O que ver e fazer em Nova York – 20 atrações imperdíveis

15
Skyline de Nova York visto do alto do Empire State

Conheça as principais atrações turísticas de Nova York nos Estados Unidos, uma cidade apaixonante e repleta de atrações incríveis! Além de descrições e ideias do que fazer, este post inclui como chegar a cada um desses lugares usando transporte público! Pronto para se apaixonar por Nova York?

O que ver e fazer em Nova York – 20 atrações imperdíveis

E antes que eu me esqueça…

Escolhi chamar a cidade de Nova York ao invés de New York ou Nova Iorque. Não sei bem o porque, mas vou seguir chamando assim, tá? :). Agora chega de lenga-lenga e vamos ao que interessa: o que fazer em Nova York?

1- Caminhar pelo central Park

Central Park é um parque gigantesco em pleno coração de Manhattan, um retângulo verde repleto de lagos fotogênicos, jardins floridos, pistas de corrida e bicicleta, quadras esportivas, um pequeno zoológico e até um castelo. Um dos lugares mais agradáveis de Manhattan para curtir uma tarde de sol, ou até mesmo um dia inteiro. Tem muita coisa interessantes para ver e fazer, e dificilmente você conseguirá caminhar o parque inteiro.

Barquinhos no Central park

Dica do Ideias na mala:

Pra quem gosta de caminhar, o passeio começa em frente a estação de metrô da rua 59 (linhas Q,N, R), um lugar bacana para fotografar os cavalos enfeitados puxando charretes. É nesse pedacinho que a chuva de prédios de Manhattan abre espaço para o verde do parque. Alí pertinho fica o Zoológico do Central Park que serviu de inspiração para o filme Madagascar (um passeio que os pequenos adoram). Caminhe por dentro do parque até chegar no The Lake, onde é possível alugar um barquinho a remo para passear. Outro atrativo do The Lake é o restaurante The Loeb Boat House, um restaurante delicioso e com uma vista linda para o lago. Dalí você pode caminhar até a estátua da Alice do país das maravilhas, alugar um barquinho de controle remoto no Central Park Boat Sailing, ou visitar o Strawberry Fields, um cantinho muito especial dedicado a John Lenon. Termine a visita com as vistas do Castelo do Central Park seguido de uma rápido passeio pelos jardins de Shakespere.

Detesta caminhar?  Alugue uma bicicleta e rode o parque pedalando. Você pode alugar as bicicletas do City Bank ($7,50 por dia para quantas usadas de meia hora você quiser) ou alugar uma bike a partir de $15,00 no Central Park Bike Rentals.

Com o que combinar:

Combine o passeio ao central Park com uma visita ao Museu de Arte Metropolitan, ou com uma visita museu de História Natural. Outra alternativa é combinar a visita com um passeio por Mid Town, incluindo a loja da Apple (um cubo de vidro MARAVILHOSO), a Catedral de St. Patrick, Rockefeller Center e até mesmo a Times Square.

Como chegar:

Como o central Park é gigantesco, a forma mais fácil de chegar lá é saber exatamente por onde você quer começar. Para um marinheiro de primeira viagem, a estação da rua 72 (Linhas A, B, C) é a que tem o maior número de pontos turísticos interessantes perto, mas insisto, se você gosta de caminhar, comece pela estação da rua 59 (Linhas Q,N,R)

2- Ver a Times Square iluminada

E como falar de Nova York, e não falar de Times Square? Times Square é junção das ruas Broadway e 7ª avenida (entre a 42° e a 47° street), um dos lugares mais movimentados e mais coloridos de Nova York. É aqui, que todos anos acontece aquela famosa contagem regressiva de ano novo transmitida ao vivo pela televisão. A Times Square tem uma quantidade impressionante de outdoors gigantes e de altíssima definição, e algumas das lojas mais famosas da cidade como a gigante loja de brinquedos Toy’s R Us (tem até uma roda de gigante dentro da loja), a Loja do M&M, loja da Hershey’s entre outras, uma loja gigante da Forever 21 e as filiais de Nova York da Hard Rock Café e Planet Hollywood.

