Embalse el Yeso e Baños Colina: passeio saindo de Santiago

Saiba como visitar Embalse el Yeso, na região de Cajón del Maipo, pertinho de Santiago, um passeio de um dia que proporciona vistas espetaculares da cordilheira chilena e aquele contraste maravilhoso entre lago e montanha.

Neste post daremos dicas de como chegar, como aproveitar este passeio ao máximo e informações para você esticar o passeio (tem dica de restaurante gostoso, lojas de chocolates e até um banho de águas termais no Baños Colina). Vamos nessa?

Neste post você vai encontrar:

o que é Embase el Yeso?

Embase el Yeso é um dos principais reservatórios de água da região de Santiago que abastece cerca de 70% da população da metrópole. É uma represa gigante com capacidade de armazenar até 250 milhões de metros cúbicos de água – em outras palavras, água pra caramba! E quer saber a melhor parte?

A represa, localizada na região de Cajón del Maipo – cerca de 110 Km de Santiago – está rodeada por uma cadeia lindíssima de montanhas, um cenário digo de pedido de casamento e de fotos no mínimo espetaculares.

Quando visitar o Embase el Yeso?

Tirando os meses de julho e agosto, auge do inverno chileno e quando o acesso as montanhas é dificultado pela neve, Embalse el Yeso é um lugar lindo para ser visto – e vivido – o ano todo, mas claro que a experiência muda bastante dependendo do mês.

Setembro, outubro e comecinho de novembro:

Prepare-se para ver muita neve no topo das montanhas e enfrentar uma estrada mais escorregadia e até mesmo uma eventual nevasca fora de época. Vá bem agasalhado.

Embalse el Yeso
Para quem queria ver neve, Embalse el Yeso foi um tiro certeiro e nos surpreendeu….

Novembro a fevereiro:

Aos poucos a neve começa a derreter e a represa vai ficando mais cheia, surgem florzinhas nas montanhas e o clima fica bem agradável.

Março a junho:

Com o final da primavera e a chegada do verão, as montanhas ganham a coloração verde e a represa se transforma em um dos cantinhos de piquenique preferidos dos moradores de Santiago. Há muitas opções de camping na região de Cajón del Maipo e os mais corajosos aproveitam o verão para mergulhar nas águas da praia formada no final da represa – que é linda, porém sempre gelada. Ainda sem neve nas montanhas, Embalse continua sendo um passeio lindo!

Como chegar em Elbase el Yeso?

Há duas formas de fazer o passeio para Embalse el Yeso:

A) Contratando um tour com saída de Santiago;

B) Alugando um carro e fazendo o passeio por conta própria;

Vamos detalhar cada uma delas?

A) Contratando um tour a partir de Santiago – A experiência da Amanda

A Amanda viajou em novembro, comecinho da primavera, e optou por fazer o passeio saindo de Santiago com guias trilíngues (que detalham o passeio em inglês, espanhol e português).

Ela adorou a experiência e recomenda bastante os passeios da SnowTours (além de Embalse, ela também fechou o combo Valparaíso + Viña del Mar e os transfers para o aeroporto).

Embalse el Embalse el Yeso e Baños Colinas: sua chance de visitar uma terma linda

Algumas agências combinam o tour em Embalse el Yeso (e a região de Cajon de Maipo) com alguma terma. A SnowTours Chile, oferece uma opção de passeio que combina Embalse el Yeso + alguma terma da região. A Amanda visitou a Baños Colinas e adorou a combinação.

Quanto custa o passeio?

  • Embase el Yeso: ~R$ 200,00
  • Embase el Yeso + Baño Colinas: ~R$270,00

O que está incluído:

  • Transporte saindo do hotel
  • Ótimo guia trilíngue
  • Piquenique regado a vinho
  • Volta para Santiago (com chegada no hotel)

Quanto tempo demora a visita?

  • Embase el Yeso: cerca de 7 horas (talvez um pouco mais dependendo do trânsito)
  • Embase el Yeso + Baño Colinas: cerca de 10 horas (talvez um pouco mais dependendo do trânsito)

Paradas do passeio

As paradas do passeio variam um pouquinho de agência para a agência. A SnowTours faz as seguintes paradas: Plaza de San Jose, Túnel El Tinoco, Mirador Valle Embalse el Yeso e Baños Colinas para quem optar.

