Canadá: Icefields Parkway a estrada que liga Lake Louise a Jasper

5
Icefields Parkway

Icefields Parkway é uma estrada cênica que liga Lake Louise a Japer no Canadá passando por dezenas de glaciares, lagos de águas cristalinas, cachoeiras e muitas paisagens de tirar o fôlego, são 232 Km de paisagens inesquecíveis e muitas experiências únicas. Nesse post divido com você dicas incríveis para aproveitar a Icefields Parkway ao máximo. Vem comigo?

Canadá: Icefields Parkway a estrada que liga Lake Louise a Jasper

Highlights da viagem:

  • Bow Lake
  • Peyto Lake
  • Mistaya Canyon
  • Supwapta Pass
  • Columbia Icefield
  • Stufield glacier
  • Athabasca falls

Dicas para se dar bem na Icefields Parkway

Você pode fazer a Icefields Parkway no sentido Banff-Jasper ou vice-e-versa, a ordem dos fatores não altera o resultado, o importante é encaixar direitinho no seu roteiro. Nós fizemos a viagem saindo de Lake Louise, e vou usar esta ordem para escrever este post.

Aí vão algumas dicas para você aproveitar sua viagem ao máximo:

Comece cedo

Essa é uma viagem de dia inteiro, e quanto mais cedo você sair, mais tempo você terá para aproveitar a estrada e fazer paradas. No verão os dias são mais longos e as horas extras são muito bem vindas para engordar o roteiro, na primavera, outono e principalmente no inverno os dias são mais curtos e você terá que ser mais eficiente nas paradas.

  • Distância entre Lake Louise e Jasper: 232 Km
  • Limite de velocidade: 90km/hora

Onde dormir: Lake Louise ou Banff?

Banff é uma cidade mais completa, mais viva e com muito mais opções que Lake Louise. Além disso a cidade tem bem mais opções de hotéis o que a torna consideravelmente mais barata que Lake Louise. Minha dica para quem não se incomoda em trocar de hotel é: durma 2 ou 3 noites por lá e na véspera da Icefields Parkway durma em Lake Louise. Como Lake Louise fica na beira da estrada é só acordar e começar. (E juro, essa é uma viagem que você quer começar cedo, e sem pressa para acabar.

Nossas dicas de hotel em Banff:

Tunnel Mountain Resort-  Testado & Aprovado por nós

Amamos este hotel que fica numa região linda de Banff. Os quartos são equipados com cozinha completa, lareira e uma sala separada do quarto. Pra nós que viajamos com o bebê, foi uma delícia ter um segundo ambiente para curtir a noite sem atrapalhar o sono do pequeno. Também adoramos a cozinha completa e a chance de cozinhar nosso jantar, depois de quase um mês de viagem, estávamos com saudades da nossa comidinha.

Bow View Lodge: Testado e aprovado por nós

No centro da cidade e de frente para o Bow River. Quartos grandes, e uma piscina coberta bem gostosa. A localização é uma delícia, no burburinho sem estar no meio do caos.

Outras boas opções em Banff:

Se o Fairmont Banff Springs couber no seu budget, eu não pensaria duas vezes. Dentre os Fairmonts da região, esse é o mais especial!

Outras boas opções em Banff são o Banff Inn, Banff Aspen Lodge e o charmoso Buffalo Mountain Lodge.

Nossas dicas de hotel em Lake Louise:

Em Lake Louise as opções são bem limitadas, nós ficamos no Mountaneer Lodge e gostamos do custo-benefício. Foi sem dúvida uma boa escolha para uma noite.Uma opção ultra charmosa, e que infelizmente já estava 100% lotada quando reservamos foi o Paradise Lodge, uma graça e ultra bem avaliado. E claro, quem puder cacifar o Fairmont Château Lake Louise não vai se arrepender.

E notes que eu me esqueça, para os viajantes mais econômicos tem também o Hi Lake Louise Alpine Center, um hostel animado e descolado. O restaurante desse HI é famoso por servir alguns dos pratos mais gostosos e baratos da região.

Encha o tanque antes de sair

Essa é uma das dicas mais importantes deste post, mesmo. A Icefields Parkway tem apenas 1 posto de gasolina que fica em Saskatchewan River Crossing  (51.972936, -116.745777) há 79 Km de Lake Louise. O posto é muito mais caro que a média do Canadá.

