Dicas para viajar de avião com um bebê de 1 ano

3
viajar de avião com um bebê de 1 ano

Dicas infalíveis para viajar de avião com um bebê de 1 ano. Saiba o que levar para o avião, como distrair o bebê durante o vôo e alguns truques bacanas para você aliviar sua viagem. Vamos nessa?

Dicas para viajar de avião com um bebê de 1 ano

Há uns tempos atrás escrevi este Check List para viagens de avião com bebê. Dê lá pra cá o Tom cresceu um bocado, e eu fui aperfeiçoando minhas técnicas e aprendendo vários truques para tornar as viagens mais tranquilas. Aí vão minhas melhores dicas para viajar de avião com um bebê de~ 1 ano.

Viagem de avião com bebês de 12 meses: O que levar

A) Para comer:

  • Frutas cortadas;
  • Algo salgado que o bebê goste e esteja acostumado (eu comprei pão de queijo no aeroporto e dei pra ele logo que entramos no avião para dar uma enganada boa na fome e levei biscoitos salgados);
  • Leite ou fórmula (se seu bebê já bebe leite de vaca, tem no avião, mas eu sempre trago um pouco mais para garantir (e pode ficar tranquilo que você tem direito a transportar líquidos para bebês de até 2 anos sem ter problemas com o raio X.)
  • Se seu bebê tem dificuldade de comer ou está acostumado com um tipo especial de comida, leve! O Tom come tudo, e dou a comida do avião para ele sem problemas, mas às vezes tenho algo muito gostoso em casa e faço uma marmitinha. Tenho amigas que levam a comida quentinha em uma super bolsinha térmica, eu uso a minha bolsa térmica para o leite e para as frutinhas então quando trago algo extra, vem em temperatura ambiente mesmo e o pequeno come feliz.

B) Para brincar:

O que levo de brinquedos varia de voo para voo dependendo das preferências do Tom naquele momento sempre privilegiando o que ele mais gosta e adicionando uma novidade (algo que ele nunca viu antes ou não vê a muito tempo). Agora ele está numa fase bem interativa em que os brinquedos de encaixar são os preferidos e me rendem muitos minutos de sossego. O que eu levei na última viagem:

  • 2 livrinhos (levei um texturizado e outro Pop Up, a ideia é envolver o pequeno na brincadeira e fazer durar bastante).
  • Um punhado de Lego – 1 base + 9 peças  (daquele de peças grandes para ele não comer – a dica é contar quantas peças você trouxe para tentar não perder. No último vôo perdi uma e procurei loucamente, mas a danada não apareceu.)
  • Kit de encaixar barricas: trouxe só 2, e são sucesso total
  • Estrelas de colocar uma dentro da outra (um pouco difícil para ele ainda, mas um bom desafio – trouxe só 2)
  • Bonequinhos de plástico (trouxe dois dinossauros e 1 leão)
  • IPad carregado com filminhos + fone de ouvido de bebê
  • Saquinho preto para guardar brinquedos: o segredo é dar um de cada vez então deixo tudo escondendo na saquinho e a medida que ele se cansa de um, ganha o outro.

(Se seu filho já aprendeu a pintar sem comer giz de cera – o meu tá começando a aprender agora – um kit de pintar pode ser uma ótima pedida. Eu não trouxe porque ainda me dá mais trabalho do que diversão.)

Algumas fotos das nossas brincadeiras no vôo:

viajar de avião com um bebê de 1 ano

O Lego é um dos brinquedos preferidos do Tom e a brincadeira de encaixar e desancaixar me garante um tempão de sossego.

viajar de avião com um bebê de 1 ano

Os livros interativos também são um sucesso!

viajar de avião com um bebê de 1 ano

Esse é o brinquedo novo de encaixar e desencaixar estrelas. Ainda é difícil para ele, mas foi uma ótima pedida.

