O melhor de Paris em 2 dias

65

Esse é um roteiro intenso pra quem tem pouco tempo e quer conhecer o melhor de Paris. Um roteiro de 2 dias (ou um final de semana) passando e parando nos principais pontos turísticos da cidade e em alguns dos cafés mais especiais. Pronto para se apaixonar por Paris?

E dá tempo de visitar Paris em dois dias?
Antes de mais nada CALMA! Não, não dá tempo de ver a cidade inteira, mas dá para conhecer o principal. Dois dias está longe de ser o tempo ideal para visitar Paris, mas é melhor que nada, certo?! Então abracemos estes dois dias e façamos o melhor possível! Quem sabe numa próxima vez você vem com mais tempo?! 🙂 O ideal seriam pelo menos 4 dias, mas em Paris, quanto mais, melhor.

Tem 3 ou 4 dias? Opa dê uma olhadinha nesse roteiro aqui!

O melhor de Paris em 2 dias

Roteiro Resumido: O que fazer em Paris em dois dias

  • Dia 1: Notre Dame, Sainte Chapelle, Pont des Arts, Louvre & Arco do Triunfo
  • Dia 2: St. German, Quartier Latin + sua escolha ( Opera de Paris & arredores + Galeria Lafayete ou Les Invalides + Museu Rodin ou Museu D’Orsay) & Montmartre

Roteiro Detalhado:

Dia 1: Notre Dame, Sainte Chapelle, Pont des Arts, Louvre, Arco do Triunfo e torre Eiffel

Notre Dame - Paris

Mapa do dia 1:

O melhor de Paris em 2 dias

Resumo do dia de hoje:

Hoje daremos um geralzão por Paris começando na Catedral de Notre Dame e terminando no alto da Torre Eiffel. Será um dia cansativo (afinal, com só dois dias em Paris, não dá para fazer milagre, né?! Tem que bater perna) porém repleto de paisagens incríveis, e milhões de boas oportunidades para fotografar.

Paradas do dia 1:

  • Catedral de Notredame
  • Sainte Chapelle
  • Pont des Arts
  • Museu do Louvre
  • Palais Du Royal
  •  jardins de Tuileries
  • Museu Orangerie
  • Praça da Concórdia
  • Champs-Élysées
  • Jardins do Trocadero
  • Torre Eiffel
  • Campo de Marte

Catedral de Notredame

Catedral de Notre Dame - Paris

Comece o dia cedo (eu se fosse você, chegaria na catedral no máximo às 8:30 da manhã), dê uma rápida volta em torno da catedral, repare nos detalhes, nas torres pontiagudas e nas gargulas. Em seguida, entre na fila (de frente para a catedral do lado esquerdo) para subir nos incríveis telhados de Notredame. Os telhados abrem as 9:30, mas como o número de pessoas por vez é BEM limitado, a fila costuma ser longa e lenta. Chegando cedo você garante seu lugar como um dos primeiros da fila e algumas das vistas mais incríveis de Paris.

Paris vista do alto da Catredral de Notredame

Paris vista do alto da Catedral de Notre Dame

Depois de uma escada enorme e apertada em forma de Caracol (são 387 degraus de pedra ), você terá algumas das vistas mais especiais de Paris com direito as Gárgulas lindíssimas que inspiraram o filme “ O Corcunda de Notre Dame” da Disney. (E nem venha com esse papo de preguiça de subir degraus. Ainda é cedo, suas pernas estão descansadas e esse lugar é tão especial que vale qualquer esforço! E não vale xingar a blogueira – e nem a mãe dela – durante a subida.)

Por dentro da Catedral de Notredame

Depois de curtir as visitas de Paris, cumprimentar as gárgulas e visitar o enorme sino da igreja desça as escadas e visite a catedral. Repare nos detalhes da fachada: o pórtico repleto de detalhes, a coluna de estátuas central com direito a anjo decapitado no pedaço, e na impressionante porta da igreja.

Sainte Chapelle

Sainte Chapele - Paris

Terminada a visita, siga caminhando as margens do Rio Sena até a Saint Chapelle – um pináculo ponteagudo e magricelo que pode ser visto desde a Notre Dame.
A Saint Chappele é sem exagero, uma das igrejas mais belas do mundo (NEM PENSE em não entrar). A igreja tem um primeiro andar pintado de azul celeste azul com flores de Lis douradas, onde os súditos assistiam a missa, e um segundo andar absolutamente surreal dedicado ao rei. Uma coleção de vitrais coloridos – e que mudam de cor dependendo da posição do sol. Lindo, lindo.

