Edimburgo: um passeio pela cidade

23
Edimburgo

O dia amanhaceu molhado e cinzento, nada muito preocupante, como o tempo em Edimburgo muda a cada meia hora, chuva de manhã não significa chuva o dia todo, significa sim um pouco de água, pois devido o vento forte guarda chuva é um artigo muito pouco usado na cidade. Coloquei o casaco mais quente que tinha – E SIM – minhas botas impermeaveis, afinal nada mais desagradável que passar o dia de pé molhado em pleno inverno escoces.

 

Nem o frio e nem a chuva pareceram diminuir a alegria dos escoseses que pouco a pouco surgiram na rua, alguns de roupas tipica tocando gaita, estudantes correndo para não perder o horario de entrada da facu e senhores caminhando pelo parque.

Depois de tirar algumas fotos da cidade molhada, comecei meu dia visitando a National Gallery of Scotland – a galeria tem três predios: um para arte antiga, um para porta retratos e outra para arte moderna. Escolhi visitar o de arte antiga, pois haviam alguns quadros que eu queria muito ver como um Velazquez e um Rembrandt , que eu havia estudado no curso de história ds Arte em Madrid. Passei uma duas horas no museu e visitei todas as salas – AMEI, é um desses lugares que merece ser visitado. De qualquer maneira, para quem prefere fazer uma visita mais curtinha e ver apenas o “MELHOR DO MEHOR” no proprio site de museu tem uma lista de 6 quadros que merecem ser vistos: http://www.nationalgalleries.org/visit/must-sees/.

Na frente do museu tem uma maquete de pedra da cidade bem bacana e vários pontos legais para bater umas fotos. Como o tempo tinha dado uma trégua – lá no fundo, já dava até para ver uma pontinha azul – aproveitei para tirar todas as fotos que queria e conhecer o simpatico parque Princess Street Gardens.  Do lado leste do parque tava rolando uma feira de Natal (Christimas Market) que eu já havia visitado na noite anterior e aproveitei para rever a feira a luz do dia, e do outro o jardim que tem uma belíssima vista para o castelo de Edimburgo tava praticamente vazio.

Dei uma voltinha pelo jardins, tirei algumas fotos e teria passado mais tempo ali se não tivesse sido atrapalhada por uma chuvinha chata e gelada. Me escondi em um toldinho que fica entre o jardim e a rua Princess Street.

Alguns minutos depois, o vento soprou a chuva para longe e eu aproveitei para dar um passeio na Rose Street – paralela a Princess Street, uma rua repleta de lojas e pubs bacanas, se não fosse tão cedo eu teria almoçado por ali mesmo em um dos muitos pubs.

O tempo melhorou mais ainda, o céu ficou azul e um pseudo sol começou a surgir, me animei e fui conhecer uma das montanhas da cidade, o Calton Hill.

Colunas no alto do Calton Hill podem ser avistadas de longe

Se você colocar o Edimbugo no Google Maps verá que na parte central tem duas montanhas, a mais alta delas fica ao lado do palacio de Holyroad, e tem vistas incríveis da cidade, mas nem pense em subir nela em um dia como esse que eu descrevi, com o vento forte soprando e o tempo mudando a cada quinze minutos, a subida chega até a ser perigosa. A segunda montanha, o Calton Hill é bem mais tranquilo de subir e fica bem pertinho da estação central da cidade. E foi essa a minha próxima parada.

