Califórnia: o que fazer e onde parar em Big Sur

47
Big Sur - Califórnia

Big Sur é o trecho mais bonito da Highway 1, rodovia que atravessa a costa da Califórnia, e está repleto de paisagens maravilhosas, praias pitorescas, cachoeiras e até fontes termais. Nesse post atravessaremos os 70 Km de Big Sur mostrando em detalhes as principais paradas do caminho, as praias mais bonitas e dando dicas do que ver e fazer em cada lugar. Vem comigo!

Califórnia: o que fazer e onde parar em Big Sur

Nesse post você encontrará:

[Clique no item acima para ir direto ao ponto, ou se preferir, leia o post todo :)]

Atenção: Boa parte de Big Sur estará interditada até pelo menos setembro de 2017. Veja detalhes aqui

Big Sur – Dicas importantes: para ler antes de viajar

Viaje sem pressa

O trecho de Big Sur é de longe o mais lindo e especial da Highway 1. São apenas 70 Km, mas tem tanta coisa linda para ver que você provavelmente levará um dia inteiro. Sendo assim, nem pense em fazer o Trecho Carmel – Santa Barbara em uma só tacada. Quebre a viagem em Cambria, Paso Robles ou San Luis o Bispo. Ir direto para Santa Barbara torna a viagem mais corrida e muito mais cansativa do que deveria. Juro.

Garrapata State Park - Califórnia

Viajando do lado certo

Para viajar na mão certa, e sempre do lado da costa, faça a viagem de San Francisco a Los Angeles pela costa (e não ao contrário). Além de viajar sempre olhando para o mar, fica mais fácil parar nos mirantes e em pequenas entradinhas não sinalizadas e que tem vistas maravilhosas.

Highway 1 - Big Sur

Mapas & GPS

Dica importante: grande parte do trajeto de Big Sur não tem nenhum sinal de celular ou internet. Para não se perder, baixe o mapa com antecedência:

Pare sempre que o coração mandar

Além das paradas mais conhecidas, e das paradas que sugeri no mapa abaixo, recomendo que você pare sempre que seu coração mandar. A estrada é repleta de pequenas brechinhas com vistas incríveis, praias escondidas em pequenas escadas e muita coisa linda e difícil de mapear. Já fiz a viagem 5 vezes, e sempre descubro algo novo porém difícil de mapear.

Escada no acostamento em Big Sur

Viu uma dessas no acostamento? Sinal que tem praia ou mirante na parada!

Atenção ao volante (e aos ciclistas)

A highway 1 é uma estrada estreita e em grande parte do trajeto, de pista única. Dirija devagar e preste muita atenção em você e nos outros carros. Tem muito turista braço olhando para a paisagem e fazendo barbeiragens terríveis. E vale lembrar que a estrada também é muito querida pelos ciclistas. Então cuidado!

Pôr do sol em Big Sur

Uma vantagem de fazer essa viagem com calma é poder escolher um lugar lindo para o pôr do sol. Tive duas experiências de Pôr do sol em Big Sur que estão entre as mais lindas da minha vida.

Pôr do sol na Sand Dollar Beach - Big Sur

Pôr do sol na Sand Dollar Beach – Big Sur

Dá para dormir em Big Sur?

Se você tem tempo. Sem dúvida! Big Sur tem poucas, porém ótimas opções de hospedagem que variam de hotéis de luxo como o Post Ranch Inn (veja a review da Claudia do Aprendiz de viajante), um dos campings mais luxuosos do mundo no Treebones Resort (eles tem ninhos humanos que fazem um mega sucesso aqui na Califórnia), e opções baratas de camping convencional (super concorrido, porém ótimos. Já fiquei no Plaskett Creek Camping Ground e adorei.)

Mapa do trajeto com todas as paradas sinalizadas

Nesse mapa sinalizei as principais paradas de Big Sur. Baixe o mapa no seu celular para consultar durante a viagem.

Big Sur de parada em parada: um resumão da viagem para imprimir e levar com você

Nossa viagem começa na saída de Carmel. Tecnicamente o Point Lobos State Park ainda está em Carmel, mas como ele fica na boca de Big Sur, acho que vale a pena falar um pouquinho sobre ele nesse post.

Point Lobos State Natural Reserve

Point Lobos é um dos melhores lugares de Carmel para avistar baleias, lontras e leões marinhos. A cor da água, e a mistura entre mar e natureza são bem impressionantes. Aqui é muito comum avistar baleias em migração. Especialmente durante o inverno. O parque tem várias opções de trilhas, e as vistas compensam cada centímetro de caminhada.

Quanto tempo demora?

Uma visita bem feita ao Point Lobos leva pelo menos duas horas. Não acho que vale a pena ficar menos de 1 hora por lá.

