Suíça: os castelos de Bellinzona

9
Bellinzona - Suíça

Bellinzona, a capital do Ticino (região Italiana da Suíça) não estava no meu roteiro. Era apenas um ponto de troca de trem sentido Lucerna. Mas assim que vi fotos da cidade e ouvi as descrições: centro histórico lindo e pequenino com 3 castelos medievais muito bem conservados, prontamente mudei de ideia. Daria uma passadinha lá nem que fosse para madrugar, e foi isso que eu fiz.

Meu trem panorâmico, o Wilhem Express (rumo Lucerna) sairia de Bellinzona às 11:06 da manhã, assim, saí de Lugano no trem das 8:11 da manhã (a viagem leva cerca de meia hora), e tive 2 horas para explorar a cidade. Foi pouco tempo, mas valeu a parada. Quer ver?

Suíça: os castelos de Bellinzona

Cheguei em Bellinzona pouco antes das 9:00 da matina, guardei minha mochila no locker da estação (quase todas as estações Suíças tem lockers que funcionam com moedinhas, o grande custa 8 Francos Suíços), descolei um mapa da cidade no hotel em frente a estação (o ideal seria procurar um centro de informações, mas na falta de tempo, vesti minha cara de pau, entrei no hotel, abri um sorrisão e pedi um mapa. De quebra ganhei dicas do que ver e fazer na cidade ;)) e segui para o centro da cidade.

Castel Grande

O centro histórico de Bellinzona fica há cerca de 7-10 minutos da estação de trem, e é uma reta só. Chegando na Rua Vicolo Torre (de lá já dá para avistar a muralha do Castelo Grande) virei a direita e segui até a Piazzetta Della Valle, alí há um túnel que leva aos elevadores do castelo. Subi o elevador e cheguei até o alto do maior dos três castelos da cidade, o Castelo Grande.

Bellinzona - Suíça

Castelo grande visto do centro da cidade

O Castelo Grande é um antigo forte de defesa construído sobre formações rochosas naturais, ele fica BEM no centro da cidade e tem vistas muito lindas tanto do vale quanto dos dois outros castelos de Bellinzona. A construção original é de 1473, mas muitas partes são anteriores , e de lá para cá o castelo foi reformado muitas vezes.

Bellinzona - Suíça

Subida para o Castelo Grande

Museu do Castelo

O museu do castelo estava fechado (abre às 10:00 da matina, o que seria tarde de mais para mim), mas só a vista já valeu a visita. Pelo que lí, o museu vale mais a pena para visitar a parte de dentro do castelo, do que pelo acervo em sí. (Uma coleção de documentos sobre a história do castelo, mobília de uma antiga casa nobre de Bellinzona, e etc.)

Alguém aí já visitou e quer dividir a experiência com a gente?

Bellinzona - Suíça

Vista do Castelo Grande em Bellinzona, repare nos dois outros castelos!

Além do museu, o castelo conta com um restaurante bem bonito. Fiquei com vontade de provar.

Vista espetacular

Fiquei encantada com as muralhas, e com a vista do Castelo Montebello, estava bem mais perto do centro do que eu imaginava, e como eu ainda tinha mais 1:40 na cidade, resolvi atacá-lo.

Mas antes disso, que tal uma voltinha no centro?

O centro histórico de Bellinzona

O centrinho histórico de Bellinzona é bem compacto, porém bem bonito. Destaque para o edifício da prefeitura, uma torre imponente de pedra com um relógio no topo ( no tempo em que os relógios eram artigos de luxo, os relógios das torres marcavam a hora oficial das cidades).

Bellinzona - Suíça

Torre de pedra da prefeitura de Bellinzona

Vale a pena entrar no prédio, e visitar o pátio. Repare nos mosaicos das escadas, e se tiver curiosidade de ver  ais detalhes do prédio, suba até o último andar. Eu perdi uns 10 minutos explorando o prédio e achei que valeu a pena ;).

Ao lado da prefeitura há uma série de lojinhas e cafés bem fofos, e muitas das casas tem pintura com motivos históricos. Uma das casas mais interessantes tem pinturas com bustos dos filósofos mais importantes, não me lembro de todos, mas sei que Aristoteles e Petrarca estavam presentes.

