Grand Canyon West saindo de Las Vegas

Conheça o Grand Canyon West, o pedacinho do Grand Canyon mais perto de Las Vegas e uma alternativa de bate e volta incrível para quem tem apenas um dia para viver o Grand Canyon. Veja nossas melhores dicas para visitar o Grand Canyon West, como chegar ao canyon saindo de Las Vegas, dicas de paradas interessantes no caminho e muito mais. Pronto para viver essa aventura?

O que é o Grand Canyon West?

Quando se fala em Grand Canyon, há três lugares diferentes para visitar: o Grand Canyon National Park, dividido pelo abismo do Canyon em duas bordas diferentes, a borda sul (South Rim), a mais visitada, e a borda norte (North Rim), a mais exótica; e o Grand Canyon West, uma reserva indígena da tribo Hualapai que fica a oeste do parque nacional e, consequentemente, bem mais perto de Las Vegas.

Grand Canyon Helicoptero
Vistas do Guano Point Grand Canyon West

Assim como as bordas norte e sul do Grand Canyon, o Grand Canyon West oferece alguns mirantes para observar o Canyon e, por não fazer parte do parque nacional (e ter lei próprias de exploração do turismo), atividades bem interessantes como o voo de helicóptero, passeio de barco pelo Rio Colorado e passeios de 4×4 acontecem por lá. É para o Grand Canyon West que a maior parte dos tours saindo de Las Vegas vão.

Principais distâncias:

  • Las Vegas: 195 Km
  • Borda Sul do Grand Canyon: 384 Km
  • Pheonix: 418 Km
Grand Canyon West
Grand Canyon West: Passeio de barco pelo Rio Colorado

Vale a pena visitar o Grand Canyon West?

Hoje minha resposta certeira para essa pergunta é: vale muito. Porém, até bem pouco tempo atrás eu jurava que não. Já tinha feito o vôo de helicóptero saindo de Las Vegas e pensava que essa era a única parte do Grand Canyon West que valia a pena. E não é que me enganei?  Mesmo já tendo visitado o South Rim do Grand Canyon e o Grand Canyon Norte, saí do Grand Canyon West bem impressionada com o que vi e vivi.

Deixei meu preconceito (sabe aquele ‘não conheço e não gosto’?), embarquei em uma jornada incrível pelo Grand Canyon West e voltei maravilhada. Amei repetir o passeio de helicóptero (como não amar esse passeio? Se couber no seu budget, faça!) e explorar outros cantinhos do Grand Canyon West. O passeio de barco pelo Rio Colorado é uma lindeza e, ao contrário do que eu pensava, a parte terrestre do Canyon é linda e vale muito a visita.

Como chegar ao Grand Canyon West saindo de Las Vegas?

Há três formas de chegar ao Grand Canyon West saindo de Las Vegas:

De Helicóptero

A forma mais incrível de chegar ao Grand Canyon é fazer o passeio de helicóptero saindo de Las Vegas.

Passeio de helicóptero no Grand Canyon
Grand Canyon West visto do alto do helicóptero – ô passeio especial!

Há diversas opções de passeios, desde os mais simples que apenas sobrevoam o cânion, até os passeios mais bacanas que fazem parada para piquenique no Grand Canyon (é muito especial); ou oferecem um giro completo pelo Grand Canyon West incluindo passeio de barco, passarela de vidro Skywalk e a visita terrestre aos cânions, que também é linda (Passeio Ultra Luxury)!

Amo tanto esse passeio que já fiz duas vezes e faria outras mil! Ver a mudança de paisagens de Las Vegas para o deserto com direito a paisagens lindas como o Hoover Dam, Lake Mead e a chegada triunfal no Grand Canyon é algo muito especial!

Passeio de helicóptero no Grand Canyon
Passeio de helicóptero no Grand Canyon: Lake Mead visto do alto

De carro

Distância de Las Vegas: 195 Km

Alugue o carro em Las Vegas e crie seu próprio roteiro para o Grand Canyon West. Há muitas opções de paradas interessantes pelo caminho como o Hoover Dam, Lake Mead, a cidade fantasma de Chloride e a fofíssima Kingman na Rota 66.