Clique aqui para avançar no post e ler detalhes do passeio para Embalse el Yeso e Baños Colina com agência

B) Embalse el Yeso por conta própria – A experiência da Robertinha

A Robertinha mora em Santiago e já fez o passeio de Embalse el Yeso duas vezes: a primeira uma excursão guiada durante o inverno – que realmente é a opção mais segura para quem não tem experiência de direção na neve – e uma segunda experiência alugando carro e dirigindo por conta própria no verão.

Localização no Google Maps:

E dá para fazer o passeio por conta própria?

Dá e é bem fácil! A estrada apesar de envolver trechos de terra com trechos asfaltados é bem sinalizada e bem cuidada. Basta programar o GPS do celular antes de sair de Santiago já que em um determinado momento não haverá sinal na estrada. Ainda que você perca o sinal, a estrada é bem sinalizada. Pode ir tranquilo.

A viagem entre Santiago e Embalse el Yeso leva cerca de 2 horas e é bem bonita. A graça de ir por conta própria é ter flexibilidade de adicionar suas próprias paradas. No verão tem muita coisa legal na região: cachoeiras lindas e trilhas bacanas que podem ser adicionadas ao seu trajeto.

Durante o final de semana:

Vale falar que aos finais de semana há uma espécie de revezamento na estrada: antes das 14h os carros só podem subir e depois das 15h os carros só podem descer.

Durante a semana:

Pode ir tranquilo! Chegue cedo, saia cedo. Você será o dono do tempo e poderá ir de carro até a boca da represa – e continuar até uma prainha linda que há no final. Os mais corajosos podem até mergulhar.

Clique aqui para saber como é conhecer o Embalse el Yeso por conta própria

Atualização: em junho de 2019 aconteceram deslizamentos na região do Embalse el Yeso onde duas mulheres brasileiras foram soterradas por pedras que caíram das montanhas e, infelizmente, não resistiram. A tragédia mudou o turismo da região. Cajón ficou fechado desde a data até janeiro de 2020. Quando reabriu, algumas mudanças foram feitas. Antigamente, a estrada na parte final do Embalse podia ser percorrida a pé (independente do horário de revezamento de subida e descida de carros), agora isso não é mais possível. Só é permitido chegar até lá de carro – e respeitando os horários. Também foram colocadas mais placas para sinalização e foi construído um mirante para observar a represa.

Como é o passeio Embalse el Yeso e Baños Colina: nossa experiência com a Snowtours

Passeio Resumido:

  • Saída de Santiago
  • Plaza de San José de Maipo
  • Túnel El Tinoco
  • Embalse el Yeso
  • Baño Colinas [Opcional]

Saída de Santiago e os preparativos para o tour

Nossa viagem foi entre os dias 01 e 06 de novembro, então teoricamente estaríamos na primavera, mas o pessoal agência me avisou no dia anterior para irmos bem agasalhados, com roupas próprias para neve, já que a previsão era de temperaturas na casa dos 2 graus.

Como sou uma pessoa que prefere pecar pelo excesso, tinha casacos bem grossos na mala então não passamos sufoco, mas o pessoal da agência se ofereceu para passar no escritório conosco antes de iniciarmos o passeio caso sentíssemos que nossas roupas não seriam suficientes para aguentar a neve – achei muito legal.

E a última instrução do dia: colocar roupa de banho por baixo das camadas da roupa de inverno. Já que era para visitar as termas, por que não entrar?

Nosso tour começou às 06h30 da matina na porta do nosso o hotel.

Plaza de San José de Maipo

A parada na Plaza de San José de Maipo é rapidinha, só mesmo para comer alguma coisinha, comprar chip para celular (já dei a dica no roteiro de 5 dias em Santiago) ou mesmo dar aquela esticada nas pernas. Se estiver com fome, recomendo que prove uma empanada de carne (testada e aprovada pelo pessoal que fez o passeio conosco).

A cidadezinha é bem pitoresca e pacata, cheia de simpáticos vira-latas que dominam as ruas e uma feira de artesanato e produtos locais interessante.

