As dificuldades de escolher uma viagem de lua de mel

5

San Martin - CaribeO relato da sofrida escolha da nossa Lua de Mel em San Martin Caribe

O processo de reserva da minha lua de mel foi uma das etapas mais dificies e complicadas do casamento (sem exagero), foi a primeira vez na vida que comprei um pacote prontinho (óbvio que desmontamos ele inteiro) numa agencia de viagens, e descobri que não faço isso bem… (e que não gosto de pacotes prontos).

As dificuldades de escolher uma viagem de lua de mel 

Quem acompanha o blog sabe que gosto muito de montar a viagem, pensar em cada perna. Gosto de viagem picadinha, de ficar em vários lugares diferentes, de pular de hotel em hotel, de cidade em cidade. Gosto de viagem grande e barata. O problema é que nada disso combina com lua de mel e pela primeira vez na vida ( viagem com pai e mãe não vale, rs) me vi buscando hotéis caprichados e confortáveis. (Preciso dar aqui os devidos créditos ao meu marido Gustavo que não me deixou reservar nada “catiguria baratex” e que no final, valeu a pena o conforto).

A escolha do destino

Escolher o destino foi mega difícil, primeiro porque Julho é alta temporada e os preços vão para a lua. E falando em lua, rs…parece que a palavra Lua de Mel só piora, quando você liga na maior parte das agencias para pesquisar um pacote, o preço misteriosamente sobe mais, a galera esquece que você já esta pagando uma festa de casamento e que isso não é barato. E depois de alguns telefonemas frustrados, desencanamos da palavra “lua de mel” e começamos a procurar “viagens de férias”.

Antes de desligarmos o termo “lua de mel” percebemos que para os agentes de viagem (não todos, mas boa parte deles) é sinônimo de Grécia, Tahiti ou Cancun (socorrro!!!!)… e tirando Cancun que não está na minha lista de lugares a visitar, nenhum desses destinos pomposos em plenas férias de julho cabia no meu budget. Afê, que dificuldade!!! Eu queria um lugar bacana, mas sem badalação e principalmente sem lotação em plenas férias de julho e não queria pagar o olho da cara.

Dificíl, né?! No final das contas a tarefa ficou tão complicada que tive que delegar para meu então noivo e hoje marido. Deixei ele escolher o destino e os hotéis (obvio que dei pitacos no roteiro, enchi a paciência com a quantidade de dias, poxa, eu queria viajar um mês, mas a alta temporada reduziu a viagem pela metade e claro, enfiei uma parada no Panamá no começo da viagem… Regra de ouro: o avião parou, se tiver tempo, eu desço.)

E por fim, com muito esforço e milhões de telefonemas  o Gu conseguiu fechar nossa “viagem de férias” para St. Barthelemy com direito a descidas em St. Martin e Cidade do Panamá. Assim quem fechamos a viagem, avisamos a agente que era nossa Lua de Mel, e pronto! Ganhamos mimos e up grades em todos os hotéis :O). (Arriscamos, podia não ter dado certo, mas deu :O) ).

E você? Teve dificuldade de escolher a lua de Mel? Conte para nós como foi!

Sobre o post

Escrevi este post há exatamente um ano atrás quando voltava da minha lua de mel… ele ficou parado na caixa de posts a postar (é amigos, tenho uma fila enorme de posts já escritos ou quase já terminados para vocês, mas sempre quero fechar “aquele detalhe” e as vezes o tempo passa rápido de mais) e como acho que ele ainda está super válido, coloquei no ar.

Veja também:

Lua de Mel: A importância de ler reviews

Como comprar seu vestido de noiva nos Estados Unidos

St. Martin: um tour gastronômico por Gran Case

St. Martin: o pôr do sol mais lindo da ilha

St. Martin: pousos e decolagens na Maho Beach

Caribe

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

5 comments

  1. Titi Brandileone 27 julho, 2013 at 20:13 Responder

    Marina, legal o depoimento. Muito verdadeiro o ocorrido e muito verdadeiro o que acontece na escolha do local para lua de mel !

Post a new comment

Veja também