Pra ver de fora: Ao lado da Saint Chappele está a Conciergerie, um antigo palácio que serviu de prisão durante a revolução Francesa. Acho a visita interessante, mas não pra quem tem somente dois dias na cidade. De qualquer maneira, a parte externa do edifício, um castelinho pomposo super bem conservado, merece um par de fotos.

Rio Sena - Paris

Conciergerie vista do outro lado do Rio Sena

Passeio as margens do Rio Sena

Ro Sena - Paris

Saindo da Sainte Chapelle vá até a Pont Neuf e de uma passada rápida no pequeno jardim que marca o final da divisão do rio Sena – ou Ille du Cité. Em seguida, atravesse a ponte e caminhe as margens do rio Senna sentido Torre Eiffel curtindo um pouco do ar parisiense e da graça de “Flanar” pela cidade. A próxima ponte do rio se chama Pont de Arts e é uma das mais fotografadas da cidade.

Pont des Arts

Pont Des Arts - Paris

Também conhecida como ponte dos cadeados, é uma das paradas obrigatórias no roteiro de namorados apaixonados e casais de lua de mel, que eternizam seu amor por meio de cadeados. [Contei um pouco mais sobre a ponte e a tradição dos cadeados nesse post] A ponte des Arts é super fotogênica e tem uma vista interessante para o lado de Paris que acabamos de visitar.

[Atualização do post: no ano passo todos os cadeados da Pont Des Arts foram removidos e ela agora está protegida por placas de vidro para não receber novos cadeados. Ainda assim vale a visita já que  vista do centro a ponte é linda!]

Museu do Louvre

Museu do Louvre - Paris

A ponte des Arts fica encostadinha no museu Du Louvre (é só seguir reto de costas para o rio que você chegará lá), que é a nossa próxima parada do dia. Como você tem pouco tempo, compre suas entradas antecipadas e passe batido pela fila quilométrica.

Entre no Louvre, visite as alas que escolher – sem esquecer de deixar um beijinho no ombro da nossa minúscula amiga Monalisa. Caminhe pelos corredores super luxuosos e super ornamentados com alguns dos quadros mais caros do mundo. E pra quem se interessa por arte egípcia, taí uma galeria que considero imperdível! O Louvre é um mundo tão gigante que é impossível ver tudo, faça suas escolhas sem medo e nem pena do que ficou para trás.

A pirâmide invertida

Piramide Invetida - Louvre

Saindo do Louvre, entre na galeria Carrousel du Louvre – um shopping SUPER bacana que fica no subsolo do museu – e veja a incrível pirâmide invertida descrita no livro Código Da Vince (bem em frente a loja da Apple). A galeria é um bom lugar para comer algo rápido caso a fome aperte. E na saída (se é que você ainda não fez) não deixe de visitar a pirâmide do Louvre e tirar umas boas fotos.

Agora você tem duas escolhas:
A) Fazer um desvio rápido até o Palais Du Royal, um palácio bonito com um jardim bem caprichado.
B) Seguir direto rumo a Champs-Élysées (e ter um tempinho para eventuais compras)

Palais Du Royal

Palais Du Royal - Paris

Um dos meus cantinhos preferidos de Paris, é um pátio de colunas de diferentes tamanhos e um bonito jardim (Veja todos os detalhes desse passeio aqui) um pequeno oásis de paz numa das regiões mais tumutuadas da cidade. Caminhe até o Palácio, faça uma visita rápida e volte para o roteiro original.

Jardins do Louvre – jardins de Tuileries

Arco de Napoleão - Paris

Arc de Triomphe du Carrousel com o Obelisco Egipcio e o Arco do Triunfo no fundo

Após a Pirâmide do Louvre, você encontrará um pequeno arco do triunfo rosado, este é o Arc de Triomphe du Carrousel construído entre 1806 e 1808 em comemoração as vitórias de Napoleão Bonaparte. Após o arco você estará oficialmente nos jardins de Tuileries, um dos jardins mais visitados da cidade e um bom lugar para sentar uns dez minutinhos (faça como os Parisisenses, sente em frente a uma das fontes e veja a vida passar – mas não por muito tempo, porque tempo é um recurso escasso nesse roteiro!)

