Roteiro: O melhor de Istambul em 3 dias

14
Roteiro Istambul

Esse é um roteiro de 2 ou 3 dias pelas principais atrações turísticas de Istambul na Turquia. Um roteiro que combina alguns dos principais palácios, museus, mesquitas e bazares da cidade com sugestões de comida turca. Ideal para quem tem pouco tempo e quer conhecer a cidade ao máximo.

Roteiro: O melhor de Istambul em 3 dias

Dicas para seguir este roteiro

Transporte:
Esse roteiro combina transporte público (bodinho elétrico, Ferry e metrô) com caminhadas pelos cantinhos mais bonitos de Istambul. Para economizar, sugiro que você compre o cartão de transporte de Istambul (10 liras – com 4 de crédito), com ele, suas viagens custarão entre 2,15 e 2,50 ao invés de 4 liras. Cada vez que você trocar de linha, você pagará uma nova viagem.

Compras: Pechinche sempre
Não compre nada em Istambul (nem passeios, nem menus de preço fixo em restaurantes turísticos e principalmente lembrancinhas em bazares) sem pechinchar. Os turcos ADORAM negociar e jogarão o preço lá no alto para tentar levar umas liras a mais. Seja firme e insistente na negociação.

Roupa apropriada para entrar nas mesquitas
Para visitar as mesquitas, homens e mulheres devem vestir calça ou saia comprida (calça legging ou jeans skinny não serão aceitos) e blusa com os ombros cobertos. Além disso, as mulheres deverão cobrir os cabelos com um lenço.

Ordem dos dias do roteiro
Esse roteiro não é um roteiro fixo. Assim, ajuste os dias para encaixar com o funcionamento dos museus, e se possível, guarde o dia mais ensolarado para seguir o cronograma do dia 3 fazer o passeio pelo Bósforo.

Roteiro no mapa:

Veja neste mapa todas as dicas desse roteiro.

Dia 1: Principais atrações turísticas de Istambul

Istambul acorda cedo, assim que o sol nasce, as mesquitas entoam seu cântico convocando os fiéis para a primeira oração do dia, o grito é alto, firme e pode até assustar quem tem sono leve. Mas ainda que o dia comece com a oração matinal, as atrações turísticas de Istambul só abrem às 9:00 da manhã. Bom para você descansar do fuso, e melhor ainda para você tirar fotos da cidade completamente vazia (no inverno o amanhecer é um pouco nublado, então dormir algumas horinhas a mais, é uma melhor opção)

Paradas do dia 1:

  • Praça do Hipódromo
  • Blue Mosque
  • Aya Sophia Museum
  • A Basilica Cisterna
  • Topkapi Palace & Harem do Sultão
  • Mesquita Nova
  • Spice Bazar (Mercado de especiarias)

Hipódromo

Nossa primeira parada é o antigo Hipódromo Bizantino de Constantinopla, cuja praça principal (vizinha da mesquita azul) é sinalizada com três obeliscos: o mais antigo dos obeliscos, sem nenhuma inscrição, se chama Coluna de Cosntantino e data do século 10, o segundo monumento é uma espiral formada por três serpentes decapitadas (a cabeça dessas serpentes pode ser vista no museu arqueológico de Istambul) e o terceiro obelisco decorado com hieróglifos egípcios, se chama Obelisco de Theodosius e tem mais de 3500 anos de idade. Essa praça é para mim um retrato vivo da história de Istambul e um pequeno tira-gosto das maravilhas que veremos a seguir.

Roteiro Istambul

Obelisco de Theodosius | Praça do Hipódromo – Istambul

Ainda nessa praça, você verá uma fonte Alemã, um presente de Kaiser Wilhelm II ao sultão. Alemanha e Turquia foram grandes aliados políticos até o fim da primeira guerra, muitos presentes dessa aliança estão espalhados pelos palácios de Istambul

A área do Hipódromo se extende além da praça principal, e merece ser explorada com calma. Detalhes como a torre de pedra antiga (Sob a Cisterna da basílica) ou a pedra branca que marca o Million (marco zero do império Romano) passam fácil desapercebidos.