  • Horários de abertura: Todos os dias das 7:00 às 19:00
  • Ingresso: $10,00 por carro

Para quem eu recomendo

Recomendo a parada no Point Lobos para quem tem mais de uma noite em Carmel ou Monterey, ou para quem vai dormir uma noite em Big Sur. Também recomendo para quem está visitando a Highway 1 pela segunda vez.

Lontra em Big Sur

Com um pouco de sorte, olha quem você encontra!

Garrapata State Park

Assim que você passar por Point Lobos, fique atento as pequenas saídas no acostamento (repare que elas estão numeradas do 1 ao 19). Todas elas são entradas, praias, trilhas ou mirantes do Garrapata State Park tem ao todo 3.6 Km de extensão de costa

Garrapata State Park - Carmel

Melhores paradas:

  • Portão 7: Rocky Ridge Trail: uma trilha inclinada de cerca de 7km pelo parque
  • Portões 8 e 9: Trilha para o Soberane Point (o ponto mais alto do pedaço), trilha de 3,2. Com sorte você avistará baleias.
  • Portões 18 e 19: Praia Garrapata (sinalizada no mapa): uma praia deserta e super linda

Outras paradas escondem mirantes e pequenos tesouros da região. Amo descobrir um lugarzinho novo cada vez que passo por lá.

Para quem eu recomendo

A praia Garrapata é linda e rápida de visitar. Vale a parada mesmo para quem faz a rota com pressa. Para chegar lá, você terá que fazer uma pequena caminhada.

Rocky Creek Bridge

Passando o Garrapata Park, começam os rochedos ponteagudos e as curvas estreitas que tornaram a Highway 1 famosa. Fique atento que um dos puxadinhos do acostamento tem uma vista linda para a Rocky Bridge – a primeira ponte do trajeto, muitas vezes confundida com sua irmã famosa Bixby Bridge. Assim que você passar a Rockbridge, a ponte Bixby virá logo a seguir.

Melhores fotos da Bixby Bridge: Quase todo mundo para na própria ponte para fotografar, mas o melhor ponto para tirar fotos incríveis, é num puxadinho de acostamento que cabem exatos dois carros.

Bixby Bridge

Integrar a região de Carmel com São Luis o Bispo, foi uma tarefa árdua, e que só aconteceu em 1932 com construção da Bixby Bridge. A ponte tem 79 metros de altura, e uma estrutura bem impressionante. A ponte é uma das paradas mais populares da Highway 1, a graça é chegar bem pertinho e ver a dimensão do precipício (cuidado! O solo da região não é muito estável. Fique longe da borda!)

Bisxby Brigde - Big Sur

Bisxby Brigde

A melhor hora para fotógrafa-la, é no finalzinho da tarde, quando as luzes do pôr do sol iluminam todo o horizonte.

Hurricane Point

Pouco depois da Bixby Bridge, está o Hurricane Point. Esse é um mirante bem sinalizado, com amplo estacionamento e fácil de parar para quem vem dos dois lados da vista. Do alto do Huricane Point, você terá uma vista bonita da costa com direito um pedacinho da Bixby Bridge. Vale a parada!

Hurricane Point - Big Sur

Ah, quase esqueço de contar que o mirante tem esse nome por causa do centro poderoso que atravessa a região. Segure o chapéu!

Para fotografar o Point Sur

Após Hurricane Point, você terá algumas boas chances de parada (não sinalizadas no mapa) para fotografar o Point Sur (de longe parece uma ilha, mas na verdade é um rochedo grudado na costa, e mega fotogênico) e para fotografar o encontro de águas de um rio com o mar que é bem bonito.

Point Sur - Big Sur

Parada para fotografar Point Sur

Big Sur - Encontro das águas

Encontro das águas, uma das paradas que fizemos num puxadinho da estrada.

Point Sur Light Station

Point Sur é um parque estadual que preserva uma pequena cidade fantasma, construída para manter o farol de Point Sur em operação. Hoje o farol é completamente automático, e tanto ele quanto a pequena cidade estão abertos para visitação (somente visitas guiadas) as quartas-feiras, sábados, domingos. O horário dos tour muda de estação para estação, e pode ser conferido nesse site.

Point Sur - Big Sur

O tour leva 3 horas, é super explicativo, e o farol é uma graça. Amei o passeio, as vistas de Big Sur, e tudo o que aprendi sobre o farol.

  • Quando: Quartas, Sábados e Domingos
  • Quanto? $12,00
  • Vá de sapato confortável e leve água

Farol de Point Sur - Big Sur

Para quem eu recomendo

Recomendo a parada no Point Sur para quem tem mais de uma noite em Carmel ou Monterey, ou para quem vai dormir uma noite em Big Sur. Também recomendo para quem está visitando a Highway 1 pela segunda vez ou para quem curte visitar coisas fora da rota turística.