Jardim de Tuleries - Paris

Museu Orangerie

Museu Orangerie

Monet gigante no Orangerie

Ainda nos jardins, antes de chegar a Praça da Concórdia – a praça do Obelisco egípcio – do seu lado esquerdo há um prédiozinho cor de pedra. Este é o museu Orangerie, ele é bem pequenino e dá para visitar em menos de uma hora, e é nele que ficam os mais gigantes e impressionantes quadros de Monet “As Ninfeas” que estão em salas circulares especialmente feitas para eles, além de alguns quadros de Renoir e Cezanne que não deixam nada a desejar. Como você tem tempo meio limitado, olhe no relógio e decida se dá ou não tempo. Eu recomendo.

Praça da Concórdia

Praca da Concordia - Paris

Nossa próxima parada é numa das praças mais extravagantes de Paris, uma combinação nada usual de obelisco egípcio com ornamentos dourados e que fica bem pra caramba nas fotos [Contei todos os detalhes da praça aqui nesse post]. Da praça da Concordia você conseguirá avistar o famosíssimo Arco do Triunfo.

Champs-Élysées

Arco do Triunfo visto de longe

E como nenhum visita a Paris está completa sem dar uma xereteada na Champs-Élysées. Aproveite a próxima hora para percorrer e desbravar uma das ruas mais cobiçadas do mundo. Aqui não tem muito segredo não, siga seu extinto de viajante e entre no que te chamar atenção. A única parada obrigatória (ESQUEÇA o regime!) é a loja da Ladurée, que além dos famosos macarons tem alguns dos doces mais deliciosos do mundo (não estou exagerando).

Arco do Triunfo

Arco do Triundo Paris

Terminada a orgia gastronômica na La durée, continue a caminhada até o Arco do Triunfo. (ATENÇÃO, não cometa um suicídio e atravesse pelo lugar certo: as passarelas subterraneas – com placas grandes porém quase invisíveis para um turista emocionado).

O arco do triunfo é incrivelmente belo e tem vistas legais pra caramba da cidade, mas como subiremos na torre Eiffel logo, logo, nem perca seu tempo. Olhe o monumento com carinho, repare nos detalhes e prepare-se para a próxima e última parada do dia.

Torre Eiffel

Torre Eiffel vista de baixo

A forma mais prática de chegar do Arco do Triunfo à torre Eiffel é pegar o metrô até a estação Jardins do Trocadero – que tem uma vista INCRÍVEL para a torre e é um ótimo lugar para tomar uma gelada antes de subir. Mas quem quiser sempre pode caminhar. Eu no seu lugar pegaria o metrô porque você já andou bem e amanhã tem mais!

Termine o dia subindo na torre, e vendo Paris do alto, mais uma vez. Com sorte você chegará na torre antes do pôr do sol e poderá ver Paris de dia, de noite e com direito a pôr do sol.

Paris vista do alto da torre Eiffel

Arco-íris do alto da torre Eiffel

Atenção: para não AMARGAR horas na fila, é imprescindível que você compre seu ingresso online. Indepedentemnte da época do ano, a torre Eiffel SEMPRE tem uma fila boa.

Minha sugestão para o jantar vai ter dar um pouco de trabalho, mas será INESQUECÍVEL. Compre coisinhas gostosas de comer: queijo, vinho e pão do tipo baguette não deveriam faltar no seu cardápio, e faça um picnic no Champ de Mars (Campo de Marte) do lado oposto aos jardis do trocadero e veja a torre piscando de hora em hora. Você pode comprar seu picnic durante a caminhada pela Champs-Élysées ou comprar pães e doces Les Gourmandises D’ Effel (Rue de Grenelle, 187) e queijos no Marie -Anne Cantine (12 Rue du Champ de Mars), uma loja de queijos pra lá de caprichada. E bom Picnic!

Torre Eiffel - Paris

Dia 2: St. German, Quartier Latin + sua escolha & Montmartre

Igreja de Mont Martre

Detalhe da igreja de Sacre Coeur

Mapa do dia 2:

Mapa dia 2 - Paris

Resumo do dia de hoje:

O segundo dia é um pouco mais zigue-zag que o primeiro, e mistura atrações SUPER turísticas com paradas mais exclusivas. Começaremos o dia com um passeio pelos jardins de Luxemburgo. Antes de sair do hotel engane o estômago com algo bem levinho, mas não coma muito porque o café da manhã promete.

Paradas do dia 2:

  • Jardins de Luxemburgo
  • Café da manhã no Les Deux Magots ou Café de Flore
  • Livraria Shakespere & Co
  • Sorbonne & Panteão de Paris
  • Os Jardins de Luxemburgo
  • Almoço na Rue Mouffetard
  • Opção A: Ópera de Paris & arredores + Galeria Lafayette
  • Opção B: Les Invalides + Museu Rodin
  • Opção C: Museu D’Orsay
  • Happy Hour no Café da Amelie Poulin
  • Igreja Sacre Coeur

Os Jardins de Luxemburgo

Jardins de Luxemburgo - Paris

Comece o dia nos Jardins de Luxemburgo, um parque lindo e um oásis de tranquilidade. Um lugar que faço absoluta questão de visitar todas as vezes que vou a Paris. Ideal para elevar o astral e começar o dia com o pé direito.