E antes que eu me esqueça, essa praça tem wifi grátis! Aproveite para compartilhar suas fotos, mas não vale perder muito tempo, hein?! 😉

A mesquita azul

Nossa primeira parada oficial é a Mesquita Imperial do Sultão Ahmet (Sultan Ahmet Cami), que ficou conhecida como mesquita azul graças aos seus ornamentos azuis internos. Mas não entre lá esperando ver muito azul porque você vai se decepcionar, os azulejos azuis que renderam o apelido ficam em galerias fechadas ao público. Com ou sem azul, não dá para negar que a mesquita é bonita pra caramba!

Roteiro Istambul

Mesquita Azul

A mesquita foi construída entre 1603 e 1617 no exato local onde ficava o palácio dos Bizantinose bem em frente a igreja -então convertida em mesquita – Aya Sofia, como forte de exaltar os dons arquitetônicos dos Otomanos.

Roteiro Istambul

Mesquita Azul – Parte interna

A Mesquita Azul tem 6 minaretes (torres equipadas com microfones potentes para chamar todo mundo para a reza, e tem um patio interior BEM bonito.) Quem se hospedar na região, comprovará o bom funcionamento dos auto-falantes no comecinho da manhã.

Detalhes da visita:

  • Entrada grátis
  • Fechada 45 minutos antes do início de cada uma das 5 orações diárias e 30 minutos após o início das orações. A sexta-feiras, só abre após as 14:30

Aya Sophia Museum

Terminada a visita pela mesquita azul, seguiremos para um dos meus cantinhos preferidos de Istambul: o Museu Aya Sophia (ou Hagia Sophia). Para chegar lá atravesse o hipódromo (aproveite a travessia para tirar fotos incríveis tanto da mesquita azul como da Aya Sophia, ambas ficam especialmente fotogênicas fotografadas da fonte que fica entre elas).

Roteiro Istambul

Museu Aya Sophia (ou Hagia Sophia)

Quanto mais cedo sua visita, maiores as chances de você entrar sem ter que encarar uma fila gigantesca, e curtir a visita sem multidões. No inverno, com a cidade mais vazia, dá para aproveitar a primeira hora de visita com uma tranqüilidade incrível. Perto das 11:00 da matina, o museu começa a encher, e aí, já viu né?! No verão, vá com paciência! Duas outras táticas para não ficar um tempão na fila são: (a) contratando um guia particular (b) Comprando um “Museum Card (85 Liras, válido por 3 dias em vários museus diferentes)”

Roteiro Istambul

Aya Sofia – Parte interna

Santa Sophia, ou igreja da divina sabedoria é uma das principais heranças do império Bizantino, e um dos edifícios mais importantes já construídos (imagine só que essa cúpula imensa foi construída no século 6!) a igreja foi a maior do mundo até a construção da Igreja de São Pedro no Vaticano – cerca de 1000 anos depois! Ela foi convertida em mesquita pelos Otomanos, e funcionou como uma das principais mesquitas do país até 1935 quando Ataturk (um dos mais importantes líderes políticos da Turquia, responsável pela ocidentalização do país) a transformou em museu.

Deixando a parte histórica de lado, a Aya Sophia é realmente um espetáculo. Começando pela parte externa – repleta de ruínas de outros templos que já estiveram nesse local, e pela entrada imponente. Lá dentro você poderá visitar os dois pisos do museu, o primeiro onde estão o altar (repare no contraste entre a imagem da Santa e as inscrições árabes, diversos lustres dourados lindos e muitos, mas muitos detalhes. Minhas expectativas eram altas, mas juro que fiquei embasbacada com a sutileza da Aya Sophia.

Um corredor de pedra – que é um show a parte – te leva ao segundo andar da igreja, decorado com mosaicos bizantinos recentemente restaurados, e de uma delicadeza única. Lindo d+. É bacana ver a igreja lá do alto, e as vistas da cidade das janelas. Vale a subida!

Roteiro Istambul

Mosaico Bizantino na Aya Sophia

De volta ao térreo, dê um passeio de despida, e siga para a nossa próxima parada, a basílica da Cisterna – quase em frente da Aya Sophia.

