, hoje trabalho como office cleaner, o que no Brasil seria o “faxineiro de escritório”, mas o trabalho aqui é duro, suado mas muito digno, trabalho 4h por dia e consigo pagar meu curso, as contas de casa e ainda dá tranquilamente para o lazer e entretenimento.

Infelizmente por questões legais não posso trabalhar FULL TIME (8h) em minha profissão aqui (até fiz uns freelas mas não quis mais) teria que ter o visto WORKING HOLIDAY VISA, além de comprovar e validar meu diploma, algo assim entende? Mas como disse, eu resolvi tirar meu “GAP YEAR” então nem era para trabalhar porém tenho que me manter aqui legalmente essa foi a opção que me trouxe mais conforto, trabalhar em pub’s, restaurantes, cafés pode até ser lucrativo porém é um mercado instável e você trabalha em horários nada agradáveis e nem tem fim de semana, no que trabalho que é PART TIME (4h) dia de segunda a sexta, e estou feliz com isso, não será minha profissão para sempre mas esta me permitindo realizar meu sonho e vai me proporcionar outros, realizando isso passei a respeitar muito mais todos indiferente da atuação profissional, aqui realmente o trabalho é digno.

Não me arrependo nem um pouco de ter arriscado tudo para vir para Austrália, valeu e recomendo muito quem quiser investir no futuro que faça isso.

Como é morar em Brisbane?

Gosto muito da estrutura da cidade. Brisbane é mega segura e você pode andar tranquilamente pela rua sem se preocupar. Há wifi nas principais praças e é normal ver pessoas com notebook altas horas da noite. Além disso, a cidade é repleta de parques, super bike frendly  – tanto que a bicicleta virou meu meio de transporte primário.

Cassino de Brisbane

Brisbane também oferece um complexo chamado South Bank com teatro, restaurantes, museus e galerias de arte e até mesmo uma piscina publica, que na verdade é uma praia artificial, com direito a areia e tudo mais. A piscina é mega limpa, com tratamento de água diário. Para completar, o rio que corta a cidade é lindo e dá um toque especial na paisagem.

Praia Artificial -South bank

Moro próximo ao centro da cidade, com a vantagem de estar a 1 hora de trem de Gold Coast, onde está Surfers Paradise, a praia que me chamou atenção para esse país.

Praia de Moloolaba - pertinho de Brisbane

Em resumo: a estrutura, segurança e qualidade de vida daqui são tão absurdas, que não tem como não gostar desse pais, dessa cidade e desse estilo de vida.

Quais os desafios de morar na terra do canguru?

Inglês diferente

Com certeza o principal desafio e obter fluência no idioma, mas com 1 ou 2 meses de estudo já dá para superar esse problema.

Culinária local

Outro fator que costuma assustar é a culinária local, bem diferente do Brasil, mas somos criativos e tiramos isso de letra.

Custo de vida alto

A questão financeira é um grande desafio. O custo de vida é alto e quem não vier com recursos necessários para pelo menos 3 ou 4 meses desempregado, pode não ter tempo de encontrar trabalho.

Topar tudo

Uma dica para quem planeja vir estudar e trabalhar na Australia é: esteja preparado para trabalhar no que aparecer. Eu particularmente sou graduado e pós graduado mas aqui, por questões de visto, não posso trabalhar mais de 20 horas por semana. Por isso, é difícil encontrar emprego na minha área de atuação.

Para me manter aqui já trabalhei de barista, bartender, com mudanças, de ajudante de cozinha, abseiling cleaning (limpar vidro nos prédios com técnicas de rapel) enfim trabalho aqui e diferente do Brasil e não existe o conceito de sub-emprego.

Aqui é muito comum encontrar mulheres trabalhando em obras, pessoas formadas trabalhando de eletricista, atendentes de supermercado, encanadores. E todos são absolutamente valorizados pelo que fazem. Aqui as pessoas vivem do que gostam ou do que dá dinheiro para curtir a vida. Eles trabalham muito mas dificilmente fazem hora extra, começam cedo e terminam cedo, enfim, aproveitam melhor a vida, julgam menos e fazem mais.

Brisbane vista da balda (city cat)

Quais seu próximos passos?

Bom essa questão é uma incógnita, mas vou te contar uma breve história. Quando vim para Austrália, vim com um visto de 6 meses de estudante, eu estava decido a voltar para o Brasil logo que meu visto vencesse porém me apaixonei por esse país, então resolvi extender o visto por mais 1 ano e 3 meses.

Nesse meio tempo muita coisa aconteceu, e agora estou em processo de renovação de meu 2º visto para mais 1 ano e dessa vez sera o último. Quero voltar ao Brasil mas antes disso pretendo conhecer muito esse país, visitar outras cidades e até ir para Asia aproveitando que daqui a passagem é muito barata.

Depois disso pretendo voltar ao Brasil, amo a Austrália, mas amo minhas raízes muito mais.

Sobre o Thiago:

Thiago Nunes é formado em Design e pós graduado em Marketing Digital. Apaixonado por música, esportes ao ar livre e corrida. Corredor assiduo, ele participa de um time há mais de 4 anos. Nas horas livre, o Thiago edita videos para o seu Canal de Youtube recém lançado.

Teaser Thiago

Corre lá e veja que show o video Teaser dele.

 

Intercâmbio

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

4 comments

  1. Eduardo Fonseca 19 janeiro, 2016 at 16:03 Responder

    Ola thiago, estarei embarcando agora em marco, e ou para brisbane tbm sua informacoes me ajudou muito a me sentir mais seguro em relacao a minha escolha. so tenho uma duvida se vc puder tirar agradeco.
    qual seria em media o custo de vida mensal ai em brisbane?

  2. Eduardo Silva 4 janeiro, 2016 at 15:42 Responder

    Muito boa as informações, parabéns! Eu e minha esposa estamos pensando em ir para Brisbane em 2017, já deu para ter uma boa ideia sobre tudo. Valeu!!!

Post a new comment

Veja também