Café da manhã caprichado: Le Deux Magots ou Cafe de Flore

Café Flore - Paris

Saindo do parque pegue a Rue du Seine e vire a direita na Boulevard Saint German, umas das ruas mais descoladas de Paris. Tomaremos um café da manha típico de artista num do cafés mais bacanas e tradicionais de Paris .

Escolha entre o Café Flore e o Les Deux Magots (ambos são o máximo, mas eu tendo a preferir o Magots) . Peça um café da manhã caprichado. Ambos os cafés são mega antigos e tem em sua lista de frequentadores nomes bacanas como Picasso e Hemmingway (UIA!!!) Na primavera e no verão, você pode fazer como os locais e sentar do lado de fora curtindo a galera passar.

Shakespere & Co

Shakespeare and Co - Paris

Dali caminhe pela elegante Boulevard St. German e vire a esquerda na Rue St. Jacques e caminhe até a incrível Shakespere & Co (37 Rue de la Bûcherie), uma das livrarias mais lindas do mundo e que já foi cena de vários filmes. Um parquinho de diversões para quem gosta de ler. [Atenção a Shakespeare só abre as 10:00 da matina, então nem adianta chegar muito cedo.

Sorbonne & Panteão de Paris

Paris vista do Panteão

Paris vista do alto do panteão

Em seguida brinque um pouco de se perder pelas ruelas apertadas do quartier Latin, sede da Sorbonne, uma das universidades mais prestigiadas de Paris e meu bairro preferido. E para fechar sua visita ao bairro, visite o elegante Pantheon (onde estão enterrados dezenas de franceses notáveis) e suba na cúpula para ter mais uma vista espetacular da cidade.

Pantheon - Paris

Rue Mouffetard

Almoçaremos no meu mercado preferido da cidade, a Rue Mouffetard (são 600 metros de caminhada desde o pantheon. A rua é uma delícia para os olhos e para o estômago e boas opções de comes e bebes não vão faltar. Pra não errar, escolha um lugar um pouco mais cheio.

Terminado o almoço caminhe até o metrô Censier -Daubeton que é a estação mais próxima da Rue Mouffetard. Aqui você tem três opções: (Sim amigo, com dois dias, infelizmente teremos que escolher. O que eu faria? Como sou louca por arte iria até o Museu D’Orsay, mas acho que a opção preferida da grande maioria dos seres humanos é o combo: Opera +Lafayete).

A) Ópera de Paris & arredores + Galeria Lafayete

Opera-Paris

Pegue o metrô até a Chausée d’Antin (Pra quem quiser caminhar um pouquinho maios e conhecer uma pracinha super fofa de quebra, a estação Havre -Caumartin também é uma boa opção)  e visite a galeria Lafayette, que é enorme e tem uma concentração absurda de lojas chiques. Em seguida caminhe até a Ópera de Paris. Este pequeno trecho é super fotogênico, repleto de lojinhas, cafés e pequenas galerias. Visite a Ópera (que é LINDA) por dentro e faça um bom passeio pela região brincando de explorar as vielinhas e as pequenas galerias. Em seguida, tiver pic, ainda dá para visitar a igreja Madaleine (no caminho, não deixe de parar e provar algo na deliciosa Fauchon) que é uma das minhas igrejas preferidas em Paris.

Igreja Madalaine - Paris

Dali, pegue um metrô até a estação Blanch do metrô

B) Les Invalides + Museu Rodin

Museu Rodin - Paris

Museu Rodin com a Cúpula de Les Invalides no fundo

Essa é uma opção que combina a linda igreja Les Invalides (aquela cúpula dourada que você viu do alto da torre Eiffel), onde está o túmulo de Napoleão Bonaparte. Para chegar lá pegue um metrô até a estação Varenne do metrô, visite o museu de Rodin – que está repleto de esculturas bem bonitas e tem um jardim espetacular e em seguida visite Les Invalides. Eu confesso que não gosto muito do museu da guerra que fica adjacente a igreja, mas se você curte esse tipo de coisa, vai fundo! Antes de pegar o metrô vá até a Ponte Alexandre III que é uma das mais lindas de Paris e veja o rio Senna lá de cima.