Detalhes da visita:

  • Horários de funcionamento: de abril a outubro 9:00 – 19:00 | de Maio a novembro 9:00 – 17:00 (A bilheteria fecha uma hora antes do museu)
  • Preço: 30 TL
  • Incluso no Istambul Pass

A Basílica Cisterna (Yerebatan Sarayi)

O subsolo de Istambul é repleto de Cisternas subterrâneas usadas pelos romanos para estocar água e abastecer os palácios. A mais notável dessas cisternas se chama Yerebatan Sarayi ou Basílica da Cisterna e fica quase em frente a Aya Sophia. A entrada é uma casinha de pedra facilmente reconhecível pela fila de pessoas na porta.

Roteiro Istambul

Basílica Cisterna (Yerebatan Sarayi)

Um tiquinho de história:
Quando Constantinopla foi conquistada pelos Otomanos, as cisternas continuaram sendo utilizadas até o final da construção de um sistema de Aquedutos, que garantia água muito mais fresca que a água armazenada no subsolo. As Cisternas foram abandonadas e passaram anos esquecidas. Anos depois parte das Cisternas foi encontrada por arqueólogos, parte delas foi restaurada, parte foi aterrada e parte continua fechada esperando um dia receber os investimentos necessários e ser transformada em museu.

A visita
Uma escadaria te levará ao subsolo, um reservatório de água gigantesco ornamentado com uma galeria de colunas. Algo tão surreal que levei alguns segundos para me acostumar com a ideia. Para que os visitantes possam circular pela galeria foram construídas passarelas de madeira que atravessam o reservatório.

A Basilica da Cisterna conta com som ambiente, uma música turca doce interrompida somente pelas incansáveis goteiras do reservatório e pelos cliques de câmeras e telefone. No final do corredor de madeira há uma coluna com buracos, reza a renda que quem colocar o dedão no buraco terá um desejo realizado. Na dúvida, faça seu pedido 😉

Roteiro Istambul

Cabeça de Medusa na basílica Cisterna

Um pouquinho mais adiante, duas cabeças de medusa sustentam duas pesadas colunas. A medusas é uma figura mitológica feminina com cabelos de cobra. Reza a lenda que quem olhasse para Medusa era imediatamente transformado em cobra. Na basílica, as Medusas foram colocadas de maneira um tanto intrigante: Uma delas foi colocada de lado, e a outra de cabeça para baixo. O motivo? Um dos mistérios mais bem guardados de Istambul.

Aproveite sua visita para fotografar a galeria (desligue o flash, a iluminação local é mais do que suficiente para tirar fotos lindas) e imaginar como uma galeria dessas foi construída há mais de 1500 anos atrás.

Detalhes da visita:

  • Horários de funcionamento: de abril a outubro 9:00 – 19:00 | de Maio a novembro 9:00 – 17:30 (A bilheteria fecha uma hora antes do museu)
  • Preço: 20 TL

Topkapi Palace & Harem do Sultão

Saindo da Cisterna deixaremos o mundo dos Romanos para trás e entraremos no mundo dos Otomanos. O Topkapi Palace foi a residência oficial dos sultões até 1853, a sede do governo Otomano e o centro cultura da cidade. Nos tempos de glória do império, o palácio chegou a ser habitado por mais de 5,000 pessoas (familia do sultão, funcionários do palácio e estudantes). Imagine só a logística para comportar e alimentar essa galera!

Roteiro Istambul

Topkapi Palace

O palácio é um labirinto enorme de salas, quartos, museus e o imponente Harem (ingresso cobrado a parte) onde residiam as mulheres, filhas e concubinas do Sultão. Todos os funcionários que trabalhavam no harem eram eunucos.

Roteiro Istambul

Pátio do Topkapi Palace

Não existe uma ordem certa para visitar o Topkapi Palace, mas se você não se organizar, sairá de lá deixando pedaços importantes para trás. Uma visita completa leva cerca de 4 horas (leve um lanchinho ou almoce no restaurante do Palácio que é mais caro e menos gostoso do que a média da cidade, mas quebra bem o galho) mas se você não é tão detalhista, ou se não estiver interessado em aprender sobre os Otomanos, deve conseguir resumir o passeio em umas 2 horas.

