Roadtrip: Um dia no Joshua Tree Park

2

Hoje é dia de explorar o Joshua Tree National park, um dos parques desérticos mais interessantes da Califórnia. Entramos pela entrada Leste, percorremos o parque inteiro de carro parando em vários pontos interessantes e saímos pela Cottonwood Spring. Saindo do Joshua, seguimos para o Salton Sea, um lago imenso e cheio de história pra contar. E ai, pronto para passar o dia no deserto com a gente?
Árvore de Joshua - Joshua Tree Park

Um dia no Joshua Tree National Park

Hoje é o segundo dia da nossa #Roadtrip pelo Sul da Califórnia. Estamos hospedados em Palm Springs, que é famosa por ser o refugio das estrelas de Hollywood (muitas delas tem casas aqui), por sediar dois dos mais importântes torneios de Golf, por estar bem pertinho de Indian Wells, onde acontece um dos grandes Masters de tênis. Além disso, Palm Springs é um lugar excelente para explorar o deserto da Califórnia, e por isso serviu de ponto de partida da nossa Road Trip.

De Palm Springs até o Joshua Tree Park

A distância entre Palm Springs e o Joshua tree é de 78 Km (cerca de 50 minutos). A estrada começa bem montanhosa (uma montanha bege e de aparência arenosa, repleta de pontinhos de folha amarelada pela falta de água. Até parece um Dalmata), mas logo a altitude se transforma em uma grande reta repleta de cactus e árvores de Joshua.

Expectativas x Realidade

Enquanto eu que adoro deserto estava mega empolgada com o passeio o Gu estava com as expectativas lá embaixo. Por ele, nem iríamos ao parque e estavamos prestes a embarcar em uma mega furada. De quando em quando ele apontava para as árvores de Joshua da estrada e fazia uma piadinha: “com tanta árvore na estrada, porque estamos indo para o parque mesmo?

E quer saber?
Dessa vez o Gu estava COMPLETAMENTE enganado. O parque é o máximo! Um deserto repleto de tipos diferentes de plantas, árvores de Joshua em grande quantidade e vários outros tipos de cactus bacanas. Além das plantas o parque tem um relevo super interessante e esta repleto de pedras grandes – um verdadeiro paraíso pra quem curte escalada – e outras pedras bem quebradas que parecem ter sido encaixadas. Enfim, gostei e recomendo.

Preparativos para o passeio

Quase esqueço de contar que o Joshua tem bem menos estrutura que os outros parques nacionais da Califórnia. Prevendo isso tomamos um café da manhã reforçado na cidade e compramos um sanduiche bem caprichado e dois garrafões de água para trazer conosco.
Nosso Picnic no Joshua
Até tinha bebedouro na entrada no parque, mas não vimos nem lanchonete e nem nada do tipo. Então deixo a dica, vá preparado e nos meses mais quentes, leve muita água!

Um frio danado!

E pra quem pensa que deserto é sempre calor, taí o grande erro! Mesmo sabendo que no inverno esfria bem, subestimamos o frio e passamos o dia todo gelados. O vento cortante nos castigou bem forte e só não fomos embora do parque mais cedo porque a paisagem merecia um sacrifiozinho.

Chegando no Joshua Tree

Joshua Tree National Park

Quanto custa?

A entrada no Joshua Tree custa $15,00 dólares e é válida por até uma semana.Como temos o cartãozinho anual dos parques nacionais (que custa $80,00 e pode ser usado infinitas vezes) a entrada saiu grátis.

Já viemos com nosso passeio bem programadinho, mas mesmo assim pegamos um mapinha na entrada e seguimos passeio. Desde os primeiros momentos, o parque se mostrou muito mais bonito e diverso do que esperávamos.

O que fazer no Joshua Tree Park

Hidden Valley (Vale escondido)

Há muitos e muitos anos atrás, quando a chuva ainda caia em quantidades aceitáveis na região, alguns fazendeiros tentaram ocupar e transformar o JT em fazenda. O Hidden Vale, guarda algumas lembranças desses tempo, como uma antiga escada recortada na pedra e outros pontos bem sinalizados.
Joshua Tree National Park
Mas, sem dúvida nenhuma, o ponto alto dessa parada foi subir no topo nas rochas enormes e ver o vale lá do alto. Imperdível!
Hidden Valley - Joshua Tree Park

As árvores de Joshua

Nossa segunda parada do dia foi completamente não planejada. Desde a chegada no parque me encantei com a variedade de formatos do Joshua. Sem brincadeira, cada árvore é uma obra de arte. Uma diferente da outra, umas com galhos retorcidos, outras mais esbeltas. Impossível não se apaixonar.
Joshua Tree National Park

Então buscamos um jardim bem caprichado e com uma diversidade bacana de Joshuas e paramos para fotografar. Foi um dos momentos mais bacanas do dia, e juro que se tivesse mais quente eu teria parado ainda mais vezes.