Pfeiffer State Beach

Pfeiffer State Beach, não confundir com Pfeiffer Park ou Julia Pfeiffer Burns Park, é uma das praias escondidas mais lindas de Big Sur. A Pfeiffer beach tem águas bravas e uma caverna de pedra linda bem pertinho da areia. Um lugar incrível para fazer picnic, curtir uma tarde de sol, e nos dias mais quentes do ano, dar um mergulho na água (a água é fria pra caramba, mas já entrei mais de uma vez).

Pfeiffer Beach - Big Sur

Atenção: Para chegar lá você terá que sair da estrada (logo após o correio de Big Sur) e entrar na Sycamore Canyon Road.

Para quem eu recomendo

Recomendo a parada no Point Sur para quem tem o dia inteiro para percorrer Big Sur e não está com pressa. A praia é linda, e merece pelo menos uma meia hora de visita (dá para ficar a tarde inteira fácil)

Parada para o almoço: onde comer em Big Sur

Vista do Restaurante Nepenthe

Vista do Restaurante Nepenthe

Chegamos no centrinho (que nem é um centrinho de verdade, mas sim uma área que concentra restaurantes e hotéis) de Big Sur, a essa hora imagino que você provavelmente estará com fome. Você poderá optar por um sanduíche e vistas incríveis no Nephente (veja minha review aqui), um almoço 5 estrelas no Post Ranch Inn (reserva antecipada obrigatória – veja a review do Ric Freire) ou prato saboroso na Big Sur Bakery (veja a review do Café viagem). [Só experimentei o Nephente, e achei que vale pela vista e não pela comida, mas ouvi várias recomendações boas tanto do Post Ranch In, quanto da Big Sur Bakery]

Coast Gallery - Big Sur

Para um cafezinho rápido, pare na Coast Gallery, um prédio modernoso que combina galeria de arte com uma lanchonete. O atendimento é bem ruim, mas a galeria é fofinha e vale a visita

Pfeiffer Big Sur State Park

Esse parque é o responsável por grande parte das confusões e paradas erradas da Highway 1. Ele fica algumas milhas antes do Julia Pfeiffer Burns State Park (a famosa praia da cachoeira) e confunde geral.Ainda não conheço o parque, mas pelo que pesquisei, ele tem um bosque de árvores lindas e duas cachoeiras incríveis. Definitivamente é um lugar para quem visita Big Sur com tempo.

Julia Pfeiffer Burns State Park

Chegamos na famosa praia da Cachoeira que fica dentro do parque Julia Pfeiffer Burns State Park! A entrada fica do lado esquerdo da pista (para quem vai no sentido Los Angeles). O estacionamento dentro do parque custa $10 (pagos em dinheiro trocado). Para economizar, muita gente estaciona no acostamento do outro lado da estrada.

Julia Pffeifer Beach - Big Sur

 

Após estacionar o carro, você terá que fazer uma caminhada de uns 5 minutinhos rumo a praia. A trilha é bem fácil, e as vistas são maravilhosas desde o começo. A cachoeira é linda (especialmente na primavera, quando está cheia de água) e dependendo da força da maré, você conseguirá tirar fotos da água da cachoeira encontrando as ondas do mar. A praia está fechada para visita.

A caminhada termina num dos meus mirantes preferidos de Big Sur, e nos pés da antiga casa do Pfeiffer arrasada por um terremoto.

Julia Pfeiffer Burns State Park - Big Sur

Vista do mirante do Julia Pfeiffer Burns State Park

Dica: De manhã cedo, você estará contra a luz, e terá um pouco de dificuldade de tirar boas fotos, mas para o meio da tarde a coisa melhora um pouco.

Águas termais em Big Sur

Além de praias lindas e paisagens incríveis Big Sur é famosa por suas águas termais naturais, os Hot Springs. Duas das termas de Big Sur estão abertas ao público o Sykes Hot Springs (que fica no alto das montanhas e exige uma caminhada brava de 16 Km – a maioria das pessoas que faz essa trilha acampa por lá) e as termas do Esalen, um centro espiritual incrível (abertas ao público todos os dias da 1:00 às 3:00 AM – Reserva indispensável – $30,00 por pessoa). As madrugadas no Esalen são uma das atividades preferidas dos habitantes da região, especialmente nas noites de Lua Cheia, o traje de banho não é obrigatório (espere ver gente pelada).

Big Creek Bridge & Gamboa Point

Continuando a viagem, passaremos por mais uma ponte bonita, a Big Creek Bridge. Logo da ponte há um mirante lindo, e com vistas incríveis da ponte e das formações rochosas do oceano pacífico. Essa é uma parada que eu adoro, e que faço todas as vezes que vou a Big Sur.

