Madri: os fantásticos Homens de Pedra

1

Caminhando pelo centro de Madrid você encontrará uma série de estátuas de pessoas – estátuas de pedra e não de pessoas fantasiadas de estátua – tão perfeitas que a noite são fácil fácil confundidas com gente de verdade, gerando diversão, confusão, risadas e até alguns sustos.

Madri: os fantásticos Homens de Pedra

A estudante da calle de pez

Bem pertinho de onde eu morava, no bairro do Noviciado, mais precisamente na calle de Pez, tem uma dessas estátuas. Uma estudante encostada numa parede de pedra com dois livros na mão (foto no início do post).

Perdi a conta de quantas vezes vi bêbados tentando xavecar a tal mulher, isso sem falar nas vezes que ela apareceu vestida ou com uma saia maior ou com um cachecol. Engraçado mesmo.

A dançarina da malasaña

Além da estudante, tem uma outra na Malasaña, uma dançarina que fica na frente de uma espécie de teatro, a primeira vez que passei por lá, de madrugada, tomei um grande susto. Voltei no dia seguinte para tirar fotos dela, e ela estava toda pichada, uma judiação, mas mesmo assim continua bonita.

Como ela tá numa posição de dançarina mega sensual, imagino que esta deva ser um prato ainda mais cheio para os bêbados da Redondeza. E olha que bêbado, Madruga e Madri são praticamente sinônimos!

O Varredor do centro

Pertinho de sol tem outro homem de pedra, um homem bem arrumado de chapéu que passa os dias varrendo o chão. A noite, já vi muita gente pedindo desculpa para a estátua por supostamente atrapalhar seu trabalho.

Sua foto neste post

Estes são apenas três das muitas estátuas pessoas de Madrid. Viu alguma bacana? Tire uma foto e mande para mim que eu publico!

 

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

1 comment

Post a new comment

Veja também