Les Invalides - Paris

Les Invalides – Paris

Ponte Alexandre III - Paris

Detalhe da ponte Alexandre III

Descendo a ponte, pegue o metrô na Estação Invalides e desça na estação Blanch do metrô

C) Museu D’Orsay

Museu Dorsai

Relógio do Museu D’Orsay

Pra quem gosta de arte, ir a Paris e não visitar o museu D’Orsay é praticamente um crime, o D’Orsay é um dos museus mais impressionantes que já visitei e a coleção de impressionistas, é de chorar de tão linda. O museu ocupa o edificio de uma antiga estação de trem e adaptação ficou o máximo. Minha parte preferida do D’Orsay é o segundo andar. Uma coleção de Montes, Renoirs, Van Goghs pra ninguém botar defeito. Beira a perfeição.

Rino do Museu Dorsai

Na saída não deixe de tirar fotos com as esculturas de animais lindos que moram em frente ao museu. Eu amo o rinoceronte! Depois disso, pegue um metrô até a estação Blanch do metrô.

Dica: Caso escolha essa opção, para não morgar na fila, compre seus ingressos com antecedência

Happy Hour com a Amelie Poulain

Café Amelie Poulain - Paris

Detalhe no Café dês Deux Moulins

Seja qual for a sua escolha, você merece um final feliz e nenhum bairro é melhor para terminar sua estadia em Paris do que Montmatre. Mas antes disso começaremos a tarde com um Hapy hour animado no Café dês Deux Moulins, onde foi gravado o filme Amelie Poulain. Para chegar lá você vai descer na estação Blanche do metrô (essa é ume região feinha, com alguns sex shops e outras coisas bizarras, não é perigoso, mas vale ficar atento aos bolsos e bolsas para evitar os bate carteiras) e caminhar até o café. Se quiser passe no Moulin Rouge no caminho para tirar uma fotinho.
Moulin Rouge

O café des Deux Moulins é uma graça e as sobremesas são ótimas. Aproveite o Happy Hour para tomar uns drinks gostosos por um precinho camarada. Bonûs para quem encontrar e fotografar o duende do filme. Selfy vale pontos dobrados. (O duende não mora por lá, mas de quando em quando ele aparece).

Café Amelie Poulain

Outra dica bacana é experimentar o famoso crepe de Nutella, em Montmartre tem várias lojinhas de rua que vendem crepes deliciosos (bem mais recheados e mais baratos que em outras regiões da cidade)

Igreja de Saccre Couer

Mont Martre - Paris

Terminaremos o dia visitando uma das igrejas mais lindas de Paris, para chegar lá você fará uma subidinha meio chata por ruas repletas de grafites e outros segredinhos artísticos. Caminhe com cuidado e preste atenção nos detalhes para descobrir uma Paris que muito pouca gente vê. Antes de chegar na igreja você passará pela simpática praça du Tettre, onde artistas e desenhistas de rua vendem retratos e pinturas diversas.

Artistas de Rua - Paris

Retratistas na Praça Du tettre

Artistas de Rua - Paris 2

Artista de rua fazendo show em Montmartre

Em seguida visite a igreja, veja Paris do alto pela última vez ( se tiver sorte com direito a pôr do sol, ou show de algum artista de rua)

Dica: Montamatre é um bairro bem boêmio e excelente para tomar uns drinks, mas não recomendo jantar por ali não. Opera, Quartier Latin e St German tem opções bem mais gostosas.

Espero que você aproveite muito Paris!
E qualquer coisa é só gritar!

Roteiro

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

65 comments

  1. Emanuelle 11 agosto, 2017 at 18:35 Responder

    Mari,

    Excelente roteiro. Usei essa semana numa viagem rápida à Paris. Eu e meu marido temos, respectivamente, 34 e 41 anos e não conseguimos fazer tudo nessa primeira viagem. A gente fica deslumbrado demais com tudo, quer tirar muitas fotos, ler sobre a história do lugar, sem falar nos museus – como o D´Orsay – que merecem ao menos umas 3 horas para ver tudo com calma, enfim, deixamos algumas atrações para uma próxima vez. De qualquer forma, adaptamos e ficou perfeito. Obrigada pelas dicas!

    Beijos

    • mari vidigal 13 agosto, 2017 at 16:25 Responder

      Oi Emanuelle,
      Que delícia! Acho que o segredo é realmente adaptar o roteiro e deixa-lo do seu jeitinho!
      Feliz que curtiram Paris.
      Beijos

  2. Sidney Gubitoso 16 abril, 2017 at 13:22 Responder

    Olá Mari.