Detalhe da escada

Monumento no topo da montanha

Cidade Vista do alto

Vista do centro velho 

Chegando lá em cima, aproveitei para curtir um pouco a vista da cidade, tirar fotos dos munumentos e das construções ao redor todas antigas, muitas delas de pedra. Lá de cima, sai uma caminhada chamada “Regent’s Walk” com uma vista privilegiada do Palacio de Holyroad e da cidade antiga. Tava tão empolgada com as fotos que nem vi a nuvem a nuvem cinzeta que chegou de sopetão trazendo uma forte chuva de granizo, e eu lá no meio da trilha passei maus bocados, o vento soprava tão forte que tava muito dificil caminhar contra. O gelo batia de frente na minha cara e não tinha muito o que fazer se não correr até a única cobertura lá no alto, o Nelson’s Monument. Fiquei uns 20 minutos lá em cima, e junto comigo um casal de espanhois no meio de uma mega DR. Gritando alto e se xingando muito. Nessa hora tive muita pena deles, certos que eu não entendia nada do que estava passando, falavam barbaridades um para o outro. Sai de lá assim que a chuva diminuiu, de ouvido doendo de tanto ouvir porcaria alheia.

Depois desse banho, tive que voltar para casa e trocar de roupa. Vocês não tem ideia do frio que eu passei. Fica a lição, o tempo em Edimburgo muda, e muda muuuuuito rápido.

Almocei numa padaria francesa MARAVILHOSA que fica pertinho da casa do meu primo chamada La Barantine, a padaria é tão gostosa que vale a caminhada até lá. Os sanduiches são maravilhosos e relativamente baratos. Comi um de tartar de Salmão que até hoje tenho saudades. As sobremesas também são ótimas.

E para quem quer fechar o almoço com um belo chocolate, torta ou chocolate quente. Ali do lado tem uma loja de chocolates INCRÍVEL chamada Chocolate Tree. Comprei três barras de chocolate meio amargo organicas, uma de menta uma de framboesa e outra de morango. As barras são lindas e deliciosas. Chocolatras de plantão… não percam essa dica por nada!

Tanto a La Barantine quanto a Chocolate Tree ficam pertinho de um parque super gostoso o The Meadows, que tem uma vista bem bacana para o castelo de Edimburgo.

Nos dias de sol, o parque fica repleto de familias e de estudantes tentando aproveitar cada segundo dos raios de calor. O parque fica pertinho da universidade de Edimburgo, que tem um campus SUPER bonito. O bar que fica dentro da união dos estudante é simplesmente fantastico.

Universidade de Edimburgo – Pub da união dos estudantes

De volta ao The Meadows, na saída do parque, outro segredinho que só os locais conhecem. Um Quiosque brasileiro vende a feijuca mais barata e  gostosa da cidade, e para acompanhar, por que não um suco de frutas natural?

O nome do quiosque é Tupiniquim, mas mal dá para ler porque a placa é meia escondida, e o dono é um brazuca simpatico que recebe adultos e crianças com um alegre fantoche de mago. Para quem dispensa a feijuca, experimente uma panqueca!

Aproveite o final da tarde para passear entre as vielinhas da cidade…

Tirar fotos da simpatica North Bridge…

… e quando anoitecer suba até o castelo,  curta a vista da cidade iluminada e aproveite para terminar o dia em um dos muitos Pubs da cidade.

Localize-se:

National Gallery of Scotland

http://www.nationalgalleries.org/

Aberta diariamente das 10:00 as 17:00

Entrada Grátis

La Barantine

http://www.yelp.co.uk/biz/la-barantine-edinburgh

Bruntsfield Place, 202

Chocolate Tree

http://www.the-chocolate-tree.co.uk/

Bruntsfield Place, 123

 

Veja Também:

Edimburgo- Museu Nacional da Escócia: http://ideiasnamala.wordpress.com/2012/03/11/edimburgo-national-scotaland-museu-um-museu-que-ate-quem-nao-gosta-de-museus-vai-gostar/

Edimburgo- Caminhando a Milha Real: http://ideiasnamala.wordpress.com/2012/02/03/edimburgo-caminhando-a-milha-real/

Edimbugo- Dicas Essenciais: http://ideiasnamala.wordpress.com/2012/01/30/edimburgo-dicas-essenciais/

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

23 comments

  1. Breno Nobrega 12 abril, 2014 at 13:07 Responder

    Dúvidas: estou pensando em ir ao UK em dezembro. Ficarei 7 dias em Londres e estou cogitando fortemente ficar os outros 5 dias em Edimburgo. É tempo suficiente para conhecer Edimburgo? Tem algum esquema de day trip para as highlands?
    Muito obrigado!

