Highway 1: De San Francisco a Los Angeles em 2 dias

22

Dá para fazer a viagem entre San Francisco e Los Angeles, pela Highway 1 (rodovia que corta a Costa da Califórnia) , em 2 dias? Na teoria dá, na prática é difícil pra caramba (e eu não recomendo). Mas se esta é sua única oportunidade de fazer essa viagem, vale a loucura, e nesse post eu te mostro exatamente como fazer isso acontecer priorizando as paradas mais bonitas. Vem comigo?

Tem mais tempo? Dê uma olhadinha nesse post.

Highway 1: De San Francisco a Los Angeles em 2 dias

Roteiro Resumido:

  • Dia 1: San Francisco – Carmel (pela via rápida) + percurso por Big Sur pela costa até Cambria
  • Dia 2: Cambria, Santa Barbara, Los Olivos -> Santa Mônica

Na prática: como fiz para essa viagem dar certo.

Ano passado recebi a ilustre visita da minha mãe e minha tia, elas vieram passar uma semana aqui na Califórnia e queriam conhecer San Francisco e Los Angeles. Como em uma semana não dá para fazer milagre, montei um roteiro mega corrido (veja o roteiro aqui) focando nos pontos mais bonitos de cada cidade e dedicando um dia inteirinho para compras. Foi cansativo, mas elas amaram. Os dois dias descritos abaixo são um compilado do que fizemos.

Prioridades para essa viagem:

Visitar os lugares mais bonitos, viajar sempre de dia e comer em restaurantes maravilhosos. Casei minhas paradas do almoço com restaurantes que queria visitar e foi um sucesso!

Atenção: O boa parte do trecho de Big Sur estará interditado até pelo menos setembro de 2017. Veja detalhes aqui.


 

Roteiro Detalhado:

Dia 1: San Francisco – Cambria

Alugue o carro no dia anterior. Pra sua viagem funcionar bem,você precisa sair cedo e não pode perder tempo com burocracias do aluguel de carro. Acorde cedo, deixe as baterias da máquina fotográfica e do celular carregados e prepare-se para uma das viagens de carro mais lindas do mundo.


San Francisco

E pra comer bem, veja todas as minhas sugestões de restaurantes pelo caminho aqui.

Primeiro trecho: De San Francisco a Carmel pela Hwy 101.

O pedaço mais impressionante de Highway 1 é o trecho de Big Sur (cerca de 70 Km com paisagens incríveis), assim, pegar este trecho de dia e com tempo de sobra para usar e abusar das paradas, que é a peça chave para quem planeja fazer essa viagem. Pensando nisso, eu se fosse você, sairía de San Francisco bem cedo e tocaria pela estrada rápida, a 101, até Carmel.

Repare que propositalmente deixei de lado Monterey e a 17 Mile Drive. Fiz essas duas escolhas porque acho Carmel mais interessante que Monterey, e acho que o trecho da 17 Mile drive é menos interessante que Big Sur. São escolhas doloridas, porém necessárias para aproveitar o melhor do passeio. #PodeConfiar

Praia de Carmel

Praia de Carmel

Chegando em Carmel

Estacione no centrinho da cidade, faça um passeio pelas ruas fofinhas e escolha um lugar bem charmoso para tomar um cafézinho. Dalí, siga para a praia de Carmel, que é super bonita com direito a areia areia branquinha e alguns ciprestes retorcidos na entrada da praia. Para ter uma vista panorâmica, vá até o mirante da praia, (olhando pro mar do lado direito) uma plataforma de madeira com vistas lindas.

Centrinho Carmel

Segundo trecho: Big Sur

Deixando a cidade de Carmel para trás, você chegará num trecho bem bonito com as duas primeiras reservas naturais do caminho, o Point Lobos (tire no máximo uma foto rápida da própria estrada), e o Garrapata State Park (vale a pena fazer uma paradinha de 5 minutos e caminhar até a praia para bater umas fotos).

Garrapata State Park - Carmel

Nossa próxima parada é a famosa Bixby Bridge (não confundir com sua irmã quase gêmea Rocky Bridge que fica algumas milhas antes), a Bixby fica há exatas 5,5 milhas (cerca de 7 minutos) do Garrapata State Park. Vale a pena parar antes da ponte (cuidado que a saída é um pouco perigosa) e no mirante imediatamente após a ponte, que tem a vista mais linda de todas.

