Como é o Museu do Sorvete de San Francisco (MOIC SF)

Um passeio colorido, divertido, delicioso e cheio de oportunidades fotográficas

O sorvete é o símbolo universal da felicidade, e para a criadora do Museu, Maryellis Bunn uma chance de conectar pessoas por meio da imaginação. Foi assim que surgiu o Museum of Ice Cream (MOIC), o Museu do sorvete de San Francisco, um espaço ultra sensorial repleto de experiências que beiram o inimaginável.

Tudo começou em 2016 com instalações temporárias em Nova York, Los Angeles e Miami, o conceito fez tanto sucesso que o Museu do sorvete – em inglês Museum of Ice Cream  (site oficial) – resolveu expandir seus horizontes e criar sua primeira residência permanente em San Francisco. A escolha do edifício não podia ser mais acertada, um edifício maravilhoso com pé direito alto e detalhes arquitetônicos que remetem aos edifícios europeus em pleno centro financeiro de San Francisco. Fácil de chegar e delicioso (em todos os sentidos) de visitar.

Neve no centro de San Francisco? Passear de Unicórnio? Dar uma voltinha em um carrossel de biscoitos ou mergulhar em uma piscina de granulados coloridos? Tudo é possível no museu do sorvete e o mais legal: você será o protagonista desta história hiper visual, carregada de sorvetes diferentes e oportunidades fotográficas lindas.

A luz do museu é maravilhosa e cada ambiente foi pensado para tirar fotos lindas, prepare-se para fotografar muito, se divertir um bocado (afinal de contas, de nada valem meia dúzia de fotos perfeitinhas se você não se divertir – e der risada de verdade, certo?!) e claro: provar muitos sorvetes diferentes (e em todos os seus possíveis formatos.

Uma experiência sempre diferente…

A experiência no Museu do Sorvete de San Francisco é sempre diferente, as salas coloridas são repaginadas e readaptadas conforme a estação do ano trazendo uma experiência nova a cada visita. Quando visitamos o museu, pouquinho antes do natal, o ambiente estava todo preparado para o PINKMAS – junção de rosa e natal – o natal cor de rosa, e decorado com pinheirinhos brilhantes cor de rosa e bolas de natal prateado, uma lindeza só!

PINKMAS no Museum of Ice Cream
Museu do sorvete decorado para o PINKMAS

E com muito sorvete!

Não dá para falar de Museu do sorvete em pensar em degustação né?! Ao longo da visita que leva pouco mais de uma hora, você terá a chance de provar sorvetes – e outras guloseimas – em diversos formatos e sabores. Prepare-se para se deliciar com vários sabores diferentes durante sua visita ao Museu do sorvete de San Francisco.

Paletas coloridas no Museu do sorvete de San Francisco
Paletas coloridas – uma das variedades que degustamos no Museum of Ice Cream

[Atenção veganos de plantão: infelizmente há poucas opções disponíveis para vocês, mas ainda assim a experiência vale a pena. Pelo menos foi isso que a Ana do Viajonarios.com,  que é Vegana e nos acompanhou durante o passeio, falou.]

O que provamos:

  • Sorvete de massa sabor gengibre adocicado – o sorvete é da Salt & Straw e é ótimo!
  • Mochi Ice Cream nos sabores Salted Caramel, Cookies & Cream e Morango
  • Picolés (Paletas) nos sabores côco, manga ou morango
  • Algodão doce;
  • Chocolate quente cor de rosa decorado com chantilly e cereja.
  • Quadradinho de chocolate da Ghirardelli (já que estamos em San Francisco 😉

Uma experiência fantástica para crianças

Fiz a visita com meus dois pequenos, o Antonio de 2 anos e meio e o Caio de 9 meses. O Caio ainda não come açúcar então não aproveitou a parte gastronômica da experiência, já o Tom ingeriu a maior quantidade de açúcar de sua vidinha.

Degustação de sorvete no Museu do Sorvete
Tom mandando ver no seu primeiro Mochi Ice Cream

Em geral tento regular bastante a quantidade de açúcar que dou opara ele, com tanta coisa gostosa nessa vida, não tem porque açucarar o paladar dele de pequeno. Neste dia porém, liberei geral e deixei ele curtir todos os sabores e ele amou.

Deixando o sorvete de lado, foi sensacional ver ele curtindo genuinamente cada umas das instalações. Ele vibrou de alegria com a piscina de granulados (foi dureza tirar ele de lá) amou os cavalos brancos (vulgos unicórnios), dançou com as músicas das salas, bagunçou as letrinhas coloridas, balançou, desenhou e saiu de lá exausto e prontinho para a soneca da tarde. Foi muito legal ter feito a visita com eles.

Museu do sorvete de San Francisco
Cara de alegria de quem andou de unicórnio pela primeira vez

E vale a pena fazer a visita sem crianças?

Opa! Taí uma experiência divertida para todas as idades, tudo o que você precisa é ir com a mente livre, e deixar a criatividade te inspirar. Gostei de verdade e recomendo mesmo sem crianças, especialmente para quem curte tirar fotos bonitinhas ou tem um perfil de instagram caprichado.