    Adorei seu post, muito bem elaborado.
    Poderia dar uma dica, Chegarei em Paris as 15:00h no mês de maio, passar pela imigração, checkin no hotel, já será bem tarde.
    Gostaria de levar a minha esposa num jantar, o que você recomendaria, praticamente num dia terminando.

    • mari vidigal 16 abril, 2017 at 14:34 Responder

      Sou meia nostalgica, mas na minha primeira noite em Paris sempre gosto de dar um passeio as margens do Senna começando com uma voltinha por Notre Dame.
      Quanto a dicas de restaurantes, dá uma olhadinha no conexão Paris, a Lina mora na cidade e tem sempre dicas novas!

  3. Maíra Benassi 5 abril, 2017 at 01:32 Responder

    Olá Mari,

    Adorei o roteiro e as dicas!! É minha primeira viagem internacional, então estou bem crua ainda. Gostaria de saber se esse roteiro você fez todo a pé, de trem ou táxi?! Sucesso e mtas viagens pra você!!

  4. Leticia Gregoletto Martins da Silva 14 março, 2017 at 13:59 Responder

    Olá Mari, bom dia. Havia postado a mesma pergunta, mas, ela sumiu rs. Estarei em Paris por dois dias e meio (rs) em junho deste ano. Como nunca andei de metrô tenho medo de me perder, o transporte por táxi sai muito caro? Acha que compensa? Porque pelo seu roteiro não precisarei me deslocar para pontos tão longes neh. E sabe me dizer se nesta época do ano faz muito frio? Super beijo! Amei as dicas e o blog <3

    • mari vidigal 15 março, 2017 at 13:47 Responder

      OI Letícia,
      Pode ser que vc pegue trânsito nos lugares mais populares. Não tenho ideia dos preços de Táxi (nunca precisei pegar, amo caminhar em Paris e sempre fui com mais tempo), e imagino que já existam alternativas como o Uber.Junho é começo do verão, mas faz sim um friozinho de manhã cedo e a noite.
      Beijos e aproveite a viagem

  5. Eduardo 5 janeiro, 2017 at 01:55 Responder

    Oi mari vou ficar em paris do dia 23 de janeiro 2017 ao 12:00 e saio de paris no dia 25 de janeiro as 15:30, vc acha que devo pegar um guia para me levar aos lugares ou vc acha desnecessario?

  6. Juliana 29 outubro, 2016 at 02:49 Responder

    Mari,
    Quais as atrações que eu DEVO comprar online ? Torre Eiffel, Torre Montparnasse, Museu d´Orsay, Museu L’ORANGERIE, passeio de barco com a Bateaux Parisiens, Notre Dame, Saint Chapelle, Louvre são os pagos que irei fazer. Queria comprar o mais necessário mesmo por conta do IOF e da variação do cambio.

  7. Afonso 11 outubro, 2016 at 01:39 Responder

    Olá. Parabéns pelo post… simplesmente fantástico! Eu terei um pouco a mais de 2 dias … poderia me dar dicas adicionais para fazer nos dias “quebrados”?
    Eu chego em paris em um sábado as 14h no aeroporto de ORY. Terei o Domingo e a Segunda para fazer o roteiro dos dois dias. Meu próximo voo será na Terça 20h.
    O que me sugere fazer nesse tempo extra?

  8. Ana Beatriz 2 setembro, 2016 at 01:12 Responder

    Olá!! Vou a Paris e adorei seu roteiro, perfeito! Você poderia me dizer quais dessas atrações são pagas, e quanto custam? Ou poderia me indicar um site em que possa saber os valores e comprar os ingressos antecipadamente? Muito obrigada.

    • mari vidigal 2 setembro, 2016 at 19:06 Responder

      Oi Ana Beatriz,
      Fora a igreja de Notre Dame (grátis para entrar + a subida é pega) todos os museus e passeios em Paris são pagos. Consulte os preços no site de cada uma das atrações e compre os tickets (quando disponíveis nesses nos próprios sites).
      Abraços

  9. Juliana 26 agosto, 2016 at 22:41 Responder

    Oiii.
    Adorei suas dicas, foi o primeiro blog que li direto e objetivo. Eu estarei indo para Paris em novembro. Vou de stopover da minha ida para madrid. Chego dia 13/11 domingo de manhã cedo, 07:40 e vou pra madrid no dia 15/11 as 20:20. Poderia me indicar quais pontos consigo ir no domingo depois do almoço ? Sabe se o estádio parc du prince é longe da região da torre ? Meu hotel é lá.