Times Square - Nova York

 

E não se esqueça de passar por lá tanto de dia, quanto de noite. Juro que vale a pena!

Times Square - Nova York

Times Square de dia

Dica do Ideias na mala:
A Times Square tem uma pracinha com arquibancada no estilo estádio de futebol, a Duffy Square, bem bacana para descansar entre uma loja e outra observando a loucura dos pedestres passando, e as propagandas super colorida nos outdoors. Embaixo dessa arquibancada há uma loja de ingressos de teatro com preço reduzido chamada TKTS, a fila costuma ser grande, mas o desconto vale a espera. [Dica: a TKTS do centro financeiro ( 199 Water Street.) vende os mesmos ingressos com 1/3 da fila]

Como chegar:

Você pode chegar aTimes Square tanto pelas estações da rua 42 do metrô (linhas 1,2 ou 3 | N,Q ou R) ou pela estação de metrô da rua 49  (N,Q ou R). Outra estação bem próxima é a do Rockfeller Center (Ruas 47-50 | Linhas B,D,F e M).

3- Assistir um show na Broadway

Assistir 1 (2, 3 ou quantos você puder) show na Broadway ou Off Broadway é uma das maneiras mais gostosas de encerrar o dia com chave de ouro. Nenhuma outra cidade no mundo tem tantos bons shows em cartaz ao mesmo tempo quanto Nova York, são produções impressionantes, repletas de efeitos especiais e dezenas de teatros lindos. Vale muito a pena! Já assisti o Rei Leão, o Fantasma da Ópera e o Aladin, amei e recomendo qualquer um dos três.

Teatro na Broadway

Dica do Ideias na mala:

Eu geralmente compro o ingresso da peça que eu mais quero assistir com antecedência (no próprio site do teatro para não correr o risco de ficar sem) pelo preço cheio, e deixo para comprar uma segunda peça com desconto durante a viagem nos stands da TKTS. O Stand da Water Street 199 abre mais cedo (geralmente às 11 da manhã – confira os horários no site) e é BEM mais vazio que o da Times Square.

4-Ver a Estátua da Liberdade de pertinho

A Estátua da Liberdade, é um dos ícones de Nova York, e um passeio essencial para quem visita a cidade pela primeira vez. Existem diversas opções de cruzeiros que passam bem pertinho da estátua, mas a única forma de descer na ilha, e subir na coroa da estátua é fazer um tour com o Liberty Cruises que saí do Battery Park no distrito financeiro de Manhattan. Já fiz duas vezes e recomendo, a estátua é linda, e a vista de Manhattan é sensacional! O passeio inclui uma parada na Elis Island que era o porto de chegada dos antigos emigrantes aos EUA.

Estátua da Liberdade - Nova York

Estátua da Liberdade

Para quem quer subir na estátua da liberdade: Se você pretende subir até a coroa da estátua ($21,00) (prepare-se para encarar MUITOS degraus), compre seus ingressos com antecedência, pois eles se esgotam num piscar de olhos. Para quem não conseguir, a subida ao pedestal ($18,00 – incluso no NY City Pass mediante troca de ingressos grátis) já é bacana e costuma durar um pouco mais. Lá do alto, você terá uma bela vista de Manhattan, além do acesso ao museu da estátua que é bem interessante.

Dica do Ideias na mala: Chegue cedo e não se esqueça o casaco já que venta bastante no barco! A primeira balsa do dia, as 8:30 sai relativamente vazia. Depois disso a fila, e a lotação nos barcos aumentam bastante.

Passeio de barco grátis: A forma mais barata de ver a estátua da Liberdade é pegar o Ferry Gratuito “Staten Island Ferry”que saí de um terminal próprio nas estações de metrô South Ferry (linha 1) e Whitehall (linha R) e Bowling Green (linhas 4 e 5) – Todas elas pertinho do Battery Park de onde saem os cruzeiros oficiais). No trajeto de ida o barco passa bem próximo a estátua (prepare um bom zoom para tirar fotos caprichadas), na volta o trajeto é mais sem graça e passa bem longe da Lady Liberty. Veja mais detalhes desse passeio nesse post caprichado do VNV

Com o que combinar:

Combine seu passeio pela Estátua da Liberdade com um passeio pelo Distrito Financeiro de Nova York onde estão o Memorial do 9/11, o novíssimo e incrível One World Observatory no WTC Freedom Tower, a Wall Street (bolsa de Ny e Federal Hall), o enorme boi dourado, Charging Bull (simbolo do distrito financeiro) e as igrejas St. Pauls e Trinity.