Para alugar carro em Las Vegas, não deixe de consultar os preços da Rent Cars, um comparador de locadoras que te ajuda a selecionar os melhores preços (pode comparar porque, em geral, sai bem mais barato que direto na companhia) e com uma vantagem: você pode pagar em reais, sem Iof e parcelar em até 12 vezes sem juros. Ao alugar o carro a dica é ficar atento ao lugar de retirada, Las Vegas é uma cidade grande e escolher mal o ponto de retirada pode te custar um Uber bem caro. #Ficaadica

Comece cedo

Minha dica é sair de Las Vegas cedinho, ir direto para o Grand Canyon West – assim você curte os mirantes mais vazios e antes das grandes excursões chegarem – almoçar por lá e voltar parando em todos os lugares que você quiser. Se você planeja almoçar por lá, vale comprar o ingresso que inclui almoço para economizar um pouquinho.

Entrada no Grand Canyon West:

Ingressos:

  • Ônibus interno + Mirantes: $49 por pessoa
  • Ônibus interno + Skywalk + Mirantes: $69 por pessoa
  • Ônibus interno +  Mirantes + Pacote de almoço: $64 por pessoa

[O site oficial não informa os preços para crianças, já escrevi fazendo uma consulta e assim que tiver a resposta, atualizarei aqui!]

O ingresso dos parques nacionais Americanos não é aceito do Grand Canyon West.

Fazendo um tour

Outra opção bem conveniente são as opções de tour terrestres. Leia bem as avaliações porque tem de tudo, tá?! Vou te recomendar 3 tours que adoro:

  • Tour de ônibus: O mais econômico. Gosto deste tour porque ele vai direto ao Grand Canyon West, e deixe para fazer a parada no Hoover Dam na volta, ou seja, você chegará no Canyon mais cedo e curtirá o local mais vazio. Também curto o fato deles não empurrarem o Skywalk – eu acho caro e inútil – no pacote.
  • Tour de hummer: Se você pode cacifar ou tour mais completo, eu recomendo este super tour de hummer que faz paradas no Hoover Dam, passa por um trechinho bem especial da Rota 66, dedica três horas completas ao Grand Canyon West (um tempo bem legal para explorar o parque) e ainda fecha o passeio com uma vista off road por uma floresta de Joshuas. É lindo. O tour acaba por volta das 4:00 da tarde, ou seja, ainda dá tempo de curtir muito de Las Vegas.
  • Jipe + Barco + Helicóptero: Este é um tour mais caro e que combina o melhor dos dois mundo: curtir as paisagens desérticas lindas (com direito a tour off road) + voo de Helicóptero pelo Canyon + passeio de barco. Se você tem um dia todo para dedicar a esta aventura, ele considerar.

Para quem preferir um tour em português,  a Tripierge oferece uma opção interessante  com guia Brasileiro,  e paradas da Rota 66. Além do guia brasileiro, fazer o passeio em uma van é bem mais divertido do que pegar um busão enorme, não?! Eu Mari prefiro os tours menores!

Como é a visita ao Grand Canyon West

Seja de helicóptero, carro alugado ou excursão, você chegará a entrada do Grand Canyon West e ponto de saída das rotas de ônibus que percorrem a reserva indígena. De 15 em 15 minutos, ônibus com grandes janelas de vidro fazem o circuito pelo parque, são três paradas e o ônibus roda sempre em círculo.

  • Eagle Point: Skywalk, mirante e mostra indígena;
  • Guano Point: Mirante espetacular (dedique a maior parte do seu tempo neste passeio);
  • Grand Canyon Ranch: Passeios a cavalo, tirolesa, churrascaria e lojinha.

Eagle Point: Sky Walk, mirante do Eagle Point e mostra indígena

A primeira parada da reserva o Eagle Point, é famosa pela Skywalk, a enorme passarela de vidro te que permite ver o Canyon do alto. Muita gente vai até o Grand Canyon West apenas para subir na passarela, mas quer saber? Não vale a pena! As vistas da passarela, e do Eagle Point não chegam nem aos pés da próxima parada – o Guano Point.

