Dois dias em Santiago – Chile

Texto e imagens: Ana Paula Vidigal

Olá, meu nome é Ana Paula! Sou a irmã mais nova da Mari, e finalmente resolvi contar um pouco das minhas viagens. Neste post contarei um pouco da minha escala em Santiago, minha primeira viagem sozinha, e darei dicas bacanas para quem visita Santiago pela primeira vez.

De onde vem minha paixão por viagens

A minha história se espelha muito na da minha família, cresci vendo meus irmãos pra lá e para cá e por isso a paixão por viajar nasceu em mim. Aos 10 anos, quando a Mari foi para seu intercâmbio no Japão decidi que gostaria de fazer o mesmo. Seis anos depois, minhas hora chegou e fui presenteada com um ano maravilhoso na terra dos perfumes e queijos: a França. E desde então, não parei mais e nem pretendo parar. O tal do bichinho da viagem que a Mari tanto fala, me pegou ao certo!

Dois dias em Santiago

Santiago - Chile

Conexões: aproveite para ficar mais tempo!

A Mari costuma brincar que conexão é um presente da companhia aérea para os viajantes que tem tempo sobrando. Pela primeira vez resolvi aceitar o presente, e transformei minha conexão em um Stop de dois dias no Chile e não me arrependo. Adorei Santiago e recomendo a parada.

E para você que também tá indo para Australia, ou que teve a sorte de “ganhar” uma conexão no Chile. Nem pense em passar reto. Aproveite seu presente e passe pelo menos uns dois ou três dias nessa cidade tão receptiva.

Dica esperta de Hostel em Santiago

O meu primeiro desafio coisa foi achar um hostel legal, bem localizado, barato e seguro (óbvio, como marinheira de primeira viagem solo, estava desconfiada da vida). Os requisitos eram muitos, e a Mari me ajudou a arranjar uma recomendação legal, o hostel chama-se Casa Mosaico, e fica na Bella Vista.

Minha hospedagem na Casa Mosaico foi incrível. O Hostel é uma graça, pessoas simpáticas, preço legal e excelente localização (10 minutos a pé do centrinho de Santiago e duas quadras do metrô). Gostei e recomendo. Meu quarto só de mulheres custou 15 dólares por noite (café da manhã incluso).

Como chegar do aeroporto ao centro de Santiago

Chegando no aeroporto de Santiago, a primeira coisa que eu fiz foi perguntar qual ônibus deveria pegar para chegar na estação de metrô PAJARITOS.

Foi super fácil: saindo do aeroporto peguei um bus chamado Centropuerto que me levou até lá por 1500 pesos. Depois de PAJARITOS, tive que pegar o metrô até BAQUEDANO e de lá troquei de linha para BELLAS ARTES. Chegando na estação, andei duas quadras até o meu hostel na Rua Loreto.

Para quem quiser saber mais sobre as linhas de ônibus que saem do Aeroporto é só olhar aqui.

Primeiro dia: City Tour em Santiago

Santiago - Chile

E com esta história de Vôo + chegada ao hostel. O tempo passou e eu nem vi. Eram quase 13 horas e eu estava morrendo de fome, então resolvi me dirigir para o Mercado Central que todos falavam tão bem.

O ingresso pela internet custa mais barato

No caminho conheci dois brasileiros e decidi fazer um passeio mais completos com eles. Comprei o ticket daqueles famosos ônibus vermelhos de turistas que fazem “Hop on e Hop off”. Em Santiago o ônibus se chama Turistik. Como comprei na hora e na rua, custou 20000 pesos chilenos, mas quem comprar pela internet paga 18000.

Nesse meio pudemos ver um pouco da parte histórica de Santiago e também a parte moderna com prédios modernos super lindos, e até o mesmo o maior Shopping Center da América Central.

Parte moderna de Santiago

Parte moderna de Santiago

Aproveite seu ticket ao máximo!

Como eu não tinha tempo, eu não desci em nada disso, mas gostei de ter visto (em linhas bem gerais um pouco de cada pedacinho da cidade). Para quem tem mais tempo, o ideal é comprar este ticket de manhã cedo e aproveitar o dia todo (das 9:30 às 18:00) parando quantas vezes quiser e em vários lugares diferentes.