Como chegar:

O Battery Park fica no Distrito Financeiro de Ny. As estações de metrô mais próximas são: South Ferry (linha 1) e Whitehall (linha R) e Bowling Green (linhas 4 e 5) .

5- Ver Nova York do alto

Ver o Skyline de Nova York do alto de uma das torres da cidade, é uma forma interessante de se orientar na cidade, ver de perto a imensidão de NY e  seus contrastes mais lindos. São centenas de prédios, muitos deles famosos e históricos, cortados pelo Rio Hudson, pelas águas do mar e pelo retângulo do Central Park.

Vista do One World Observatory

Vista do One World Observatory

Nova York tem 3 observatórios famosos, o One World Observatory (que na minha opinião é a experiência mais sensacional de todas já que combina vistas listas da cidade com uma experiência audio visual espetacular – $32,00), o Top of the Rock (que tem um terraço ao ar livre super agradável e vistas LINDAS do Central Park – Incluso no NY City Pass ou $30) e o Empire State Building (no meio do burburinho e com vistas lindas do Chrysler Building – Incluso no NY City Pass ou $32). Outra alternativa bacana para ver a cidade do alto, é curtir um drink do alto de um dos muitos Roof Top Bars de NY.

Dica do Ideias na mala:

Para ver a cidade tanto de dia quanto de noite, confira o horário do pôr do sol e chegue um pouquinho antes. Pronto! Você terá o melhor dos dois mundos numa mesma subida! Vale lembrar que o Empire State Building oferece aos visitante uma chance de visitar duas vezes no mesmo dia (uma de noite e outra de dia) com o mesmo ingresso.

Qual delas visitar? A experiência mais sensacional é a do One World Observatory, mas para quem vai comprar o NY City Pass, vale a pena visitar as outras duas que estão inclusas no pacote.

Como chegar:

  • One World Observatory: Endereço: 1 World Financial Center | Metrôs: Chamber St. (linhas 1,2,3,A ou C) Cortland St (linhas N e R)
  • Top of the Rock: Endereço: 45 Rockefeller Plaza | Metrôs: Rockfeller Center (Ruas 47-50 | Linhas B,D,F e M) ou 5 Av/53 St (E ou M)
  • Empire State Building: Endereço: 350 5th Ave | Metrôs: 34 Street – Herald Sq Station (Linhas B,D,F M, N,Q R) ou 33 Street Station (4 ou 6)

6- Se encantar com o MOMA (Museum of Modern Art)

Um dos meus museus preferidos do mundo. O MOMA tem um acervo impecável de arte moderna repleto de Picassos Bacanas como “A menina em frente ao Espelho (Girl before a Mirror)” ou as “Damas de Avignon (Les Demoiselles d’Avignon)”, meu Dalí preferido de todos os tempos “A persistência da memória (The Persistence of Memory)”, dezenas de Marilyn Monroes e latinhas de latinhas de sopa Campbell de Andy Warhol, um  Van Gogh de parar o Transito chamado “a noite estrelada (The Starry Night) e meu quadro preferido do museu é um Matisse grandalhão chamado “A Dança”. E pra quem ainda não se convenceu que o museu vale a pena. É muita arte bacana junta, juro que você não pode perder.

MOMA - Museum of Modern Art

Fique de olho nas exibições especiais. Sempre tem coisa bacana!