E a Skywalk, vale a pena?

Sinceramente, não. Acho a passarela feia (me desculpem, mas acho uma aberração arquitetônica no meio de um Canyon tão lindo) e acho a experiência sem graça: ficar em uma fila danada, tirar sapato e não poder tirar minhas próprias fotos não é o tipo da experiência que me convence. Se o Skywalk estiver incluso no seu passeio, faça. Caso contrário, não perca seu tempo. Dê uma olhadinha nas vistas do Eagle Point (que são médias), visite a exibição indígena (achei a parte das ocas bem legal) e siga para onde realmente interessa: Guano Point.

Grand Canyon West
Entrada do Skywalk, vamos combinar que não tem nada haver com o Canyon?
Passeio de helicóptero no Grand Canyon
Passarela Skywalk no Grand Canyon

Vistas do Eagle Point

As vistas do Eagle Point são o primeiro contato de quem visita o Grand Canyon West com o Canyon e, na minha modesta opinião, são bem mais ou menos. O chão é escorregadio e para tentar proteger visitantes mais atrevidos, há guardinhas com apitos e uns cones indicando o ponto máximo de fotografia.

Grand Canyon West
E as vistas do Eagle Point são méeee – bem médias

Mostra indígena: o pedacinho mais legal do Eagle Point

O pedaço mais interessante do Eagle Point é uma mostra indígena com ocas de diferentes tribos locais e explicações sobre os tipos de materiais usados. Eu que me interesso pelo assunto, achei bem bacana e ainda aprendi um bocado de coisas novas.

Grand Canyon West
Uma das ocas da exibição – achei este pedaço bem legal
Grand Canyon West
Exposição de moradias indígenas: o buraco no teto ilumina a casa e tira a fumaça da fogueira
Grand Canyon West
Hopi: uma das moradias mais moderninhas

Além das ocas, havia um palco com shows locais, mas tava bem caidinho (pra não dizer tosco), quem sabe você não dá mais sorte e pega alguma apresentação bacana rolando?

Vegetação local: um show a parte

O Eagle Point também te proporciona a chance de ver e fotografar plantas locais. Durante a primavera (eu visitei o Grand Canyon West em maio), os cactos estavam todos floridos trazendo uma cor adicional para as paisagens desérticas.

Grand Canyon West
Flores do deserto no Grand Canyon West

Guano Point: o ponto alto da visita ao Grand Canyon West

Dedique a maior parte da sua visita ao Grand Canyon West ao Guano Point, foi este ponto que me motivou a escrever este post e a afirmar que uma visita ao Grand Canyon West vale a pena. Yep! Pode deixar Skywalk de lado que agora vamos ver o cânion de verdade e como ele merece ser visto.

As emoções da visita começam na chegada, os janelões de vidro dos ônibus que percorrem o parque se enchem de cor e revelam as vistas lindas do mirante. Aqui há duas possibilidades de caminho: quem segue pelo lado esquerdo, rumo à lanchonete, dá de cara com a vista mais linda em poucos passos; e quem vai pelo lado direito demora um pouco mais para ver o conjunto completo, mas vai se encantando aos poucos. Para quem quer andar pouco, o lado esquerdo é muito mais efetivo, para quem quer se surpreender aos poucos, vale começar pelo lado direito.

Grand Canyon West

Tirei esta foto para tentar explicar um pouco do mirante: são duas montanhas  (uma lá no comecinho onde está o toldinho) e outro morro no final, que funciona quase como uma ilha com vistas super power do Canyon. Para quem não curte, andar lá do primeiro morro já dá para ter uma vista legal, mas se puder andar, vá até o final porque é especial!

Minha experiência no Guano Point

Sem saber, escolhi o caminho mais longo e até que gostei de não ver o vistão logo de cara para ir me encantando aos poucos. Segui pelo lado direito e fui caminhando pela parte baixa da trilha até chegar em uma espécie de ilha de pedra com vistas 360o do canyon. Foi quase na chegada à base da pedra que vi a vista mais caprichada do parque: o rio colorado serpenteando o paredão de pedra do Grand Canyon. É muito lindo!