Roteiro Istambul

Detalhe interno do Topkapi Palace

De qualquer forma, o palácio é lindo, oferece várias oportunidades fotográficas interessantes, tem vistas lindas da cidade e do rio Bósforo e guarda tesouros e relíquias absolutamente surreais. Vale cada segundo da visita!

Vá com paciência
Muitas das salas dos tesouros e galerias mais concorridas tem filas chatas na porta, e ainda que nem todas as salas com fila valham a espera, a única forma de saber é esperando 😛

Na alta temporada, use os horários de pico para visitar as áreas menos concorridas: cozinhas e galerias de arte e deixe as áreas mais concorridas para o finalzinho da tarde quando o palácio começa a esvaziar.

E vale a pena visita o Harem?
Sim, os apartamentos do sultão são lindos e ricamente ornamentados. Bem diferente do resto do palácio. Programe-se para gastar cerca de uma hora nos aposentos do sultão.

Detalhes da visita:

  • Horários de funcionamento: de abril a outubro 9:00 – 18:45 | de Maio a novembro 9:00 – 16:45 (A bilheteria fecha uma hora antes do museu)
  • Preço: Visita ao palácio 30TL | Harem e aposentos do sultão 15TL
  • Incluso no Istambul Pass

Dica: Museu de arqueologia de Istambul
Terminou o passeio pelo Topkapi mais cedo? Aproveite e faça uma visita ao Museu de arqueologia de Istambul. Eu demorei muito e não consegui visitar, mas ouvi falar tão bem do acervo que fiquei super curiosa.

New Mosque (Yemi Cami)

Terminada a visita do Topikapi palace, siga para a Mesquita Nova (Yemi Cami) também conhecida como Mesquita da mãe do Sultão pois foi encomendada por Safiye, mãe do Sultão Mehmet III. Para chegar lá, você poderá fazer uma caminhada pelas ruas de Istambul, ou pegar o Tram sentido Kabatas e descer na estação Eminonu.

Roteiro Istambul

Mesquita Nova – Istambul

A Mesquita Nova é tão linda e ornamentada quando a mesquita azul – inclusive, conheço algumas pessoas que acham ela mais bonita que a mesquita azul – repleta de azulejos coloridos, cúpulas ricamente decoradas e um dos carpetes mais lindos de Istambul. A graça de visitar a mesquita nova, é ver uma mesquita maravilhosa, e acompanhar as pessoas rezando sem as multidões da mesquita azul. Super recomendo.

A Yemi Cami divide a praça com o Mercado de especiarias, também conhecido como mercado egípcio e última parada do dia de hoje.

O vendedor de Simit
Repare na pequena escultura do vendedor de Simit (pãozinho local) quase na frente da igreja. A escultura é uma fofura, e retrata bem o cotidiano da cidade.

Spice Bazar (Mısır Çarşısı)

Terminaremos nosso dia num dos mercados mas coloridos de Istambul. O Space Market é mais enxuto – e consideravelmente mais barato que o Grand Bazar. Lá você encontrará lojinhas que vendem queijos, frutas secas coloridas, chás perfumados, especiarias diversas (lembram que a Constantinopla era o ponto final da rota da especiarias) e até souvenirs tradicionais. Vale andar com calma e aproveitar cada pequena descoberta.

Roteiro Istambul

Mercado de especiarias de Istambul

Roteiro Istambul

Mercado de especiarias de Istambul

Dica de loja:
Ucuzcular Baharat a única loja do mercado cuja proprietária é mulher, a Bilge estudou nos Estados Unidos, tem um inglês impecável e é SUPER divertida. Ela te guiará pelas cores e temperos turcos com precisão e muita sabedoria. Adorei a parada e recomendo!

Dicas de restaurante para o dia de hoje:

  • Giritli: Menú fechado e delicioso. O restaurante fica num edifício histórico e tem um pátio delicioso. Caro.

Recomendados por amigos (não provei)

Dia 2: Galata Tower, Dolmabahçe & Taksim

Hoje visitaremos o palácio mais recente dos Otomanos (se você já ficou impressionado com o Topkapi, prepare-se!), a região comercial mais animada de Istambul, Taksim e a torre mais linda da cidade: a Galata Tower. Pronto para o segundo dia de viagem?