Gamboa Point o Mirante da Big Creek Bridge

Gamboa Point o Mirante da Big Creek Bridge

Limekilm State Park

O Limekilm park foi construído para preservar as ruínas de uma antiga mina que antigamente extraia minério do parque. Além das ruínas, quem visita o parque encontrará uma cachoeira bonita, um bosque Sequoias Costeiras do tipo Redwoods e uma boa praia.

  • Entrada: $10,00 por carro
  • Aberto das 8:00 até o pôr do sol

Cachoeira do Limekilm State Park - Big Sur

Para quem eu recomendo

Só recomendo essa parada para quem já conhece muito bem a região. A cachoeira é bonita, mas nada de outro mundo, e a praia não é a minha preferida da região. É um lugar bonito, mas para quem não está com pressa.

Sand Dollar beach e outras praias

Passado o Limekilm Park, você entrará numa região repleta de pequenas praias escondidas (repare nas escadinhas que saem do acostamento da Highway 1) são praias pequeninas e super fotogênicas, e uma área de picnic mais caprichada chamada Mill Creek.

Praia em Big Sur

Praia escondida em Big Sur

Tem também uma praia grande (que também não é visível da estrada) e que vale a parada, a Sand Dollar Beach. Essa é uma das praias que os locais mais curtem para aproveitar o final de semana, e acredite, em dias quentes tem muita gente na água! Além de ser uma praia linda, a Sand Dollar é um lugar espetacular para ver o pôr do sol!

Sand Dollar Beach - Big Sur

Sand Dollar Beach

Dica: O estacionamento da prais custa $10,00 por carro, mas tem muito lugar no estacionamento.

Sugestão de roteiro para quem tem menos de 1 dia

Se você pretende fazer o trecho entre Carmel e Santa Barbara em uma só tacada, aí vão minhas sugestões de paradas.

  • Garrapata Beach
  • Bixby Bridge
  • Point Sur Light Station
  • Julia Pfeiffer Burns State Park
  • Big Creek Bridge
  • Gamboa Point
  • Sand Dollar beach

E aí, curtiu as dicas? 

Pronto para se encantar com Big Sur?

Veja também:

E para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

47 comments

  1. sérgio med 3 agosto, 2017 at 12:40 Responder

    Oi Mari, parabens por tantas infos relevantes.
    Depois do acidente natural nessa estrada até qual atração ainda se pode chegar?
    Estou indo agora em setembro e parece que a ponte que foi destruída ainda não foi totalmente reconstruída.
    Vc aconselha um bate e volta a partir de Monterey?

    Obrigado pela atenção

    • mari vidigal 10 julho, 2017 at 22:07 Responder

      Oi Alexandre,
      Precisa pesquisar no Google como fz. Eu como viajo online geralmente acesso os mapas em tempo real.
      Abraços,

  2. Luca 19 abril, 2017 at 06:22 Responder

    Olá, tudo bem?
    Não sei se é fácil de lembrar, mas teria uma ideia de a partir de que horas começa o por do sol? (e mês do ano)
    Queria programar minha viagem e queria ter uma noção de até que horário que vale a pena ser dirigido na estrada.

    Abçs

    • mari vidigal 20 abril, 2017 at 12:21 Responder

      O Google te responde essa pergunta bonitinho, ele mostra a hora do pôr do sol nas cidades. Uma mão na roda!
      Beijos

  3. Carolina 1 fevereiro, 2017 at 15:12 Responder

    Boa tarde Mari,

    Estou me inspirando no seu roteiro para montar o meu para Califórnia.
    Mas estou com dúvidas sobre quantos dias ficar em cada lugar. Não sei se estou ficando tempo de mais ou de menos em cada um.
    Pode ver o meu roteiro e dar sua opinião?
    Dia 1 – 4 = São Francisco
    Dia 5 = Manha em Halfmoon Bay e tarde em Santa Cruz. Chegar em Monterey e dormir lá
    Dia 6 = Passar o dia em Monterey (Aquário, Cannery Row) e pernoitar lá de novo
    Dia 7 = Sair de Monterey e fazer 17 Miles e Big Sur. Dormir em Big Sur.
    Dia 8 = Terminar Big Sur e ir para Santa Barbara. Dormir em Santa Barbara
    Dia 9 = Ir para Santa Monica. Passar o dia em Venice Beach. Dormir em Santa Monica.
    Dia 10 = Passar a manha em Santa Monica e ir para Malibu. Depois ir para LA e dormir lá
    Dia 11 -13 = Los Angeles
    Dia 14-16 = San Diego

    Fico no aguardo

    Obrigada!!!