E claro, a dica é usar este ônibus para fazer as paradas que estão mais longe do centro da cidade e mais difíceis de fazer a pé. Como o centro de Santiago é relativamente pequeno, dá para visitar muitos dos principais pontos turísticos a pé ou de metrô.

Primeira parada: Empanadas Chilenas no Mercado Central de Santiago

Mercado Central de Santiago

A primeira parada foi no mercado central, onde eu comi uma empanada (uma espécie de pastel assado de massa grossa folheada) antes de continuar o passeio.

Além das empanadas que escolhi, o Mercado Central de Santiago tem comida para nenhum guloso botar defeito.

Mercado Central de Santiago

Segunda parada: Cerro San Cristóbal

Entrada do Furnicular

Entrada do Furnicular em formato de Castelo

Minha segunda parada, foi no famoso parque Cerro San Cristóbal. Lá, compramos a subida de trenzinho (funicular) por 1600 pesos ida e volta que nos fez chegar num lugar incrível.

Santiago vista do Furnicular

 Furnicular na subida ao Cerro San Cristobál – Chile

A vista maravilhosa da cidade e dos Andes foi com certeza o ponto alto do dia. Quem tiver pic e tempo, pode fazer este trajeto a pé, economizar uns trocados, e de quebra fazer um exercício.

Vista do alto de Cerro San Cristóbal

Santiago vista do alto de Cerro

Depois, voltamos de trenzinho até lá embaixo. Logo na saída têm vários barzinhos e restaurantes. O bairro é bem animado, tipo nossa Vila Madalena em São Paulo.

Dica de hotel e piscina em Santiago

Voltamos em direção ao meu hostel, que estava há apenas algumas quadras de lá. Depois de passar em frente ao meu hostel, caminhamos em direção ao hotel dos brasileiros para ir a piscina!

IMG_8983

Piscina do Hotel Vitória em Santiago

A hotel deles era o Ciudad de Victoria na Rua Monjitas. Essa é a rua que chega na Praça das Armas. Se você estiver em Santiago no verão, e puder passar pelo menos uma noite neste hotel, vale a pena pela piscina.

Vista do Hotel Ciudad de Vitoria - Santiago

A vista era incrível, e dava para enxergar o pico que tínhamos acabado de visitar.

Depois disso, estava muito exausta, comprei algo para comer, e voltei para o hostel dormir.

Segundo dia: passeio a pé pelo centro de Santiago

No meu segundo e último dia em Santiago,  resolvi fazer um passeio mais a pé. Comecei o dia cedo, tomando café as 8:30 no hostel.

Tour grátis pelo centro de Santiago

Depois, fui a pé até a Plaza das Armas (praça central de Santiago) onde começaria um Free Guided tour (tour grátis, só que em inglês) pelo coração histórico de Santiago! Foi super legal caminhar pela cidade, visitar os principais pontos turísticos e aprender um pouco de história.

Plaza de Armas - Chile

Plaza de Armas – Santiago

Com o tour, passei pelos seguintes lugares:

Bolsa de Valores de Santiago

Bolsa de Valores de Santiago

Teatro de Santiago

Teatro de Santiago

Cerro Santa Lucia

Escapei no meio do passeio para conhecer o parque Santa Lúcia, mais um pico com vista linda, só que dessa vez em pleno centro da cidade! A entrada no parque é grátis e durante a subida, você encontrará muitos casais de namorados.

Cerro Santa Lucia

Vista do alto do Cerro Santa Lucia
Cerro Santa Lucia - Santiago

Mercado Central de Santiago: me despedindo das empanadas.

Depois disso, fui no mercado central me despedir e comer empanadas. Comi deliciosas empanadas de queijo com camarão. Depois segui para o hostel para pegar minhas coisas e ir para o aeroporto!

Mercado Central de Santiago

Espero que tenham gostado! Vejo vocês em breve,

Aninha

Planeje sua viagem

Comentários (5)

Ai que demais, Ana! E você falou do Cerro San Cristobal…a primeira vez que fui,fui com meus pais e aí pegamos o funicular. Quando eu fui fazer pesquisa sozinha, fui A PÉ com meus amigos e, olha, É MUITO CANSATIVO! E olha que eu até tenho boa resistência! hahaha Mas, vida de estudante não me deixava gastar muito haha

Deixe o seu comentário