Japão: O kimono e a gentileza japonesa

Japonês não abraça, japonês não dá beijo, um japonês raramente irá te tocar, mas quando o assunto é hospitalidade e gentileza, os japoneses surpreendem e sem dúvidas estão entre os melhores anfitriões do mundo.

Tenho milhões de histórias lindas e até engraçadas sobre a dificuldade de comunicação e a hospitalidade japonesa durante meu intercâmbio no Japão, mas hoje vim aqui para compartilhar uma história fofa contada pela Inez e pelo Rick durante a viagem deles para o Japão. Vamos nessa?

Texto: Inez Oliveira & Rick Lima

Época das cerejeiras no Japão e aparentemente esta é a época certa para sair por aí de Kimono, seja para fotografar e tirar fotos lindas, seja para celebrar algum acontecimento importante nos templos locais. A primavera é uma estação tão convidativa para fazer fotos que turistas estrangeiros entram na dança e também vestem kimonos para tirar fotos, há dezenas de lojas de aluguel de kimonos de todos os tipos (com direito a ensaio fotográfico) em Kioto, e para a nossa surpresa, até o nosso hotel, o New Miyako, oferecia uma arara repleta de kimonos de verão, o Yukata, para que pudéssemos vestir e fotografar. Só não sabíamos que vestir um Kimono também é uma arte, arte que exige prática, e no Japão rende até certificado!

Como bons turistas curiosos fomos até o saguão principal para fazer a tal foto. Começamos pela escolha do Yukata que iríamos vestir para tirarmos a bendita foto. Enquanto escolhiamos o kimono, uma pequena obaachan (palavra japonesa para avó) começou a nos fitar com seus pequeninos olhos, no fundo ela devia estar bem curiosa em como faríamos para vestir aquela obra de arte nipônica.

Depois de muito escolher dentre tantas belezuras disponíveis, encontramos o que mais agradou nossa companheira e começamos a ajusta-lo ao corpo dela, meio que sem muita prática – pra não dizer de qualquer jeito – mas de uma forma bem humorada tentando fazer com que se parecesse o máximo possível com a elegância japonesa. Em poucovimos que não manjamos absolutamente nada de kimonos, e que havia uma grande probabilidade da foto ficar esquisitíssima.

Após algumas tentativas frustradas de aprumar o tal quimono, eis que nossa heroína de um metro e poucos centímetros se levanta e sem dizer qualquer palavra assume a liderança do processo. Com a delicadeza de uma mestre e o carinho de uma avó, nossa pequena amiga coloca a destreza milenar em ação, em poucos instantes, alguns apertões aqui, uns giros ali e boas doses carinho deixaram a Inez pronta e bela para posar lindamente para uma foto que ficará na memória para sempre. Quanto carinho e quanta gentileza.

Gentileza japonesa
Nossa avó japa ajudando a Inez com o Yukata

A delicadeza do momento encheu nossos olhos de lágrimas, os sorrisos transbordaram dos nossos rostos e naquele instante nos sentimos acolhidos. Obrigado Japão ?? obrigado vovó!

Gentileza japonesa
Inez pronta com o seu kimono

Gentileza japonesa

E aí, curtiu a experiência?

Alguém aí tem alguma história bacana de viagem pra compartilhar com a gente?

 

Veja também:

Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

Planeje sua viagem

Deixe o seu comentário