    • mari vidigal 1 fevereiro, 2017 at 23:40 Responder

      Oi Carolina,
      No dia 7 eu dormiria em Cambria, Paso Robles, Morro Bay ou San Luis o Bispo. Veja qual delas tem mais a ver com vocês.
      De resto seu roteiro está redondinho e delicioso!
      Tenho posts para todas essas cidades aqui no Blog e se tiver mais perguntas é só deixar um comentário que eu respondo rapidinho!
      Beijos

  4. Angela Bernardes 16 janeiro, 2017 at 17:30 Responder

    Oi Mariana!!
    Amei os post e as super dicas!!
    Estou indo para a California em Março e temos planos de viagem para LA, Vegas, SF e Big Sur.

    Você consegue me ajudar num roteiro legal? Tem algum email que posso te enviar?

    Obrigada!

    • mari vidigal 19 janeiro, 2017 at 06:45 Responder

      Oi Angela,
      Td bem?
      Todas as minhas dicas dessas cidades estão aqui no site. Nõ trabalho com roteiros personalizados, mas terei prazer em responder eventuais dúvidas por comentários.
      Abraços

  5. Carolina 7 dezembro, 2016 at 15:07 Responder

    Boa tarde,

    Estou montando meu roteiro pela Califórnia.
    E gostaria de uma ajuda sua, gostaria que você me desse umas dicas se estou no caminho certo, se estou ficando demais ou de menos em algum desses lugares.
    São Francisco – 3 dias
    Halfmoon Bay – 1 dia (pernoitar lá)
    Santa Cruz – 1 dia (pernoitar lá)
    Monterey – 1 dia (pernoitar lá) – No dia seguinte ir para Carmel pela 17 miles e seguir para Big Sur no mesmo dia.
    Agora a minha dúvida é que estou querendo pernoitar em Big Sur antes de seguir viagem até Santa Bárbara. Você me recomenda algum lugar para ficar?

    Obrigada
    Bjoss

  6. marisol vera le fort 30 outubro, 2016 at 21:39 Responder

    Oi Mari, sensacional seus posts sobre a California!! Gostamos muito de viajar e este ano vamos para San Diego no inicio de Dezembro. Depois de ler suas publicacoes, mudei um pouco a viagem e gostaria da sua opiniao. Resolvemos fazer o caminho da Highway 1, assim vou comprar passagem aerea de San Diego a Monterrey para o dia 05 de Dezembro, chegando as 20 horas, alugaria um carro e iria direto para Big Sur, e iria descendo ate chegar em San Diego novamente para embarcar de volta no dia 10 as 07 da manha. Nesse tao pouco tempo, de terca a sexta, o que vc acharia que seria fundamental para uma familia de um casal e tres filhos de 10, 12 e 15 anos? Em quais cidades paro para dormir? Muito obrigada!

    • mari vidigal 31 outubro, 2016 at 21:13 Responder

      Oi Marisol,
      Nunca ouvi falar em aeroporto em Monterey, mas não achou uma boa ideia pegar nenhum trecho dessa estrada a noite.
      Minhas dicas para a Highway 1 estão resumidas neste post.
      Abraços

    • mari vidigal 10 outubro, 2016 at 21:55 Responder

      Oi Livia,
      Moro aqui e já fui para Big Sur algumas vezes. Para um dia de viagem, você terá que fazer adaptações e escolher o que mais gostar.
      Beijos

  7. CHRISTINA ALVES PEIXOTO 16 agosto, 2016 at 21:33 Responder

    Oi Mari! parabéns pelos posts!!! São realmente os melhores e mais informativos que encontrei vasculhando a internet.
    Se você pude me ajudar numa dica… Eu e meu marido estamos indo para SF em outubro e fizemos o seguinte roteiro:
    3 dias em SF
    2 dias em Yosemite
    3 dias em Monterey e Carmel
    3 dias em SF (nosso voo volta de lá).
    Eu reservei um hotel em Monterey para as três noites, mas como pretendemos conhecer Big sur com calma, é mais interessante dormir uma das noites em Big Sur, ou como iremos voltar para SF, é melhor ficar mesmo em Monterey?

    Abraços!