E claro que subi na pedra para ter a visão completa do conjunto. Que lugar lindo! Achei a subida tranquila, mas adianto, você não precisa subir tudo e nem chegar na beira do penhasco para tirar fotos maravilhosas, mesmo.

Grand Canyon West
No topo do Guano Point: E aí, vale a pena visitar o rand Canyon West?

Rancho Grand Canyon

A última parada do circuito é em um rancho que lembra uma antiga fazenda de Velho Oeste. Essa parada não tem vistas para o Canyon, mas tem atividades como cavalgadas e tirolesa. Embora tenha ouvido falar bem da churrascaria do Rancho Grand Canyon, preferi passar mais tempo no Guano Point namorando as vistas do Canyon (já falei que é lindo?) e passar batido pelo Rancho. Não me arrependo.

Almoçando no Grand Canyon West

Tenho o maior preconceito do mundo com comida de atração turística, mesmo. Não sou chata de comer, muito pelo contrário, bem temperadinha como até pedras, mas durante minhas férias gosto de comer bem. Meu passeio pelo Grand Canyon West,  incluía um voucher para almoçar em qualquer uma das três lanchonetes do parque. Há um Mexicano no Eagle Point (meus colegas de passeio reclamaram da comida), uma lanchonete que serve comidinhas caseira americana no Eagle Point (testei esse e gostei) e uma churrascaria bem recomendada pelo pessoal da Sundance Helicopters que serve costelinhas ao molho barbecue.

Considerando as três opções, o churrasco me parecia a melhor alternativa, mas as vistas do  Canyon, e a fome, claro, falaram mais alto e resolvi almoçar do Guano Point mesmo, e não é que gostei?!

Comi um Pulled Pork (carne de porco desfiada) com purê de batatas, milho, salada e cookie de sobremesa. A refeição ainda incluiu uma água. Gostei, viu?!

Grand Canyon West

Meu almoço no Grand Canyon. O que acharam da vista? Quem preferir levar o próprio piquenique – que também é uma excelente ideia – pode sentar nas mesas que eu sentei (ao ar livre, mas protegidas do sol) e curtir um almoço com vistas.

Passeio de barco pelo Grand Canyon West

Outro ponto alto da visita ao Grand Canyon West é fazer o passeio de barco pelo Rio Colorado, com um detalhe: para chegar ao ponto de saída dos barcos você terá que cacifar um vôo de helicóptero até o local, ou seja, é um passeio 2 em 1. Meu passeio de helicóptero,  Passeio VIP Ultra Luxury da Tripierge já incluía essa parada, então não tive que me preocupar com a logística e simplesmente curti a aventura. E que aventura!

Grand Canyon West
Helicóptero chegando ao ponto de início do passeio

O passeio é bem curtinho e percorre cerca de 3 Km pelo rio, o suficiente para ver os paredões do Canyon do alto e se encantar com as paisagens gritantes do Grand Canyon West. Amei ver o Grand Canyon do rio e finalmente sentir que conheço o parque de todos os jeito: pelo solo, pela água e pelo ar!

Grand Canyon West
E olha só que especial o visual do passeio

Quem quiser fechar este passeio no próprio Grand Canyon West pode procurar o guichê da Sundance Helicopters na própria reserva, o passeio custa por volta de 170 USD.

Quanto tempo demora para visitar o Grand Canyon West?

Tive 3 horas para visitar o Grand Canyon West e foi um tempo legal. Para visitar o Rancho eu precisaria de pelo menos mais meia hora. Talvez desse para ter visitado os dois primeiros pontos em duas horas e meia, mas em um lugar lindo como esses, nada melhor que passar um tempo sentadinho olhando para a paisagem.

Grand Canyon West
Grand Canyon West visto do alto

Vá preparado: protetor solar, roupas leves, casaco e calçado confortável

Para aproveitar sua visita ao máximo, recomendo que você use roupas leves durante o dia (no verão, claro. No inverno faz um frio danado!) e leve um casaco porque no final da tarde o tempo esfria bem. Capriche no protetor solar, beba muita água e calce um sapato confortável e que te dê bastante firmeza (você não quer usar nada escorregadio para andar no meio do precipício).

