Primavera em Paris!

2

 

A Amanda acabou de voltar de uma incrível viagem por Paris e aproveita este post para dividir com agente algumas fotos e algumas dicas do que ela viu por lá… leiam e comentem!

Texto e imagens: Amanda Forte Gonçalves

Já conhecíamos Paris, no entanto, havíamos visitado a cidade no verão e no inverno. Essa nossa a Paris na primavera me mostrou que em cada estação podemos ter diferentes perspectivas de lá, quer ver?

NO INVERNO…

Inverno em Paris

O frio ardente faz com que os cafés estejam sempre lotados e um chocolate quente seja a mais desejada das bebidas. Olhar um termômetro e se deparar com uma temperatura de 11ºC faz com que o frio que já se sentia duplique, dificultando as longas caminhadas e a entrada e saída das estações de metrô, por causa do vento cortante. Outro ponto negativo é que, as vezes, o mal tempo faz com que algumas atrações, como a Torre Eiffel sejam fechadas. 

No entanto, os parques estarão repletos de neve, o que deixa a paisagem tão bonita quanto nos filmes. 

NO VERÃO…

Paris no verão

As ondas de calor invadem Paris, e de tempos em tempos,  são necessárias paradas em cafés, mas desta vez, para sentar-se ao ar livre, descansar os pés e tomar um bom suco, ou refrigerante bem gelado (os preços, entretanto, não serão muito amigáveis, e nem os garçons, que não ficam nada contentes em “perder seu tempo” atendendo um cliente que não está lá para almoçar).

E como é alta-temporada, é melhor é agendar os passeios com certa antecedência e comprar ingressos online para tentar driblar as enormes filas.

Primavera em Paris

Canteiro de tulipas no jardim de Luxemburgo

A primavera foi a estação que mais me encantou. A temperatura estava agradável, apesar da grande amplitude térmica (de manhã, cerca de 10ºC , e, ao longo da tarde, a temperatura chegava até 25ºC e noite voltava a esfriar), ou seja, deixar o casaco no hotel, nem pensar).

Veja aqui um roteiro para conhecer o melhor de Paris em 4 dias.

As flores estavam espalhadas por todas as partes e as longas caminhadas, sem o frio de bater o queixo ou o calor de escaldar, eram mais prazerosas.

Basílica de Sacré-Couer

Passeios

Como já havíamos visitado e subido na Torre Eiffel e na Catedral de Notre-Dame (por sorte, afinal, as filas estavam proibitivas), fomos até a Basílica de Sacré-Couer (que eu, particularmente, acho maravilhosa), passeamos às margens do Sena e tomamos um sorvete muito bom da Berthillon (29-31 rue Saint Louisen l’Ile).

Para Jantar

No jantar, fomos ao restaurante Les Ombres (Musée du quai branly 27) que tem uma bela vista para a Torre Eiffel, os preços são altos para o menu de entrada, prato e sobremesa (oferecido na maioria dos restaurantes), cerca de 65 euros por pessoa. No entanto, dá para escolher um prato à la carte, com preços em torno de 35 euros.

Caso queira tomar vinho, tome cuidado na hora de “apontá-lo” no cardápio para a garçonete, pois qualquer erro será fatal (os preços chegam à 1.000 euros por uma garrafa). Faça reserva

Restaurante Unisex - Paris

Almoço na Champs Elysées

Para um almoço mais caprichado, curtindo o lugar, sugiro a Champs Elysées, onde você encontra vários restaurantes (com preços entre 15 e 30 euros por prato). Fomos em um chamado Unisex ( 32, Av des Champs Élysées) – ironicamente, é TODO cor de rosa – super gostoso, não posso dizer que foi barato, mas vale o programa.

Doces maravilhosos na Ladurée

Saindo do restaurante, não peça sobremesa, vá direto à Ladurée (75, avenue des Champs Elysées) e experimente um dos milhares de doces ou macarons (especialidade da casa), mas esteja pronto para enfrentar possíveis filas. À noite, nessa mesma loja, funciona um barzinho super bonitinho, mas não entramos porque estava meio “às moscas” no dia.

Passeio em Versalhes

Versailles

Se estiver com tempo, reserve uma manhã para ir até Versailles, vale super a pena para conhecer o palácio, com seus enormes cômodos, toda a suntuosidade da época, levando à uma viagem pela história, e o super jardim – principalmente na primavera (foto em destaque no comecinho do post).

Como chegar:

RER | Linha C |Comprar um bilhete Paris – Versalhes (zonas 1-4) – A viagem leva cerca de 1 hora. Saída de Montparnasse ou Saint Lazare.

Os Jardins de Luxemburgo

Jardins de Luxemburgo

À tarde, passeamos pelo Jardim de Luxemburgo, que estava maravilhosamente florido (até pensamos em fazer um piquenique, mas os guardas de lá não deixam ninguém sentar nas gramas verdinhas do parque por muito tempo).

Para Jantar com vista para o Arco do Triunfo

Restaurante L'Arch - PAris

À noite, sugiro mais um restaurante turístico, chamado L’arc (12, Rue de Presbourg) com vista para o Arco do Triunfo. A comida é ótima, principalmente a carne de veado, que serve duas pessoas e é cozida por 7h. Os preços, mais uma vez, estão em torno de 30 – 35 euros por pessoa e as sobremesas parecem incríveis. Faça reserva.

As Catacumbas de Paris

Catacumbas de Paris

Outro passeio incrível e que muitas pessoas não conhecem é pelas catacumbas – Les Catacombs (1, avenue of Colonel Henri Rol-Tanguy | metro: Denfert-Rochereau).

Para evitar filas quilometricas, recomendo chegar cedo, e tomar o café da manhã lá pertinho. O local abre as 10:00h – mas as pessoas chegam bem antes, as 09:00h – e fecha as 16:00h, a visita leva em torno de 40 minutos.

Atenção: O passeio teem dois quilômetros de caminhada e muitos degraus

Espero que tenham gostado das dicas!

Amanda Forte Gonçalves é estudante de direito da FAAP  e nas horas livres, viajante de plantão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

2 comments

Post a new comment

Veja também