    Obrigada

  10. Rodolfo Goes 1 junho, 2016 at 11:18 Responder

    Prezada Mari,
    Encontrei esta sua página e gostaria de agradecer as dicas e sugestões . Me foram muito úteis !
    Parabéns pela iniciativa.

  11. Jaqueline 10 abril, 2016 at 20:39 Responder

    oi, tudo bem?
    vou estar em paris por 2 dias e meio e pretendo seguir a risca seu roteiro
    quando entro no site para comprar o ingresso do museu do louvre ele pede a hora,
    que horas +- você recomenda marcar seguindo seu roteiro ?

    No aguardo
    Muito Obrigada
    Jaqueline

    • mari vidigal 11 abril, 2016 at 20:18 Responder

      Oi Jaqueline,
      Tudo bem?
      Que pergunta difícil! Tudo depende do ritmo de vocês. Eu chutaria 10:30 ~ 11:00 da manhã.
      Beijos

  12. Bárbara 23 março, 2016 at 18:59 Responder

    Olá Ana Claudia tudo bem?

    Por favor você pode me ajudar? Estou tentando salvar o roteiro que vc montou do google maps mas diz que não está autorizado, você consegue desbloquear e mandar para o meu e-mail?

    Muito Obrigada! 🙂

    • mari vidigal 23 março, 2016 at 21:17 Responder

      O roteiro pode ser acessado online – ele é público, mas não pode ser alterado.
      Espero que isso ajude.
      Abraços,
      Mari

  13. Marcela Lins 23 março, 2016 at 14:17 Responder

    Olá Mari!
    Gostaria de saber que tipo de bilhete do metrô você recomenda para quem irá passar um final de semana em Paris (Sex – Dom) e pretende fazer esse roteiro indicado por você? …. A viagem deverá ser no início de Agosto, eu e mais duas pessoas, devemos ficar em um hotel em Montparnasse.
    Estou fazendo o levantamento dos custos e agradeço sua ajuda 🙂

    • mari vidigal 23 março, 2016 at 21:18 Responder

      Oi Marcela,
      Dependendo de onde vocês estiverem hospedados vale comprar o bilhete de 10 viagens. Isso é algo que você vai precisar calcular dependendo da sua disposição/ vontade de caminhar!
      Abraços e aproveite Paris

  14. Flávio Carvalho 20 março, 2016 at 00:02 Responder

    Boa noite,

    Irei para Paris daqui a 1 mês e ficarei apenas 2 dias, seguirei todos os seus conselhos e roteiro
    Uma duvida : onde compro as entradas antecipadas para a Torre Eiffel e pro Louvre? Você saberia me dizer mais ou menos o preço?
    Obrigado pelas dicas

  15. Monica 11 março, 2016 at 23:30 Responder

    Olá Maria, estive a ler o seu roteiro e achei fantástico. Nao conheço Paris e queria ir lá dois dias. Nao sei onde ficar hospedada. Queria ficar hospedada num sítio acessível e próximo desses monumentos. Será que me pode aconselhar? 🙂

    • mari vidigal 15 março, 2016 at 17:06 Responder

      Oi Monica,
      Minha região preferida da cidade é o Quartier Latin. Veja se consegue encontrar algo legal por lá.
      Outra boa alternativa é a região próxima a torre Eiffel.
      Beijos

  16. Camila 23 fevereiro, 2016 at 17:17 Responder

    Olá…

    Vou agora em Abril e tenho um sábado completo e o domingo antes de pegar o voo para Dusseldorf (bem no final do dia)…. Vou seguir esse seu roteiro, com certeza.

    • Maria Bernadete Malerbo 29 fevereiro, 2016 at 19:07 Responder

      Olá Mari, tudo bom? estaremos em Paris em julho por 3 dias (quase isso); fiz um roteirinho com suas dicas, foram muito boas.
      Estaremos hospedados em: Paris – Lovely flat close to Eiffel Tower -Boulevard de Grenelle, 75015
      voce pode me orientar se começo o tour pela torre e jardins?
      grande abraço e muito obrigada

      • mari vidigal 29 fevereiro, 2016 at 19:12 Responder

        Começar pela torre pode ser uma ótima ideia, mas começar pela Notre Dame e terminar do lado do hotel também pode esereotimo. No final do dia, você estará cansada e BEM pertinho de casa.
        Beijos

  17. Sarah 29 janeiro, 2016 at 18:39 Responder

    Oi, tudo bem?
    Perguntinha: quem tem menos de 26 anos e tem documento de residencia na Europa consegue ir em tudo sem pagar e sem pegar fila?? To na dúvida com isso porque tenho que avaliar se vou precisar ou não comprar um 2 day pass!
    Obrigadaaa!