Passada a ponte continue seguindo a estrada, parando sempre que aparecer um mirante ou algum ponto bonito. Minha próxima recomendação é uma parada pra foto no Point Sur (um farol e antiga base naval que só permite visitas com guia durante os finais de semana). Point Sur é uma rocha vulcânica arredondada super bonita (que de longe até parece uma ilha) e que fica há 5,9 milhas da Bixby Bridge. A melhor das vistas é do próprio acostamento, um pouquinho antes de chegar na entrada do parque.

Point Sur - Big Sur

Caso você queira almoçar, o restaurante Nephente (15,6 milhas da Bixby Bridge), é uma boa opção de comida rápida com vistas absurdas. A comida não é a melhor do mundo, mas a vista vale a parada. O Nephente costuma ter uma espera de 20-30 minutos, avalie o horário antes de topar a espera. [Dica: o café do Nephente costuma ter uma espera menor e a vista é tão boa quanto o restaurante]

Vista do Restaurante Nepenthe

Vista do Restaurante Nepenthe

Nossa próxima parada oficial (aquele esquema de encostar o carro sempre que aparecer algo bonito continua valendo) é no Julia Pfeiffer Burns State Park  (acesso pelo lado esquerdo da rodovia. O estacionamento no parque custa USD 10,00 por carro, trocados, e que devem ser pagos na caixinha de madeira do estacionamento. Depois de estacionar, faça uma pequena trilha – cerca de 1 Km- até a beira da praia. De lá você verá a linda Mcway Falls, uma das paisagens mais espetaculares dessa viagem. Faça a trilha até o final para ver uma paisagem pra lá de bonita e com sorte avistar baleias).

Big Sur - Califórnia

Mcway Falls – Big Sur

Nossa próxima parada é outra ponte fotogênica, a Big Creek Bridge (7,8 milhas do Julia Pfeiffer Park). O mirante logo após a ponte é um dos meus preferidos da estrada. Olha só que lindo.

Mirante da Big Creek Bridge

Mirante da Big Creek Bridge

Outra parada bacana, mas que exige um pouco mais de tempo, é na Sand Dollar Beach uma das praias mais agradáveis da região. Quem se animar, pode estacionar numa das entradas da praia e caminhar até as encostas para ver a paisagem. A praia fica há 22,4 milhas do Julia Pfeiffer Burns Park.

Continue a viagem sentido San Simeon (passe batido pelo Lime Kilm Park, que é bonitinho, mas não vale a pena pra quem só tem um dia) e siga direito pela costa passando pela pequena cidade de Gorda, rumo a San Simeon.

Terceiro trecho: San Simeon

San Simeon tem duas paradas bacanas: o Hearst Castle, um castelo no alto do morro  com detalhes arquitetônicos pra lá de extravagantes, e que infelizmente não cabe nesse roteiro (caso você queira muito fazer esse passeio, compre ingressos antecipados para o último tour do dia, e troque o almoço no Nepenthe por um sanduba rápido [comprado em San Francisco antes do início da viagem]) e a incrível reserva dos elefantes marinhos (Sea Elephant Rookery, há 48 milhas do Julia Pfeiffer Park), um mirante IMPRESSIONANTE.

Hearst Castle

Para chegar ao mirante dos elefantes marinhos, fique de olho no pequeno farol de San Simeon, passado o farol, há um vista point grande e com estacionamento, é alí que ficam os elefantes marinhos. Desça do carro (com casaco porque o vento alí é brabo) e prepare-se para ver cenas espetaculares desses divertidos grandalhões. A época mais cheia (e divertida da praia) é entre novembro e fevereiro, quando as fêmeas começam a chegar para a estação de reprodução.

San Simeon

Se você parou muitas vezes, chegará nesse ponto bem pertinho do final do dia. Assim, procure um lugar bonito para ver o pôr do sol. O pôr do sol na Califórnia costuma ser bem especial. Se ainda estiver longe da hora do pôr do sol, aproveite para dar uma volta ou pelo centrinho de Cambria ou pela praia.

