Suíça: o que ver e fazer em Gruyères

12
Gruyeres - Suíça

Gruyères na Suíça, além de produzir um dos queijos mais famosos do mundo, o queijo Gruyere, tem um centro histórico lindo e um dos castelos mais bem preservados do país. Nesse post divido com vocês dicas do que ver e fazer em Gruyères. Pronto para se apaixonar?

Suíça: o que ver e fazer em Gruyères

Como pensar em Gruyères e não pensar em queijo é impossível, começarei minha sugestão de passeios pelo que interessa: o autêntico queijo Gruyere! Que tal ver de perto uma das plantas de produção do queijo?

Maison du Gruyere - Suíça

Envelhecimento do Gruyere na Maison du Gruyere

À região de Gruyeres tem mais de 100 fábricas de queijos, a mais fácil de visitar, fica bem em frente da estação de trem na cidade e se chama “La Maison du Gruyere”.

La Maison du Gruyere

A Maison du Gruyere tem um museu bem fraquinho que conta a história e o processo de produção do queijo Gruyere, o áudio-guia está disponível em português de Portugal (achei o sotaque bem forte, e acho que muita gente terá dificuldade para entender), espanhol, inglês, e etc…

Depois de uma breve introdução sobre o tipo de leite produzido, alimentação das vacas e peculiaridades sobre o queijo Gruyere, chegou a hora de acompanhar a produção do queijo. São 3 etapas diferentes, e quem chegar cedo poderá ver as 3. Não recomendo a visita após as 11:00 da manhã pois você corre o risco de não ver nada.

Gruyeres - Suíça

Maison Du Gruyere

E para fechar a visita, veja como o queijo Gruyere é envelhecido e armazenado. Ver os queijos sendo preparados, carregados e estocados é bem legal. A visita é impessoal e BEM turistica, mas para quem nunca viu queijo sendo produzido antes, vale a experiência.

  • Horários de funcionamento: De Junho a Setembro: das 9:00 às 17:00 | de outubro a maio: das 9:00 às 18:00
  • Preço: Adultos 7 CHF | Famílias (2 adultos + 2 crianças: 12 CHF)
    O ingresso inclui uma pequena amostra com três tipos diferentes de Gruyere: envelhecidos 6,8 e 10 meses.

Alternativa: Fromagerie Alpage (Mountain Cheese Factory)

Uma alternativa um pouco menos turística que eu ouvi falar super bem mas não tive a chance de visitar é a Fromagerie Alpage.

  • Horários de funcionamento: Aberta de maio a setembro às 10:00.
  • Recebe no máximo 50 pessoas por dia (Reserve com antecedência!)

Provar um autêntico fondue

E depois de ver tanto queijo junto, que tal provar um dos pratos mais típicos da Suíça feito com o próprio queijo da cidade? Pra quem quer comer um fondue barato, a dica é o restaurante do próprio Maison du Gruyere bem recomendado pelo Guillaume que trabalha no escritório de turismo de Gruyères e que sabe tudo de queijo. Eu não experimentei.

Gruyeres - Suíça

Found de queijo do Chalet de Gruyeres

Para quem quer um fondue mais caprichado a dica é o restaurante, Chalet de Gruyeres (Rue du Bourg 33) com mesas do lado de dentro e nos dias de sol, com um pátio delicioso. O fondue de queijo caprichado (servido com pãozinho e batatas) para duas pessoas custa 56 francos e é muito gostoso! (Esse eu testei e adorei. Tava tão bom que eu não conseguia parar de comer).

Gruyeres - Suíça

Chalet de Gruyeres: Olha só que graça esse terraço!

Passeio pelo centro histórico de Gruyeres

Terminada a sessão foudue a dica é fazer um passeio caprichado pelo centrinho da cidade. O centro de Gruyeres é bem pequenino, mas hiper charmoso e repleto de lojinhas, restaurantes estiloso e brasões de ferro com o símbolo da cidade, a ave Grou (em inglês crane), que em alemão-suíço tem a pronúncia muito parecida com Gruyere.

Gruyeres - Suíça

Grou, o simbolo de Gruyeres

Repare na fonte, que antigamente servia para abastecer a cidade, um ponto de encontro da região, e no portão fortificado que liga a parte alta do centro. Este portão tem um brasão com os dois herois da cidade Claremboz e Bras de Fer, que salvaram Gruyere de uma invasão no século XIV.

Gruyeres - Suíça

Centrinho de Gruyeres

Gruyeres - Suíça

Casa no Centrinho de Gruyeres

O Castelo de Gruyeres fica no alto da Colina, mas antes de chegar lá, saia da rua principal e procure cantinhos mais fotogênicos para fotografar o castelo de longe. Uma volta completinha pelo centro da cidade leva no máximo uns 20 minutos e as possibilidades fotográficas são infinitas.

