Napa Valley: Sterling Vineyards – nossa experiência

Conheça a Sterling Vineyards, uma das vinícolas mais visitadas de Napa Valley. A experiência começa com uma subida de teleférico e termina com vistas incríveis dos vinhedos de Napa Valley. Veja todos os detalhes da experiência neste post!

A Sterling é uma das vinícolas mais conhecidas e mais visitadas de Napa Valley, famosa por sua arquitetura imponente, vistas impecáveis de Napa Valley e uma por linha de vinhos bem variada e disponível nos principais supermercados e lojas de bebidas da Califórnia e do mundo.

Sterling Vineyards
Teleférico na subida da Sterling

A produção da Sterling Vineyards é focadas nos estilos Bordeaux e Burgundy e seus vinhos estão divididos em “Napa Valley” (uma categoria mais popular com vinhos bem acessíveis), “Reserve” (Reserva – os melhores vinhos da casa),  “Single Vineyard” (vinhos de única vinícola, focada em entusiastas do mundo do vinho e “Cellar Club” (variedades bem diferentes e limitadas exclusivas para os membros do clube de vinhos Sterling).

Durante o tour pela Sterling, você terá a oportunidade de degustar os vinhos básicos (inclusos na degustação básica) e caso opte pelo Sterling Winery Tour também poderá provar alguns vinhos reserva.

Um tiquinho de história

A Sterling Vineyards foi fundada em 1964 por Peter Newton, que construiu a atual sede  – inspirada em um mosteiro grego e adornada com sinos de St. Dunstans’s, uma antiga igreja da Inglaterra – para ser sua residência. Newton inovou ao plantar mudas de Merlot e Chardonnay, numa época em que quase só se plantava Cabernet Sauvignon em Napa Valley. Em 1977 a vinícola foi vendida para a Coca Cola (a marca fez uma rápida tentativa de ingressar no mercado de vinhos), que a vendeu para a Seagram em 1982, e anos depois foi adquirida pela Diageo (2001).

Sterling Vineyards
Sinos da Sterling, uma das marcas arquitetônicas da vinícola

Hoje a Sterling é parte do portfólio da Treasury Wines, uma empresa Australiana, e um dos maiores players do mercado de vinhos mundial. Aqui na Califórnia a TW é dona de marcas renomados como Beringer, BV,Chateau St Jean, Etude, Acacia e Stags Leap

Linda, porém impessoal

O casarão sede da Sterling Vineyards chama a atenção de longe, a vinícola é linda e os sinos ingleses que tocam a cada 15 minutos dão aquele charme todo especial. E claro, pra chegar lá no alto, você precisará pegar o teleférico o que torna a chegada ainda mais impressionante. Mas, toda a magia da experiência acaba aí. Como a vinícola é grande e recebe muitas visitas os atendentes são breves nas explicações, e vão enchendo as taças num ritmo quase que automático.

Sterling Vineyards
Entrada da Sterling, é aqui que se compra os ingressos para a subida de teleférico
Sterling Vineyards
Ainda na entrada, uma lista de desejos dos visitantes: Coisas que quero fazer antes de morrer

E o ritmo automático continua: setas vão indicando o caminho a ser percorrido e levando os visitantes as diferentes salas de onde é possível acompanhar pedaços da produção – cada parte da produção é narrado por uma televisão com filminho legendado.

Sterling Vineyards
Produção de vinhos vista do alto

Sterling Vineyards

Imagino que de outubro à novembro com a colheita e produção a todo o vapor, a movimentação dos trabalhadores e a sinfonia do vinho sendo produzido deva deixar a experiência mais viva. Em fevereiro foi como assistir um filme em preto e branco acompanhado de doses de vinho sem graça.

Sterling Vineyards
Barrís de vinho repousando

Vistas espetaculares de Calistoga

A Sterling tem algumas das vistas mais lindas de Napa Valley, algo que aprendi há alguns anos atrás enquanto visitava a vinícola vizinha e que pude comprovar e aprovar com meus próprios olhos nessa visita.

Sterling Vineyards
Vistas da Sterling: calma que este é só o começo

Durante nossa visita ao Castello di Amorosa há alguns anos atrás nosso guia – um desses caras bem humorados e brincalhões – apontou para a Steling no alto da montanha e falou. Alguém aí sabe que vinícola é aquela? E logo emendou – Aquela é a Sterling, umas das vinícolas mais renomadas de Napa Valley, e querem saber qual a melhor parte dela? A vista! Lá do alto você  conseguirá tirar as melhores fotos do Castello.

Sterling Vineyards
Castello di Amorosa visto do alto da Sterling Vineyards

E não é que ele tinha razão?

Os pontos altos da visita a Sterling são a subida de teleférico e as vistas maravilhosas da região!

