Memorial 11 de setembro em Nova York

O Memorial de 11 de setembro é uma homenagem as vítimas do atentado às torres gêmeas.  Ele fica no marco zero, no local original das torres foi construído através de doações de pessoas e instituições que queriam homenagear os mortos no atentado terrorista de 11 de setembro.

Para chegar ao memorial, desça na estação de metro World Trade Center, no Financial District.

 

O museu do memorial ainda está em construção e terá fotos do WTC antes e depois do atentado, objetos encontrados nos escombros, e relatos diversos. Mesmo assim, a vista das piscinas norte e sul já é imperdível. Ao redor das piscinas estão os nomes de todas as pessoas que morreram nos atendados de 1993 e 2001 no WTC e em 2001 no Pentágono. O lugar é de arrepiar.

Procure pela Survivor Tree. Ela foi plantada no WTC nos anos 70 e resistiu à destruição das torres.

One World Trade Center: O Observatório mais alto da cidade

Junto ao memorial está o One World Trade Center, o observatório mais alto de Nova York, e na minha opinião a melhor vista de Nova York

One World Trade Center junto ao memorial de 1 de setembro
One World Trade Center de baixo para cima: um gigante!

A experiência começa na subida, o elevador mostra uma espécie de Time Lapse que detalha a transformação da cidade de Nova York ao longo das últimas décadas, é sensacional.

E lá no alto, vistas incríveis de toda a cidade de Nova York.

Vista do One World Observatory
Nova York Vista do One World Observatory

 

Planeje sua viagem

Comentários (7)

[…] Memorial 11/9: https://ideiasnamala.com/2012/04/22/911-memorial-ny/ […]

Sinceramente e pessoalmente falando, a visita ao memorial do 11/9 foi um dos passeios mais frustrantes que fiz em NY.

Primeiro porque não é gratuito, para você entrar no memorial deve pegar o passe no museu e para entrar no museu vocês paga 15 dólares (por pessoa), quando comparamos as ‘experiências’, pagar 17 dólares para conhecer a estátua da liberdade e ellis island é beeem mais legal que pagar 15 dólares para ver uma praça memorial.

Outro detalhe que faz toda a diferença nesse quesito ‘experiência’ é a quantidade de procedimentos de segurança que o turista passa para chegar à praça. São tantas filas em zig-zag, andanças e revistas que quando se chega ao local você já está zangado.

Por fim, esta foi uma opinião pessoal, eu e minha esposa não indicamos a ninguém esse passeio, mas fiquem a vontade!

[]’s

Márcel

Oi Márcel,
Tudo bem?
Obrigada pelas opiniões, que mesmo que diferente das nossas,ajudam viajantes a incluir ou não um passeio no roteiro.
Quanto a questão da revista chatíssima, a da estátua da Liberdade tbm é chatíssima, não?! Eu perdi um brinco naquele cano que sopra ar para lá e para cá…rs. já cheguei na estátua irritada.

[]’s
Mari Vidigal

Oi Mari,

desculpe pelo tom de desabafo do comentário, mesmo assim, obrigado pela sua resposta. Excelente Blog!

No dia em que fomos na estátua, creio que fomos mais compreensivos aos procedimentos de segurança. Acho que a mágoa mesmo ficou no memorial. Mas afirmo que visitar o local, independente de entrar ou não, é bom para se ter uma ideia de como era tudo aquilo.

[]’s

Márcel

Magina Marcel,
Esse é o legal de um blog, um lugar que cada um pode dar a sua opinião livremente!
Abraços

Maria Cristina Brandileone

Eu tive a oportunidade de jantar no ultimo piso do WTC e visitar a livraria que existia no piso térreo. Emociono-me quando relembro e leio os comentários deste site. Imagino o sentimento do local. Deve ser impressionante.
Quanto a Centrury 21, os preços são imbatíveis !

Obrigada pelas opiniões.
Abraços

Deixe o seu comentário