Santos: passeio de bonde pelo centro histórico

0
Passeio de Bonde

Saiba como é o passeio de bonde pelo centro de Santos, uma viagem ao tempo a bordo de um bondinho charmoso e pra lá de antigo,um programa repleto de história e bem divertido pra toda a família. São duas opções de bonde que percorrem pontos importantes do Centro Histórico de Santos, o bonde turístico e o Bonde do Café. Neste post dividiremos com vocês detalhes da experiência em cada um dos bondinhos. Vamos nessa?

Santos: passeio de bonde pelo centro histórico

O passeio de bonde pelo centro de Santos é um passeio que percorre os principais pontos de interesse histórico e cultural do centro de Santos. Os bondinhos são originais, trazidos da Escócia, Portugal e Itália, conduzidos por motoristas trajando réplicas dos antigos uniformes usados na época em que os bondes eram o principal meio de transporte na cidade. E claro, quem escolher o bonde do Café ainda leva de quebra uma degustação especial de cafés. A graça é fazer o trajeto de bondinho, e em seguida, revisitar a pé e fotografar seus pontos preferidos.

Os diferentes bondes que circulam pelo centro de Santos

A) O Bonde Turismo:

Em uma verdadeira viagem ao tempo, o bonde turismo percorre um trajeto completo de 5Km pelo centro histórico de Santos passando por dezenas de pontos turísticos interessantes e cheios de história pra contar. São 6 bondes diferentes e não há como escolher em qual você irá passear. Comprando o ticket você poderá se deparar com o Bonde Aberto (no. 32), Bonde Fechado (no. 40), Bonde Pelé (no. 224), que é ilustrado com o rei Pelé correndo atrás de uma bola de futebol, Bonde Arte, o maior em circulação na cidade, super equipado na parte de dentro, com cozinha com micro-ondas, forno elétrico e cooktop; ar-condicionado; banheiro e acessibilidade para portadores de necessidades especiais e pintado por fora. Há também o Bonde Reboque 38 (grande) e o Bonde Reboque (pequeno).

Resumão do passeio:

  • Ponto de Saída: Estação do Valongo (em frente ao Museu Pelé)
  • Valor: R$ 7.00
  • Duração do passeio: 40 minutos
  • É possível fazer agendamentos para grupos entrando em contato diretamente com a CET-Santos, pelo e-mail: [email protected]
Passeio de Bonde

Bonde Turismo: ideal para quem quer realmente conhecer a cidade

B) Bonde do Café:

O Bonde Café é um bonde adaptado que se transformou numa cafeteria sobre rodas. O bonde faz um percurso de 2,5 Km pelo centro histórico de Santos seguido de uma degustação de cafés preparados com grãos selecionados pelo Museu do Café. Uma chance deliciosa de unir um passeio cultural com um café caprichado.

Resumão do passeio:

  • Ponto de Saída: Estação do Valongo
  • Valor: R$ 7,00
  • Duração do passeio: 40 minutos (25 minutos de passeio e 15 minutos de degustação)
Bonde Café

Bonde Café passando pelo Museu Pelé e chegando ao ponto de partida para a próxima viagem

Como é o passeio com o Bonde do Café em Santos?

O passeio com com Bonde do Café pelo centro histórico de Santos e percorre um total de 2,5 quilômetros, ao longo dos quais, os passageiros terão a chance de conferir os principais marcos da época em que o café “comandava” a economia na cidade, uma verdadeira “surra” de história repleta de oportunidades fotográficas, seguida de uma deliciosa degustação de cafés. Aí vai um resumão do trajeto detalhando os melhores momentos do passeio.

Bonde Café em Santos

Prontos para embarcar no Bonde Café com a gente?

Destaques do passeio:

  • Estação do Valongo
  • Museu do Café
  • Outeiro de Santa Catarina
  • Praça Mauá
  • Casa da Frontaria Azulejada
  • Santuário Santo Antônio do Valongo
Bonde Café

O Bonde Café é equipado com ar-condicionado, cadeiras e mesinhas com porta-copos…hummm, o que será que vem por aí?

Estação do Valongo – o Ponto de início do Passeio de bonde

O passeio de bonde pelo centro histórico de Santos começa na belíssima Estação do Valongo (a primeira do Estado de São Paulo), inspirada na estação londrina Victoria Station. A partir da Estação do Valongo se desenvolveu a ferrovia Santos-Jundiaí, conectando o litoral e o interior do Estado de São Paulo, e acelerando o processo de exportação de sacas de café. A estação foi desativada em 1996 e hoje abriga a Secretaria de Cultura de Santos. Pertinho da estação há dois outros lugares que merecem a visita e que podem ser combinados com este passeio de bonde o Museu Pelé e o Santuário de Santo Antonio do Valongo.

Estação do Valongo

Estação do Valongo

O trajeto do Bonde do Café: passeio de bonde pelo centro de Santos

De lá, seguimos margeando o famoso Porto de Santos, em direção a o Monumento a Bartolomeu de Gusmão, santista formado em Coimbra que inventou o balão e a bomba d’água.