Dica do Ideias na mala:

Toda sexta feira das 16:00 às 20:00 o MOMA tem uma parceria com a Uniqlo para distribuir ingressos grátis, caso essa seja a sua escolha recomendo que você chegue depois das 18:00. O horário entre as 16:00 e 18:00 é tão cheio que chega a ser insuportável. Mas quer saber o que eu faria se fosse você? Iria num dia normal e pagaria a entrada cheia, o museu é tão bom, que vale a pena ver ele mais vazio.

E pra fechar as dicas, não deixe de visitar o jardim ao ar livre, o espaço é muito gostoso e as esculturas são lindas!

Com o que combinar:

Combine seu passeio no MOMA com o Central Park, ou com uma uma volta caprichada por Mid Town passando pela Times Square, Estação Central de Nova York, Bryant Park e Rockefeller Center

Como chegar?

Endereço: 11 W 53rd St | A estação de metrô mais próxima ao MoMa é a 5 Av/53 St (linhas M& E)

7- Se emocionar com memorial do 9/11

Quem aí não lembra o que estava fazendo durante ao atentado do 9/11? Foi algo tão surreal e tão marcante que ficou gravado como um carimbo em minha memória. Em questão de minutos, dois dos mais importantes símbolos de Nova York foram abaixo, levando com eles centenas de vidas inocentes. O memorial é formado por um parque e um museu. O parque reconstrói de forma triste porém poética o espaço deixado pelas duas torres gêmeas com duas fontes – do tamanho exato da base das torres, recortadas no chão e gravada com o nome de todos os que faleceram durante o atentado.

Memorial 9/11 - Nova York

Memorial 9/11 – Nova York

O museu é uma homenagem solene, que reconstrói lembranças das torres, das vítimas e do momento dos atentados. É impressionante ver os restos do que sobrou do acidente e ouvir as histórias. A visita é bem profunda, e muito interessante.

Dica do Ideias na mala:

As fontes são lindas e o silencio que as involve é impressionante, mas o que me marcou mesmo foi o museu. Adorei a visita, e super recomendo.

Com o que combinar:

Combine seu passeio pelo memorial com uma volta pelo Distrito Financeiro de Nova York (o novíssimo e incrível One World Observatory no WTC Freedom Tower, a Wall Street (bolsa de Ny e Federal Hall), o enorme boi dourado, Charging Bull (simbolo do distrito financeiro) e as igrejas St. Pauls e Trinity) e com o passeio pela Estátua da Liberdade.

Como chegar:

Endereço: 180 Greenwich Street. | As estações de metrô mais próximas ao Memorial do 9/11 são Chamber St. (linhas 1,2,3,A ou C) Cortland St (linhas N e R)

8- Se impressionar com Metropolitan Museum of Art

Outro museu que merece ser visitado é o Metropolitan, um museu que combina uma maiores coleções de arte antiga do mundo (prepare-se para ver dezenas de sarcófagos, um templo egípcio INTEIRINHO, estátuas budistas divinas e muito mais) com arte pré e pós renascimento com direito a artistas como Vermeer, Rembrandt, Manet, Pollock, Van Gogh entre outros. O Metropolitan é um museu enorme, e dificilmente você conseguirá visitar tudo, assim, a dica é seguir um dos itinerários sugeridos no site do museu, e separar pelo menos meio dia para ele.

Dica do Ideias na mala:

Não deixe de visitar o Café do MET, com direito a uma varanda ao ar livre e vistas divinas da cidade.

Com o que combinar:

Combine a visita ao MET com um passeio caprichado pelo Central Park

Como chegar:

Endereço: 1000 5th Ave | Estação de metrô mais próxima 86th Street (linhas 4,5 e 6)

9- Ver os gigantes do Museu de história Natural

Fósseis Dinossauro, mamutes ,ossos que comprova a evolução da espécie humana, artigos étnicos diversos vindos de vários cantos do mundo, pedras e metais preciosos,  são apenas alguns dos atrativos do museu de História Natural de Nova York, um museu super interessante e que vai entreter adultos e crianças curiosas.

Museu de história Natural

Dica do Ideias na mala:

O museu é gigante, e possívelemente você não conseguirá ver tudo, assim, priorize os pedaços que mais te interessam. Minhas alas preferidas são: Dinossauros (a quantidade e variedade de fósseis é impressionante), mamíferos e seres aquáticos.