Paradas do dia 2

  • Galata Bridge
  • Taksim – Rua  Istklal
  • Galata Tower
  • Dolmabahçe
  • Dança dos Dervishes

Galata Bridge

Começaremos o nosso dia exatamente onde terminamos o dia anterior, na estação de bondinho elétrico Eminonu, em frente a ponte Galata. Atravessaremos a ponte a pé (eu pessoalmente acho a margem esquerda mais bonita que a margem direita). Ao passar pela ponte, repare na quantidade de pescadores com suas garrafas repletas de pequenos peixinhos e tenha cuidado para não ser fisgado por um anzol voador.

Roteiro Istambul

Galata Bridge

Apesar do cheiro de peixe, fazer essa travessia a pé te dará a chance de conhecer uma faceta mais simples e muito trabalhadora de Istambul, e ter vistas bem lindas da baía. Chegando do outro lado do rio, passe por dentro da ponte e continue reto. Nesse pedacinho da cidade há pelo menos dois bons restaurantes para tomar café da manhã da cidade, e o mais famoso Baklava de Istambul. Pronto para começar a sessão comilança?

O café da manhã turco

Mesmo os hotéis mais simples de Istambul costumam ter um café da manhã decente. Quanto mais caprichado seu hotel, maiores as chances de você experimentar um café da manhã turco de verdade. Caso o café da manhã do seu hotel não seja tão tradicional, ou caprichado, vale a pena cacifar um bom café da manhã turco com direito a vários tipos de queijo (experimente o feta turco), pelo menos 4 tipos de azeitona, avelãs (deliciosas!), tomates e pepinos a rodo ( não torça o nariz e encare como uma experiência antropológica ;)), pãezinhos variados (experimente o Simit – pão com formato de Pretzel, mas com gosto de Bagel, crocante por fora, macio por dentro, irresistível quando servido quentinho), Iogurte com mel (muitos lugares servem mel com favas), mel com manteiga, melões e frutas variadas. Uma delícia!

Roteiro Istambul

Pedacinho do meu café da manhã turco

Minha sugestão para o cafê da manhã de hoje é o Namli Gurmet, um dos melhores e mais concorridos da cidade, mas caso a fila esteja muito grande, o quase vizinho Çerkezköy Delicatessen também é uma boa pedida. Um café da manhã BEM completo saí entre 35 – 45 liras por pessoa.

Terminado o café da manhã, começaremos o nosso passeio do dia, mas antes disso, que tal uma baclava?

Já provou o autêntico Baklava turco?
Se você curte baclava e quer provar uma versão muito boa (segundo meus amigos turcos, o melhor da cidade) do autêntico baclava turco, você precisa conhecer a Karakoy Golluoglu, uma doceira caprichada especializada em Baklavas e doces folheados turcos. Tem MUITA variedade, e eles são incrivelmente frescos e crocantes.

Roteiro Istambul

Baklava Turco

[Para quem pensa em comprar caixas para levar para casa, vale a pena passar aqui na volta, assim você não precisará rodar a cidade carregando peso ;)]

Galata Tower

Nossa próxima parada é a Torre Galata, uma das torres mais lindas e antigas de Istambul, ela fica no alto de uma colina e a 140 de altura do nível do mar. E para chegar lá no alto, você terá que encarar uma bela subida em rua de paralelepípedo. Mas vale a pena, juro!

Roteiro Istambul

Galata Tower

Lá do alto você verá as ruas apertadas de Taksim, a baía de Istambul com suas mesquitas pontiagudas, e o telhado peculiar do Topkapi Palace. A vista é realmente espetacular. A estrutura de pedra e madeira, é linda e imponente e as vistas valem a fila e o investimento.

Roteiro Istambul

Vista da Galata Tower

Detalhes da visita:

  • Horários de funcionamento: de abril a outubro 9:00 – 20:00
  • Preço: 25 TL

Ingresso para o show de Dervishes

Na saída, aproveite que você está na região para comprar seu ingresso para o show dos Dervishes no Museu Galata Mevlana (o show acontece aos domingos às 17:00 e custa 55 Liras por pessoa. Atenção: os horários variam BASTANTE, confira os dias de show e horários assim, que chegar em Istambul)

O que são os Dervishes?
Dervishes são dançarinos homens que performam o ritual Sema, a dança divina, uma tradição dos mulçumos sufistas. Os dervishes giram como o universo (imitando planetas e estrelas) ao som de musicas e poemas religiosos. Um ritual maravilhoso e que merece ser visto.