Túnel El Tinoco

Pelo Túnel El Tinoco nós apenas passamos com a van, mas nosso motorista contou que é um ponto turístico que atrai muitas pessoas. Ele tem cerca de 600 metros de extensão e foi utilizado pelo Ferrocarril (trem que fazia a conexão entre as cidades locais) até o ano de 1980.

Atualmente desativado e abandonado, o túnel tem uma energia um pouco pesada, já que carrega uma história triste envolvendo um jovem de 18 anos de idade que se suicidou lá dentro.

Nosso motorista contou a história a medida em que passávamos pelo túnel, informando que inclusive existe um memorial do outro lado, em homenagem a esse jovem, chamado Guillermo Antonio Rojas Reyes, visitado diariamente por pessoas que desejam fazer pedidos ou agradecer desejos alcançados.

Chegada em Embalse el Yeso

Confesso que mais uma vez fui surpreendida.

O vento estava bem forte, então não pudemos presenciar aquele belo “espelho d’água” que eu vi nas fotos relacionadas ao local, mas mesmo assim, a paisagem estava incrível!

E, como se não bastasse a beleza do lugar, a agência ainda montou uma mesa de piquenique com direito a vinho tinto para a gente beliscar enquanto aproveitava a vista!

Dá só uma olhada no piquenique que a agência providenciou pra gente no Embalse el Yeso! Maravilhoso!
Embalse el Yeso
Mais uma curtindo o piquenique com vista, porque o pessoal da SnowTours Chile caprichou mesmo
Embalse el Yeso com a Snowtours
E a galera tava super animada!

A surpresa: fiquei noiva!

Depois de bebericar muitas taças de vinho e nos deliciar com as tábuas de frios naquele cenário inspirador, fui novamente surpreendida:

Embalse el Yeso
OMG…por essa eu não esperava
Embalse el Yeso
Eu disse sim!

Ok… Recuperando o fôlego e segurando a emoção depois dessa baita surpresa, seguimos em frente com nosso dia perfeito na região do Embalse el Yeso!

Baños Colinas

Saindo do Embalse el Yeso fomos para Baños Colina, um lugar lindo e mega rústico no meio as Cordilheiras e perto da fronteira com a Argentina. A promessa era de águas quentes aquecidas pelo vulcão San Jose com temperaturas a partir de 60º C.

Passando frio em Baños Colina

Esse era um lugar que eu sequer havia ouvido falar, mas que achei super interessante e bonito – ponto pra agência que nos levou até lá!

Como é conhecer o Embalse el Yeso por conta própria

Enquanto conhecer o Embalse el Yeso com agência faz algumas paradas antes de chegar na região de fato, ir por conta própria faz com que você otimize seu tempo e vá direto nos pontos que realmente te interessam. A Robertinha fez o tour com uma agência e curtiu bastante, mas depois que foi até o local por conta própria, mudou um pouco de opinião.

Da segunda vez que visitou o Embalse, a Robertinha levou os pais dela para conhecer o Embalse e esse foi o ponto de decisão: a mãe dela estava com o ombro quebrado e a van das agências costumam balançar demais – nada confortável! A solução era alugar um carro!

O trajeto até Embalse el yeso

No caminho do Embalse tem a cidade San José de Maipo e vários outros vilarejos menores. Nesse caminho também existem diversos campings – no verão, a galera vai acampar naquela região! Segundo Robertinha, dá tanto para ir direto para o Embalse de manhã quanto a tarde, porém, quanto mais cedo, mais vazio.

Saindo de Las Condes são 2h cravadas de estrada! O caminho é bem tranquilo, mas aqui vale também a premissa de já deixar o trajeto carregado antes de partir viagem para não correr o risco de perder o sinal!

O passeio em si

A Robertinha foi em um sábado de verão, saindo por volta das 09h30 e chegou lá perto das 11h30. Antes de ir direto para a represa, fez uma pequena parada na área de piquenique para fazer um lanchinho com seus pais.

Dica: na região do Embalse el Yeso não há banheiros (com sorte, você achará um ou outro banheiro químico), então vale a parada na região para piquenique – que fica um pouco antes de chegar na represa e conta com uma estrutura maior (pagando cerca de 500 Pesos).