Pra não passar perrengue no meio da estrada a dica é ENCHER o tanque em Lake Louise, e viajar despreocupado até Jasper.

Icefields Parkway

Uma das geleiras da estrada

GPS & Sinal de celular

Um dos grandes desafios da Icefields Parkway é a ausência de sinal de celular – Não pega MESMO. Quem viaja usando o GPS do Google (ou Waze) terá que fazer algumas adaptações neste trecho da viagem para curtir a Icefields Parkway sem passar reto por nenhuma das paradas principais. Nós ganhamos um mapinha de papel que continha algumas das principais paradas e foi o que nos salvou, me arrependo de não ter comprado um dos mapas oficiais com as paradas sinalizadas pois acabei passando reto por dois ou três lugares bacanas. Uma pena!

Aí vão algumas dicas que adoraria ter lido antes de viajar:

A) Quem viaja com um GPS de verdade: Basta digitar as coordenadas geográficas de cada uma das paradas abaixo e viajar feliz :).

B) Quem viaja com o celular:

  • Zere a quilometragem do seu carro no início da estrada, e vá controlando as paradas pela quilometragem.
  • Marque as pardas que você gostaria de fazer num mapa de papel e controle pela quilometragem.

Passe dos parques nacionais válidos

Como a Icefields Parkway está em território de parques nacionais, para fazer esta viagem você precisa comprar o passe dos parques nacionais do Canadá (seja em Banff, Jasper ou Lake Louise) antes de começar a viagem. O preço do passe é proporcional ao número de dias que você pretende viajar. Em 2017, em comemoração ao aos 150 anos de independência do Canadá, o passe é grátis. Veja mais informações sobre passes e preços aqui.

Leve um Picnic

Há poucas opções de restaurantes e lanchonetes pelo caminho; o  Num Ti Jah Lodge (Bow Lake), o The Crossing (Saskatchewan River Crossing  (51.972936, -116.745777)) e o Visitor Center do Columbia Icefield são algumas delas. Em compensação há um montão de lugares lindos e mesas de picnic espalhadas pela estrada, eu se fosse você levaria um picnic e almoçaria em algum desses cantinhos maravilhosos.

Pesquise a estrada e defina suas prioridades

Recomendo que você olhe este post com carinho e anote – ou faça um printscreen – nas suas paradas preferidas. Definir suas prioridades te ajudará a controlar seu tempo e escolher quais as paradas que mais valem a pena. Quer um exemplo? O passeio pelo Athabasca Glacier, que é super diferente, leva cerca de 3 horas. Ao optar por esse passeio, tivemos que abrir mão de algumas trilhas e paradas que gostaríamos de ter feito.

Fique de olho nos animais

Além de Glaciares e lagos a Icefields Parkway é um lugar bem frequentado por ursos (fique de olho neles!), carneiros da montanha e os bodes da montanha (que são mais difíceis de ver, mas volta e meia aparecem). Isso sem falar em antílopes variados que estão por todo o canto. Suas maiores chances de ver animais silvestres são de manhã bem cedinho e no final do dia, mas nada impede que um deles dê uma voltinha no meio da tarde.

Icefields Parkway

Urso na beira da estrada

Durante a nossa viagem vimos uma ursa mãe com seu bebê, alguns carneiros e um par de bodes da montanha (aqui preciso dizer que eu pulei de emoção, meu sonho era ver um desses de perto!)

Roupas & Calçados

Ainda que você não tenha grandes ambições de caminhar, há algumas trilhas que não vão te escapar. A trilha para ver o Peyto Lake, por exemplo, eu considero obrigatória. Assim recomendo que você vá de calçados confortáveis e roupas esportivas. Mesmo no verão, vale levar um casaco para o final do dia, pois a coisa pode esfriar bastante.

Dá para fazer essa viagem no inverno?

A Icefields Parkway fica aberta durante todo o ano, mas muitas das atrações, como o Athabasca Glacier por exemplo, são sazonais e fecham de meados de outubro à abril. Dos meses mais frios ao final da primavera, os lagos estarão congelados e o visual da estrada será completamente diferente da fotos deste post.