Com o que combinar:

O museu de História Natural fica no meu pedacinho preferido do Central Park, aproveite sua visita pela região para passear por lá. Outro programa legal alí perto é a casa de espetáculos Lincon Center.

Como chegar:

Endereço: Central Park West & 79th St, New York, NY | Estação de metrô: 81 St. Station (Linhas B,C)

10- Bater perna The High Line Park

O Highline é um parque construído sobre uma antiga linha férrea de Nova York, um verdadeiro exemplo de como áreas publicadas podem ser revitalizadas e transformadas. O parque combina natureza, arte e espaços dedicados ao lazer e entretenimento. Um dos meus segmentos preferidos (pertinho do Chelsea Market sentido Whitney Museum) tem espreguiçadeiras confortáveis para que locais e turistas possam relaxar e aproveitar o lugar. O parque é muito gostoso!

The High Line

Dica do Ideias na Mala:

O High Line tem uma programação BEM bacana de atividades gratuitas e bem divertidas, tem Boxe, Meditação, Lego para crianças e adultos, tour e muito mais. Veja os detalhes aqui.

Com o que combinar:

Combine seu passeio no Highline com o Chelsea Market & Gansevoort Market (dois mercados incríveis repletos de comida deliciosa). Outro lugar que ouvi falar MEGA bem, mas não consegui visitar foi o novo Whitney Museum. Sobrou tempo? Dê uma esticadinha até NOLITA (North Little Italy) e LES (Lower East Side)

Como Chegar:

O Highline se extende das ruas 14 (na verdade começa alguns quarteirões antes disso, mas para facilitar, resolvi deixar no número) a 34. As estações de metrô mais próximas são: 34 St. (Hudson -Yards | Linha 7), 23 St (Linhas A,C,E) e 8 Av. (linha L).

Dica: Para descobrir qual estação de metrô faz mais sentido para você, monte sua programação, e depois disso veja a melhor forma de chegar. Eu se fosse você chegaria pela estação da rua 23h ou 8th Avenue, que são as partes mais legais do Highline

11- Devorar as delícias do Chelsea Market

Um dos cantinhos gastronômicos mais visitados de Nova York, são mais de 35 lojas que vendem de pão a Lagosta, de cafézinho a temperos indianos, tem comidas para todos os horários, e para nenhum guloso botar defeito. O mercado é super descolado, e lugar gostoso para comer é o que não falta! Vá com fome e pronto para provar as novidades!

Chelsea Market

Dica do Ideias na Mala:

O mercado abre cedinho (às 7:00 de segunda a sábado e as 8:00 aos domingos)  e é uma ótima alternativa para tomar um café da manhã caprichado antes de explorar o parque The High line (que fica alí do lado). Nós provamos o Amy’s Bread e adoramos os pães (o atendimento deixou a desejar). Para o almoço, a pedida mais famosa é devorar as lagostas do Lobster Place.

Com o que combinar: 

Combine seu passeio no Chelsea Market com o Parque The Highline e uma volta caprichada pelo Meat Packing District. Outro lugar que ouvi falar MEGA bem, mas não consegui visitar foi o novo Whitney Museum. Sobrou tempo? Dê uma esticadinha até NOLITA (North Little Italy) e LES (Lower East Side).

Como Chegar:

Endereço: 75 Ninth Ave. A estação de metrô mais próxima do Chelsea Market fica na 14th st (linhas A,B e C)

12 – Atravessar a ponte do Brooklyn & curtir as vistas do Dumbo

Esse é um dos programas mais gostosos e relax de Nova York, uma forma de sair um pouquinho do agito de Manhattan, curtir as vistas incríveis da cidade do outro lado da baía e as lojinhas e restaurantes do Brooklyn. Pegue um Ferry na estação (Wall Street-Pier 11, os metrôs mais próximos são Wall Street (linhas 2,3) e Broad St. (linhas J,Z) e curta o rápido passeio de barco entre Manhattan e Brooklin – a perna custa $4 (Também dá para fazer este trecho de metrô e descer na High Street (linhas A,C) ou Clark street (linhas 2,3), eu faria de barco para curtir as vistas.