Gruyeres - Suíça

Centro de Gruyeres

Gruyeres - Suíça

Montanhas de Gruyere vistas do centro

Museu HR Giger

Durante seu passeio pelo centro de Gruyeres, não deixe de visitar o Museu HR Giger. Giger é o criador do Alien e de dezenas de outros personagens macabros hiper interessantes. O museu, projetado pelo próprio artista é uma coletânea sensacional de monstros psicodélicos e criaturas muitos loucas.

Gruyeres - Suíça

Mesmo eu que não gosto de ficção cientifica e que morro de medo de criaturas fantasmagóricas fiquei hiper impressionada com a qualidade das pinturas e esculturas expostas. O cara é genial!

Gruyeres - Suíça

Museu HR Gigger

  • Horários de funcionamento: 
    • De Abril a Outubro: Todos os dias das 10:00 às 18:00
    • De Novembro a março: Qua -Sex 13:00 – 17:00 | Sab e Dom 10:00 – 18:00 (Fecha segundas e terças)
  • Preço: 12,50 CHF – Estudantes 8,50 CHF

HR Giger Bar

Depois de uma alta caprichada no museu, vale a pena curtir uma cerveja no Giger Bar que fica ali do lado e é o máximo. A parte de dentro é decorada como se fosse a parte interna de uma criatura gigante repleta de ossos. Todas as mesas e cadeiras são hiper estilosas. Muito legal.

Gruyeres - Suíça

HR Gigger Bar: Arquitetura inspirada na barriga de uma criatura gigante

O Castelo de Gruyeres:

O Castelo de Gruyeres é o segundo castelo mais visitado da Suíça e uma viagem pelos séculos XIII ao XIX. A visita começa com um audio visual de 15 minutos que conta uma breve história do castelo e dos nobres que alí residiram.

Gruyeres - Suíça

Vista do alto do Castelo de Gruyeres

Em seguida começa a visita pelas salas e aposentos decorados em diferentes períodos com direito a explicações bacanas de um audio-guia. A visita dura pouco mais de 1 hora e vale pela chance de visitar um castelo tão lindo e tão bem preservado.

Gruyeres - Suíça

Castelo de Gruyeres

  • Horários de funcionamento:
    • De Abril a Outubro: Todos os dias das 9 :00 às 18:00
    • De Novembro a março: 10:00 – 17:00
  • Preço: Adultos 12 CHF | Estudantes 8 Euros | Crianças 4 CHF

Fábrica de chocolate Maison Cailler

E pra fechar, teremos que nos afastar um pouquinho do centro… mas juro que é por uma boa causa: chegou a hora de visitar uma das fábricas de chocolates mais famosas da Suíça!

A Maison Cailler  é um passeio mega interessante para quem quer conhecer um pouco da história do chocolate, ver uma linha de produção de chocolates e degustar chocolates variados. A Cailler, parte do grupo Nestlé, é um orgulho suíço e uma experiência bem divertida.

Gruyeres - Suíça

Maison Cailler

A visita começa com um tour audio-guiado hiper compacto pela história do chocolate, em seguida é hora de conhecer as matérias primas e ver uma linha de produção de chocolates em pleno funcionamento. E para fechar, é hora de degustar os principais chocolates da Cailler.

Gruyeres - Suíça

Maison Cailler: Linha de produção de chocolates

Gruyeres - Suíça

Maison Cailler: Linha de produção de chocolates

Fui com expectativas baixas achando que era um desses programas turísticos meia boca, e me surpreendi. Curti o tour, aprendi um monte de coisas legais sobre chocolate e comi um montão de chocolates gostosos.

Gruyeres - Suíça

Degustação de chocolates na Maison Cailler

  • Horários de funcionamento:
    • De Abril a Outubro: Todos os dias das 9 :00 às 17:00
    • De Novembro a março: 10:00 – 16:00
  • Preço: Adultos 12 Euros | Estudantes: 9 CHF | Jovens e crianças até 16 anos: grátis

Trem & Experiências em Gruyeres

Um dos pontos altos da minha visita a Gruyere foi fazer o trajeto de trem pela linha panorâmica “Golden Line” que liga Montreux a Mont bovon, a paisagem montanhosa é tão linda que grudei os olhos na janela e mal vi o tempo passar. Isso sem falar no trem retrô hiper estiloso, adorei a experiência.

Gruyeres - Suíça

Golden Line – Suíça

Gruyeres - Suíça

A caminho de Gruyere

Durante a alta temporada, além de fazer a viagem panorâmica você pode optar por trens temáticos:

Trem do Chocolate

Um pacote de vagem que inclui, saída de Montreux com Croissant servido no trem, e um passeio pela fábrica de queijos Maison Du Gruyere, uma volta pelo centro de Gruyeres incluindo visita ao castelo. O passeio termina com uma visita à fabrica de chocolates Maison Du Cailler.
Veja detalhes do passeio, horários e preços aqui.