E claro que os brinquedos do próprio avião também ajudam!

viajar de avião com um bebê de 1 ano

Abre e fecha janela!

viajar de avião com um bebê de 1 ano

C) Para vestir:

  • Calça + body + moletom quentinho no corpo
  • Duas mudas extras completas e já separadas (já tive muito cocô explosivo em vôo e uma muda só pode dar zebú)

D) Kit essencial:

  • Garrafa de água
  • Mamadeira para o leite
  • Carregador de bebê
  • Carrinho de bebê (uso o baby Jogger e despacho na porta do avião sem nenhuma embalagem especial. O carrinho é bem resistente e nunca tive problemas
  • Fraldas (eu trago muitas para não ter problema)
  • Lencinho umedecido
  • Creme de assadura (não uso diariamente mas tenho sempre comigo para o caso de uma emergência. Lembre-se que a bisnaga deve ser menor do que 100 ml, ou vai ficar no raio X)
  • Um fraldão de pano (já me salvou tantas vezes)
  • Trocador do bebê
  • Cobertorzinho extra

E) Se der tudo errado:

  • Termômetro
  • Antitérmico (já me salvou em um voo)
  • Remédio para gases
  • Homeopatia “rescue”: uso até em casa quando o bebê está extremamente nervoso
  • Soro fisiológico para nariz (versão bebê)

Dicas para o aeroporto

Peça uma cadeira vazia do seu lado

Eu sou um pouco não de vaca para comprar as cadeiras da primeira fila, e sempre fico pensando que aqueles 150 dólares (ou 300 quando o marido viaja junto) rendem um monte de coisa legal durante a viagem. Mas… sempre chego cedo no aeroporto e tento pedir uma cadeira livre do meu lado. Se o voo não tiver cheio e se você for [email protected], suas chances de conseguir são bem altas!

Deixe seu filho gastar as energias

Se você tem um voo longo pela frente, use aquela espera chata do aeroporto para deixar o pequeno engatinhar ou caminhar a vontade. Sim, ele vai de sujar inteiro e você terá que ficar andando atrás dele feito barata tonta, mas deixá-lo bem cansado é essencial para ele dormir bem durante o voo (e se o bebê dorme, você também poderá dormir!!!!)

viajar de avião com um bebê de 1 ano

Tom engatinhando no aeroporto de Miami: não é dos momentos mais limpos, mas rende um belo gasto de energia

O Tom tem 13 meses e tá na maior preguiça pra começar a caminhar, mas ele é um engatinhador incansável, então eu deixo ele mandar ver e aproveitar o chão para se esbaldar, meu único cuidado é ficar de olho no chão para evitar que ele encontre e coma algum resto de comida alheio ou objeto pequeno.

Sala VIP, minha nova melhor amiga

Antes de ter o Antonio jamais cogitei pagar por uma sala VIP (veja este post). Anuidade de cartão de crédito black então? Nem pensar! Com a chegada do pequeno tive que rever meus conceitos, e depois de fazer muita conta escolhemos um cartão black.

Que escolha sensacional! A sala VIP além de garantir vários lanchinhos bacanas para o pequeno, tem o chão mais limpo do aeroporto e é um lugar seguro pra eu deixar o pequeno engatinhar. Virei fã e recomendo. Se você viaja muito, pode ser uma excelente pedida.

Coma algo antes de viajar

Cuidar de um bebê cheio de energia e equilibrar uma (ou duas bandejas) de comida não é tarefa fácil. Assim recomendo que você coma aquele lanche reforçado antes de entrar no avião. Se der tudo errado (e sua bandeja for para o chão) pelo menos você não morre de fome!

Quanto menos coisa na mão, melhor!

Leve o menor número de volumes que você conseguir, num mundo ideal apenas uma mochila de mão. Se der tudo errado, pode ser que você tenha que carregar o bebê. Nesse caso, use o carrinho para carregar a mochila :).

E porque mochila e não mala de rodinhas? Com a mochila você terá duas mãos para cuidar (ou segurar) o pequeno!

Peça ajuda!