Veja nesse post do Viaggiando, outra alternativa de lugar para ver os Dervishes.

Taksim – Istklal

Dalí continue até a Rua Istiklal, uma das principais ruas comerciais de Istambul. A Rua Istiklal é um calçadão de pedestres bem movimentado, onde de tempos em tempos um bondinho histórico leva e traz passageiros para lá e para cá. O bondinho é bem fofo e virou parada fotografica dos turistas e brinquedo da criançada, basta o bondinho andar para que meia dúzia de crianças tente saltar nele – em movimento – e se empoleirar nos lugares mais inusitados. A brincadeira não me parece muito segura, mas aparentemente vale tudo.

Roteiro Istambul

Bondinho na rua Istiklal

A rua Istiklal concentra uma grande quantidade de lojas de grife, restaurantes e lojas de doce turco. Não é o lugar mais barato de Istambul para fazer compras, mas é bem animado e vale o passeio.

Duas paradas que eu recomendo na Rua Istikal:

  • Igreja de Santo Antonio: uma igreja linda rodeada por prédios interessantes. Repare na estátua toda diferente de Jesus na porta, e não deixe de entrar.
  • Çiçek Pasajı: A passagem das flores é uma galerias de restaurantes bem tradicionais de Istambul. Segundo meu amigo turco, um lugar excelente para beber uma tacinha de vinho.

E claro, aproveite para xeretar vitrines e se embrenhar nas ruazinhas ao redor da Rua Istikal, tem muita coisa legal esperando para ser descoberta por você.

Roteiro Istambul

Movimento na rua Istiklal

Ao chegar na praça Taksim, pegue o Funicular rumo Kabatas. Chegando em Kabatas, caminharemos cerca de 200 metros até o palácio Dolmabahçe.

Dolmabahçe

O Dolmabahçe é o último palácio dos sultões Otomanos, e sem exagero, um dos palácios mais lindos da Europa e um dos mais impressionantes que já visitei. O palácio foi construído e decorado com influências ocidentais e é completamente diferente do Palácio Tokapi.

Roteiro Istambul

Relógio do Dolmabahçe

A visita é guiada (reze para pegar um guia com um inglês minimamente decente) e divida em duas partes: aposentos principais e harem, cada uma das visitas dura meia hora, mas pode ser que você pegue um pouco de fila e tenha que esperara alguns tours até chegar a sua vez. Vale a espera e vale a paciência.

A visita é um espetáculo do começo ao fim, começando pela torre do relógio na entrada – um contraste monstruoso com a mesquita na parte de trás do palácio – uma torre de 4 andares hiper ornamentada e rebuscada. Em seguida passaremos por dois portões imponentes, que rendem fotos lindas e pelo jardim do palácio (decorado com uma fonte linda de Cisnes) e diversas estátuas.

Roteiro Istambul

Palacio Dolmabahçe

Na parte de dentro do palácio, fotografias são proibidas. O tour é feito em grupos gigantes passando bem rápido pelos cômodos do palácio e dando o mínimo de informações. Infelizmente é a única forma de visitar o Dolmabahçe, então o jeito tentar absorver o máximo. O tour pelos aposentos principais é o mais bonito dos tours. Destaque pela escada de cristal – sem exagero, a mais linda que já subi – e para o salão de recepções do sultão, decorado com o maior lustre da europa – um gigante 4,5 toneladas de cristal e centenas de lâmpadas. O salão tem uma cúpula central e um teto todo colorido com relevos de gesso e ornamentos banhados a ouro. MUITO impressionante.

Roteiro Istambul

Jardim do Dolmabahçe

A visita ao harem é bacana, mas nada comparada aos aposentos centrais. Mas ainda assim, gostei de conhecer o quarto do sultão e de sua prole.