Ponte do Brooklyn - NYC

Desça na primeira parada “Brooklyn Bridge Park“, o lugar já é bem bacana para tirar fotos da ponte do Brooklyn e de Manhattan, mas que quiser caminhar um pouco pode seguir até o Brooklyn Pier Park. Terminada a sessão fotográfica, comece a caminhada rumo a ponte do Brooklyn. No caminho passe pela Old Futon Street onde estão a famosa Pizzaria Grimaldi (ouvi dizer que a pizza não vale a fila, mas adoraria ouvir sua opinião) e a menos conhecida e muito gostosa Juliana Pizzaria. Essa região tem sorveteria, livraria, e várias outras lojinhas bacanas. Para fechar, cruzaremos a ponte a pé (quem preferir pode alugar uma bicicleta do City Bank $7.50 por dia) parando para fotografar a ponte.

Dica do Ideias na mala:

O melhor horário para fazer este passeio é na parte da manhã, o sol estará a seu favor e te ajudará a tirar fotos mais caprichadas.

Como Chegar:

Já expliquei como pegar o ferry acima, mas coloco aqui um mapinha para você se orientar. 🙂

13- Se encantar com Williamsburg no Brooklyn

Outra região do Brooklyn que merece um dia inteiro – especialmente se este dia for sábado – é Williamsburg. Todo sábado rola uma feirinha gastronômica mega descolada, a Smorgasburg, repleta de gente bonita e comida gostosa. Nos outros dias, aproveite para desbravar as lojinhas, bares e restaurantes do bairro, a Ana Salle do Style City me recomendou o restaurante de Ostras e drinks de Absinto Maison Premiere na animada Bedford Ave, amei a comida, fiquei encantada com os drinks e adorei o ambiente. Outro passeio nessa região que fiquei morrendo de vontade de fazer, foi o tour da Brooklyn Brewery.

Maison Premiere - NY

Maison Premiere no Brooklyn

Dica do Ideias na mala:

Faça a travessia entre Manhattan e Williamsburg de ferry. As vistas, tanto na ida como na volta valem o passeio. Pegue o Ferry na estação (Wall Street-Pier 11, os metrôs mais próximos são Wall Street (linhas 2,3) e Broad St. (linhas J,Z). Desça na terceira estação (N 6th Street/North Williamsburg). O ferry custa $4,00 por viagem.

Como chegar:

A estação de metrô Bedford (Linha L) fica no meio do burburinho, mas a forma mais legal de chegar lá é de ferry.

14- Caminhar por Greenwich Village ( Washington Square, NYU, West Village)

Greenwich Village é aquele pedacinho da cidade que eu sempre quero voltar. Adoro o ambiente universitário nos arredores da Washington Square (com um arco do triunfo inspirado no Francês), que é linda tanto de dia quanto de noite, e as ruas ao redor da praça repletas de restaurantes caprichados e café acolhedores. Nos arredores da praça, percorra as ruas Thompson e Sullivan com calma. Para comer, tenho duas boas dicas, o Bar Pitti (268 6th Ave) Italiano delicioso que seria perfeito se não fosse o dono mal humorado, de sobremesa não deixe de pedir a panacota. E o Carbone (181 Thompson St), um italiano metido porém delicioso. Continue o passeio sentido Meat Packing District passando pela Gay Street (vale, ou não uma foto?), pela Magnolia Bakery  401 Bleecker Street ) um Cup Cake super macio, e famosíssimo que eu adorei provar, e por todas as lojinhas fofas e café que você encontrar pelo caminho. A Blecker Street tem várias lojinhas diferentes e vale fuçar com calma.

Washington Square - New York

Dica do Ideias na mala:

Curti tanto a região que passeei por lá duas vezes, uma de dia e uma de noite. Como a vibe é completamente diferente, pra quem tiver tempo, acho que vale a dica!

