California: Mammoth Lakes, Monolake e Yosemite Park

6

Como tínhamos pouco tempo e queríamos conhecer tanto Mammoth Lakes quanto Monolake, fizemos a viagem São Francisco – Mammoth Lakes numa tacada só em plena sexta feira a noite. A viagem é longa, cerca de 5 horas e meia, mas como a estrada é boa, encaramos bem.

Acordamos sábado cedinho, tomamos um café da manhã no Perry’s Italian Café (esquema americano total: omelete tamanho jumbo acompanhado de torradas) e começamos nosso incrível final de semana…

Mammoth Lakes, Monolake e Yosemite Park

Nossa primeira parada em Mammoth lakes foi o  Minaret Vista, um mirante maravilhoso com vistas incríveis para as montanhas e para a estação de Ski.

Mammoth lakes -  Minaret Vista

Trilhas pelo Devil’s Postpiles & Rainbow falls

Descemos até a estação de ski, compramos o bilhete do shuttle para o  Devil’s Postpiles. Eu já tinha visto algumas fotos de amigos da formação rochosa (e louca por pedra como sou não ia perder o passeio de jeito nenhum). Os guias da estação de Ski são super simpáticos e adoram explicar os diferentes passeios e opções de paradas do shuttle, mas acabamos optando pelo roteiro básico: Devils + cachoeira.

Devil's postpiles - uma formação rochosa impressionanteDevil’s postpiles – uma formação rochosa impressionante. De baixo parecem uma coleção de palitos empilhados…

A caminhada entre a parada do ônibus até o Postpiles leva pouco mais de 5 minutos e ao chegar lá, mesmo com o sol batendo contra e detonando minhas fotos, fiquei impressionada com a perfeição e precisão da natureza ao construir essa falha geológica tão linda.

Uma pequena subida nos levou ao topo da formação, onde as pedras simericas parecem um calçadão… bem especial. Lá do alto, a vista do vale também é bacana. Mas sem dúvida minha parte preferida foi na volta onde passamos bem pertinho das pedras e consegui olhar essa esquisitice de jeito e direito… SURREAL (e sim, eu gosto e muito de pedras…rs).

Devil's postpiles - vistos de cima…De cima parecem paralelepipidos hezagonais.

Dali tocamos para a Rainbow falls, são 4 Km de trilha, quase plana. A paisagem é bonita e olhando com cuidado dá para perceber várias outras formações no estilo “Devils”. Quase na cachoeira, há um pedaço do parque que há 20 anos atrás sofreu um mega incêndio e aos poucos esta se recuperando. O contraste é violento.

Devil's postpiles monument - área que sofreu incendioE por fim chegamos a cachoeira que como o nome promete forma um lindo arco-íris no ar e que sem dúvida alguma merece os 4km de caminhada. Ali bateu a primeira tristeza do dia, se tivéssemos mais dias teríamos nadado e aproveitado o lugar, mas como também queríamos conhecer os Mammoth Lakes, tínhamos que seguir.

A bonita cachoeira arcoíris - Rainbow Waterfall

A bonita cachoeira arco-íris – Rainbow Waterfall

A trilha de volta, cerca de 2Km morro acima não é das mais duras pra quem esta acostumado a caminhar, mas o calor deu uma atrapalhada e bebemos bastante água. Fica a dica para quem for fazer o passeio: leve água!

O Shuttle de volta nos levou até a estação de ski, que estava bombando de gente fazendo Mountain Bike. Estávamos morrendo de fome e até pensamos em comer por ali, mas estava bem mais cheio e caro do que gostaríamos então voltamos a rua principal e tratamos de comer a comida mais rápida que encontramos: pizza.

Depois do almoço fomos visitar os Mammoth Lakes…

Twin Lakes (lagos gêmeos) - MammothComeçamos pelos Twin Lakes (lagos gêmeos), que nos pareceram muito gostosos para um passeio do caiaque. Os lagos tem várias pontes bonitinhas e no finalzinho do segundo lago há uma cachoeira dessas altas de pouca águas. Enquanto planejamos nossa próxima parada acompanhamos as fotos de um casamento. Sabe aquele lance mega americano: madrinhas todas vestidas com o mesmo vestido e fotos super posadas? Adooooro…rs

Dali tocamos para o Mammi lakes onde uma thurma de amigos tentava empenhadamente pescar o jantar. E não é que enquanto tirávamos nossas fotos vimos um senhor peixe sendo apanhado?