Embalse el Yeso
Estrutura da região para piquenique onde tem alguns banheiros, antes de chegar no Embalse el Yeso

Depois da parada, Robertinha subiu de carro até onde se tem uma cancela. É ali também onde fica uma cachoeira do lado direito. O guarda logo avisou: “de carro, vocês podem subir, mas vocês só podem descer a partir das 15h” – como explicamos no início desse post para controlar o fluxo de pessoas. Como era por volta do 12h, Robertinha pensou que não iria esperar até as 15h para poder descer de volta, então decidiu caminhar mesmo.

Atualização: como também explicamos no início desse post, desde janeiro de 2020 não é mais possível de fazer o trajeto a pé – apenas de carro. Portanto, esse esquema que a Robertinha fez, não pode mais ser feito! Em dias de semana, trafegar de carro por lá é tranquilo e sem restrições para subir e/ou descer a estrada. Aos finais de semana, é preciso respeitar o fluxo reduzido e os horários estipulados.

Embalse el Yeso
A cachoeira que se tem do lado da cancela onde começa a subida para o Embalse el Yeso
 Embalse el Yeso
Caminho até o Embalse el Yeso (não pode mais ser feito a pé, apenas de carro)

No ponto principal do Embalse há uma barraquinha que vende água, refrescos e sorvetes – mas não deixe de levar os seus snacks porque as opções são bem escassas.

Robertinha contou que ainda era possível ir mais além até chegar em uma espécie de prainha onde é possível entrar na água (e tem gente que até acampa por lá)!

Santiago Embalse el Yeso
Esse é o ponto “principal” de fotos do Embalse el Yeso. Repare que bem lá no fundo tem um pequeno banco de areia: é a tal prainha que a Robertinha falou!

Atualização: alguns amigos da Robertinha foram para o Embalse el Yeso de carro e chegaram até a prainha! Eles foram durante a semana (o que é bem mais tranquilo e com um fluxo de carros reduzido) e contaram que foi tranquilo chegar até lá.

Dá para chegar de carro, estacionar, fazer um piquenique e entrar na água (é gelada, mas dá para aguentar). É claro que lá a estrutura é totalmente zero, então vá preparado!

Prainha do Embalse el Yeso
Prainha do Embalse el Yeso
Prainha do Embalse el Yeso
Prainha do Embalse el Yeso

Voltando ao passeio por conta própria da Robertinha, na volta, por volta das 14h, ela contou que o fluxo de carros subindo era muito intenso, um atrás do outro. Esse deve ser o horário de maior tráfego já que as agências sobem, ficam um pouquinho por lá até dar 15h para poder descer tranquilamente dentro das regras.

Embalse el Yeso
Região onde dá para fazer piquenique

Voltando, a Robertinha passou novamente pela área de piquenique e contou que dali é possível fazer uma mini caminhada para ver uma outra cachoeira que dá para um outro lago. É possível descer e entrar na água tranquilamente – tem gente que fica ali tomando banho e passando a tarde.

Embalse el Yeso Chile
Cachoeira e pequeno lago próxima a região de piquenique do Embalse

A descida até a lagoa é um pouco puxada, Robertinha não recomenda para crianças e/ou idosos. Até uma certa parte, o caminho é plano, mas depois fica íngreme e tem que ir em uma espécie de escalada, de preferência com as mãos livres.

Vale a pena conhecer Embalse el Yeso?

Muito! Acredito que só pelo nosso relato (e pelo cenário que inspirou um pedido de casamento) já deu pra perceber que a resposta para essa pergunta não pode ser outra que não um sonoro SIM!

A Amanda que tinha um preconceito com excursões e contratação de passeios mudou totalmente de ideia e adorou o passeio. A Robertinha que viveu as duas experiências (excursão e por conta própria) também recomenda muito a experiência.

Planejando sua viagem para cajón del maipo

Agora que você já sabe o básico sobre o passeio de Cajón del Maipo e Embalse el Yeso. Vamos planejar a viagem?

clima e a temperatura em Cajon de Maipo

No Chile, as estações do ano são bem delimitadas, assim como costumava ser no Brasil há alguns bons anos atrás. O verão é a primeira estação do ano, entre 22 de dezembro e 21 de março, seguido pelo outono, entre 22 de março e 21 de junho, inverno, entre 22 de junho e 23 de setembro e, por fim, da primavera, entre 24 de setembro e 21 de dezembro.

