São Francisco: onde comer bem sem enfiar o pé na jaca!

0

Saiba onde comer bem em San Francisco sem enfiar o pé na jaca um post recheado de dicas deliciosas para você fugir do combo burguer, batata frita e pizza que é bem comum nas viagens pelos Estados Unidos. Veja 8 dicas de restaurantes deliciosos testadas e aprovadas por nós!

São Francisco: onde comer bem sem enfiar o pé na jaca!

Quem diria que na terra do hambúrguer e da batata frita, dá para se alimentar bem durante as férias e comer refeições realmente nutritivas e até saudáveis? Bom, eu diria! Tudo bem, estou me referindo a São Francisco, e, por aqui, realmente a questão da alimentação é levada à sério. Chega a destoar do restante dos Estados Unidos, justamente por oferecer tantas opções naturebas e comida “com cara de comida”. Ou seja: se você não quer viver de hambúrguer, vai se deliciar por aqui com tanta coisa boa para comer. (Veja aqui todas as nossas dicas de onde comer BEM em San Francisco!)

Claro que é uma delícia nos dar “licença poética” para comer coisas mais pesadas durante as férias, mas hoje eu reuni dicas para ajudar quem pretende alternar os momentos de comilança com refeições mais equilibradas.

Muita gente reclama de que não dá para comer bem nos Estados Unidos e que só tem junk food, mas estes restaurantes provam o contrário e o custo x benefício costuma ser ótimo. Então para você, meu amigo, que quer vir para São Francisco e não “enjacar” totalmente na hora de comer: vem comigo!

Águinha fresca for free

Ah! Uma dica interessante também é que a maioria destes restaurantes oferece água natural de graça. Falo isso porque no Brasil essa cultura não é muito difundida, mas por aqui, sim. O bom disso é você pode economizar com a bebida e, de quebra, não vai sair da mesa com aquela sensação de estômago cheio causada por refrigerantes e cervejas e que atrapalha até a andança. Em tempo: adoro cerveja! Mas tento equilibrar. ;P

Souvla

O Souvla (endereço: 517 Hayes St.) é um restaurante grego que descobri por acaso e amei, tanto que já voltei algumas vezes. Tem sempre uma fila que chega na porta – e isso já é um sinal de comida boa! Mas não se assuste com o montão de gente na porta: geralmente anda bem rápido.

O que pedir?

O menu da casa é enxuto, porém delicioso. Você primeiro escolhe a carne (porco, frango ou cordeiro), ou a opção vegetariana. Depois, diz se quer servida com salada ou como sanduíche. Eu sempre pego a salada, porque é realmente muito gostosa. E é uma porção super boa, acho até grande demais para os meus padrões.

O tempero é uma delícia e as saladas valem por uma refeição, porque são compostas por mix de folhas com diversos ingredientes como iogurte grego, tomate cereja, cebola roxa, rabanete, pepino e queijo feta. Se achar que é pouco, pode pedir um acompanhamento também. Eles custam em média U$ 5. As saladas e sanduíches variam entre US$ 12 e US$ 15.

A salada do Souvla é “servida”, mas se estiver com muita fome dá para pedir um acompanhamento | Imagem: Danielle Barg

Gosta de sobremesa?

Então prove o frozen iogurte grego – esse é grego mesmo! Custa U$ 5 e tem quatro tipos diferentes de cobertura. Eu costumo escolher sempre a mais exótica (e às vezes me ferro por isso), então optei pela de azeite com sal marinho. Sim, sorvete doce coberto com azeite e sal marinho! Acredite se quiser: eu achei uma delícia!

Frozen de iogurte grego: uma verdadeira delícia | Imagem: Danielle Barg

Como chegar ao Souvla?

Endereço: 517 Hayes St.

Poki Time

O Poki Time (Endereço: 549 Irving St) é ótimo para os dias mais quentes e para aqueles momentos em que a fome aperta! Os bowls são beeem servidos, então, se você não come muito, pode até dividir. É uma rede de comida hawaiana, com três unidades em São Francisco.