    • mari vidigal 19 agosto, 2016 at 03:46 Responder

      Oi Christina,
      Que delícia de viagem!
      Eu ficaria uma noite em Monterey, uma em Cambria e na volta outra em Monterey.
      Abraços

  8. Marcelo Roncolatto 28 maio, 2016 at 22:34 Responder

    Oi Mari, excelente o seu post!!! Estou pensando em fazer esse trajeto no final do ano (entre 27/12 – 30/12), mas estou com medo que neve!!! Como será que eu consigo informações meteorológicas de outros anos para eu saber se haverá possibilidade de neve ou não??? Dirigir com neve dever ser complicado não é verdade??? abs

  9. Mirella 6 abril, 2016 at 02:08 Responder

    Olá Mari! Estarei a caminho do Big Sur em 21/04. Vou tocar direto de Las Vegas para Monterey. Chegamos para dormir e passear no dia seguinte. Logo cedo pretendo visitar o Aquário e depois sair para a 17 Mille Drive, Carmel e Big Sur. Como vamos voltar para dormir novamente em Monterey gostaria de perguntar se vc considera que vale a pena ver o por do sol da Pfeiffer State Beach? Obrigada por todas as dicas!
    .

    • mari vidigal 6 abril, 2016 at 02:20 Responder

      Não. Veja o pôr do sol de Carmel (que é incrível) ou de qualquer ponto lindo da estrada!
      Beijos e aproveitem muito!

  10. Milton 5 abril, 2016 at 03:13 Responder

    Olá Mari, estou de volta da minha viagem pela highway 1 (Big Sur – trecho Monterey a Santa Barbara). Muito obrigado pelas dicas. Pegamos um tempo maravilhoso, que nos proporcionou belas paisagens e fotos. Saindo de Monterey, fizemos a 16-mile drive, que valeu muito a pena. Tentamos conhecer Point Lobos, mas estava muito difícil de estacionar, até na estrada, que desistimos (Páscoa? Spring break?). Fica para a próxima. O almoço no Post Ranch valeu pela expectativa, a vista e a comida também. Não deixa de ser uma grande atração. Foi muito bacana ver os preguiçosos elefantes marinhos perto de San Simeon. Dormimos uma noite em Cambria, uma cidadezinha pequenininha, mas bastante agradável. Este pit stop foi ótimo. Fizemos algumas compras no outlet de Pismo Beach e provamos os melhores cupcakes numa casa de degustação de vinhos em Los Olivos, bem charmosa. Vale a pena conhecer. Passamos por Solvang, estava lotada de turistas, pareceu-me meio artificial. Vimos o por do sol na Stearns Wharf de Santa Barbara e jantamos frutos do mar por lá mesmo, ótimo. Tudo correu dentro do previsto. Antes disso tudo, estivemos 1 dia em Nappa Valley. Começamos visitando a Robert Mondavi (pela história), passeamos na Frog´s Leap (sugestão sua, pequena, familiar e bucólica), degustamos vinhos e fizemos pic-nic na V. Sattui (imperdível), tentamos comer um docinho na Bouchon Bakery (desistimos, muita fila) e encerramos o tour de vinícolas na Hall (moderno, muito bonito). Jantar ótimo na Farmstead (bom reservar). Em Pasadena, uma dica de um jantar japonês diferente em dia frio (nada de sashimis e sushis), conheça o Oseyo Shabu Shabu, bom custo benefício, não vão se arrepender. Valeu!!!

    • mari vidigal 5 abril, 2016 at 16:09 Responder

      Oi Milton!
      Que boas sugestões! Quantas dicas! Obrigada!
      Meu marido está indo para Pasadena ver o jogo do Brasil e vou dar essa dica de restaurante para ele. Eu não poderei ir dessa vez, já terei passado das 36 semanas de gravidez e acho que ver um jogo de futubel tão grávida pode não ser uma das melhores ideias do mundo 😉
      Fico feliz que tenham aproveitado a viagem e aproveitado tanto.
      beijos

      • Milton 6 abril, 2016 at 00:44 Responder

        Olá Mari,
        Há 20 anos viajei com a minha esposa grávida do meu filho para a Europa por 30 dias e há 18 anos viajei com a minha esposa grávida de 37 semanas da minha filha para um resort em Alagoas. Hoje não teria feito isso. Acho bom não fazer muitos esforços nesta época. Curta este final de gravidez e parabéns a vcs e ao baby que virá. As suas viagens vão mudar muito daqui para a frente. Abs!

        • mari vidigal 6 abril, 2016 at 02:19 Responder

          Oi Milton,
          Esse já viajou muito e sem querer. Rs
          Fiquei sabendo que estava gravida dois dias antes de uma viagem de 6 semanas para a Europa. Voltei para casa por 5 dias e já emendei outra para o Brasil (que tbm estava fechada) por quase um mês.
          Agora estou mais sossegada, mas ainda dou minhas escapadinhas de final de semana, não tem como mudar o ritmo de uma pessoa completamente de uma hora para a outra, mas vou me adaptar!
          Beijos e obrigada pela dica