Vá preparado: Vale falar que quem planeja fazer esta viagem no inverno deve estar preparado para dirigir na neve e trazer correntes no carro.

Icefields Parkway no Mapa

Icefields Parkway de parada à parada

Agora chega de longa-lenga e vamos a viagem. Minha ideia neste post é te guiar em cada uma das paradas, pontuar algumas das trilhas mais bacanas (mesmo as que não fizemos) e te abrir possibilidades. A sua missão (nada fácil) é escolher os lugares mais lindos e montar um roteirinho que tenha a sua cara.  Combinado?

Hebert Lake (51.46231, -116.22411) – 3 Km

A primeira parada fica bem no comecinho da estrada eu confesso que me distrai, vi passar de longe e que fiquei com preguiça de voltar, mas o lago é LINDO, um desses lagos-espelhos que refletem as montanhas e árvores ao redor, sabe? O Hebert Lake é um lugar espetacular para ver o nascer do sol, e pra quem sonha em mergulhar num lago canadense, deixo a dica: as águas do Hebert Lake costumam ser as mais quentes da região.

Hector lake (51.62196, -116.31963 – Ponto aproximado – Fique de olho na estrada!) – 18,5Km

Nossa segunda parada é maior lago natural da região de Banff, um lago de águas turquesas que vai aparecer do lado esquerdo da estrada. A pegadinha aqui é que não há nenhuma placa indicando a parada, assim a dica é ficar de olho e estacionar no acostamento assim que o lago aparecer. Essa é uma parada rápida, linda e que merece ser feita. (E dessa vez, eu Mari, fiquei BEM ligada na paisagem e fiz o Gu parar o carro! Yeah!)

Icefields Parkway

Hector lake visto da estrada

Mirante do  Crowfoot glacier  (51.6631, -116.43844) – 38 Km de Lake Louise

O Crowfoot Glacier é o primeiro glaciar que aparece na estrada, uma parada rápida e bonita. Ao longo do dia você verá muitos outros glaciares, e a minha dica é, sempre que tiver a chance, para no acostamento e fotografe. Eles são maravilhosos!

Icefields Parkway

Mirante do Crowfoot glacier

Helen Lake (Início da trilha: 51.6631, -116.43844)

Do lado oposto ao mirando do Crowfot Glacier (cerca de 1 Km ao sul do Bow Lake) está o ponto de início da trilha para o Helen Lake, uma trilha de 12 Km (6 de ida e 6 de volta) com vistas maravilhosas da região. Veja detalhes dessa trilha neste post (em inglês). Essa é uma trilha linda, que percorre a linha acima das árvores da região e que durante o começo do verão fica repleta de flores silvestres. Quem tiver pique pode ainda esticar para o Dolomite Pass ou Cirque Peak.

Mirante do Bow Lake (51.673474, -116.449775– 39 Km de Lake Louise 

O Bow Lake foi nosso primeiro UAU do dia, o lago estava parcialmente congelado (fizemos a viagem bem no comecinho do verão de um ano com inverno bem forte) e nos impressionou muito pelas cores.

Icefields Parkway

Pedaço congelado do lago

Icefields Parkway

Um pouco adiante e já descongelado: lindo, não?

O lago é visível da estrada, mas a minha dica é ir até o Num Ti Jah Lodge e ver o Bow Lake, com direito a uma vista linda do Crowfoot glacier.

Icefields Parkway

Bow Lake visto dom Lodge: outra perspectiva

Icefields Parkway

Repare nas cachoeiras no alto da geleira

Topa uma uma caminhada? A dica é seguir as placas até a Bow Glacier Falls, uma trilha fácil de 9 Km a uma cachoeira linda (com muitas vistas bacanas do Bow Lake de brinde). Veja detalhes dessa trilha aqui (em inglês)


Fiz uma divisão no post pra contar que eu e o Gu nos arrependemos de não ter dormido uma noite no Num Ti Jah Lodge, o lugar é maravilhoso e a chance de já acordar na boca da Icefields Parkway nos pareceu incrível. Se você ainda não reservou hotel, deixo a dica!