Como é a visita ao Museu do Sorvete – Nossa experiência

Os ingressos do Museu do Sorvete são vendidos online (infelizmente não há bilheteria e não dá para comprar na hora) e com horário marcado. A visita tem hora certa para começar então ficamos uns minutinhos esperando o horário da nossa visita na porta do museu.

Assim que chegou nosso horário uma atendente simpática veio se apresentar – todos os funcionários tem nomes criativos in inspirados no universo do sorvete, se você tiver boa memória e conseguir guardar dez destes nomes, ganha um brinde especial no final.  Mas quer saber? Os nomes são complicadíssimos e sem anotar é impossível lembrar!

E não é que neste meio tempo começou a nevar? A neve de mentirinha em pleno dia azulão foi uma introdução do que viveríamos a seguir, uma realidade paralela guiada pelas cores e sabores do mundo do sorvete.

Degustação de sorvete, cantoria e claro, fotos!

Lindas, brilhantes e cores de rosa as árvores de natal do Pinkmas decoravam o saguão de entrada do museu criando uma espécie de corredor, coisa linda!

O corredor nos guiou para a primeira degustação do dia, um sorvete de gengibre inspirado nos biscoitos natalinos. Mas antes do sorvete rolou uma cantoria de natal puxada por um dos funcionários empolgados, todos recebemos um panfleto com a música (uma versão alterada dos hits clássicos natalinos) e soltamos a voz. Bem coisa de americano e uma forma divertida de relaxar e começar a curtir o museu.

Pinkmas no Museum of Ice Cream
Hits de natal adaptado para o Pinkmas

Ainda neste grande salão de entrada haviam algumas instalações para fotografar, bolinhas de natal feitas de tampa de sorvete para decorar (os meninos amaram carimbar) e um balanço gostoso.

A piscina de granulado colorido

Uma pequena fila de espera te leva a próxima sala, há um número máximo de pessoas e um tempo máximo para permanecer na piscina de granulados que é um dos espaços mais fotografados e disputados do museu.

Piscina de Granulados coloridos no Museu do sorvete de San Francisco
Piscina de Granulados coloridos: uma das sensações da casa

 

O Tom ficou louco com a piscina e queria subir e pular para afundar nos granulados trocentas vezes. O Caio ficou sentadinho, meio que com receio de tocar nos granulados (sabe quando você coloca bebê na grama e ele tenta não tocar?) mas logo se soltou. Os granulados são de plástico e é claro que o Caio tentou comer, então tive que ficar de olho para não dar errado. Mas ainda assim ele se divertiu!

Museu do sorvete de San Francisco
Caio um tanto quanto tímido com a piscina de granulados

E claro que nós adultas tiramos boas fotos, uma pena que logo tivemos que sair, acabou o nosso tempo e era hora de seguir.

[E antes que você me pergunte os granulados entram em todos os possíveis orifícios da sua roupa: bolsos, meias, e qualquer outra dobrinha, então na saída há um chuveiro de ar para te ajudar a eliminar os dados. Ainda assim, prepare-se para passar semanas – não estou exagerando – achando granulados perdidos na sua vida.]

Caça ao tesouros na floresta de Peppermint – Hora de comer Mochi

Um elevador – e viva a acessibilidade e a possibilidade de levar o carrinho de bebê – nos levou ao segundo andar do museu, em poucos minutos adentraríamos um floresta de folhas gigantes de hortelã, mas antes disso tivemos que esperar o grupo da nossa frente terminar a experiência deles. Na real, achei a espera ótima e adorei termos a sala todinha para nós.

Na floresta de hortelã rolou uma espécie de caça ao tesouros, tivemos que caçar três pistas escondidas para trocar pela recompensa: Uma degustação de sorvete de mochi (hummmmm!)

Haviam 3 sabores disponíveis: Salted Caramel, Cookies & Cream e Morango. Dois deles são veganos (Ufa! Finalmente a Ana pode tomar um sorvetinho!). Eu peguei o de Cookies & Cream, o Tom pegou o de morango e a Ana pegou o de Salted Carmel, todos gostamos dos nossos sorvetes!

A discoteca dos unicórnios (Hora de provar picolé!)

A próxima sala é, na minha opinião, a mais linda e especial do museu, uma discoteca de unicórnios com espaços espalhados e paredes bem coloridas, cada cantinho desta sala rende fotos especiais.

Sala do Unicórnio no Museu do Sorvete de San Francisco
Sala do Unicórnio no Museu do Sorvete de San Francisco | Foto: Ana Zachello do Viajonários

Aproveitei a vibe da sala para tirar o Caio do carregador de bebê e colocá-lo para engatinhar no cantinho espelhado. Enquanto brincávamos ali, a monitora da sala falou para o Tom: É aqui neste quartinho que dormem os unicórnios.

Sala espelhada no Museu do Sorvete de San Francisco
Caio engatinhando na “casa do unicórnio”

E falando em unicórnios – para o Tom, cavalos brancos – ele se iluminou todinho ao subir no cavalo. Sabe aquele sorríso gostoso de felicidade. Nessa hora meu coraçãozinho de mãe derreteu, que privilegio viver essa experiência gostosa com meu baixinho. Se o museu terminasse ali, já teria valido a pena.