  11. Karla Ramos 2 abril, 2016 at 20:30 Responder

    Oi Mari!!! Estamos indo a 1 vez pra Califórnia agora dia 04/04/16. Meu aniversário é no dia 08/04 e meu marido nos deu de presente essa viagem. Moramos atualmente em Orlando. Até então era surpresa mas, visto a dificuldade pra montar um roteiro e o tempo curto do marido com trabalho, me incumbiu dessa missão rsrsrs. Estou enlouquecidaaaaa com tantas opções, lugares incríveis, passeios imperdíveis !!! Depois que ele fez a compra da passagem Orlando Los Angeles, vimos que o ideal era vir de San Francisco pra Los Angeles mas, os valores aéreos eram exorbitantes! A diferencia era muito grande. Vamos perder muito por subir ao contrario> (estou sem ponto de interrogação no teclado kk então, por favor entenda que > é uma interrogação rs ) Vamos ficar de 04/04 a 11/04. Quero fazer o máximo que der e graças a internet Achei teu blog!!!! Estou simplesmente montando o roteiro com tuas dicas!! Minha ideia é 04,05 los angeles ( sendo que 4 chegaremos 10 no aeroporto de L.A), dia 6 ir pra Santa Monica, Venice, as demais praias e já cair na estrada rumo a San Francisco. Massss, tantos lugares incríveis pra parar no caminho.. Será que conseguimos tudo pra chegar em S.F no dia 9>. Outra, queria muito ir no Napa Valle e no Muir Woods. Coloquei na programação junto com a golden Gate, num dia só! rs será que conseguimos>
    Não sei se dará tempo de ter uma resposta, de qualquer forma queria deixar registrado meu agradecimento pelas dicas, e que ocorra tudo bem! Seja o que Deus quiser!!! Obrigada!!!

    • mari vidigal 2 abril, 2016 at 23:16 Responder

      Oi Karla,
      Você não vai perder muito em fazer a rota ao contrário, mas terá que ficar ligada para não perder as paradas.
      Muir Woods + Golden Gate e Sausalito é um dia, Napa Valley é outro. Ao juntar os dois vc vai passar muito tempo na estrada para pouco tempo curtindo. Acho que é besteira e deixaria para uma próxima.
      Tente fazer a estrada em 3 dias. Menos que isso fica corrido demais e vcs quase não aproveitam!!!
      Feliz aniversário e espero que seja a primeira de muitas viagens a Califórnia.
      Beijos

  12. Milton 17 janeiro, 2016 at 23:35 Responder

    Olá Mari, conheço relativamente bem a California, inclusive SF, Carmel, Monterrey, Santa Monica e LA, mas não tive oportunidade de pegar a highway 1. Seu blog é um tanto inspirador para fazer esta viagem, pois é um dos melhores que já consultei, e gostaria de algumas sugestões. Estarei saindo de Napa em 26/03 após 9:00h e pretendo estar em Pasadena por volta das 12:00h em 28/03 (meu filhão faz faculdade lá). Gostaria de saber onde vc sugere pernoitar em 26 e 27/03 e se o timing dará certo para almoçar no Post Ranch Inn. Pretendo pegar o trecho de Half Moon Bay e fazer a 17-mile drive, mas não pretendo gastar tempo dentro de Carmel ou Monterrey (a não ser que o almoço tenha que ser feito na região). Desde já agradeço.

    • mari vidigal 18 janeiro, 2016 at 23:52 Responder

      Oi Milton,
      Já reservou o Post Ranch? Esse é o primeiro passo pois muitas vezes as reservas se esgotam 3 meses antes. Se sim, saia de Napa cedinho (veja no Google o numero de horas estimado) e siga direto para lá. Caso queira mesmo fazer a 17 Mile Drive (que é bem menos bonita que Big Sur) calcule 1,5/2 horas a mais para ela. Como você já conhece Monterey e Carmel, sugiro que passe batido e foque em Big Sur.
      Nesse dia, durma em Cambria ou em San Luis o Bispo. No dia seguinte, durma em Santa Barbara e de lá siga direto para Pasadena.
      {Aliás, adoro Pasadena ;)}
      Beijos

      • Milton 20 janeiro, 2016 at 02:07 Responder

        Olá Mari, agradeço a rápida resposta. Reservei o Post Ranch como sugerido. Como consultei o google map e vi que gastaria 1 hora a mais pegando a H-1 bem no começo, deixarei de lado Honey Moon Bay e Santa Cruz (creio que seja o trecho menos interessante) e começarei a H-1 por Monterey. Sairei mais cedo de Napa (Santa Helena). Pretendo fazer a 17-mile drive e pelo menos a trilha mais curta em Point Lobos. Tenho almoço reservado para 14h. Dormirei em Cambria e depois em Santa Barbara. Vale a pena ver o Hearst Castle? Me parece turístico demais. Degustar vinhos no caminho para Santa Barbara me parece um pouco imprudente, certo? Solvang e Obispo valem a pena? Obrigado.