Dá para visitar o Grand Canyon West com crianças pequenas

Eu iria com meus filhos, mas teria um cuidado DANADO nos mirantes. Achei o solo do Eagle Point muito escorregadio e ia odiar ver os meninos brincando por lá. O Guano Point é mais tranquilo, mas eu ficaria 100% atenta nas crianças perto do precipício, não tem nenhuma grade ou proteção.

Grand Canyon West ou Borda Sul (South Rim) do Grand Canyon?

Para fazer um bate e volta de Las Vegas: Grand Canyon West

Se você tem apenas um dia para fazer o passeio, o Grand Canyon West é a melhor opção. Não recomendo o bate-e-volta para a borda sul do Grad Canyon de jeito nenhum.

Para dormir 1 ou mais noites: Borda Sul do Grand Canyon

Se você tem uma ou mais noites (2 noites é um tempo bem legal) para dormir na região do Grand Canyon, a borda sul é uma opção mais completa, melhor estruturada e com mais opções de mirantes. Veja aqui o guia completo para visitar o Grand Canyon.

E a borda norte?

É a minha preferida, um pouco mais longe e mais difícil de chegar. Taí uma viagem que recomendo e muito para quem já conhece a borda sul e tem pelo menos dois dias para aproveitar o parque.

Planeje sua viagem para Las Vegas em detalhes!

Agora que você já sabe tudo sobre o Grand Canyon West, vamos falar um pouquinho sobre Las Vegas?

Aqui no Ideias na Mala você encontrará um conteúdo super completo e atualizado de Las Vegas. Aí vão algumas dicas essenciais para você planejar sua viagem:

  • O que fazer em Las Vegas: guia completo com as principais atrações da cidade. Arrisco dizer que é o post mais completo de Las Vegas da biosfera Brasileira.
  • Las Vegas com crianças: Vai para Las Vegas com crianças? Este post é para você! Aí vão 20 dicas incríveis para se dar bem em Las Vegas com pequenos.
  • Onde ficar em Las Vegas: Conheça os principais hotéis e veja dicas para economizar.
O que fazer em Las Vegas
Welcome to Fabulous Las Vegas

Não esqueça o Seguro Viagens

Já contratou seu Seguro viagem para Las Vegas? Não vai esquecer, hein?

Além de te proteger contra cancelamento de voos, bagagem extraviada, eventualidades médicas e até – bate na madeira – uma eventual internação, o seguro te dá aquela segurança extra: Não há saúde pública nos Estados Unidos e qualquer bobeira médica em Las Vegas vai custar uma facada.

Com menos de R$10 por dia de viagem – faça uma cotação agora e veja que estou falando sério – você viaja protegido e evita dores de cabeça. Vai arriscar pra que?

Para selecionar o melhor seguro viagem para Las Vegas , nós recomendamos a Seguros Promo, um comparador de seguros que busca os melhores custos x benefícios do mercado e te ajuda a escolher o seguro certo para a sua viagem.

Quer um desconto?!
Insira o código IDEIASNAMALA5 e ganhe até 10% de desconto na compra do seu seguro viagem! Faça sua cotação já!

Veja também: Como escolher o seguro viagem para os Estados Unidos

E aí, curtiu nossas dicas para explorar o Gran Canyon West?

Viaje sem stress

 Reserve seu hotel em San Francisco

Faça seu seguro de viagens 

Alugue seu carro 


Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

Planeje sua viagem

Comentários (2)

[…] e acaba considerando apenas um dia de bate-e-volta. Ao menos que você se contente em conhecer o Grand Canyon West (que é a parte mais próxima de Las Vegas  e a menos bonita delas) ou esteja disposto em voar de […]

[…] já visitamos as três bordas do Grand Canyon (Grand Canyon West, o mais perto de Las Vegas – é para lá que vão os vôos de helicóptero pelo Grand […]

Deixe o seu comentário