Mammi Lake - MammothMas o grande segredo do Mammi lakes fica do outro lado da rua, um lindo mirante com uma vista privilegiada dos Twin lakes, uma dessas vistas de tirar o fôlego. (E que na nossa humilde opinião esta entre as vistas mais lindas da California). Deixa eu tentar descrever. Dois lagos gêmeos de águas azuis transparentes cortados por pontes e rodeados por montanhas. O azul das águas é por muitas vezes quebrado pelo verde das águas. Bonito, não?

Twin Lakes visto do alto - um lindo tapete de coresTwin Lakes visto do alto – um lindo tapete de cores

Twin Lakes visto do alto - ponte e pinheirosDali fizemos uma caminhada de pouco menos de 20 minutos até o Horseback lake – o único dos lagos onde nadar esta liberado. Chegando lá sentamos em um galho de arvore e ficamos curtindo uma praia praticamente deserta.

Horseback lake em Mammoth LakesDe volta ao carro, contornamos o lago Mary, o maior de todos. Com o entardecer, as montanhas vermelhas estavam refletidas na água. Super bonito. Fizemos uma ou duas paradas no caminho para curtir o visual e seguimos para o Lago George, o último que se pode acessar por carro. Dalí sai uma trilha para o lake Crystal. O lago George é o mais bonito e bucólico dos lagos, ficamos com muita vontade de passar um dia inteiro por ali.

Lago Mary - Mammoth LakesLago Mary – o grandão da thurma

Já eram 5 da tarde e como eu queria muito ver o pôr do sol do Monolake, que fica a cerca de 40 minutos de Mammoth seguimos viagem. Pegamos uma estrada chamada Mammoth Lakes Scenic Route que como o próprio nome já indica é lindo. O bacana da estrada é curtir a mudança de vegetação, de floresta a semi deserto em pouquíssimos quilômetros.

Mammoth Lakes Scenic Route  rumo ao Monolake Mammoth Lakes Scenic Route  rumo ao Monolake

Montanhas na Mammoth Lakes Scenic Route Montanhas na Mammoth Lakes Scenic Route

Monolake visto da Mammoth Lakes Scenic RouteE então surge um enorme lago, o Monolake.

Um passeio pelo Monolake

O Monolake é um piscinão semi-salgado no meio do deserto. Devido as semelhanças há que o chame de mar morto. Mas de morto, o monolake não tem nada, é impressionante a quantidade de pássaros, peixes e insetos que habitam as águas, mas o show, fica por conta das tufas, uma formação rochosa com uma grande concentração de cálcio. Há muitas Tufas em volta do lago, mas South Grove Tufa concentra uma quantidade bastante grande delas e foi para lá que nós fomos.

South Grove Tufa, Monolake - CalifórniaSouth Grove Tufa, Monolake – Califórnia

Chegando em South Grove Tufa, há uma caminhada de pouco mais de 1Km que passa por muitas tufas esquisitonas, grandes e pequenas, algumas bem longe das águas e outras na margem do lago. Por muitos anos o Monolake serviu como fonte de abastecimento da cidade de Los Angeles e o nível da águas abaixou absurdamente, por isso muitas das tufas estão cercadas de mata. Para preservar as Tufas que são muito frágeis, a trilha é bem demarcada e com muitas placas pedindo que os turistas nem toquem e nem subam nas tufas (o que infelizmente acaba acontecendo).

Tufas em South Grove Tufa, Monolake - Califórnia

Ficamos ali até o anoitecer, tirando fotos, curtindo as tufas, espantando bichinhos e curtindo e as mudanças das cores do céu.

Tufas durante o pôr do sol em South Grove TufaTufas durante o pôr do sol em South Grove Tufa

No dia seguinte tomamos café da manhã na Schat’s Bakery que tem pães e doces maravilhosos e uma fila de dar a volta no quarteirão. De lá seguimos o Bodie State Historic Park, que fica há pouco mais de 20 milhas do Monolake numa estrada completamente zuada. Na real subestimamos o poder da estrada lixo e acabamos furando o nosso pneu. Foi ai que descobrimos que nosso step era tão fininho e porcaria que parecia pneu de bicicleta.