Chegada em Cambria

A rua principal de Cambria é uma graça e está repleta de lojinhas fofas,  vinícolas e restaurantes.  A cidade tem várias opções bacanas de restaurante. Jantamos no Indigo Moon e adoramos.

Cambria

E por que Cambria?

Cambria é uma cidade fofa, repleta de bons restaurantes e bem pertinho da estrada. Uma opção de parada que não envolve nenhum desvio adicional e que te dá de presente um amanhecer espetacular com caminhada na praia. Também gosto muito de Paso Robles, uma cidade pequenina repleta de boas vinícolas, mas acho que para um roteiro tão corrído, Cambria é uma alternativa melhor.

Pôr do sol - Cambria

Dia 2: Cambria – Los Angeles

Cambria

Aproveitando a pernoite em Cambria, que tal fazer uma caminhada pela praia antes de seguir viagem? A praia de Cambria é uma das jóias secretas da Highway 1, linda e pouco explorada. O calçadão de madeira que envolve grande parte da costa da cidade, deixa a caminhada mais fácil (e as fotos mais bonitas).

Cambria

Morro Bay

Nossa próxima parada fica ali do lado, a simpática Morro Bay, é uma rocha grande e arredondada super bonita. Ao redor da rocha vivem leões marinhos e lontras. Vá de carro até do ladinho do morro e faça uma pequena caminhada por lá antes de seguir viagem.

Morro Bay

Pismo Beach

Pismo é um praia grande e que para falar a verdade nem está entre as minhas preferidas. Então só recomendo a parada entre novembro e fevereiro quando a região recebe uma colônia gigante de borboletas Monarca. Ouvi dizer que o cenário é surreal e que a revoada de borboletas é impressionante (ainda não consegui ver de perto, mas pretendo fazer isso logo).

Pismo Beach

Los Olivos

Nossa próxima parada é numa das cidade vinícolas mais fofas da Califórnia, Los Olivos. A cidade tem uma única rua repleta de pequenas vinícolas e salões de degustação (pra quem quiser visitar uma vinícola de verdade, pertinho da cidade há um montão de opções bacanas).

Decoração da vinícola Artiste em Los Olivos

Decoração da vinícola Artiste em Los Olivos

Duas vinícolas que eu adoro a degustação são a Artiste e a Tercero. Para almoçar, o impecável Los Olivos Cafe and Wine Merchant é uma excelente opção. (Faça reserva antecipada)

E lembre-se: quem for dirigir, não pode beber 🙂

Solvang

Solvang é uma réplica de uma cidade dinamarquesa com prédios, casas e até moinhos no estilo dinamarquês. Vale dar uma passada bem rápida para tirar fotos, mas não perca muito tempo alí não porque Santa Barbara é muito mais especial.

Moinho em Solvang - Califórnia

Moinho em Solvang

Santa Barbara

Santa Barbara é uma das minhas cidades preferidas da Califórnia. Tente chegar lá antes das 17:00  (o ideal na verdade é que você chegue por volta das 14:00) para subir na torre do fórum da cidade e ter vistas espetaculares da cidade. A missão de Santa Barbara é linda e também vale a visita (bilheteria fecha as 16:15). E por fim, dê um passeio pela orla (O pier é bem sem graça, eu pularia) e pela State Street (uma rua comercial super bacana).

Missão de Santa Bárbara

Santa Mônica

A distância entre Santa Bárbara e Santa Mônica é de 1:40h (pela estrada mais curta). Chegando lá, de uma voltinha pelo pier da cidade, o parque de diversões retrô é um dos símbolos – e pelo Esplanade (um shopping center ao ar livre super bacana).

Pier de Santa Monica

Chegando em Los Angeles confira nosso roteiro do que fazer na cidade em 3, 4 ou 5 dias! Um sucesso!


Onde dormir em Los Angeles?

Eu gosto de dormir em Santa Mônica, acho mais bonito e menos muvucado. Pra quem quiser ficar dentro da cidade, a região do Farmer’s Market, Hollywood ou Silver Lake são boas pedidas.

