Esquiando no Chile

Texto e imagens: Pedro Procno 

Opções de esqui no chile não faltam. A mais famosa delas é ficar em Santiago e ir todos os dias para o Valle Nevado ou se hospedar direto lá. Ponto prioritariamente turístico, o objetivo é ter GENTE, ou seja, prepare-se para filas, muito gringo pra lá e pra cá e uma montanha lisinha cheia de neve.

Termas de Chillán Estacao Colorado em Vale Nevado (Santiago)_004

As opções de hospedagem são muitas e todas à gosto do freguês. Hoteis top de linha e um pouco mais baratos, apartamentos para famílias e assim vai. O objetivo, claro, é descer a montanha quantas vezes você, sua bunda ou o seu joelho aguentarem (um deles vai reclamar em alguma hora, dependendo do seu nível de ski).

Termas de Chillán (Chillán)_002 Estacao Colorado em Vale Nevado (Santiago)_003Se você procura lago um pouco mais íntimo vale a pena ir para Chillán! Uma cidade aproximadamente 400km ao sul de Santiago, é também uma estação de esqui, mas mais reservada. Seu diferencial principal, além do número infinitamente menor de turistas, é a paisagem, onde você esquia em meio as árvores, pedras e em uma paisagem bastante diferente da que vai encontrar no Valle Nevado.

Estacao Colorado em Vale Nevado (Santiago)_003

Para chegar lá é bom fechar as coordenadas com o hotel ou com os administradores dos apartamentos. Voe para Santiago e programe para pegar o trem. Saindo da estação central de Santiago, leva 5 horas até Chillán em uma viagem incrível ao lado dos Andes. De lá o próprio hotel te pega e sobe a montanha em trajeto de mais 60 minutos. É possível também voar para uma cidade bem mais próxima de Chillán, Concepcíon, e de lá pegar um traslado de 3 horas para as montanhas, mas não tem tanta graça ;-).

Estacao Colorado em Vale Nevado (Santiago)_002Vale lembrar que é sempre bom, ao viajar para esquiar ou praticar qualquer esporte de aventura, fazer um seguro internacional e que preveja cobertura para estas coisas.

 

Planeje sua viagem

Comentários (2)

Deixe o seu comentário