O restaurante em si não tem glamour nenhum, mas a comida é deliciosa, refrescante e pode até ser considerada mais leve, uma vez que você não vai encontrar nada frito por lá. Os ingredientes são todos crus ou cozidos.

Bowl do Poki é bem farto | Imagem: Danielle Barg

O funcionamento da casa é interessante e prático. Você pega uma plaqueta onde estão descritos todos os ingredientes que eles oferecem. Você vai ticando com uma caneta o que quer colocar no prato. Isso é bom também porque você pode avaliar o tamanho da sua fome e pedir o que realmente precisa comer, sem desperdício. Entre as opções estão milho, abacate, cebola, gengibre, pepino, cenoura, edamame e muitas outras coisas.

Então você escolhe qual tipo de proteína quer (salmão, atum, camarão, etc.) e a base de sua preferência, que pode ser arroz normal ou integral, mix de vegetais ou uma combinação com um pouco de cada. E pronto, o moço vai ler a plaquinha e em alguns minutos seu bowl estará pronto para ser devorado! O Bowl custa em média U$ 13.

Se você achar que merece uma sobremesa depois dessa leveza de almoço, não deixe de experimentar um desses.

Pequeno, porém maravilhoso! | Imagem: Danielle Barg

É isso mesmo, um macarone com recheio de sorvete! Ele é pequeno e doce na medida certa, sem ser enjoativo.

Como chegar ao Poki time?

Endereço: 549 Irving St – veja mais endereços no Google Maps

Lemonade

Já vou falar do Lemonade (endereço: 781 Mission St – veja mais endereços no Google Maps) na sequência porque esse é bem parecido com o Poki. Mesmo tipo de culinária, com opções bem semelhantes. A diferença é que os bowls já são sugeridos pela casa, você não tem que escolher os ingredientes. O preço também segue a linha do Poki.

O Lemonade tem pratos à base de peixe e bowls | Imagem: Danielle Barg

Além dos bowls, o Lemonade também serve pratos, todos à base de peixe. E claro, limonada para refrescar!

Como chegar ao Lemonade?

Endereço: 781 Mission St

Spinnerie

O Spinnerie (1401 Polk St.) é outro local com bom custo-benefício, para aqueles dias que você não quer ou não pode gastar muito. Você pode escolher um grelhado e combinar com porções individuais de acompanhamentos quentes, como massa e purê, ou frios, como salada de quinoa ou de beterraba.

Também tem saladonas caprichadas, perfeitas para aquele momento em que você não tá com taaanta fome e quer comer algo mais leve e refrescante. Esse aqui também tem água saborizada à vontade, então você nem precisa gastar com bebida.

O conceito da casa é toda voltada para a sustentabilidade, e eles se orgulham de usar frango sem antibiótico ou hormônios. A conta dificilmente vai passar dos US$ 15.

Como chegar ao Spinnerie?

Endereço: 1401 Polk St

Gyro Xpress

Eu estava passeando por Castro – o bairro mais colorido de São Francisco – e com muita fome. Poucos restaurantes estavam abertos, e eu não animei muito quando vi o Gyro Xpress (endereço: 499 Castro St.).

Gyro XPress tem comida bem temperadinha e preços honestos | Imagem: Danielle Barg

É aquele típico lugar que você não dá nada por fora, devido à poluição visual da sua vitrine:  forrada de fotos (mal-produzidas) dos pratos que eles servem. Passei uma vez na frente, desconfiei. Procurei mais um pouco, mas nada me chamou atenção. Foi então que olhei bem para a foto da  moussaka (prato à base de berinjela, carne e molho de tomate) e resolvi dar uma chance.

Sorte a minha! Valeu muito a pena. Garçons atenciosos, comida saborosa, preço honesto. Pedimos de entrada um hommus (pasta de grão-de-bico) que veio acompanhado de pão sírio quentinho. Também tem várias opções de carne e kebabs para comer com arroz branco, que servem como boas opções de almoço.