Como chegar:

As estações de metrô mais próximas a Washington Square são West 4 St Station (Linhas A,B,C,D,F e M) ou  8 St – NYU (N,Q e R).

15- Ver vitrines no SoHo

SoHo, ou South Houston (parte sul da Huston Street) é uma das regiões mais ban-ban-bans de Manhattan, uma área repleta de lojas de grife com vitrines impecáveis cafés comportados e restaurantes requintados. Para quem curte moda, a graça é se inspirar com as tendências das vitrines – e das pessoas hiper bem vestidas que desfilam com seus modelitos. Comece explorando a Prince Street, e suas transversais, e se tiver pic, continue até a Thompson St. ou Sulivan St. que terminam na Washington Square.

SOHO - Nova York

Dica do Ideias na mala:

Há 15-20 anos atrás o Soho era uma região super artística, e descolada. Ponto de encontro de artistas e e amantes de arte. Uma lugares repleto de lojinhas ultra cool, e de cafés boêmios. Este SoHo ainda existe, e se chama Nolita (North Little Italy) ou até mesmo um pedacinho de West Village. É só caminhar algumas ruas para o lado para encontrar a Vila Madalena de Nova York e dezenas de lugares para lá de interessantes!

NOLITA

Mural em Nolita

Ah, e já que vai para o Soho, aproveite a viagem para provar um docinho da La Durée (398 W Broadway), uma doceria Francesa divina, nada barata, que é amor em formato de mordida.

Com o que combinar:

Combine seu passeio pelo Soho com Nolita ou Greenwich Village, faça tudo a pé e repare como a cidade se invente e re-inventa em poucos blocos.

Como Chegar:

Minha estação preferida para explorar o Soho é Prince Street (linhas N e R)

16- Little Italy e Nolita

Little Italy é o bairro Italiano, aqui que centenas de famílias de imigrantes Italianos se estabeleceram ao chegar em Nova York. Ao contrário do que muita gente pensa, os verdadeiros sabores da Little Italy de NY não se escondem nas cantinas barulhentas, mas sim nos pequenos estabelecimentos comerciais que passaram de geração para geração.  Comece com um autêntico expresso Italiano no Ferrara Bakery (196 Grad Street) acompanhado de uma tortinha de frutas ou o torrone da casa, em seguida vá em busca da cesta de picnic perfeita no Di Palo’s Fine Foods (200 Grand Street) uma mistura de loja de queijos, charcutaria e padaria. Você vai se encantar com a variedade e seleção de produtos. Devore o picnic na Washington Square, ou no seu parque preferido de Nova York.

Di Palo's Fine Foods

Queijos & Salames como parte da decoração do Di Palo’s Fine Foods

E Nolita? Nolita é a abreviação de North of Little Italy, um bairro super descolado, com dezenas de restaurantes bacanas e lojas super diferentes. Nolita merece ser explorado com calma e muito carinho! Coisa legal é o que não falta por alí! Quer provar algo diferente? Visite a Greecologies (379 Broome Street), um bar de Iogurtes super cool. Todos os iogurtes são feitos em casa, e é um melhor que o outro! [E sim, os restaurantes de Nolita são dez vezes melhores que os de Little Italy. Experimente o brunch do badalado Freeman’s! (191 Chrystie St)]

Dica do Ideias na mala:

Fiz um tour gastronômico SUPER interessante por Little Italy e China Town. Se você fala bem inglês e tá afim de fazer algo diferente, dê uma olhadinha nesse post.

Como Chegar:

Para chegar em Little Italy, uma das melhores opções é a estação Canal (linhas 6,J,N,Q,) e de lá você consegue caminhar por toda a região e explorar Nolita.

(Para o mapa, usei o Ferrara’s Bakery como ponto de referência)

17- Passear pela Grand Central

Uma das estações de trem mais movimentadas dos Estados Unidos e um dos edifícios históricos mais bonitos de Nova York. O edifício tem pé direito alto, ornamentos caprichados e um relógio (todinho de ouro) que marca o vai e vem das horas marcado por partidas e chegadas na estação. Um lugar que merece ser visitado.