    • mari vidigal 30 janeiro, 2016 at 03:54 Responder

      Oi Sarah,
      A fila você terá que pegar :(, mas sim é verdade que algumas atrações serão grátis ou terão bons descontos para você. Como não sei de cabeça quais acho que infelizmente vc vai ter que consultar uma a uma.
      Beijos

    • mari vidigal 25 janeiro, 2016 at 22:18 Responder

      Oi Ana Claudia,
      Obrigada pelo comentário e feliz que o roteiro tenha te ajudado.
      O palácio de Versalhes fica longe mesmo 🙁
      Beijos

  18. Hellen 12 dezembro, 2015 at 20:48 Responder

    Amei as dicas Mari! Estarei na Europa a trabalho em fevereiro e antes de voltar ao Brasil terei 5 dias livres. Estarei em Madrid, vc acha que compensa dar uma esticadinha até Paris e seguir esse seu roteiro?

    • mari vidigal 13 dezembro, 2015 at 17:27 Responder

      Oi Hellen,
      Se for sua primeira vez na Espanha eu ficaria por lá. Tem tantas cidades lindas pertinho de Madrid. Amo Toledo, Segovia, Salamanca e Córdoba! Paris é incrível, mas na minha opinião, merece mais que dois dias.
      Beijos

  19. Janaína Sartorelli 6 novembro, 2015 at 18:06 Responder

    Olá, tudo bem? Amei o seu roteiro, vou seguir ele na minha viagem de 2 dias que vou fazer pra Paris, mas além disso vou ir pra Roma e fico lá 4 dias, você tem um roteiro perfeito desse pra lá também?

  20. Maria Carvalho 25 outubro, 2015 at 18:26 Responder

    Olá Mari.
    Muito obrigada por mais um roteiro maravilhoso.
    Iremos no final do mês de Novembro e seguiremos a risca os seus conselhos já que os anteriores tem funcionado lindamente.
    Obrigada(MUITO).
    E onde ficar, pode ajudar-nos?

    • mari vidigal 26 outubro, 2015 at 07:19 Responder

      Oi Maria,
      Meu bairro preferido é o Quartier Latin, mas como vc só tem dois dias, tentaria me hospedar na região da torre Eiffel.
      Beijos e depois passa aqui para contar se curtiu o roteiro.
      Beijos

  21. Mauro 11 outubro, 2015 at 17:47 Responder

    Muito obrigado pelas dicas. Estive em Paris agora 10 e 11 de setembro. Adorei o café da manhã no Les Deux Magots (25 euros por pessoa e o segundo café, suco de fruta é. Grátis). Para comprar tickets para torre Eiffel em fast line tem que ser com boa antecedência e é com hora marcada…. Então acho que “obriga” você a esta lá naquela hora …. De repente não dá porque você gostou e ficou em outro lugar, além d custar + q o dobro do ticket normal na hora (17 euros para subir ao topo contra 36 que vi num site). Valeu! Obrigado mais uma vez

    • mari vidigal 12 outubro, 2015 at 14:57 Responder

      Oi Mauro,
      Que delícia de viagem e que bom que vc curtiu o Deux Magots.
      Conferindo aqui online no próprio site da Torre Eiffel, o ingresso antecipado custa $17. Sim, você terá que chegar na hora certa, por outro lado evita uma fila monstruosa.

      Beijos

  22. Carol 8 setembro, 2015 at 14:07 Responder

    Olá! Adorei o roteiro! Queria saber se ele se aplica no inverno. Estamos indo em janeiro e sei que será muito frio e que há mudança dos horários de algumas atrações… Então queria saber se posso seguir seu roteiro mesmo assim?

    • mari vidigal 11 setembro, 2015 at 10:36 Responder

      Oi Carol. Se aplica sim. o único cuidado é ficar de olho no horário de fechamento das atrações. Mas deveria dar, tá?
      Na volta, se puder passar aqui e me contar se deu tudo certo? Seria um feed-back muito legal pra dividir com outros leitores. S2
      Beijos

    • mari vidigal 11 maio, 2015 at 23:25 Responder

      Feliz com o elogio. Obrigada.
      Eu tô mega tentando arrancar uns dias de férias do Gu pra irmos para Europa antes de esfriar. Mega saudades daquele terra boa!
      Beijão e tô torcendo por setembro!

Post a new comment

Veja também