O hommus do Gyro XPress é servido com pão sírio quentinho | Imagem: Danielle Barg

Dica extra: se você quiser fazer uma dobradinha de passeios, fica a dica. De manhã fui conhecer Twin Peaks, e aproveitei para dar passear por Castro na volta. O ônibus 37 passa por lá em pouco mais de 20 minutos você está na rua principal desse divertido e vibrante bairro.

Como chegar ao Giro Xpress?

Endereço: 499 Castro St.

Restaurante do Academy of American Science

Essa é a dica para quem se perde nos corredores do maravilhoso Califórnia Academy of Science (é bem fácil esquecer da hora por lá), e só se lembra de comer quando o estômago começa a roncar. Dá para comer bem no museu sim! Lógico que também tem opções “trasheiras”, mas encontrei um restaurante que serve comida no bowl – naquele mesmo esquema, você escolhe a carne e os ingredientes. E vi também que tem um que serve salada com algum tipo de proteína. Viu? Não tem desculpa para ficar sem comer por horas e horas!

Dentro do museu também da para comer uma comidinha gostosa por um valor acessível! | Imagem: Danielle Barg

Como chegar ao Academy of Science?

Endereço:55 Music Concourse Dr, San Francisco, CA 94118

Chez Mamam

Uma dica legal para quem quer comer comida é o Chez Maman, (endereço: 401 Gough St | Veja outro endereço no Google Maps) um bistrozinho francês super charmoso que fica em Hayes Valley. Eu fui num fim de semana e esperei um pouco para sentar, mas não levou mais do que 20 minutos.

Era horário de brunch, mas achei legal que mesmo assim eles também servem almoço. Porque eu sou do tipo que na hora do almoço gosta de comer comida! Às vezes uma proteína com um carboidrato já é suficiente para repor as energias e continuar o passeio! Em outras palavras: combinar uma carne, frango ou peixe com batatas, um purê ou uma batatinha frita também porque ninguém é de ferro.

Olha que maravilha os pratos pedidos na minha mesa!

Salmão com batata assada ao alho do Chez Mama | Imagem: Danielle Barg

Steak com batata frita sequinha | Imagem: Danielle Barg

Frango com purê de batata | Imagem: Danielle Barg

Como chegar ao Chez Maman?

Endereço: 401 Gough St – Veja outro endereço no Google Maps

Papito

Ainda em Hayes Valley – uma região muito gostosa para almoçar ou tomar um café no fim de semana – visitei o Papito, (endereço: 425 Hayes St A) que, como denuncia o nome, é mexicano. O cardápio tem desde as opções mais pesadas e gordurosas até outras mais equilibradas. O meu prato, apesar de ser uma carne com batata frita, era de um tamanho bom e as batatas estavam bem sequinhas. Valeu a pena!

O Papito tem um cardápio bem variado | Imagem: Danielle Barg

Como chegar ao Papito?

Endereço: 425 Hayes St A

Foco nos típicos

Para finalizar, quero deixar uma dica para você que sempre se sente perdido com relação ao que comer quando viaja. É comum às vezes estarmos esgotados e acabarmos optando pelo que oferece menor risco de erro: hambúrguer, pizza ou massa. Ou, ainda, comendo a primeira “trasheira” que encontramos pela frente. Não que a trasheira não tenha seu valor! Acho que também faz parte da viagem.

Mas acredite: é possível fugir do sanduba ou do macarrão e encontrar uma variedade grande de alimentos. Na dúvida, foque nas culinárias típicas: indiano, japonês, hawaiano, tailandês, etc. E também fique atento para os naturebas e vegetarianos. Tem muitas coisas gostosas por aí para ficarmos todo dia insistindo no mesmo cardápio!  

E aí, curtiu nossas dicas para comer bem sem enfiar o pé na jaca em San Francisco?


Viaje sem stress

✅ Reserve seu hotel em San Francisco

Faça seu seguro de viagens 


Veja também:


Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

About author

No comments

Veja também