Nascer do sol no Angkor Wat – Dicas práticas para se dar bem

2
Nascer do sol - Angkor Wat

Quem vê essa foto linda do sol nascendo no Agkor Wat não imagina o perrengue, e a multidão que tive que “enfrentar” para conseguir tirar a danada da foto. Centenas de turistas munidos com seus tripés, ou equipados com o infame “Pau de selfy”. Passado o susto inicial, não foi tão difícil assim. Nesse post divido com você algumas valiosas dicas práticas para encarar o nascer do sol do Angkor Wat e voltar para casa com dezenas de fotos lindas. Preparado?

Camboja: Nascer do sol no Angkor Wat – Dicas práticas para você se dar bem

O nascer do sol é um dos momentos mais aclamados do Angkor Wat, o sol nasce bem atrás das torres do templo principal, e como uma bola de fogo gigante, vai colorindo o cenário e deixando o templo ainda mais maravilhoso, um espetáculo tão lindo, mas tão lindo que obviamente todo mundo quer ver.

Em poucos segundos você verá uma multidão sem precedentes (quase) arruinando seus planos de tirar aquela foto perfeita do Angkor. Se acalme pois nem tudo está perdido, o nascer do sol no Agkor pode não ser uma furada e se transformar em algo divertido. Basta se preparar bem.

Constatação inicial: você não estará sozinho.

Ao menos que você esteja preparado para acampar em frente ao templo, suas chances de conseguir um lugar na frente o lago e de frente para o templo, são praticamente nulas, e não estou falando de chegar lá na frente as 5:00 da matina, pra pegar um bom lugar tem que chegar muito antes disso… Será que vale a pena? Eu acho que não.

Assim como você, muita gente também quer ver o sol nascendo no Angkor Wat

Assim como você, muita gente também quer ver o sol nascendo no Angkor Wat

Chegue cedo, mas não precisa exagerar

Sendo assim, chegue cedo para pegar um lugar razoável, mas não precisa exagerar. O lugar já estará cheio mesmo, então tente encontrar algum cantinho para chamar de seu. Minhas amigas e eu fomos para o lado esquerdo do pântano, de lá, não víamos as torres exatamente de frente, mas tinhamos uma boa visão e bem poucas cabeças ( só não chegue muito perto do pântano, porque afunda, tá?!)

Lugarzinho que descolamos. Cheio, mas aceitável, vai?!

Lugarzinho que descolamos. Cheio, mas aceitável, vai?!

Tenha paciência e espere

Assim que o sol começou a nascer, gritinhos emocionados dos que esperaram desde as três da matina tomaram conta da multidão, a galera aplaudiu, fotografou e fotografou. Poucos minutos de muitas fotos depois, começou a debandada massiva. A galera estava tão cansada de esperar ou tão ansiosa para ver o resto que nem esperou o sol nascer por completo. Sorte nossa (e sorte sua que está lendo este post antes da viagem).

Surgem os primeiros raios de sol... a galera aplaude!

Surgem os primeiros raios de sol… a galera aplaude!

Conforme o sol vai subindo, a galera começou a ir embora! Yey!

Conforme o sol vai subindo, a galera começou a ir embora! Yey!

O Angkor Wat para chamar de seu

Enquanto isso, eu e as meninas íamos conquistando um espaço melhor, e caprichando cada vez mais nas fotos. Minutos depois do começo do pôr do sol, tínhamos a lateral do lago todinha para nós. Mas não estávamos satisfeitas, queríamos a foto de frente, bonitona e como tinha que ser.

Com a lateral para chamar de nossa. Ainda não era a foto que queríamos mas já tá boa, não tá?!

Com a lateral para chamar de nossa. Ainda não era a foto que queríamos mas já tá boa, não tá?!

O lago levou uma meia hora para esvaziar, o sol já estava lá em cima, mas suas cores fortes e brilhantes continuavam tomando conta do pedaço. Depois de muita paciência e um pouco espera, chegamos ao lugar desejado, e tivemos o Angkor para chamar de nosso.

Enquanto a galera se espremia para tirar uma foto de frente, aproveitei para capturar um pouquinho do contexto. Olha só essa florzinha que linda!

Enquanto a galera se espremia para tirar uma foto de frente, aproveitei para capturar um pouquinho do contexto. Olha só essa florzinha que linda!

E pra quem quer tirar uma foto como essa, fica a dica: chegue cedo mas não muito e seja paciente. Quando a galera do pelotão de frente se mandar, você estará pronto – e descansado para assumir a dianteira.

E por fim chegamos onde queríamos. De frente para o lago e de frente para o templo. Nada mal, vai?!

E por fim chegamos onde queríamos. De frente para o lago e de frente para o templo. Nada mal, vai?!

De onde assistir o nascer do sol em Angkor Wat

Existem três lugares “famosos” para assistir o nascer do sol:

A) De dentro do templo Angkor Wat: O lago dominado pelas multidões  é de longe um dos lugares mais lindos (e cheios) para ver o espetáculo.

B) Do lado de fora do Angkor Wat: Muito menos disputado que o lado de dentro. Apesar do muro principal esconder parte das torres, continua bem bonito

C) Phnom Bakheng: Um dos pontos mais altos do complexo, o Bakheng é o pico mais disputado do Angkor para ver o pôr do sol. Para falar a verdade, achei a vista bem meia boca, e tenho minhas dúvidas se vale a pena.

Minha foto preferida do dia!

Minha foto preferida do dia!

 Nascer do sol: Dica esperta para quem tem mais de um dia no complexo

Se você tem dois ou mais dias no complexo a dica é aproveitar o nascer do sol e enquanto os turistas se amontoam em frente ao lago você escolhe um templo bem bonito (e de preferência que costume lotar bastante) para ir visitar durante esse período. Você terá entre 20 e 40 minutos de sossego, e com um pouco de sorte, ainda consegue tirar uma foto dessas 🙂 .

Angkor: Nascer do sol no Bayon

Angkor: Nascer do sol no Bayon

 

Minhas sugestões:

Bayon: o templo mais lindo do complexo na minha opinião, repleto de cabeças gigantes esculpidas em pedra, fica muito especial vazio.

Ta prohm: famoso por ter aparecido no filme “Tomb Raider” é repleto de árvores lindas que tomam conta do cenário. Aproveitar o templo vazio é quase uma dádiva.

E aí, pronto para encarar o nascer do sol no Angkor? Alguém aí quer dividir a experiência com a gente?


 

Veja também:

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

2 comments

Post a new comment

Veja também