Bellinzona - Suíça

Casa com busto dos fotógrafos

Essa casa fica exatamente ao lado da Igreja San Pietro e Stefano, que tem uma fachada bem bonita e que apesar da falta de iluminação interna ( ela é mega escura) também vale a visita interna.

Bellinzona - Suíça

Igreja San Pietro e Stefano em Bellinzona

Castello Montebello

A igreja marca o ponto de início das trilhas do Castelo Montebello (15-20 minutos morro acima) e do Castello di Sasso Corbato (35-40 minutos morro acima). Como eu ainda tinha uma hora pela frente, resolvi encarar a visita, e subir ao Montebello. E quer saber? Melhor escolha Ever. Achei o Castelo Montebello, mais bonito, exótico e conservado que o Castel Grande. Adorei subir na muralha, e ver o Castelo Grande, que diga-se de passagem, fica bem mais interessante visto do alto. O Castelo Montebello fica 90 metros mais alto que o Castelo Grande, o que fez uma mega diferença na vista, ainda mais num dia azul como esse!

Bellinzona - Suíça

Entrada do Castelo Montebello

A entrada no castelo custa $5,00, e vale pela chance de ver o castelo por dentro das muralhas e subir nas torres (repare na ponte levadiça perfeitinha, e na forma como a muralha medieval serpenteia a montanha, lindo d+. Cheguei ao castelo antes do horário de abertura, mas como os portões estavam abertos, entrei sem pensar duas vezes. Não encontrei nenhum caixa aberto para pagar a entrada, mas continuei a visita esperando ser interrompida a qualquer momento e pensando que aquelas vistas valiam BEM mais de 5 francos. Fiquei uns 20 minutos brincando de sobe e desce nas muralhas e desvendando a parte de fora do castelo. A visita foi muito, muito especial e recomendo muito.

Bellinzona - Suíça

Uma das vistas incríveis do Castelo Montebello

Bellinzona - Suíça

E olha só o Castelo Montebello que graça! (Apaixonei!)

Não tive tempo de subir no Castelo di Sasso Corbato e imagino que a vista lá do alto, seja algo realmente incrível, mas fiquei bem feliz com os dois castelos que visitei e acho que foram 2 horas MEGA produtivas.

Antes de voltar para a estação, passei no café do Manor (uma rede de lojas/ supermercados Suíça excelente) e comprei um copão de Iogurte com frutas para comer no trem. O Manor é uma dica bem boa para quem quer comer algo com bom custo benefício na Suíça, tem em todo canto e é ótimo.

De volta a estação, peguei minha mochila e segui viagem. Próxima parada, Lucerna, mas antes disso que tal uma viagem panorâmica de trem + barco? Contarei todos os detalhes no próximo post ;o)


 

E aí, se animou em visitar Bellinzona?

Alguém aí já esteve lá e quer dividir dicas/ opiniões com a gente?


 

Veja também:

 

 

 

 

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

9 comments

  1. Vinnicius 25 março, 2016 at 19:02 Responder

    Olá, Mari. Excelente seu blog, Parabéns! Você sabe informar se eles aceitam Euros e cartão de crédito nos pontos turísticos e lojas? ou é necessário levar francos? Obrigado.

    • mari vidigal 27 março, 2016 at 17:12 Responder

      Oi Vinicius,
      Alguns lugares na Suíça aceitam Euros, mas a cotação não vai valer a pena para você. Troque uns francos!
      BEijos

  2. Roteiro: 11 dias na Suíça 18 dezembro, 2015 at 16:12 Responder

    […] Bellinzona é patrimônio mundial segundo a Unesco, tem três castelos hiper bem conservados e um centro histórico fofo. Tive uma hora e meia para visitar a cidade, e nesse tempo deu para conhecer dois dos castelos (por fora, nada de entrar nos museus) o Castelo Grande, que fica no centro da cidade e o Castelo Montebello (cerca de 20 minutos de caminhada morro acima). Amei o passeio e super recomendo! […]

Post a new comment

Veja também