Terminada a visita, dê uma volta pelos jardins e aproveite para fotografar o palácio, saindo dalí voltaremos até o Galata Mevlana para assistir o show dos Dervishes (programe-se para chegar meia hora antes do show e conseguir um lugar na fila da frente. Vale mega a pena.

Detalhes da visita:

  • Horários de funcionamento: de abril a outubro 9:00 – 16:00
  • Preço: 40 TL

Show dos Dervishes

Encerraremos o dia com um ritual bonito, e bem diferente de tudo o que você já viu, os dervishes dançantes. Eles giram com suas saias brancas rodopiantes em movimentos perfeitos. Uma delicadeza, e algo muito especial para quem curte dança e cultura. Para chegar lá, você pode pegar o Funicular até Taksim e o metrô até Sishane, ou pegar a linha azul descer em Kortakoi, e pegar o funicular até o pé da Galata Tower.

Roteiro Istambul

Dervishes

[O show dura 1 hora, veja um videozinho antes para ver se você se anima, caso contrário, faça algo que tenha mais a ver com você. Eu adorei, mas acho que não é algo para todo mundo].

Dicas de restaurante para o dia de hoje

  • Beyoglu Halk Donner: (Não achei no google maps, mas fica rua Istaklal, pertinho do instituto francês): Uma delícia! Experimente o Iskender  Kebab

Dicas de amigos (que não provei):

Dia 3: Grand Bazar, passeio pelo Bósforo e lado asiático de Istambul

Idealmente o dia de hoje não é um domingo (no domingo, o Grand Bazer abre tarde. Quando abre) e é um dia de sol (se não estiver chovendo/ nublado, já ajuda).

Paradas dia 3:

  • Grand Bazar
  • Mesquita Süleymaniye
  • Museu Chora
  • Lado asiático de Istambul

Grand Bazar

Começaremos nosso dia no Grand Bazar (praticamente um shopping center devido o tamanho e diversidade de lojas). Aqui você encontrará de tudo um pouco: lembrancinhas, doces, coisas que você não precisa mas adoraria levar de presente, lâmpadas coloridas, travessas pintadas a mão e até jóias. Um verdadeiro paraíso para quem curte fazer umas comprinhas. Lembre-se de pechinchar BASTANTE e não esqueça que o mercado egípcio costuma ser consideravelmente mais barato que o Grand Bazar (ainda dá tempo de voltar nele caso você precise).

Roteiro Istambul

Grand Bazar

Mesquita Süleymaniye

Nossa próxima parada é a mesquita Süleymaniye, ela fica bem pertinho do Grand Bazar, e no caminho, você passará pela bonita Universidade de Istambul a entrada principal vale uma foto. (Não tentei entrar no campus mas imagino que seja um passeio bonito para quem tem tempo sobrando).

Roteiro Istambul

Mesquita Süleymaniye

A Mesquita Süleymaniye, é a maior Mesquita de Istambul, mas em termos de ornamentos, ela não é tão rebuscada quanto a Mesquita Azul ou a Mesquita Nova, mas ainda assim é bem bonita. O que eu mais gosto nela é o jardim caprichado e as vistas para a baía de Istambul. As cúpulas na parte de baixo da mesquita rendem fotos lindas.

Roteiro Istambul

Istambul vista da mesquita Süleymaniye

Museu Chora

Saindo da mesquita Süleymaniye desça as ruelas apertadas (uma mais fofa que a outra) sentido Eminonu. Daqui pegaremos o ferry até o Museu Chora um dos exemplos mais lindos de mural bizantino no mundo. Esse é um passeio maravilhoso, mas que eu só recomendo para quem curte arte sacra. Chora fica relativamente longe do resto da cidade, e ainda que a área seja linda, é um rolê enorme para quem não se interessa tanto pelo assunto. [Uma alternativa para quem não quer ir para Chora é fazer um passeio pelo Bósforo, ou fazer compras mais demoradas nos bazares.]