E aí curtiu o post? Conte pra nos o que achou das dicas

E para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

22 comments

  1. Thiago 21 junho, 2017 at 19:34 Responder

    Olá Mari! Primeiramente parabéns pelo blog! Está sendo muito útil!

    Vou para SF dia 16 de dezembro e tenho só 2 dia pra chegar até LA. Devido ao bloqueio parcial da hw1, pensei em sair cedo de SF ir pela via rápida até Monterey pra ir no aquário, passar pela 17-mile e tocar direto para a Big Sur até a área bloqueada que é a área mais bonita, dai voltar até Carmel e dormir lá. No outro dia sairia cedo e tocaria até Santa Barbara pela via rápida com uma parada talvez em San Luis Obispo, para dormir em LA. Acha que é possível? Tem outra sugestão? Estou esperando para fazer a reserva da pernoite.

    • mari vidigal 4 julho, 2017 at 00:48 Responder

      Oi Thiago, o dia 1 com aquário (e no inverno) que escurece cedo me parece muito plano para pouco tempo. Eu talvez pulasse a 17 MIle Drive, especialmente se tiver nublado pela manhã (e a chance de estar nublado pela manhã é quase 100%.
      Abraços,
      Mari

  2. Lidiane Medeiros da Silva Almeida 17 abril, 2017 at 11:16 Responder

    OI Mari, parabéns pelo post!
    Gostaria de uma dica, estou com o roteiro bem apertado entre San Francisco e Las Vegas, e vamos descer pela costa.
    Acontece que nossa saída de San Francisco caiu bem no dia 31/12, pensei em sair bem cedo, fazer um passeio rápido por Carmel e descer até Santa Barbara, fazendo paradas rápidas e estratégicas na Região de Big Sur, sem entrar em outras cidades.
    Chegar a noite em Santa Barbara, passar o ano novo e conhecer um pouco da cidade pela manhã no dia 01 e seguir para Los Angeles.
    Será que dá tempo? Sabe de dicas sobre o que fazer em Santa Barbara no ano novo? Ou me indicaria um roteiro diferente, talvez a pernoite em outra cidade?
    Agradeço muito qualquer dica!

    • mari vidigal 17 abril, 2017 at 14:53 Responder

      Fazer San Francisco -> Santa Barbara em 1 dia parando em Carmel é MUITA coisa, especialmente no inverno que escurece cedo. Eu talvez ignorasse Carmel e seguisse direto para Big Sur que é o pedaço mais lindo.
      Não tenho dicas para Ano novo em Santa Barbara. 🙁
      Abraços

  3. Bárbara 29 novembro, 2016 at 17:57 Responder

    Olá, estou com uma grande dúvida.
    Nunca viajei para os Estados Unidos, será a primeira vez.
    O Ideias na Mala tem me ajudado muito com roteiros e diversas informações.
    Ouvi muitos comentários de amigos que precisa estar tudo muito especificado quando chegar lá por conta da entrevista que fazem no aeroporto.
    Eu também preciso contar o roteiro pela Highway 1?
    No caso, fazendo esse roteiro de dois dias, precisa explicar exatamente onde ficar e tudo mais?
    Tipo, “primeiro vou conhecer tal cidade e ficar em tal hotel, depois em dois dias pela highway 1 uma noite em tal lugar e outra noite em tal lugar”, precisa especificar assim?

    Obrigada

    • mari vidigal 30 novembro, 2016 at 03:36 Responder

      Oi Barbara,
      Não precisa ficar tão preocupada com a entrevista, é só você ter os hotéis reservados e mostrar para eles -caso te peçam. Não é comum pedirem, mas leve todos os endereços, telefones e pint das reservas com vs. Quanto ao roteiro, o cara não quer saber onde vc vai parar ou comer, ele só quer garantir que você volta pro Brasil. Então leve sua passagem de volta, e se tiver um vinculo de emprego com o Brasil, leve uma cartinha também.
      Abraços e aproveite as férias

  4. Evandro 5 novembro, 2016 at 19:01 Responder

    Oi Mari, comecei pensando em fazer em dois dias mas vc me convenceu a fazer em 3, rs. Tenho duas dúvidas: onde devo dormir as duas noites e tô muito inseguro em relação a garimpar hospedagem apenas quando chegar na cidade. Vc aconselha reservar antes ou rola dormir em algum hotel de beira de estrada? Muito obrigado e parabéns pelo post!