Peyto Lake (51.716174, -116.497665) – 44Km de Lake Louise

Pouco depois do Bow Lake até o ponto de acesso ao Peyto Lake, sinalizado como Bow Summit (ponto mais alto da estrada e que marca a divisa entre os rios Bow e Mistaya). No ponto de início da trilha há dois estacionamentos, um para carros e outros para ônibus, fique demolho para não se confundir na volta.

A trilha para o Peyto Lake

Para chegar ao Peyto Lake você terá que percorrer um trajeto fácil de 1,3 Km, nem pense em pular fora, esse é um dos lagos mais incríveis da região e você PRECISA vê-lo. Nós pegamos parte da trilha congelada, mas não tivemos nenhuma dificuldade de chegar ao mirante, e que mirante! Minhas expectativas eram altas, mas o Peyto Lake entregou, ô lugar bonito! Muita gente diz que o Peyto Lake é o mais bonito da região, e sem dúvida ele está no meu top 5.

Icefields Parkway

Peyto Lake: um dos lagos mais lindos da região

Icefields Parkway

Destaque no Peyto Lake

[Quem tem tempo e topa fazer uma caminhada mais avançada, essa região tem dezenas de trilhas bacanas como a Caldron Lake.]

Waterfowls Lake (51.8498, -116.62841) – 55,5 Km

Pra nós o Waterfowls Lake foi a grande pegadinha da viagem. Para chegar a borda do lago (que é bonito, mais nada de mais) você terá que fazer um trilha de cerca de 2 Km, só que o lago também é visível da beira da estrada e quer saber? Achei o mirante da estrada bem bonito, e achei que a caminhada foi uma tremenda roubada. Eu se fosse você veria apenas da estrada 🙂

Icefields Parkway

Trilha para o Waterfowls Lake: esse riozinho é a parte mais bonita

E falando em vista da estrada, sente só o reflexo das montanhas no lago que lindeza! Valeu a parada!

Icefields Parkway

Waterfowls Lake visto da estrada

Icefields Parkway

Waterfowls Lake

Mistaya Canyon (51.94109, -116.71729) – 70,5 Km

Nossa próxima parada é o Mistaya Canyon, uma trilha de cerca de 15 minutos (na ida é descida, mas na volta é subida), para um Slot Canyon recortado por uma forte queda d’água. Muitas famílias pararam nesse ponto para fazer piquenique e achamos uma boa ideia. Quem quiser pode continuar a trilha e ver mais um pouco dos recortes do Canyon, eu fiquei bem satisfeita com o que vi e decidi seguir viagem.

Icefields Parkway

Mistaya Canyon visto de longe

Icefields Parkway

Mistaya Canyon

Saskatchewan River Crossing  (51.972936, -116.745777) – 79 Km

Quem precisa comprar comida ou abastecer o carro vai parar no The Crossing resort, o único posto de gasolina da estrada (e bem mais caro do que a média canadense). Devido a falta de opções da estrada, tanto o posto quanto o restaurante/ lanchonete do The Crossing vivem lotados.

Icefields Parkway

Saskatchewan River Crossing: posto de gasolina, restaurante e pousada

E antes que eu me esqueça, quem quiser fazer a viagem em dois dias, pode dormir no Hotel do The Crossing.

Coleman Creek (52.11019, -116.97264)

Passando o Mistaya Canyon há alguns campings com mesas de piquenique, nós paramos no Coleman Creek e comemos nosso super piquenique sem pressa. Nessa hora bateu aquela alegria de ter trazido nossa comida e não ter que comer junto a multidão de ônibus que estavam parados no The Crossing.

Icefields Parkway

Coleman Creek: vista do nosso ponto de picnic

Weeping Wall (52.142339, -116.994715) – 105 Km

Chegando no quilómetro 105 da estradarepare no paredão de pedra do lado direito da estrada, dependendo da época do ano, você verá uma série de cachoeiras brotando dessa parede. No comecinho do verão havia MUITAS cachoeiras e dava até gosto de fotografar.

Icefields Parkway

Cachoeiras da Weeping Wall

Mirante Big Bend com vista do Sunwapta Pass – 115 Km

A partir do Km 111 a paisagem começa a mudar bastante, a estrada ganha curvas e começa a subir. Nesse trecho há uma série de mirantes lindos e muitas cachoeiras, minha dica é ir devagarinho e parar sempre que der.