Gruyeres - Suíça

A caminho de Gruyere. Vista do trem

Fondue Train:

Um passeio entre Bulle e Montbovon a bordo de um trem retrô com direito a fundue e merengue com creme de Gruyere.
Veja detalhes do passeio, horários e preços aqui.

Sushi Train:

Uma experiência bacana pra quem passa uma noite na região. Esse passeio começa às 19:20 e termina às 22:10 e inclui um jantar completo com salada, 14 sushis sortidos, sobremesa e uma taça de sakê.

Veja detalhes do passeio, horários e preços aqui.

Outras atrações de Gruyere que não conheci:

Museu do Tibet:

Um Museu repleto de esculturas budistas e objetos do Tibet. Pelo site, parece interessante. O Museu fica no centrinho de Gruyeres, ao lado do HR Giger.

Chocolateria de Gruyeres:

Uma chocolateria artesanal hiper premium. Estava fechada no dia que visitei a cidade. Uma pena!

Como chegar?

Chegar em Gruyeres dá um pouco de trabalho. Tanto que vem de Berna quanto Genebra ou Montreux, terá que trocar uma ou duas vezes de trem. Mas juro que o troca-troca vale a pena tanto pelas paisagens lindas do caminho (um conjunto de montanhas verdinhas – ou brancas para quem viaja no inverno) quanto pela cidade de Gruyeres em si. Se você puder, faça a rota panorâmica (saídas de Montreux) Golden Pass.

Tempo de viagem:

  • De Berna: 1:30
  • De Genebra: 2:30

Veja também:

Dicas de hotel na Suíça:

E para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

A Mari viajou com o apoio do Swiss Travel System e do escritório de turismo de Gruyeres.

 

Guarde este post no Pinterest!

Gruyères Suíça

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

12 comments

  1. Ariana 12 dezembro, 2016 at 15:06 Responder

    Oi Mari, td bem? Sou viajante de primeira viagem rumo a Europa em Julho. Tô com algumas dúvidas referente à Suíça e seu post me ajudou um pouco. Teria algum contato seu para nos comunicarmos?

    Bjs..

      • Ariana 15 dezembro, 2016 at 15:21 Responder

        Então, vou ficar de 5 a 6 dias na Suíça apenas, me interessei por algumas cidades que vc postou no blog, como Gruyeres, Zermatt. Minha única dúvida no momento é que, como vou sair de Paris rumo a Suíça, não consigo decidir a rota, vejo no mapa, mas não sei se tem rota direta que me leve para St. Moritz, passando por Berna, Gruyeres, Zermatt e por fim St Moritz. Já vi vários roteiros prontos, mas nenhum que inclua essas cidades no mesmo tempo. Não quero gastar tempo nem dinheiro com bate e voltas, então quero partir de uma cidade à outra até chegar ao meu destino final St. Moritz. Retorno ao Brasil de Veneza, após concluir sota Suíça.
        Me ajude rs..

        • mari vidigal 15 dezembro, 2016 at 20:10 Responder

          Oi Ariana,
          Para ver o destino dos trens na Suíça, a melhor coisa é usar o site da SBB. Há uma linha que conecta Zermatt a St. Moris. Mas não passa nem perto de Gruyeres.
          Para fazer todos esses trajetos, talvez valha a pena considerar o Swiss Travel Pass.
          Abraços

          • Ariana 16 dezembro, 2016 at 15:09

            Ah pode ser também. O Swiss Travel Pass é aceito da Suíça para Itália, ou só dentro da Suíça??

            Obrigada 😉

          • Ariana 16 dezembro, 2016 at 15:11

            Só mais uma coisa rs: Gostaria de comprar aqui do Brasil mesmo. Qual site pode comprar o Swiss Pass? Vi que vários sites oferecem o sistema.

            Grata.

          • mari vidigal 18 dezembro, 2016 at 05:03

            Oi Ariana,
            A entrega aí no Brasil tem taxa de entrega e leva dias para chegar.Não achou que vale o perrengue não.

  2. Gabriela Moniz - Projeto 101 Países 12 janeiro, 2016 at 21:27 Responder

    Juro que não sabia que tinha tanta coisa assim para fazer lá.
    E eu que pensava que era só a visita à fábrica do queijo gruyère rsss
    Não consegui incluir no meu roteiro da Suíça pela falta de tempo, mas percebi que, apesar de pequeno, aquele país merece MUITAS visitas, né?
    Pena que a conta bancária não ajuda muito 😉
    Beijos

    • mari vidigal 14 janeiro, 2016 at 17:49 Responder

      Oi Gabi,
      Obrigada pela visita.
      Pois é… sou apaixonada pela Suíça, mas vivo reclamando dos preços. #Fazeroquené 🙂
      Beijos

Post a new comment

Veja também