    • mari vidigal 6 novembro, 2016 at 20:39 Responder

      Oi Evandro,
      Eu reservaria com antecedência SEM dúvida.
      Eu faria uma noite em Monterey ou Carmel, a segunda noite em Cambria, Morro Bay, Paso Robles (se vc curtir vinho) ou San Luis Obispo (se quiser uma cidade maior) e a terceira noite em Santa Barbara.
      E vai feliz que vc faz uma boa escolha em optar por três noites!
      Beijos

  5. Patricia Silva 22 agosto, 2016 at 21:06 Responder

    Oi Mari, tudo bem?

    Parabéns pelo post!!
    Vou ter que fazer a viagem partindo de LA. Você recomendaria dormir em San Luis Obispo ou Carmel?
    Obrigada!
    Bjs,

    Patrícia

    • mari vidigal 22 agosto, 2016 at 22:48 Responder

      Recomendo as duas, uma noite em cada uma. Fazer a Highway em 2 dias é muito corrido. Se tiver duas noites, melhor.
      Abraços

  6. Vitor 6 abril, 2016 at 14:16 Responder

    Mais um excelente post Mari! Valeu.
    Uma dúvida, vi que você dormiu em Cambria e no dia seguinte fez Cambria- – Santa Monica, que horas você chegou em Santa Mônica?

    • mari vidigal 6 abril, 2016 at 19:36 Responder

      Oi Vitor,
      Já fiz a imagem pela Highway 1 várias vezes. Como moro na Califórnia e acho a região linda. Sempre acabo voltando.
      Nessa viagem que dormi em Cambria, fui com um foco forte em almoçar e degustar muitos vinhos em Los Olivos. Cheguei em Santa Barbara pouco antes do pôr do sol – tivemos um hora para passear pela cidade com luz – e quando toquei para Santa Monica já era noite.
      Como é sua primeira viagem, eu faria um pouco mais rápido e tentaria chegar em Santa Monica a tempo do pôr do sol.
      Certeza que não cabe mais um diazinho nesse roteiro? Se sim, Santa Barbara merece uma noite.
      Beijos

  7. Aline 20 julho, 2015 at 20:22 Responder

    Oi Mari,
    Parabéns pelo site, dicas muito boas!
    Uma dúvida, vc aconselha fazer esse passeio da Highway 1 no inverno (final de novembro)?
    Obrigada!
    Aline

    • mari vidigal 22 julho, 2015 at 17:22 Responder

      Oi Aline,
      Novembro é sempre um incognita, pode ou não chover. De qualquer forma, a estrada é tão linda, que acho que vale o risco! Em resumo, recomendo que faça o trajeto sim!
      Beijos

  8. Viviane 7 julho, 2015 at 00:16 Responder

    Oi Mari,
    Amei suas dicas…e realmente meu roteiro está bem apertado.
    Surgiram algumas dúvidas:
    Dá pra pular Monterey, mas fazer a 17 mile drive até Carmel?
    E me falaram muito do Point Lobos…ainda não sei se coloco ou não no roteiro apertado…vc disse que
    neste roteiro só passou por ele…dá pra pular e fazer o Julia Pfeiffer com mais calma? O que indica?
    Obrigada.
    Vivi

    • mari vidigal 7 julho, 2015 at 17:14 Responder

      Oi Viviane,
      Dá para pular Monterey e fazer só a 17 Mile drive sim. (Vai ficar apertado, mas manda ver! Só deixe tempo suficiente para Big Sur, que é a parte mais linda da viagem, tá?!)
      Eu gosto de Point Lobos, mas não acho que é um must para quem só tem 2 dias. Eu pularia sem nem pensar duas vezes. Faça o Julia Pfeiffer com calma sim porque merece!
      beijos

      • Viviane 7 julho, 2015 at 20:11 Responder

        Valeu, Mari!
        Vou seguir as suas dicas.
        Se Deus quiser, faço esta minha viagem de sonho e volto pra fazer
        o que ficou de lado!
        Super beijo

Post a new comment

Veja também