    • mari vidigal 13 abril, 2014 at 02:38 Responder

      Oi Breno,
      Tudo bem?
      5 dias dá tranquilo. Fiquei 4 e deu pra ver tudo o que eu queria com sossego.
      Dá pra ir pras Highlands sozinho ou de excursão, e tem um monte de agencias em Edimburgo que fazem este passeio.
      Abraços

    • mari vidigal 14 fevereiro, 2014 at 15:47 Responder

      Oi Gabriel.
      A Camera que usei em Edimburgo era uma Sony (bem velhinha que não tenho mais, completamente automática. Boa para tirar fotos rápido, mas ruim para fazer qualquer ajuste em foto.
      Hj uso una Canon T3.
      Abraços

  2. Igor Arenque 14 junho, 2013 at 22:17 Responder

    Parabéns pelo site, foi o melhor que eu encontrei. As dicas vão me ajudar muito, ja que estarei indo para Escócia no final de julho e ficarei 3 dias em Glasgow e 3 dias em Edinburgo.

  3. Eduardo 26 maio, 2013 at 20:00 Responder

    Olá Mari, como vai?
    Garota, parabéns pelo blog, suas informações sobre Edimburgo foram as mais completas e interessantes que eu já encontrei na net. Estou querendo passar três dias por lá, no comecinho de outubro, mas estou achando que não vai dar pra conhecer a cidade e ainda fazer um passeio de um dia pelas Highlands. Será que dá? Muito obrigado!

    • mari vidigal 26 maio, 2013 at 20:57 Responder

      Oi Eduardo. Obrigada pelo elogio.
      Eu (que prefiro visitar as coisas devagar e com carinho) não consegui, mas conheço gente que fez!
      depende da sua velocidade e interesse.
      Abraços!

  4. Fabio 17 abril, 2013 at 14:03 Responder

    Oi Mari
    Gostaria da sua ajuda, vou para Edimburgo no mes de julho e agosto e gostaria de dica de hospedagem como Flat , apartamento ou aprthotel?
    onde é a melhor opção para ficar onde possa fazer a maioria das coisas a pé?
    obrigado
    Fabio

    • mari vidigal 17 abril, 2013 at 16:51 Responder

      Oi Fabio,
      Tudo bem?
      Como hospedagem é algo muito particular e que varia muito de pessoa para pessoa, não gosto de recomendar nada que eu não tenha me hospedado pessoalmente.
      Quanto a região, adorei a área da Rose St., mas qualquer coisa perto da Royal Mile é bem localizado.

      Abraços,

  5. Thaís Carraca 29 janeiro, 2013 at 01:34 Responder

    Olá Mari
    Estou pesquisando sobre Edimburgo, pois vou pra lá com meu marido e mais 3 amigos em março, de férias.
    Adorei encontrar seu blog, muito legal. Já tinha lido sobre a cidade em outros sites e blogs, mas no seu descobri coisas novas. Anotei suas sugestões dos restaurantes.
    Fiquei interessada no quiosque da feijoada, meu marido gosta muito de feijão, imagina depois de alguns dias longe do Brasil poder comer uma feijoada!?!?!? É fácil encontrá-lo?
    Agradeço as dicas e parabéns!
    Um abraço
    Thais

  6. Rita Gama 16 setembro, 2012 at 15:10 Responder

    Mari, como faço para entrar em contato contigo? Estou muito interessada em conhecer a Escócia e nada melhor do que seus conselhos para uma leiga em viagens ao exterior rsrs
    desde já, obrigada.

  7. Thais 21 março, 2012 at 10:47 Responder

    ai mari, tem até participação especial do Pe em uma foto! hahaha
    lugar LINDO! pena que tava meio chovendo/nevando e muito muito frio quando eu tava la…pegamos um dia de tempo bom, mas nao deu pra ver muito…

Post a new comment

Veja também