        • mari vidigal 21 janeiro, 2016 at 05:31 Responder

          Oi Milton,
          Dê uma olhada no Hearst Post e veja o que você acha dele neste post. Como é sua primeira vez na Hwy 1 e você tem pouco tempo, não recomendo não.
          Mas o que eu sim recomendo é uma parada em Los Olivos para degustar vinho (pare bastante tempo, e o motorista da vez deve provar só um golinho ;)) O Restaurante Los Olivos Café é uma excelente opção para o jantar e depois de uma boa refeição o motorista da vez deve conseguir pegar estrada em segurança só não vale beber vinho o jantar todo.
          Solvang vale um cafézinho rápido, e SLO é bem interessante, mas como você tem pouco tempo, não sei se recomendo não.

          • Milton 23 janeiro, 2016 at 11:43

            Olá Mari, seguirei suas dicas. Farei um pit stop bem rápido em São Luis Obispo para comprar artigos para tenistas (lá fica o maior vendedor online dos EUA, tem loja física – tenniswarehouse, não fica longe da estrada). Quanto a Pasadena, meu destino final, como vc já comentou em outro post, vale a pena visitar. É muito sossegado, tem bons restaurantes (japoneses também) e shoppings e a hospedagemm é barata. Vale conhecer a Huntington Gardens, o Norton museum, o Rose Bowl e o campus da Caltech, onde meu filho estuda. Darei um retorno quando voltar. Muito obrigado!!!

          • mari vidigal 23 janeiro, 2016 at 17:16

            Oi Milton,
            Visitamos Pasadena ano passado e adoramos!
            Comi num japonês maravilhoso, e não vejo a hora de voltar. Ver um jogo de futebol americano no Rose Bowl está na minha lista de To Do’s.
            E que máximo pelo filho, a Cal Tech é excelente.
            Beijos e aproveite a viagem

  13. Daniela 6 novembro, 2015 at 12:58 Responder

    Oi Mariana, tudo bem?
    Em primeiro lugar, parabéns pelo blog, adoro o fato dos posts serem bem detalhados e ilustrados!
    Vou para San Francisco no Réveillon, chego na cidade no dia 31/12, por volta de meio dia, vindo de Lake Tahoe. Estou procurando informações sobre a noite da virada aí em San Francisco, gostaria de saber mais informações, o que você indica? Qual o melhor lugar para irmos e se tem alguma festa bacana?
    Muito obrigada!!

    • mari vidigal 11 novembro, 2015 at 18:03 Responder

      Boa pergunta Daniela.
      Nunca passei o ano novo em SF, mas deixa eu tentar investigar algo e te retorno. (Mais para o final do mês, tá? To no meio de uma viagem)
      Sei que tem uma queima de fogos linda na Bay Bridge.
      Beijos

      • Daniela 13 novembro, 2015 at 13:18 Responder

        Muito obrigada pelo retorno.
        Não tenho pressa, quando você puder me ajudar, será muito bem vinda sua dica, estou um pouco perdida quanto ao que fazer à noite no dia 31.
        Obrigada!

  14. Jeane Bethe Furlan 4 novembro, 2015 at 10:29 Responder

    Olá Mari! Eu aqui denovo. Nossa seu blog é muito bacana! Posso te pedir uma opinião? Alugamos um Motor Home em SF e vamos dormir em Santa Cruz dia 29/12 e dormir em Carmel dia 30/12 e tinha pensado em sair cedinho dia 31/12 para curtir toda a estrada e passar o reveillon em Santa Barbara (minha situação: casal com 2 filhos pequenos). Mas no seu post vc comentou para quem tem tempo não vale a pena fazer este trajeto em uma “tacada” só, minha pergunta, qual cidade ali entre Carmel e Santa Bárbara vc sugere para passarmos o reveillon? Beijos!

  15. Sophia Catalogne 3 novembro, 2015 at 22:37 Responder

    Oi Marina! Tudo bem? Em primeiro lugar, amei o post! Sonho em conhecer a California e tenho certeza que vou ler bastante os teus posts quando viajar p/ aí! 😀
    Em segundo lugar, eu fui convidada a responder uma tag e no final dela eu tinha que indicar alguns blogs que sigo e gosto – e lembrei do Ideias na Mala – que eu adoro.
    No Meu mapa-múndi eu explico melhor a tag e como participar! http://meumapamundi.com/2015/11/02/tag-versatile-blogger-award/

    Beijoo

    • mari vidigal 4 novembro, 2015 at 02:31 Responder

      Obrigada Sophia pela visita, pelos elogios e por indicar o Ideias. Como vou viajar amanhã, não conseguirei participar. Mas na próxima, conte comigo!
      Beijos

Post a new comment

Veja também