Museu Viscaya em Miami: Todos os detalhes da Visita

Conheça o Viscaya Museum and Gardens em Miami, uma construção histórica com jeitão de palácio Europeu, jardins maravilhosos e vistas espetaculares da baía de Key Biscayne. Taí um passeio que vai te surpreender desde os primeiros instantes e de quebra te mostrar um lado cultural de Miami que você vai amar conhecer.

Nesse post dividiremos com vocês todos os detalhes da visita ao museu que merece entrar no seu roteiro de Miami.

Museu Viscaya

Um pouco de história do Museu Vizcaya em miami

Construído entre 1914 e 1922, o Viscaya Museum and Gardens (em português Museu Viscaya) serviu de casa de veraneio para James Deering, um executivo do setor industrial (na época vice presidente da Harvester), socialite e colecionador de antiguidades.

Amante das artes e da arquitetura Italiana, Deering contratou Paul Chalfin para servir com a cabeça criativa e diretor artístico do projeto. Foi ele quem nomeou e decorou cada um dos aposentos do casarão que muitos anos depois ficaria conhecido como Palácio Viscaya

Como Chalfin não tinha as credenciais de arquiteto, Francis Burrall Hoffman foi chamado para erguer a construção. Já os jardins – que são o ponto alto da visita – foram projetados por Diego Suarez.

Após o falecimento de Deering em 1925, a Villa Viscaya foi herdada por suas duas sobrinhas que com o passar das décadas foram vendendo partes do terreno original para cobrir os custos altíssimos de manutenção, e sofrendo muito com a ação de furacões e temporais.

Em 1952 o casarão principal, junto a outras parcelas do terreno restantes, foram cedidas ao condado de Dade que precisou fazer uma reforma gigante para recuperar o estado original e a suntuosidade idealizado por Chalfin.

Todas as peças presentes foram doadas pela família para serem exibidas no museu, que posteriormente foi comprado pelo condado.

Hoje o Viscaya Museum and Gardens exibe seus mais de 70 aposentos lindamente decorados come peças que vão do século XV ao século XIX, além de jardins caprichados e um pedaço importante de floresta nativa.

Museu Viscaya

A origem do nome Viscaya

Exibido, Deering buscava construir mais do que uma casa, ele queria um mito. O Nome Viscaya, vem de um suposto comerciante famoso na América Espanhola: Viscaino, e que na época muitos julgavam ser um dos responsáveis pelo nome “Biscayne” (pequena ilha ao lado de Miami onde esta localizado o museu).

Ao americanizar o nome, Derring consegui algo, único bonito e diferente. Para completar, Deering e Chalfin escolheram uma Caravela Espanhola como o símbolo do lugar. Uma caravela de concreto erguida em frente aos jardins dá um ar distintivo a casa mesmo quando vista do mar.

Viscaya Museum and Gardens: detalhes da visita

A visita ao Viscaya Museum and Gardens é dividida em duas etapas: o interior da mansão, e os jardins de Viscaya. Mas antes disso tenho uma dica legal: baixe o aplicativo do Museu Viscaya para ter acesso a tour audioguiado que em 2022 estava incluso na entrada do museu.

Com o telefone em mãos você terá narrações interessantes em cada um dos aposentos do casarão.

O Interior do Museu Viscaya

A visita começa pelo interior do museu que é repleto de peças de arte e decoração, quadros e móveis. São três andares incluindo um pátio central bem vistoso, e um terceiro andar com alguns quartos de visita.

No primeiro andar, o mais bonito, estão a biblioteca, uma sala de música, uma copa que guarda a coleção de louças e pratarias da casa, e a sala de jantar. E já que estamos falando das louças uma curiosidade interessantes que aprendi durante minha visita: parte da louça comprada por Deering naufragou com o Titanic, por sorte ele tinha um seguro que cobria a substituição das peças douradas e muito vistosas hoje exibidas no casarão.

Ao lado desta sala, com janelões coloridos e vistas lindas para o jardim está o salão mais bonito da residência, visite esse pedaço com calma e prepare o telefone para tirar boas fotos.

Vale lembrar que Miami na década de 20 era uma região pantanosa e pouquíssimo povoada, assim todo o entretenimento de Deering e seus convidados vinha da própria mansão, e de seus jantares intermináveis e tardes de música. Taí a importância de ter tantos ambientes aconchegantes.

O segundo andar

O elegante pátio do centro conecta os dois andares da casa por meio de escadarias bem bonitas.

No segundo andar estão o quarto do Sr. Deering, que incluia uma conexão secreta com a varanda e um dos quartos de hóspedes, e seu vistoso banheiro de mármore, uma série de quarto de visitas (cada um deles tem um nome diferente) e lá no cantinho, está a cozinha. Como Deering detestava “cheiro de cozinha” durante a refeição, a cozinha foi propositalmente erguida no andar de cima.

No terceiro andar, o mais estreito deles, há mais quartos de visita.

Jardins do Museu Viscaya em Miami

Chegamos ao meu pedaço preferido do passeio, os jardins repletos de fontes, cascatas e algumas excentricidades do milionário.

Museu Viscaya

Museu Viscaya: olha que fofa esta fonte de sapos!

A Barca

Um dos símbolos do palácio, esta bonita barca vista da baia de Miami foi esculpida por Alexander Stirling. A Maré alta esconde muitas das formas adjacentes a barca como golfinhos e sereias.

Barca - Museu Viscaya
Museu Viscaya - Barca

O Jardim Secreto

Assim chamado pois suas altas paredes oferecem mais privacidade que os outros jardins. Este jardim foi projetado para cultivar as orquídeas de Deering.

Museu Viscaya

Parterres

De frente pra Barca do lado direito. Olha só que fotogênico! Das janelas você de uma lado vê a casa e do outro um pomposo manguezal.

Museu Viscaya

Habitantes Elegantes

Uma das coisas que não estavam no projeto de Deering são os elegantes pássaros que passeiam despreocupados pelo jardim, esse aqui ai fava se sentindo no fashion week desfilando com suas pernas finas e posando para os fotógrafos de plantão.

Museu Viscaya

Portas e mais portas

2013-09-30 15.51.00

Pena (de novo) que eu não pude fotografar dentro da casa, mas essas duas aqui dão uma pequena mostra da diversidade da decoração do museu.

2013-09-30 15.39.53

Museu Viscaya

Laberinto

Um pouquinho mal cuidado na minha opinião, esse é um dos pedaços preferidos das crianças que visitam o lugar.

Fontes

E pra fechar o passeio, deixo aqui algumas das fontes do Viscaya.

2013-09-30 15.58.21
2013-09-30 15.52.36
2013-09-30 15.39.35
2013-09-30 15.46.51

Quanto tempo demora o passeio?

Recomendo que você dediquei pelo menos umas duas horas ao museu. Claro que dependendo do seu interesse, dá para ficar muito mais tempo.

Mais informações | Museu Viscaya

  • Aberto das 9:00 às 16:00
  • Entrada: 18 dólares
  • Estudantes: 10 dólares

E ai, curtiu o passeio?

mari vidigal
mari vidigal
Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

Viaje Melhor

Links para você reservar hotéis, comprar seguro viagem com desconto, conferir atrações e passeios incríveis e alugar carro em qualquer lugar do mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.