Tá viajando sozinha? Peça ajuda! Eu peço ajuda para tirar as malas da esteira, para abrir e fechar o carrinho (afinal, com bebê no colo não é fácil) e sempre que aparece algum perrengue. A cara de pau é sua melhor amiga para fazer um voo tranquilo!

Dicas para um vôo tranquilo

Vá com paciência

Viajar com criança não é fácil e nem sempre os planos acontecem da forma como planejamos. Assim a dica é ir com bastante paciência, e tentar manter o bom humor. O baby Tom geralmente se comporta super bem nos voos, mas como todo bebê, ele é curioso e tenta interagir com quem está nas poltronas da frente e de trás. Sorriu para ele? Dançou! Ele vai ficar fazendo gracinha e te chamando até pegar no sono e a parte ruim é que ele geralmente demora mais para querer dormir do que você. Coisas de bebê!

Crises de choro

Nas crises do choro, já vi muita gente reclamando (não só do meu filho, como de outros), e aqui eu finjo que não escutei e continuo tentando acalmar meu filho do jeito que der. Canto músicas que ele gosta bem baixinho, canto um mantra gostoso pra dar aquela acalmada e faço as brincadeirinhas que ele mais gosta. Quando nada funciona, apelo para frutinha e em última instância o IPad (como ainda não temos um fone do tamanho dele, ele assiste sem sono mesmo e milagrosamente funciona).

Santo Rescue

E esqueço de falar do Rescue, um floral de Bach que pode ser usado para a família toda nas crises de ansiedade (e no caso dos pequenos, choro). Você encontra o rescue nas farmácias de manipulação brasileiras em gotas, e nos EUA, encontra uma versão spray que é ótima (no Wholefoods ou até mesmo no Amazon).

Trocando o bebê durante o vôo

Todos os banheiros da aeronave são equipados com um pequeno trocador retrátil que geralmente fica em cima da privada. Feche a privada para não derrubar nada dentro e coloque o bebê de frente para o espelho (assim ele se distrai com ele mesmo e não fica tentando abrir e fechar a porta). É apertado, mas no final dá tudo certo.

viajar de avião com um bebê de 1 ano

Trocador de bebê do avião

Quanto as fraldas sujas, eu geralmente fecho eles bem e jogo no próprio lixo do banheiro.

Respeito ao ouvido alheio

Choro de criança é ruim, mas é tolerável. Especialmente bebês que ainda não falam e usam o choro para comunicar algum incômodo: sono, fome, dor de ouvido ou vontade de engatinhar pelo corredor do avião (algo que a mamãe não vai deixar).  Agora o que não rola é ligar aquele filminho que seu filho ama com som. Por mais baixinho que seja, ninguém quer (e nem merece ouvir galinha pintadinha por horas. Muito menos os sons repetitivos daquele jogo que seu pequeno ama.) Quer levar filminho/ joguinho? Compre um fone de ouvido ou passe o filme sem som!

Tente descansar

Seu filho dormiu? Tente dormir também. As horas, ou minutinhos de sono, vão te manter energizado e te ajudar a manter a paciência quando de tudo errado!

Cabaninha improvisada

Uma das dificuldades que temos para fazer o Tom dormir nos voos é o excesso de estímulos e as luzes alheias. Para minimizar a distração aprendemos a usar os cobertores por cima das cadeiras para formar uma espécie de uma cabana escura (quem nunca brincou de cabaninha na infância que jogue a primeira pedra). Se você tiver 3 cadeiras (a sua mais duas livres) da pra montar uma super cabana e deitar pra dormir com o pequeno. Fica apertado? Claro que fica, mas nada como dormir de pernas esticadas!!!

Incômodo no ouvido durante o pouso

Durante o pouso muitos bebês sentem uma dor de ouvidos muito forte, para diminuir o desconforto, dê a mamadeira (quem ainda amamenta pode colocar no peito), chupeta ou algo para ele morder na hora de pousar. Vai ajudar bastante!

E aí, curtiu as dicas?

Alguém aí tem mais dicas para acrescentar neste post?

Veja também:


Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

3 comments

Post a new comment

Veja também