Ainda nesta sala provamos picolés de fruta, pedi um de manga e outro de morango e não gostei de nenhum. Mas o Tom gostou e comeu tudinho.

O carrossel de biscoito e o túnel iluminado

A brincadeira continuou com um carrossel de biscoitos em formato de elefante e camelo. Testamos os dois.

Carrossel de elefante no Museu do Sorvete de San Francisco
Tom com cara de desconfiado no Carrossel

Se para os adultos essa é uma sala para fotografar e continuar, o passeio de carrossel é um verdadeiro hit com os pequenos, o Tom começou desconfiado com o elefante, mas quem disse que ele queria sair de lá? Ficou alternando entre elefante e camelo.

Deixando o carrossel de lado, a sala termina com um túnel lindíssimo de lampadinhas brancas rumo a próxima sala!

Túnel de luzes no Museu do Sorvete de San Francisco

Nuvens, cerejas e algodão doce

Musica diferente, vibe diferente, nesta sala decorada com cerejas vermelhinhas e nuvens de algodão você terá a chance de provar um algodão doce antes de continuar a viagem! Bora?

A sala das palavras – hora de deixar a sua mensagem

Chegamos na sala das palavras, aqui você pode deixar sua mensagem e escrever um postal para algum visitante anônimo no futuro.

Enquanto Tom detonava as mensagens alheias embaralhando tudo, tratei de dividir as minhas mensagens: Ame mais, viva mais e viaje mais. O que acham?

Sala das palavras no Museum of Ice Cream
Deixando minha mensagem na sala das palavras

Marye’s Dinner (e o chocolate quente cor de rosa)

A Mary’es Dinner imita o ambiente das lanchonetes dos anos 70 com direito a uma máquina de escolher música. Aproveite para mandar ver na sonzeira e degustação de chocolate quente rosa (que é lindo pra fotografar, mas tem um gosto bem meia boca). Essa é mais uma sala linda e que rende fotos bem especiais!

Museu do sorvete de San Francisco
Balcão do Marye’s Dinner

Sala das velas e o cofre dos sorvetes

A última sala do dia é uma mistura de roleta interativa com espaço para velas de mentira para cada um acender a sua. Não sei se as crianças já estavam cansadas e eu queria ir embora logo, mas foi a sala que menos curti.

E pra fechar a visita, recebemos um quadradinho de chocolate Ghirardelli – sempre bom, né?!

A lojinha do Museu do Sorvete

Como toda atração norte americana que se preze o Museum of Ice Cream tem uma lojinha pra lá de fofa. Capinhas de celular coloridas, pelúcias fofas, garrafas, necessaries, chocolates e claro, sabores de sorvete especialmente pensados para o MOIC como Cherrylicious, Vanillionaire, Chocolate Crush, Churro Churro,  Piñata, Sprinkle Pool e Nana Banana.

Museum of Ice Cream
Lojinha hiper fofa na saída.

Cafeteria & Sorveteria

Recentemente o museu abriu uma sorveteria & cafeteria que serve os sorvete da casa para quem quiser tomar uma casquinha ou milkshake no local. A cafeteria é aberta mesmo para quem não vai visitar o museu e pode ser uma pedida legal para quem quer experimentar os sorvetes da casa, mas não está afim de desembolsar 38 pilas + taxas (é caro!) por ingresso.

O que achei do Museu do Sorvete de San Francisco afinal?

Demorei MUITO para visitar o Museu do Sorvete, e sabe por que? Puro preconceito. O ingresso é caro e as fotos no instagram não me convenceram. Cá entre nós, gastar 38 pilas para tirar meia dúzia de fotos coloridas e provar sorvete, me parecia mais uma furada do que algo bacana para fazer em San Francisco, ainda mais mim que tenho uma lista infinita e praticamente interminável de coisas legais para fazer na Bay Area.

Só resolvi dar uma chance e encarar como programa para as crianças e não é que adorei? Gostei da experiência, da montagem bem feitinha e de alguns dos sorvetes que provei. Recomendo o passeio para quem está com o budget mais folgado. É divertido!

Como chegar?

Endereço: 1 Grant Ave, San Francisco

Horários de funcionamento: 

  • Sexta a domingo: 10h30 às 20h30
  • segunda, quarta e quinta: 4h30 às 20h
  • Fechas às terças-feiras

Entrada: Ingressos vendidos somente online

  • US$ 38 + taxa de serviço de US$ 6.50 por ingresso
  • Crianças de até 2 anos não pagam
  •  US$ 29 por pessoa para grupos com 10 pessoas ou mais + taxa de serviço

E aí, curtiu nossa visita ao Museu do Sorvete de San Francisco? Deixe aqui seu comentário!

Planeje sua viagem

Comentários (1)

[…] Museu do Sorvete (MOIC), uma experiência visual e gastronômica e o Madame Tussauds não bem museus, mas rendem […]

Deixe o seu comentário