Museu do Café

O bonde continuou rumo ao  Museu do Café, um edifício lindo e um museu pra lá de interessante, e em seguida passou pela Câmara Municipal, edifício histórico onde localizava-se a residência da família de José Bonifácio de Andrada e Silva, e pelo edifício dos Correios e Telegraphos, erguido em 1920 e pelo Pantheon dos Andradas,.

Centro histórico Santos

Fachada do prédio da Bolsa Oficial do Café – onde hoje funciona o Museu do Café

Pantheon dos Andradas

No Pantheon dos Andradas (que vale uma visita rápida) estão guardadas as cinzas de José Bonifácio de Andrada e Silva, o ‘Patriarca da Independência’, e de seus irmãos Antonio Carlos, Martim Francisco e padre Patrício Manuel, ocupando o espaço da antiga portaria do Convento do Carmo. Ao lado, pudemos avistar o Conjunto do Carmo, formado pela Igreja e Convento do Carmo, o melhor exemplo barroco da cidade.

Pantheon dos Andradas

Fachada do Pantheon dos Andradas

Pantheon dos Andradas

Jazigo de José Bonifácio de Andrada

Prédio da Alfândega

Outro ponto de passagem do bondinho foi pelo prédio da Alfândega, edifício de linhas fascistas, inspirado na arquitetura de Hitler, comum na década de 1930, atual sede da Receita Federal. O edifício foi a maior e mais importante unidade aduaneira do país, com jurisdição sobre 24 municípios (de Bertioga até a divisa com o Paraná), responsável pelo controle de 30% do fluxo de comércio exterior brasileiro, a repartição santista, criada em 1550.

Edifício da Alfândega

Edifício da Alfândega, atual sede da Receita Federal

Casa do Trem Bélico

Continuando o passeio, passamos pela Casa do Trem Bélico, a primeira grande construção da cidade que por muitos anos serviu de arsenal para o aquartelamento que existia defronte. Seu nome me intrigou e acredito que a maioria dos visitantes faça a mesma confusão na cabeça, imaginando que no local estaria imortalizado um trem que carregava armamentos (engano meu).

Casa do Trem Bélico

Fachada da Casa do Trem Bélico

O edifício mantém a mesma arquitetura desde 1738, com batentes em pedra e paredes, com 90 a 95 centímetros de espessura. Na parte de fora, nos deparamos com uma escadaria um tanto quanto irregular (tudo friamente calculado para dificultar o acesso do inimigo).

Casa do Trem Bélico

Escadaria da Casa do Trem Bélico, estrategicamente arquitetada para dificultar a entrada de inimigos


Curiosidades sobre a Casa do Trem Bélico

Intrigada pela Casa do trem Bélico, retornei ao local assim que o passeio de bonde terminou. Chegando lá, fui muito bem recebida pelo Zé Corneteiro, que se apresentou, minutos antes, da janela do meu bondinho. Ele me explicou que o nome de fato causa muita confusão, mas que a construção é a única edificação colonial-militar do gênero no país, com as características setecentistas portuguesas originais e o mais antigo prédio público da cidade (sequer existem registros que possam precisar a data que a construção foi erguida).

Estima-se que sua construção tenha se dado entre 1640 e 1656, para servir de depósito de trem-de-guerra, que vinha quase rebaixado, carregado com muitos armamentos, munições e equipamentos para proteção da então Vila de Santos contra ataques de índios e piratas.

Infelizmente exposição dos armamentos não estava disponível no dia da minha visita. O Zé Corneteiro explicou que o museu havia sido vítima de meliantes, que entraram na calada da noite e tentaram furtar as armas, de maneira que elas foram levadas para outro local, até segunda ordem (uma pena!)


Outeiro de Santa Catarina & Casa de Frontaria Azulejada

De volta ao passeio o bondinho seguiu rumo ao Outeiro de Santa Catarina, que pertenceu ao casal ao casal Luiz de Góes e Catarina de Aguillar em 1532, que construiu, ao pé do pequeno monte, uma capela dedicada à Santa Catarina de Alexandria. Daí o nome Outeiro de Santa Catarina. O local abrigou escravos que fugiam das fazendas de café do planalto paulista. Hoje abriga a Fundação Arquivo e Memória de Santos e a Cinemateca Municipal.

No final do passeio, passamos pela Casa de Frontaria Azulejada, construída em 1890, sendo um dos únicos exemplares da arquitetura portuguesa. A casa possui na fachada milhares de azulejos pintados à mão em relevo.

Casa da Frontaria Azulejada

Casa da Frontaria Azulejada e seus azulejos portugueses pintados à mão…me senti andando pelas ruas de Lisboa

Casa da Frontaria Azulejada

Vista da Casa da Frontaria Azulejada, na Rua do Comércio

A construção servia de residência e armazém do comendador português Manoel Joaquim Ferreira Netto (1808-1868) e desde 2007 funciona como espaço cultural, abrigando exposições, eventos beneficentes e espetáculos culturais.