Icefields Parkway

A estrada começa a subir, e há muitas oportunidades de fotos lindas

Icefields Parkway

Montanhas na Icefields Parkway

Uma das vistas mais especiais deste trecho é um mirante conhecido como Big Bend, ele fica numa curva e está bem sinalizado. O Big Bend tem uma vista linda do Sunwapta Pass.

Icefields Parkway

Big Bend & Sunwapta Pass

Icefields Parkway

Uma das cachoeiras no paredão

Icefields Parkway

Zoom na vista

Bridal Veil Falls & Panther Falls (52.18066, -117.0575)

Passando o Big Bend você verá uma entradinha na estrada com vistas bonitas da Bridal Veil Falls, o que pouca gente sabe é que a partir deste ponto é possível acessar a Panther Falls. A caminhada tem 1 Km (ida e volta e promete vistas maravilhosas). Nós acabamos nos atrasando um pouco, e com dor no coração passamos reto.

Icefields Parkway

Bridal Veil Falls

Columbia icefield (52.219781, -117.228220) – 128 Km:

Nossa próxima parada é o centro de visitantes do Columbia Icefields (um conjunto de 6 geleiras), é dali que saem os famosos passeios para a geleira Athabasca e a passarela de vidro Glacier Skywalk.

Icefields Parkway

Uma das geleiras do Columbia icefield

O passeio pela geleira Athabasca

Um ônibus comum te leva até o pé da geleira Athabasca, em seguida é hora de trocar para o Ice Explorer um ônibus parrudo com rodas preparadas para enfrentar o gelo dos glaciares e encarrar uma inclinação de 34 graus. A velocidade máxima do Ice Explorer é de 15 Km por hora, e durante o trajeto o motorista vai contando curiosidades sobre a geleira e a região. Ainda demos a sorte de ver umas 3 ou 4 cabras da montanha passeando por ali.

Veja aqui um review detalhado da experiência no Glacier Adventure

Icefields Parkway

Ice Explorer: repare no tamanho da roda

Chegando na parte alta da geleira é hora de descer e explorar. Há muitos buracos sinalizados, mas se você for tão sortudo quanto eu, vai dar um jeito de enfiar seu pé em um buraco novo e sentir gelar até a alma. Brincadeiras a parte, fiquei com o pé molhado e um mal humor do cão.

Icefields Parkway3

Hora de descer na geleira

Icefields Parkway

Buraco na geleira: de gelar a alma

Icefields Parkway

Marcas de roda no geleira derretendo

15 minutos depois é hora de continuar o passeio como a passarela de vidro, o Iceexplorer te levará ao pé da montanha e de lá você seguirá de ônibus normal.

A passarela de vidro Skywalk

O ingresso do Skywalk esta incluso no passeio pela geleira, mas quem quiser fazer só o Skywalk também pode (de uns anos para cá, não dá para comprar só a geleira).

Icefields Parkway

Parte de vidro da Skywalk

Icefields Parkway

Mari na Skywalk

O trajeto tem 1 Km, sendo que a parte principal é toda de vidro, as vistas são bonitas, mas sabe o que eu mais curti? A sorte imensa de ver um bode da montanha passando por baixo dela. Esse era um dos únicos animais silvestres da nossa lista que ainda não tínhamos tido a chance de ver. Quanto a passarela de vidro, eu que não tenho medo de altura, achei bacana. O Gu detestou e quis sair de lá rápido. Achei a vista ok, e não pagaria só pela passarela como é possível.