Entretanto, como Embalse El Yeso fica no meio da Cordilheira dos Andes, a amplitude térmica pode ser surpreendentemente grande. A dica aqui é sempre levar um casaco à tiracolo e usar várias camadas de roupa (como uma cebola), para que você possa ir se despindo aos poucos, sem passar frio ou calor.

Outra dica importante: segure seus óculos escuros, chapéus e afins! Sim, mesmo no verão o vento é figurinha carimbada por lá e não foram poucos os pares de óculos que eu vi saírem voando direto para a água – nessa hora confesso que suei frio e decidi guardar os meus dentro do bolso do casaco.

Onde ficar em Santiago

Santiago é uma cidade bastante plana, portanto caminhar a pé é bem tranquilo e vai resolver boa parte da sua vida. Alguns dos principais bairros da cidade são Providência (região mais agitada e turística de Santiago), Lastarria (região mais histórica), Vitacura (o bairro mais sofisticado de Santiago, com muitas opções de lojas e restaurantes) e Las Condes (moderno e luxuoso é o bairro preferido para quem quer acomodações sofisticadas).

Algumas opções bacanas no bairro de Providência, opção mais certeira para um turista que vai pela primeira vez para Santiago.

Ainda está em duvida? Não deixe de conferir o nosso guia completo de onde ficar em Santiago, com dicas dos melhores bairros e hotéis.

Outros passeios nas aforas de Santiago que merecem entrar no seu roteiro

Além da região de Cajón del Maipo vale aproveitar seu tempo em Santiago para conhecer a Região de Val Paraiso e Viña del Mar e o templo Bahai que fica dentro de Santiago mais numa região mais afastada e é pura poesia.

Seguro de saúde: para viajar tranquilo

Ninguém viaja pensando em ficar doente, ou perder bagagens, mas infelizmente essas eventualidades podem acontecer. Vale, então, estar bem preparado!

A nossa sugestão? Contratar um seguro viagem com boa cobertura antes de sair do Brasil. Nós recomendamos que você escolha um seguro viagem com boa cobertura e que cubra qualquer ocorrência no ato, assim você não precisa desembolsar nenhuma quantia para depois enfrentar aquela burocracia chata para ter o reembolso.

Nós usamos e recomendamos os seguros viagem da Seguros Promo, uma empresa Brasileira e confiável que te permite comparar os melhores seguro de viagem do mercado. Depois, é só escolher o que faz mais sentido para o seu bolso e para a sua viagem, sem abrir mão de uma cobertura espetacular.

Quer um desconto?!
Insira o código IDEIASNAMALA5 e ganhe até 10% de desconto na compra do seu seguro viagem!

Conclusão: cajón del maipo – ir com agência ou por conta própria?

Deu para perceber que os dois passeios valem super a pena, né? Tudo depende do seu estilo de viagem. Enquanto com a agência você não precisa se preocupar em organizar o bate e volta – e só curte a viagem, por conta própria você pode descobrir cantinhos inexplorados e fazer tudo no seu ritmo.

Financeiramente, ir por conta própria é mais vantajoso. Atualmente, o passeio para o Embalse custa entre U$30 -$46 por pessoa, pouco mais de R$150. Já uma diária de um carro em Santiago, pesquisada no site da Rent Cars, custa a partir de R$140. É o preço do conforto que fala, né?

Não tem certo ou errado: os dois tipos de passeio são válidos, é só escolher o que combina mais com você!

E aí, curtiu o nosso passeio pelo Embalse el Yeso e Baño Colinas? Alguém aí já fez este passeio e quer contar para nós o que achou?


Veja também:

Passeios saindo de Santiago:

Deserto do Atacama:

Mais posts do Chile:


Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

O Ideias na Mala fez o passeio Embalse el Yeso e Baño Colinas à convite da SnowTours Chile. Todas as opiniões deste post correspondem a nossa real experiência!

Planeje sua viagem

Deixe o seu comentário