Madri: um passeio pelo Parque do Retiro

7
Parque del Retiro

O Parque do Retiro é um dos lugares preferidos dos madrileños, e é uma surpresa a cada visita! Local de ensaio de grupos de dança e percussão, palco de concertos gratuitos e local de apresentação de inúmeros artistas independentes. O parque tem uma energia maravilhosa e é um passeio ideal para o fim de tarde, ou para esvaziar a cabeça depois de visitar algum dos museus de Madri.

Neste post descreverei como chegar e as principais atrações desse parque tão especial.

Veja aqui um roteiro de 4 dias em Madri incluindo o Parque do Retiro.

Madri: um passeio especial pelo Parque do Retiro

Quando visitar?

O retiro é um bom programa para qualquer estação do ano. No verão ele se enche de famílias querendo curtir o sol em uma aérea verdinha, e junto com as famílias você verá um monte de palhaços, malabaristas e teatros de fantoche para alegrar os pequenos. Na primavera e no Outono, quando o calor não é tão infernal, o parque se enche de esportistas de todos os tipos, e claro de muita gente querendo curtir uma tarde diferente. No inverno, as arvores começam a secar e são instaladas as lindas lampadinhas de natal.

como chegar?

O Parque do Retiro fica na estação Retiro do metrô (a estação é toda decorada com azulejos temáticos sobre o parque) e fica há poucos passos do passeio do Prado onde estão os 3 museus mais famosos da cidade: o Museu do Prado, o Reina Sofia e o Thyssen.

 

A Porta de Alcalá

Saindo da estação, quase na entrada do parque você verá a Porta de Alcalá, uma das poucas partes que ainda restam da antiga muralha que  rodeava a cidade, a porta fica numa rotatória no meio da rua, cercada por flores que são trocadas a cada estação do ano.

Vou aproveitar este post sobre a porta para contar uma história engraçada que aconteceu quando eu morava em Madrid, imagine que os Espanhóis levam o dia da mentira um pouco mais a sério que nós Brasileiros, e até os jornais entram na dança e publicam uma ou duas mentiras causam alarde e no dia seguinte desmentem tudo.

Naquele ano inventaram que um caminhão tinha perdido o controle, passado por cima e destruído completamente a Porta de Alcalá, a história virou motivo de comoção da cidade inteira e muitas pessoas foram até lá para verificar o quanto o acidente tinha destruído a porta e lá chegando acharam a porta inteirinha. Dei bastante risada com a história, é bom saber que ela continua lá, linda e fará parte do roteiro de vocês.

Parque do retiro: o que visitar?

O Estanque do Retiro

Entrando no parque, caminhe por suas pequenas alamedas decoradas por delicados jardins, contemple o estanque (lago) que durante os finais de semana fica lotado de namorados apaixonados remando para lá e para cá de barquinho. Se você estiver acompanhado, ou se te der vontade, apesar de hiper mega turístico, o programa é diversão garantida!

Ele te oferece uma perspectiva diferente do estanque e de suas estátuas. Se você tiver crianças, dificilmente conseguirá escapar do programa, os pequenos adoram bancar marinheiros e arriscar suas primeiras remadas, ainda que isso possa molhar você e pessoas em outros barcos.

 

Palácio de Cristal e palácio de Velásquez

De volta a caminhada, não deixe de passar em frente Palácio de cristal e palácio de Velásquez, com sorte, algum desses dois lugares estará sediando alguma exposição de arte e você poderá até entrar.

O anjo caído

Visite também e a estátua do anjo caído, uma das muitas fontes do Parque, dizem que está é a única estátua européia do demônio.

 

Parque do Retiro

O Anjo caído

El Parterre: um dos jardins mais lindos do parque

O Parterre é um jardim muito lindo que fica exatamente atrás do Museu do Prado. Com pinheiros bem podados e Ciprestes gigantes é um bom lugar para tirar fotos e relaxar.

Bosque del Recuerdo

Construído em homenagem as vítimas do atentado terrorista em Atocha, o Bosque do Recuerdo combina memória e reflexão de forma verde e harmoniosa. Saiba mais sobre este bosque aqui.

Horários de Funcionamento:

06:00 às 22:00 horas (até as 24:00 no verão)

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

7 comments

  1. Titi Brandileone 20 setembro, 2013 at 17:06 Responder

    Cada vez que entro neste blog, me encanta os lugares. As fotos inspiram para viagens. Este parque é lindo, com suas arvores podadas artisticamente, com sua feirinha de livros, etc. Lindo e inspirador passeio.

Post a new comment

Veja também

#198livros: Tunísia

Depois de dois meses lendo muito menos do que eu gostaria, mas tentando acompanhar – não muito de longe as meninas do projeto #198livros – consegui ...