Grand Central - Nova York

Grand Central

Dica do Ideias na mala:

A Estação Grand Central tem uma praça de alimentação excelente com opções variadas para todos os bolsos viajantes. Eu se fosse você, almoçaria por lá!

Como Chegar:

A Estação Grand Central fica em Midtown, pertinho da Times Square, do Bryant Square. Estação de metrô:  Grand Central – 42 St (Linhas 4,5,6,7, S)

18- Conhecer a biblioteca de Nova York e o Bryant Park

Bryant Park é um pedacinho verde no burburinho de Nova York e palco de vários eventos abertos, como teatro de Shakespeare ao ar livre durante o verão, pista de patinação no gelo durante o inverno, espaço de leitura ao ar livre com vários livros, revistas e jornais a disposição de quem quiser ler e curtir. Um pedacinho muito vivo e dinâmico de Nokva York que merece ser explorado com carinho. No Bryant Park está a biblioteca pública de Nova York, um prédio lindo, e repleto de espaços bacanas para quem quer ler, estudar ou trabalhar sossegado.

Bryant Park - Nova York

Bryant Park – Nova York

Dica do Ideias na mala:

Veja a programação de atividades do parque neste site tem muita atividade bacana e grátis! E aproveite o Wifi gratuito da biblioteca para postar suas fotos no Instagram!

Como Chegar:

Endereço:  5th Ave at 42nd St | Estações de metrô: Bryant Park (Linha 7 ) ou 42st -Bryant ( Linhas B,D,FM) ou Grand Central – 42 St (Linhas 4,5,6,7, S)

19- Passear pelo distrito financeiro

O Distrito financeiro é um pedaço super bonito de Manhattan e está repleto de lugares interessantes para visitar. Quem nunca ouviu falar da Wall Street onde estão a bolsa de valores de Nova York, e o Federal Hall Americano? E o famoso Charging Bull? O enorme touro dourado no finalzinho da Broadway. É do distrito financeiro que saem os barcos para a estátua da liberdade,  as balsas para o Brooklyn e é lá que está o memorial do 9/11 e a novíssima torre do One World Observatory.

Bolsa de NY

Bolsa de NY na Wall Street

Dica do Ideias na mala:

Aproveite sua visita do distrito financeiro para conhecer a Stone Street, uma das ruas mais charmosas de Manhattan. Uma boa dica para comer por alí, é no Adrienne’s Pizza Bar (54 Stone St).

Como Chegar:

Comece o passeio pela estação Wall Street do metrô (linhas 2,3, 4 e 5) e de lá caminhe pelas redondezas.

20 – Visitar a Universidade de Columbia

Um programa diferente e SUPER agradável é passear pelo Campus da Universidade de Columbia, no Norte de Mannhatan altura da Rua 116. A universidade é MARAVILHOSA, e juro, que dá até vontade de voltar a ser estudante para passar uns tempos por lá.

Columbia - Nova York

Foto: Fefê Lagoa

 

Columbia University Linha 1
Outra alternativa um pouquinho mais longe é a estação da 116 St Linhas (A,B,C)

E aí, curtiu as dicas?

Pronto para aproveitar Nova York?

Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, Siga nosso instagram!

MuseuParque

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

15 comments

  1. Daniel Neves 15 abril, 2017 at 02:23 Responder

    Oi, para fazer todas essas atrações você recomendaria quantos dias em NY? Comprei um voo de ida chegando em NY e voltando por Miami, 30de julho a 11 de agosto e tenho que saber que dia compro o voo interno pra poder sair de NY.

  2. rubens 21 junho, 2016 at 23:00 Responder

    Adorei as dicas p Nova York. vou de passagem e terei 10 horas na cidade enquanyo nao pego outro voo p Amsterda.
    Nem precisa ver mais em nenhum outro site. Foi espontânea e maravilhosas as suas dicas.
    Vou a time square. Chelsea Market e se der tempo no MoMA. Bjs vlw. Adoro viajar. Moro no rio, mas já fui a quase 50 países. Gosto tb de Vinhos, gatos e outros animais.
    Parabéns. Rubens

Post a new comment

Veja também