Para chegar lá, pegue o Ferry Halig, que saí a cada 50 minutos de hora ( 1:50, 2:50, 3:50 e assim por diante). Vale lembrar que a igreja fecha as 4:00 e que você deve se programar para chegar lá no máximo às 3:30 – sendo assim o ferry das 14:50 é o seu limite. Desça no pier Ayvansaray, e em seguida, prepare-se para se perder por algumas das ruas mais fofas da cidade. O bairro é um labirinto e pode ser você demore um bocado para chegar na igreja, mas vale a pena! Para voltar, os ferrys saem a cada hora e 40 minutos (3:40, 4:50, 5:40)

Os murais da Chora contam toda a história de Maria e Jesus de forma lindamente visual. Quem conhece bem a história, vai amar encontrar pedacinhos das passagens bíblicas. Lindo mesmo.

O lado asiático de Istambul

De volta para Eminonu, pegaremos um ferry rumo ao lado asiático de Istambul, Kadikoy onde visitaremos o melhor mercado gastrônomico da cidade (vá com fome).
O passeio de ferry para o lado asiático de Istambul é MUITO lindo e passa por alguns dos principais cartões postais da cidade. Do barco, você verá a Aya Sophia, a Mesquita Azul, o Palácio de Topikapi, a torre de Galata e até mesmo a parte moderna de Istambul. A travessia dura 20 minutos e é puro deleite visual.

Roteiro Istambul

Mesquita Azul vista do ferry

Chegando em Kadikoy siga em frente em direção ao mercado.O mercado de Kadikoy tem uma sessão incrível de pequenos restaurantes e mercadinhos caprichados além de uma sessão de lembrancinhas, livros usados e muito mais. Vale a pena brincar de se perder por lá e fazer pequenas descobertas.

Roteiro Istambul

Lahcmacun: uma das comidas turcas que amei provar

Para comer darei 1 dica que testei e aprovei durante o tour gastronômico que fiz com o pessoal da Turkish Flavours:

Çiya Sofrasi
Essa é a minha recomendação para quem quer uma experiência gastronômica diferenciada.O Ciya é mais do que um restaurante, é uma tentativa de reviver receitas turcas passadas de geração para geração e que raramente são escritas. O chefe viaja por toda a Turquia visitando pequenos vilarejos e aprendendo com os locais, ele tem alguns livros de culinária (infelizmente todos em turco) e é quase uma celebridade local.

O que comer:

  • Prove um Mezze (o Homus, o tabule e a saladinha verde da casa são absurdamente deliciosos) e um ou dois pratos quentes.

Terminada a sessão gastronômica, dê uma volta caprichada pelo mercado, e se quiser aproveite os botecos locais para tomar uma última cervejinha antes de voltar para Karakoi. Na volta, possivelmente já estará de noite e você terá a chance de ver Istambul Iluminada.

Espero que você aproveite a sua viagem e qualquer coisa, é só gritar 😉

E para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

Roteiro

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

14 comments

  1. Humberto 15 março, 2017 at 14:06 Responder

    Excelente roteiro! Bem detalhado! No dia 04/04/17 estarei iniciando o roteiro e depois postarei oq achei da cidade! Desde já, muito obrigado!

  2. Tania Maria 28 outubro, 2016 at 20:57 Responder

    Mari,

    Eu vou em Setembro/2017, é possível comprar os ingressos na hora ? Se SIM, se a atração começa as 9h, devo chegar para comprar por volta das 8h?

  3. Tania Maria 28 outubro, 2016 at 20:55 Responder

    Mari,

    Esse segundo dia, você optou por fazer o palacio Dolmabahce, depois do almoço? Foi bem mais tranquilo ?
    Porque pelo que entendi você começou o dia atravessando a ponte , tomando café turco e depois pegou o funicular ou subiu as escadas, rss e almoçou na Taskim e só depois foi visitar o palácio, acho que chegou por volta das 12h / 13h.
    Foi assim ?

  4. Tania Maria 28 outubro, 2016 at 19:51 Responder

    Ola, Mari

    Como voce fez com os ingressos, comprou na hora ou pela internet?
    Pode informar um site confiável para comprar os ingressos?

  5. Maíra S. 16 novembro, 2015 at 12:24 Responder

    As fotos estão lindas! E mais um ótimo post ajudando na organização da viagem. Istambul acaba de subir algumas posições na minha lista de lugares para visitar. Obrigada, Mari!

Post a new comment

Veja também