Icefields Parkway3

Mountain Goat: uma das emoções do dia

Reserve seu passeio com antecedência:

O passeio leva cerca de 3 horas, e é muito recomendável que você compre com antecedência (nós não compramos e amargamos uma preciosa hora inteira de espera. Isso porque demos sorte de conseguir vagas. Se você quer muito fazer este passeio, reserve com antecedência!  Quanto ao horário, tudo depende da hora que você quer sair de Banff/Lake Louise e quantas paradas planeja fazer pelo caminho. Nós chegamos no Columbia Icefields às 2 da tarde (e tivemos que esperar até às 15:00 para fazer o tour), meu irmão que viajou sem bebê e fez mais ou menos as mesmas paradas que a gente chegou na geleira às 11:00 da manhã. Considerando nossos dois extremos (uma família com bebê que começou a viagem às 9:00 da matina x um grupo de amigos que começou às 7:00 da manhã) eu diria que entre 13:00 e 14:00 é um bom horário para agendar o tour, às 15:00 ficou um pouco mais tarde do que gostaríamos

Um urso de bônus

E pra fechar o passeio com chave de ouro, demos a sorte de ver uma ursa mãe com seu filhote na beira da estrada (eles estavam bem pertinho do Skywalk). Ursos são comuns na estrada, mas não nesse trecho, a motorista do passeio acha que eles estavam perdidos :(.

Tangle Falls (52.26727, -117.28646) – 134,5Km

Cerca de 6,5Km e meio do visitantes do Columbia Icefields está a Tangle Falls, ela do lado direito na beira da estrada e é bem bonita.

Stufield glacier (52.27385, -117.30844)

Nosso próximo mirante é para uma geleira MARAVILHOSA e hiper bem conservada (afinal, ninguém pisa lá!). O mirante tem estacionamento e a parada rende fotos lindas!

Sunwapta falls (52.53696, -117.64241) – 177 Km 

Essa é uma trilha fácil e rápida (são 1 Km ida e volta) e a cachoeira é bem bonita.

Sunwapta falls - Montanhas Rochosas

Sunwapta falls | Foto: Rafael Ayres

Athabasca falls (52.66603, -117.88296) – 200 Km

A Athabasca Falls é uma das maiores cachoeiras da estrada e um dos destaques da Icefields Parkway, a caminhada é mínima, 5 minutos no máximo e as vistas são impressionantes (falando em vistas impressionantes, a essa altura da viagem você já estará de queixo caído.

Athabasca falls - Canadá

Athabasca falls | Foto: Rafael Ayres

Horseshoe Lake (52.696050, -117.866650) – Km 203

Essa é uma dica dos meninos do Pegadas na Estrada que infelizmente não tivemos tempo de conferir (os horários do bebê vencem cedo, e as três horas no Columbia Icefields quebraram nossas pernas). O lago não está identificado na estrada e para chegar lá você precisa ficar de olho no GPS ou na quilometragem. Segundo a Cris, esse é um dos lagos mais lindos da estrada, um cantinho bacana para nadar ou se jogar no Cliff Jump (pulo do penhasco).

Mt. Edith Cavell (52.68733, -118.05577)

E pra fechar o passeio com chave de ouro, há um conjunto de geleiras lindos no Mt. Edith. Essa parada fica bem perto de Jasper e por isso muita gente volta no dia seguinte (e esse era nosso plano, mas infelizmente devido ao inverno forte, o acesso para as geleiras continuava fechado). De qualquer forma deixo a dica!

Chegando em Jasper

Jasper é uma cidade pequenina repleta de lagos lindos (não deixe de visitar o lago Edith e o lago Annette (dois dos lagos mais lindos da região) e o famoso Maligne Lake (super recomendo o passeio de barco), a caminhada pelo Maligne Canyon também vale super a pena. Se o dia estiver bonito, a dica é subir no Tram de Jasper (subimos na Gôndola de Banff e na de Lake Louise, mas o de Jasper foi o que mais gostamos).

Onde ficar em Jasper?

Nosso hotel em Jasper, o Tekarra Lodge foi um dos preferidos da viagem: charmoso, com atendimento excelente, um café da manhã delicioso, aulas de Yoga e Marshmallows na fogueira inclusos na diária e vistas maravilhosas do vale. Amei cada segundo e recomendo de olhos fechados.

Outras boas opções em Jasper são o Fairmont Jasper Park Lodge que fica em frente ao lago Beauvert e é prá lá de confortável, o Jasper House Bungalows que é todo de madeira e tem vistas maravilhosas para o rio e pra quem tá de olho em custo benefício o Best Western é uma boa opção.


Viaje sem stress

 Reserve seu hotel em Jasper 

✅ Reserve seu hotel em Lake Louise 


Veja também:


Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

5 comments

Post a new comment

Veja também