Mulheres Viajantes & Projetos incríveis

0
mulheres viajantes vai às ruas

Viagem solo é o tema do momento, tá todo mundo falando do assunto e muita gente embarcando nessa jornada incrível! E pra te inspirar, reunimos alguns dos projetos mais incríveis sobre o tema. Com vocês: mulheres viajantes e projetos incríveis!

Mulheres Viajantes & Projetos incríveis

O tema das Mulheres Viajantes está em alta nos últimos anos, principalmente, em relação a viajantes solo. Vemos cada vez mais mulheres que antes por falta de companhia deixavam de viajar, seja por medo de que algo lhe acontecesse ou pelo incômodo de ficar só, caindo na estrada e explorando cada cantinho desse mundão. Eu também já fiz parte dessa turma, mas depois da minha primeira viagem sozinha, que foi pra amada Buenos Aires tive o start para querer me aventurar por aí.

O surgimento do movimento #Itravelalone

Quem diria que um movimento tão lindo teve um início tão trágico? Tudo começou com morte de duas viajantes argentinas no Equador, Maria José Coni, de 22 anos, e Marina Menegazzo, de 21, que haviam saído de Mendonza para fazer um mochilão com outras amigas no início de 2016

O assassinato delas chocou a cidade de Montañita, e o sentimento se espalhou pelo mundo.  A comoção internacional trouxe à tona algumas questões sobre a condição da mulher em trânsito, como a sociedade as trata e como elas podem ser subjugadas. Surgiu então uma rede de solidariedade, e nas redes sociais pipocaram fotos com as hashtags: #Itravelalone, #viajosozinha e #viajosola, como forma de incentivar outras mulheres a seguirem suas vontades e seus sonhos.

O incômodo com a forma com que o caso foi tratado pela mídia gerou a carta de Guadalupe Acosta, que critica a violência de gênero:

“Só morta fui entender que, para o mundo, morrer foi minha culpa. Por ser mulher, é minimizado (o crime). Porque claro, fui eu quem buscou. Fazendo o que eu queria, tive o merecido por não ser submissa.”

Além disto, outros movimentos e projetos interessantes surgiram na rede como apoio às mulheres. Yep! Tem muita mulher bacana viajando solo e vários projetos legais rolando por aí, quer ver?

Projetos incríveis de mulheres viajantes:

Listamos alguns destes para mostrar a vocês, o que tem de bacana circulando pela internet recentemente e de alguma forma, te dar aquele incentivo para viajar da forma como você quiser e encontrar outras mulheres com a mesma intenção.

A) Mulheres Viajantes

Criado pela historiadora Thaís Carneiro, autora deste post em 2016, o projeto Mulheres Viajantes surgiu de um incômodo diante da forma com que a morte das turistas foi tratada pela mídia. O blog que foi criado com o intuito de de formar uma rede colaborativa de empoderamento feminino através do viajar, já conta com mais de cem relatos de mulheres viajantes.

mulheres viajantes e projetos incríveis

Logo do projeto Mulheres Viajantes

Além disto, o projeto ganhou espaço fora da rede com o formato de rodas de conversa, o Mulheres Viajantes vai às ruas, que em 8 edições passou por São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Ouro Preto e Belo Horizonte.

B) “Mas e você vai sozinha?”

Livro da escritora Gaía Passarelli,  reúne relatos de viagem produzidos em épocas diferentes da sua vida, vindos desde a década de 1990, passando por lugares como uma Convenção de Magos e Bruxas em Paranapiacaba, a cobertura do South By Southwest (SXSW) no Texas quando ela havia acabado de virar VJ, uma experiência xamânica no Peru e por aí vai. Juro, não tem como não se apaixonar! Em tempo, no final de cada conto de viagem, há dicas do lugar visitado.

E pra quem se interessa pelo tema e quer ler outros livros bacanas sobre o assunto, aí vão 5 dicas de Livros de mulheres viajantes incríveis

mulheres viajantes e projetos incríveis

Gaía Passarelli com o seu livro “Mas você vai sozinha?” // Foto: Divulgação

C) Go Sola

O aplicativo Go Sola, foi concebido inicialmente pelas paulistas Nana Soma e Giovana Razeira, surgiu como trabalho final da pós-graduação realizada no Mackenzie em São Paulo. O projeto foi premiado como 1º lugar no Empreenda SENAC 2016 na categoria pós-graduação.

