Cairns | Mergulhando na grande barreira de corais

Queria começar este post lamentando uma mini tristeza e uma mega burrice, eu consegui perder todas as fotos do meu mergulho na barreira de corais, tava tudo em um CD que sei lá onde foi parar, mas que imagino que tenha sido jogado fora na grande limpeza de CDs que fiz outro dia :*(

Mas deixando as tristezas de lado mergulhar na grande barreira de corais foi sim um dos pontos altos da minha viagem, é sem dúvida um passeio que vale e muito a pena.

Comecei a planejar este mergulho em novembro do ano passado quando comecei a tirar minha certificação de mergulhadora Open Water. É um processo relativamente rápido e com dois finais de semana de curso o primeiro na piscina e o segundo no mar você já sai de carteirinha e prontinho para mergulhar até 18 metros de profundidade no mar.

Mas como ia contando, fiz o curso na piscina no comecinho de novembro e com a correria do final do ano, deixei o batismo na mar para o primeiro final de semana de janeiro, mas por um acaso do destino rompi os ligamentos do meu pé no dia 3 de janeiro e só consegui – com muito esforço, muita dor e contra a vontade de muita gente– fazer o meu batismo no ultimo final de semana de janeiro, pouco dias antes da minha viagem. Ou seja, todas as minhas expectativas de fazer alguns mergulhos antes do Brasil para ficar “bem boa” antes de viajar, foram para o saco, mas como meus três dias de mergulho em Cairns já estavam pagos, desistir não era um opção.

Chegando em Cairns liguei para a operadora para confirmar meu mergulho e a hora que eles viriam me buscar no hostel, e mesmo com tudo já confirmado, o recepcionista do meu hostel – que merece um post a parte – ligou para lá novamente para re confirmar.

No dia seguinte pouco antes das 06:00 da manhã fui buscada por um dos simpáticos instrutores que nos acompanharia pelos próximos 3 dias.

Reservei meu Live Aboard pela internet com uma companhia chamada PRO DIVE, escolhi a opção de duas noites e três dias. O pacote inclui todos os equipamentos + computador de bordo + 11 mergulhos + todas as refeições e custa 670 dólares Australianos para cabines duplas ou 1120 dólares Australianos para cabines individuais. Caso você esteja sozinho e não se importe em dividir a cabine, não se preocupe que eles vão arranjar uma dupla para você.

É um programa caro, mas por outro lado, se você já vai para a Austrália que é do outro lado do mundo, por que não investir um pouco mais em um experiência tão única?

Foram 11 mergulhos maravilhosos, sendo dois deles noturnos. A vida aquática na barreira de corais é muito linda, começando pelos corais que são maravilhosos e bem diferentes de tudo que eu já havia visto, isso sem falar nos peixes, tubarões, tartarugas.

Mergulho após mergulho íamos nos impressionando com as maravilhas da barreira, e enchendo nossa  pança com as delícias que o time da cozinha preparava e que novamente superaram as expectativas de todos a bordo.

Fiquei duplamente impressionada com o mergulho noturno, com a quantidade de tubarões, moréias e camarões que saem para passear, mas o bicho mais impressionante que vimos foi um enorme caranguejo chamado “decorated crab” ou caranguejo decorado, ele gruda areia no próprio corpo para se disfarçar e se proteger contra os predadores.

Durante o dia vi muitos peixes lindos que infelizmente só sei o nome em inglês, o mais impressionante foi o cuttle fish e os mais fofos, claro, os nemos.

Planeje sua viagem

Comentários (2)

Oi Mari,
teu blog é sensacional. Parabéns!
Me tira uma dúvida: precisa do avançado ou o Open Water é suficiente? Tem os mergulhos noturnos, né?!
Vou pra lá em abril e estou na dúvida se vale o alto investimento num curso de avançado antes de ir.
Obrigada
Bjo
Aline

Oi Aline,
Fui só com o Open Water!
Vá feliz!
Beijos

Deixe o seu comentário