 

Uma experiência que os pequenos adoram

Falando em teleférico, foi ele o grande motivo da nossa escolha, queríamos que a primeira visita do Baby Tom (1 ano e meio da data) a Napa Valley fosse bem especial, e como sabíamos que ele adoraria o teleférico, começamos pela Sterling. O teleférico foi REALMENTE um sucesso, Baby Tom ficou vidrado na experiência e não parava de apontar para as cabines que iam e vinham.

Sterling Vineyards
Subida de teleférico: um dos pontos altos da vinícola
Sterling Vineyards
Baby Tom curtindo a experiência

Quando chegamos a parte alta da vinícola ele não parava de apontar para o teleférico e pedir pra voltar. Na volta foi a mesma curtição, ele definitivamente AMOU a escolha.

Calistoga com crianças

Vale falar que Calistoga é uma excelente escolha pra quem viaja com crianças. Além da Sterling, o Castello di Amorosa é uma pedida certeira para ir com os pequenos, a vinícolas – uma réplica de castelo italiano – tem vinhos gostosos, e um jardim repleto de patos, cabras e ovelhas. Outra boa pedida na região é o Old Faithful Geyser, o Geyser em si é bem sem graça e não emociona muito, mas ele fica numa fazendo fofa repleta de Cabras, Lhamas e atividades que os pequenos amam. A visita ao Old Faithful foi para o Tom o ponto alto do dia e ele saiu de lá pronto para dormir toda a viagem de volta!

Sterling Vineyards
Baby Tom vidrado no teleférico

Veja também:

Sterling Vineyards: Que degustação escolher? (Preços Janeiro 2018)

Quem visita a Sterling pode optar por três experiências diferentes, a General Admission , o Sterling Winery Tour e a Platinum Experience:

A) General Admission: $15-$35 

A General Admission é a experiência mais básica – e desculpem, a mais sem graça, da Sterling. Como muita gente visita a casa quer apenas andar de teleférico e conferir as vistas, a casa criou essa experiência mais rápida pra quem não entende nada de vinho.

A General Admission inclui a degustação de ~5 vinhos diferentes, uma taça de vinho de lembrança e um tour auto-guiado pelas instalações da vinícola. A experiência leva em torno de 30-40 minutos e é bem fraca comparada a outra vinícolas de Napa.

Preços:

  • Adultos- $35
  • Crianças e jovens de 4-20 anos – $15
  • Crianças menores de 3 anos: grátis

B) Sterling Winery Tour – $45

Essa experiência inclui todos os vinhos da General Admission + 3 ou 4 vinhos diferentes degustados em espaços exclusivos. O legal dessa experiência é a chance de provar alguns vinhos reserva (os vinhos oferecidos na General Admission são bem fracos) como o Cabernet Sauvignon da casa e curtir um pouco da Sterleing sem a muvuca de quem vai só de passagem. Se é pra ir até a Sterling, eu investiria nessa experiência mais premium.

C) Platinum Experience – $75

Uma experiencia que combina alguns dos melhores vinhos da casa com uma degustação pareada com comida. A Platinum experience acontece de quinta a domingo e precisa ser reservada com antecedência

O que eu escolheria se fosse você

Se é pra visitar a Sterling, eu iria de Winery Tour. Achei que os vinhos e o tratamento oferecidos a quem opta pelo Sterling Wine Tour muito superior ao General Admission e acho que os $10 de diferença por pessoa valem a pena. Não conheço ninguém que tenha feito a Platinum experience, mas arrisco dizer que estes $75 podem ser investidos em uma vinícola mais bacana como a Joseph Phelps (o vinho dos caras é MARAVILHOSO) ou a Hall Wines que não me canso de elogiar.

Nossa experiência na Sterling Vineyards

A Sterling foi nossa primeira parada de um dia repleto de bons vinhos e muita diversão com o Baby Tom, e como contei nos parágrafos anteriores, a grande razão da nossa escolha foi o teleférico e as vistas do vale. Como era inverno e o dia estava relativamente frio, compramos nossos ingressos sem fila (pegamos um General Admission $35 – o Gu queria ir em várias vinícolas e ficou com medo de começar o dia bebendo muito, mas se arrependeu de não ter pego o Sterling Tour, e uma subida sem bebida já que grávida não pode beber – $25 e o Baby Tom subiu de graça.

Baby Tom e o teleférico: Amor a primeira vista

Assim que o Tom viu as casinhas de teleférico subindo e descendo ele ficou hiper empolgado. Acho que num primeiro momento ele não entendeu que entraríamos nas cabines, mas logo que entrou ficou todo animado e quis ir de pé e de olho na vista. Sucesso total!