Estrada para Bodie State ParkEssa bonita estrada semi-deserta liga a uma outra estrada de pedras pontudas. Nosso pneu ficou por lá.

Chegamos no parque rodando super devagar e morrendo de medo de perder mais um pneu. Bodie era uma cidade importante na época do ouro californiano e foi abandonada em 1962. A cidade esta suuuuper bem conservada e caminhar pelas antigas ruas e igrejas é um senhor programa para quem gosta de história.

Bodie Park visto da estrada. Lindo e desertoBodie Park visto da estrada. Lindo e deserto

Algumas casas tem muitos móveis e objetos dentro (apenas uma delas esta aberta para visitação) e pela janela dá para espiar bem o que há lá dentro. Além das casas e da fofissima igrejinha, há um museu bacana repleto de historia e objetos antigos e para qume tiver mais tempo, também dá para fazer um tour pela antiga mina de ouro.

Casinha em Bodie Park, Califórnia Igreja em Bodie Park, Califórnia IMG_4577Antiga cidade de Bodie, Califórnia

Com o pneu de “bicicleta” no carro e em pleno domingo, ficamos com medo de sair muito tarde de lá e encontrar a única borracharia da região fechada, então fizemos um passeio um pouco mais curto do que gostaríamos, porém super produtivo e de lá tocamos para Le Vining (cidade do Monolake) em busca da tal da borracharia.

Mirante no caminho de volta de BodieMirante no caminho de volta de Bodie

Pneu trocado (o furo foi enorme e nem deu para aproveitar), fizemos o caminho de volta nos deliciando com as incríveis vistas do Yosemite Lakes subindo pela bonita Tioga Pass. Amamos tanto o percurso que já escolhemos que esse será o destino da nossa próxima viagem….

Yosemite National Park: O Glacier Point

Vista do Tioga Pass, Yosemite Vista do Tioga Pass, Yosemite 

Lago Visto do Tioga Pass, Yosemite

e… para fechar a viagem com chave de ouro, fomos até o Glacier Point, uma das visitas mais lindas do Yosemite Park que se chega de carro. A estrada é sinuosa e um pouquinho longa mas vale MUITO a pena, a vista sem exagero nenhum está entre as mais caprichadas das nossas vidas… Aaaah, Yosemite!

Glacier Point - Yosemite National ParkGlacier Point – Yosemite National Park

Com muita vontade de fazer um trilha, mas com o inicio da semana chegando, não tivemos outra escolha se não nos despedirmos da vista e tocarmos para Berkeley. Foi uma belíssima viagem!

Half Dome visto do Glacier Point - Yosemite National ParkHalf Dome visto do Glacier Point – Yosemite National Park

Veja também: 

As impressionantes paisagens de Mammoth Lakes: http://ideiasnamala.com/2013/09/16/as-impressionantes-paisagens-de-mammoth-lakes-california/

Yosemite National Parkhttp://ideiasnamala.com/2012/11/29/california-o-incrivel-yosemite-park/

Lake Tahoehttp://ideiasnamala.com/2013/04/15/lake-tahoe-maravilhoso-em-todas-as-estacoes-do-ano/

Califórnia, a famosa Highway 1http://ideiasnamala.com/2013/01/24/california-a-famosa-highway-1/

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

6 comments

  1. Inês Santos 12 janeiro, 2016 at 13:51 Responder

    Estou adorando suas postagens, parabéns pelo blog. Planejamos ir para essa região no final de setembro, dormindo uma noite perto do Sequoia Park, duas perto da entrada do Yosemite e duas para a região dos Mammoth Lakes. Aonde vc acha melhor dormir nessas duas noites? Obrigada.

Post a new comment

Veja também

Maui - Havaí

Roteiro de 4 dias em Maui

Roteiro de 4 dias em Maui no Havaí com dicas de passeios, melhores praias, restaurantes e muito mais. Um roteiro completinho para você imprimir, e ...