Keys View: vistas panorâmicas do deserto

Keys View - Joshua Tree National Park
Com 1580 metros de altitude, o Keys View é um dos principais mirantes do Joshua Tree, e a vista lá do alto é espetacular. Destaque para as montanhas Santa Rosa, o Lago Salton Sea (que mesmo ofuscado pela neblida deu sinais de sua imensidão) e o vale da Coachella. Lá no alto fomos surpreendidos por um vento congelante e mega forte (quase perdi meu óculos escuro na brincadeira) então ficamos bem menos do que gostaríamos, mas o suficiente para curtir a vista.

Dirigindo pelo Joshua Tree Park

Joshua Tree Park
Nossa próxima parada foi um pouco mais longe e para chegar lá dirigimos boa parte do parque. Nesse meio tempo a paisagem mudou drasticamente, perdemos muita altitude. Os Joshua Trees desapareceram da paisagem, as montanhas mudaram de cor e diminuíram de tamanho, e aos poucos as Yucas e Cactus começaram  a dominar a paisagem.
Yucca: Joshua Tree Park

Cholla Catus Garden

Cholla - Joshua Tree National Park
As Chollas são um tipo de cactus baixinho e de espinho bem ferroz (nem ouse encostar) porém de formatos bem interessantes. o Jardim de Chollas é um passeio de uns 500 metros rodeado dessas plantinhas, um caminho bem fácil e super gostoso de caminhar. E como esse pedaço do parque é bem mais baixo que as paradas anteriores, o frio deu uma trégua e deixou nosso passeio bem mais gostoso.
Chollas - Joshua Tree National Park

Chegamos no Cholla Cactus Garden às 2:00 da tarde e fizemos nosso picnic antes de sair para a trilha. O sanduba que compramos na cidade estava ótimo!

Cottonwood Spring

Nossa próxima parada foi para fazer a caminhada do dia. Fizemos uma trilha de pouco mais de 5 Km que começou o Oasis de Cottonwood (bem interessante ver como árvores e palmeiras se aproveitam de qualquer pedacinho de água no deserto para criar e multiplicar vida).
Oasis - Joshua Tree National Park

Mastodon Peak: a trilha do dia!

Dali subimos para o Mastodon Peak uma montanha com vistas bem interessantes do sul do parque – especialmente do Salton Sea. A trilha foi bem tranquila e as vistas valeram a subida.

Joshua Tree Park
Descemos pelo outro lado da montanha passando por uma antiga mina de extração de ouro (aposentada em 1932). Foi um ótimo passeio.

Os Canyons pintados

Saindo do Joshua Tree, seguimos em direção a cidade de Meca, passamos por dentro dos Painted Canyons (uma formação rochosa bem parecida com o deserto colorido do Petrified Forest National Park no Arizona) e pode até ser uma parada bacana pra quem tem mais tempo.

Salton Sea

Terminamos o dia no Salton Sea (Salton sea State Recreation Area), uma mistura de lago e mar que é metade verdadeiro e metade artificial. O cenário é bem bonito e o lago seria um ponto super visitado (até 1950, o lago era um dos lugares preferidos das estrelas de Hollywood e vivia cheio de turistas) se não fosse o grande problema ambiental gerado pela drenagem da água do Rio Colorado que abastece e mantém o lago cheio, mas que gerou um aumento no nível de sal da água e que aos poucos vai matando os peixes do Salton.
Salton Sea - Califórnia
Poucas especies de peixe conseguem sobreviver em um lago que é mais salgado que o oceano pacifico. O cheiro de peixe é forte ea quantidade de carcaças na beira da praia mostram que há algo errado por ali! Uma pena!
Salton Sea - Califórnia

Carcaças de peixe nas margens do Salton Sea

Vimos o pôr do sol na beira do lago, e seguimos o caminho de volta para Palm Springs.

Fábrica de coqueiros

Uma das coisas que chamou nossa atenção nessa região foram as plantações imensas de coqueiros e palmeiras imperiaias. Com tantas palmeiras espalhadas por Los Angeles, Palm Springs e região e litoral da Califórnia, era fato que eles precisavam de uma senhora fábrica de coqueiros. E não é que existe?! #MomentoSurreal

Palm Springs

Salvation Mountain

Há uns 30 minutos do Salton Sea Recreation Area, há uma intalação de arte mega contraditória que eu adoraria ter bisbilhotado e que foi vetada tanto pelo Gustavo quanto pelo horário, depois do pôr do sol, não ia dar pra ver nada nem que eu quisesse muito, o que não era o caso. A Salvation Mountain (montanha da Salvação) é uma montanha toda pintada e decorada com cenas biblicas super coloridas: brega, surreal e ao mesmo tempo curioso. Ficou para a próxima.

Palm Desert

Fechamos o dia com um passeio rápido por Palm Desert, uma cidade repleta de campos de Golf e de shoppings center. Destaque para “El Paseo”, uma avenida repleta de lojas de grife chiquerrimas, restaurantes e galerias de arte que ocupam casinhas no estilo mediterraneo com direito a fonte e patio. Bem mais top que a rua principal de Palm Springs.

Mais sobre a #Roadtrip pelo Sul da Califórnia
#Road Trip pelo Sul da Califórnia é uma viagem de 9 dias saindo de São Francisco e passando por Palm Springs, Long Beach, Los Angeles, Pasadena e Los Olivos. Veja o roteiro completo aqui.

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

2 comments

Post a new comment

Veja também