Direcionado para mulheres, a ideia é construir um mapeamento de mulheres em cada destino apontando possíveis riscos e problemas como forma de prevenção. Com o app, mulheres podem compartilhar onde se sentiram ameaçadas, seja por de falta de iluminação pública ou por assédio de locais. Legal, né?

mulheres viajantes e projetos incríveis

Logo do aplicativo Go Sola

D) Why do I Travel alone?

Enveredando pelo mundo das artes, temos o projeto criado por Anna Carl Lucchese, que tem por objetivo transformar as experiências de viagens solo de mulheres em produções artísticas, trabalhando não só com o público que entende português, mas inglês também. Atualmente, Anna cursa o mestrado em Artes Visuais do Instituto de Artes da UNESP, depois de ter feito um mestrado na Espanha e tem recolhido materiais não só audiovisuais, mas cartões postais, entre outros, para uma instalação artística.

E) Solo trip for nosotras

O documentário produzido pela mineira Angélica Lourenço, em 2016, durante o seu mochilão pela América Latina sozinha, traz entrevistas com mulheres de vários lugares do mundo, como argentinas, russas, alemãs, brasileiras, francesas, belgas. Todas elas acabam levantando a questão das condições que as mulheres viajantes enfrentam em trânsito, bem como as expectativas delas e das pessoas queridas ao vê-las seguir seus caminhos. O documentário tem 30 minutos,  é super gostoso de assistir e te deixa com aquela vontade de botar a mochila nas costas sem direção. 

F) Woman Trip

Primeira rede social para mulheres viajantes, a Woman Trip foi criada pelas mineiras Dandara Degon e Larissa Degan. A ideia é conectar viajantes de acordo com os seus perfis e destinos, auxiliando também aquelas que querem viajar, mas se sentem receosas em viajar sozinhas.

mulheres viajantes e projetos incríveis

Divulgação da rede social Woman Trip

Elas contam também com um Cartão de Vantagens Woman Trip, que oferece descontos em alguns estabelecimentos e permite participar de certas promoções e sorteios. Além disto, promovem viagens em grupo para mulheres.

G) Agência VAMOS

Criada pela paulista Nathaly Fogaça, morando atualmente no Rio de Janeiro, a agência de viagens atua no clássico eixo Rio-SP tendo como objetivo proporcionar experiências para que mulheres explorem o mundo e se conectem com outras mulheres inspiradoras. Para além das viagens, a VAMOS organiza rodas de conversa e apoio com a psicóloga Fernanda Kobra e trilhas solidárias, com arrecadação por exemplo, de absorventes para mulheres encarceradas.

mulheres viajantes e projetos incríveis

Divulgação da Agência VAMOS

H) Na Estrada com as Minas

Conduzido por cinco cariocas, o Na Estrada com as Minas se estrutura em três lemas: informar, incentivar e inspirar. Recolhendo dicas de viagens de suas correspondentes mundo afora, você encontra roteiros para quem está com o orçamento enxuto, mas muita disposição para conhecer outras culturas. A Camila Santos, editora-chefe, como mãe solo, traz dicas de como viajar com bebês, com a linda Clara a tiracolo.

mulheres viajantes e projetos incríveis

Logo do blog Na estrada com as Minas

E você? Pronta pra cair na estrada?

Conhece mais algum projeto bacana que deveríamos incluir neste post?

Veja também:

#ViajandoSozinha

Este post é parte da série Viajando sozinha, uma fonte de inspiração para mulheres que desejam desbravar o mundo por conta própria.


Viaje sem stress

✅ Reserve seu hotel com a gente!

Faça seu seguro de viagens 


E para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

About author

Thais

Historiadora, estuda mulheres viajantes latino-americanas no século XIX. Criadora do projeto Mulheres Viajantes que visa o empoderamento feminino através da publicação semanal de relatos de mulheres que viajam sozinhas e/ou entre amigas e do Mulheres Viajantes vai às ruas, que propõe o encontro destas mulheres para discutir questões caras às mesmas.

No comments

Veja também