Sterling Vineyards
Tom amando a brincadeira do teleférico

A degustação de vinhos da Sterling Vineyards

Chegando na parte alta da vinícola recebemos nossas taças (eu ganhei uma taça também, aparentemente pra encher de água) e as degustações que vieram acompanhadas de pouca ou nenhuma explicação. Algumas amigas amaram ganhar uma taça personalizada de presente, mas acho que demos falta de sorte e ganhamos taças brancas e sem nada escrito. Achei completamente dispensável já que taça de vidro por taça de vidro, fico com as minhas das Ikea :P.

Sterling Vineyards
Degustação de vinhos no terraço

Como estou grávida não estou bebendo, mas combinei com o Gu que se tivesse algum vinho realmente bom na jogada ele me avisaria para eu provar. E não é que vinho após vinho eu ia ouvindo “não bebe isso não”, “não vale a pena”, “nop, nop” até que quando chegou ao Merlot (uma variedade que não sou muito fã) ele me mandou provar: “esse é o melhor, toma”. Tomei mas não gamei não, tava bem ok pra falar a verdade. No final das contas, o melhor vinho do dia era o de sobremesa – e olha que eu nem gosto de vinho de sobremesa, mas preciso admitir que tava gostoso.

Entre uma degustação e outra fomos percorrendo as dependências da vinícola, terraços elevados com vistas da produção, toneis, máquina de sortear uvas (é assim que fala?) e em cada um dos espaços há uma televisão com um vídeo legendado explicando a etapa. Achamos muito desanimado, muito impessoal.

Sterling Vineyards
E olha só que legal o ambiente dos terraços de degustação!

A última parada é um terraço lindo com vistas do vale, aqui sim me esbaldei de tirar fotos e de admirar as parreiras lá embaixo com o Castello di Amorosa no fundo. A vista é realmente a cereja do bolo da visita. Mas… saímos um pouco desapontados, ficou faltando recheio, achamos a experiência cara e achamos que não entrega todo o potencial da vinícola.

Sterling Vineyards
Vistas caprichadas de Napa Valley

De volta ao teleférico

Minutos depois de admirar as visitas colocamos o Baby To no chão e dissemos vai filho, pode correr que estamos indo atrás, “É hora de andar de teleférico!”

Pontos positivos: O que a Sterling tem de legal

  • O teleférico: A experiência é super bonita, diferente e rende fotos lindas!
  • Arquitetura imponente: As instalações são maravilhosas
  • Vistas lindas: indiscutivelmente uma das melhores vistas de Napa Valley

O que poderia ser melhor

  • O tour poderia ser mais pessoal: o foco da vinícola é claramente a quantidade de visitantes e não a experiência em si
  • Vinhos fracos: Os vinhos da GA – Exceto o de sobremesa – eram bem fracos, pra não dizer ruins. Sentimos não ter optado pela experiência mais premium
Sterling Vineyards
Vinhos da Sterling Vineyards

E vale a pena visitar a Sterling?

Pra ser sincera, eu acho que não. Não vale porque a experiência é cara, impessoal e os vinhos – pelo menos os da GA, são fracos – aqui faço uma ressalva pra dizer que já bebi vinhos da Sterling bons, e que infelizmente os vinhos oferecidos na visita estão a quem do potencial da marca. Gostamos do passeio de teleférico e das vistas, mas achamos que se você tem um – ou poucos dias em Napa Valley, vale a pena investir em outras vinícolas mais interessantes.

Informações práticas:

Como chegar?

  • Endereço: 1111 Dunaweal Ln, Calistoga, CA

Localização no Google Maps

Horários de funcionamento:

  • Segunda à sexta das 9:30 às 17:00
  • Sabádos e domingos das 10:00 às 16:00

Com o que combinar?

Combine sua visita à Sterling com o tour pelo Castello di Amorosa, e as degustações do Chateau Montelena e da pequena porém MARAVILHOSA Envy Wines. Pra quem viaja com crianças, vale dar uma passadinha no Old Faithful Geyser.

E aí, já escolheu onde ficar em Napa?

Sentiu falta e algum hotel nesta lista? Conte pra nós!


Viaje sem stress

✅ Reserve seu hotel em Napa Valley

Faça seu seguro de viagens 


Veja também: 

  • Guia de Napa Valley: Nesse post você encontrará todas as dicas do Ideias na Mala de Napa Valley: como chegar, principais vinícolas, passeios e até dicas de onde comer.
  • Dicas de Hotel em Napa: Um post completo com os melhores hotéis da região

Outras experiências bacana em Napa

E para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

Planeje sua viagem

Comentários (2)

Que legal que o Tom gostou do Old Faithful Geyser. Ele curtiu dar comida para as lhamas ou ficou com medo?

Ele ADOROOOOOU a experiencia, mas não demos comida para ele dar com medo dele comer a comida.:P

Deixe o seu comentário