Degustação de cafés – Um dos pontos altos do Bonde do Café

Ao final do passeio no Bonde Café, degustamos o café preparado pelas baristas com os grãos da Bolsa do Café (daí o porquê das mesinhas com porta-copos). Fechou o passeio com chave de ouro e olha que eu não sou super chegada na bebida!

Dica: Se você curte café, vale combinar o passeio no Bonde do Café com a visita ao Museu do Café!

Degustação de café

Degustando meu cafezinho!

E vale a pena fazer o passeio com o Bonde do Café?

Muito. Além do trajeto divertido e do banho de história, a degustação de café no final do tour é deliciosa. Gostei e recomendo muito a experiência.

Como é o Passeio com o bonde Turismo

O Passeio no Bonde turismo é um passeio completo pelo centro histórico de Santos. Um passeio bacana para quem quer aprender sobre a história da cidade, ou para quem quer fazer um passeio diferente e repleto de cultura. E claro, taí uma super ideia de passeio para fazer com crianças.

Destaques do passeio:

  • Estação do Valongo
  • Museu do Café
  • Conjunto do Carmo
  • Palácio José Bonifácio
  • Outeiro de Santa Catarina
  • Edifício da Alfândega
  • Catedral
  • Teatro Coliseu
  • Praça Mauá, entre outros tantos pontos de interesse.
Passeio de Bonde

Bonde Turismo: ideal para quem quer realmente conhecer a cidade

O inicio do passeio com o bonde turístico faz a mesma rota do bonde do café, margeando o Porto de Santos, passando pelo Pantheon, mas faz algumas inclusões bem interessantes, como por exemplo a passagem (e parada) na Praça Mauá. Aqui, quem quiser pode desembarcar.

Praça Mauá

Nessa praça está localizado o Palácio José Bonifácio, que homenageia o Patriarca da Independência do Brasil. O palácio, cujos portões estão muito bem “guardados” com as estátuas de Mercúrio e Minerva, foi construído no período áureo do café, sendo uma das poucas edificações públicas do Estado de São Paulo que mantém a estrutura original e a maior da parte da decoração preservada.

Atualmente, é sede da prefeitura Santos e está aberto para visitação de segunda a sexta, das 9h às 18h (a entrada é gratuita). No dia em que visitei a praça estava havendo uma exposição de carros antigos, promovido pelo Clube de Automóveis Antigos de Santos, com apoio da Secretaria de Turismo. Uma adição bem legal ao passeio, não?

Praça Mauá

Praça Mauá recebendo a exposição de carros antigos bem no dia que eu decidi “turistar”, que feliz coincidência, não é mesmo?!

Catedral de Santos

Passamos também pela Catedral de Santos, sede da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário, que começou a ser construída em 1909, foi inaugurada em 1924, mas concluída apenas em 1967.

Catedral de Santos

Vista da Catedral

Catedral de Santos

Vista de dentro para fora e …olha só quem tá passando na porta: o bondinho!

Teatro Coliseu

E logo ao lado da Catedral, avistamos o Teatro Coliseu, o maior da cidade, com capacidade para 1 mil espectadores e que mantém a configuração atual desde 1924.

Teatro Coliseu

Fachada do Teatro Coliseu

O bondinho então continua seu percurso para retornar à estação de Valongo.

Terminado o passeio a dica é percorrer o circuito a pé e parar nos seus cantinhos preferidos. E como o centro é todo lindo…difícil não se deparar com uma construção digna de uma boa foto!

Centro de Santos

E vale a pena fazer o passeio com o bonde turístico?

o passeio do bondinho vale MUITO à pena e dá uma boa pincelada nos principais pontos turísticos do centro da cidade. O bonde não permite que os passageiros deixem o veículo para tirar fotos, mas deixa aquele gostinho de “quero mais” para você retornar aos pontos de maior interesse depois. Gostei e recomendo.

Planeje seu Passeio de Bonde pelo centro de Santos

Estação do Valongo

Endereço: Largo Marquês de Monte Alegre nº 2, Valongo – Centro Histórico

Horário de funcionamento:

  • sextas-feiras das 13:30h às 16:30h de hora em hora.
  • sábados das 12:50h às 16:50h de hora em hora.
  • domingos das 12:30h às 16:30h de hora em hora.

Ingresso:

R$ 7,00 (pagamento em dinheiro) – crianças de até 5 anos não pagam. Estudantes, professores e maiores de 60 anos pagam meia entrada.

E aí, curtiu a dica?

Alguém aí já fez o passeio de bonde pelo centro de Santos e quer contar pra nós o que achou?


Viaje sem stress

✅ Reserve seu hotel em Santos 

Faça seu seguro de viagens 


Veja também:

Santos:

São Paulo:

Dicas de Restaurantes em São Paulo


Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

 

 

No comments

Veja também

Madrid: Que tal um bate e volta?

Pertinho de Madrid tem um monte de cidades fofas que merecem uma visita, dependendo do número de dias da sua viagem. (Eu não ficaria menos ...