O que fazer em Mammoth Lakes na Califórnia

Lagos, montanhas, floresta, cheirinho de verde, cachoeiras, vistas impressionantes e formações rochosas espetaculares. Essa são algumas das muitas palavras que definem o final de semana mais que especial que passamos em Mammoth Lakes (Lago Mamute), Califórnia, e que com muita alegria dividiremos com vocês. Vamos nessa?

O que fazer em Mammoth Lakes?

E, para planejar sua viagem:

Se preferir, clique nos itens acima para ir direto ao ponto.

Passeios e trilhas

Devils Postpile & Rainbow Falls

Um dos programas mais famosos da região é visitar o Devils Postpile, uma formação geológica impressionante. Basicamente a natureza se organizou de uma maneira que ergueu uma rocha enorme formada de blocos mega simétricos e muito bonito. É bem diferente do que estamos acostumados a ver no Brasil.

mammoth lakes
Formação espetacular do Devil’s Postpile
Mammoth Lakes
Devil’s Postpile

Uma pequena subida nos levou ao topo da formação, onde as pedras simétricas parecem um calçadão… Bem especial. Lá do alto, a vista do vale também é bacana, mas sem dúvida minha parte preferida foi na volta onde passamos bem pertinho das pedras e consegui olhar essa esquisitice de pertinho. É surreal!

Mammoth Lakes
Devils Postpile visto do alto: perfeição da natureza

Para chegar lá você precisará pegar um shuttle (que sai da frente da estação de ski e custa 8 dólares por pessoa por dia) e depois caminhar pouco menos de um quilometro de trilha fácil e plana para chegar até o pé das rochas. E se ver a formação de baixo já é bacana, imagine só a vista do topo! A subida é inclinada, mas vale a pena encarar e dar a volta inteirinha na pedra.

mammoth lakes
Rainbow Falls

Para quem se animar a caminhar mais um pouco, uma trilha de 4km te levará a bonita Rainbow Falls (Cachoeira Arco-íris). Um cachoeira super alta e pomposa e que, como o próprio nome já diz, forma um arco-íris no final. Por lá, a piscina natural no fim da cachoeira é super convidativa.

De volta a trilha, a ida é bem tranquila, quase que 100% reta ou descida, mas a volta não é assim tão tranquila e você terá que caminhar uns 2 km morro acima. Como a cachoeira vale a caminhada e a subida, recomendo que você leve bastante água e encare a subida.

A paisagem do trajeto é bonita e olhando com cuidado dá para perceber várias outras formações no estilo “Devils”.

Hot Creek Geological Site

De carro, o local fica a uns vinte minutos do centro da cidade. Você pode fazer uma trilha um pouco mais longa ou simplesmente estacionar do lado do Hot Creek e caminhar uns 5 minutos até o ponto em que dá pra ver as piscinas de água azul, que parecem de mentira.

Mammoth Lakes, Mono Lake e Bodie
Hot Creek Geological Site

Mammoth Lakes, Mono Lake e Bodie

Earthquake Fault

Foi um passeio bem rápido, mas eu estava bem curiosa pra ver uma fissura gerada por terremotos de pertinho, então valeu a pena. Você estaciona super perto e já vê a falha do estacionamento, mas a gente fez questão de caminhar ao redor dela pra curtir bem e fazer umas fotinhos.

Mammoth Lakes, Mono Lake e Bodie
Earthquake Fault

Mammoth Lakes, Mono Lake e Bodie

Caminhando pelos lagos

Caminhar em volta aos lagos é um programa super gostoso. Para quem quer nadar, o lago Horshoe é o único oficialmente liberado e para chegar lá você pode ir de carro ou pegar uma trilha plana e gostosa que sai do lago Mamie. Outra opção de trilha é caminhar entre o lago George (que é muito lindo) e o lago Cristal (que não é acessível por carro).

Mammoth Lakes
Twin Lakes, Mammoth Lakes

Subida de gôndola para a Mammoth Mountain

Depois de tudo isso, o sol ainda estava bombando, então resolvemos fazer um passeio de gôndola para conhecer a Mammoth Mountain. Estava bem frio por lá e a montanha ainda estava cheia de neve, coisa mais linda. O passeio na gôndola é rapidinho, mas você pode descer e curtir um pouco da neve e da vista maravilhosa do topo da montanha. Não é super barato (a partir de U$27), mas achei que valeu a pena ver as montanhas lá de cima.

Twin Lakes - Mammoth Lakes
Mammoth Mountain

Mirantes

Além das vistas muito lindas da estrada, dois mirantes precisam ser visitados:

Minaret Vista

Fica a um quilômetro da estação de Ski, sentido Devils Postpiles, e tem uma vista sensacional do vale. O mirante esta bem sinalizado e é bem fácil chegar.

mammoth lakes
Minaret Vista

Twin Lakes View Point

Este mirante fica um pouco mais escondido. Para chegar lá, dirija até o lago Mamie, estacione o carro em frente e atravesse a rua. Pronto, você terá um vista do alto da cachoeira do Twin Lakes com os dois lindos lagos e as montanhas em volta. Essa é uma das nossas vistas preferidas da Califórnia: dois lagos gêmeos de águas azuis transparentes cortados por pontes e rodeados por montanhas. O azul das águas é por muitas vezes quebrado pelo verde das águas. Bonito, não?

mammoth lakes
Mirante do Twin Lakes
mammoth lakes
Mirante do Twin Lakes

Mirante da estação de Ski

Como voltamos no inverno para esquiar, acabamos não visitando este mirante. Para chegar lá é preciso pegar o teleférico da estação de Ski ($24 por pessoa) – o bilhete do shuttle para Devils Postpiles dá $5 de desconto. Reza a lenda lá de cima a vista é maravilhosa com direito a todos os lagos e muitas montanhas.

mammoth lakes
Estação de Ski vista do Minaret Vista

Mirante do Mono Lake

Mammoth Lakes

Pistas de bicicletas

Para os amantes de Mountain Bike, durante o verão a estação de Ski se transforma em um verdadeiro playground de ciclistas com direito a pistas para todos os níveis. Algumas, só de olhar dá medo. Para um passeio mais tranquilo, alugar um bicicleta e pedalar ao redor dos lago pode ser uma ótima pedida. Há ciclovias por toda a cidade.

Barcos, caiaques e piqueniques no lago

Muitos dos lagos tem algum lugar de aluguel de caiaques/barcos/pedalinhos perto. Enquanto o lago Mary é o maior dos lagos e fica muito lindo durante o pôr do sol, o lago George é o mais bonito e é repleto de montanhas no fundo. Para comer, a melhor pedida da cidade é escolher um desses muitos lagos e fazer um piquenique caprichado. As águas cristalinas cercadas por árvores e montanhas deixarão o cenário surreal!

Lake Mary

O maior de todos. Com o entardecer, as montanhas vermelhas estavam refletidas na água. Super bonito. Fizemos uma ou duas paradas no caminho para curtir o visual

Mammoth Lakes

Horseshoe Lake

Para chegar nele é preciso fazer uma caminhada de pouco menos de 20 minutos. O Horseback lake – o único dos lagos onde nadar está liberado. Chegando lá sentamos em um galho de árvore e ficamos curtindo uma praia praticamente deserta.

Mammoth Lakes
Lago Horseshoe, Mammoth Lakes

Lake George

Lago George é o último que se pode acessar por carro. Dali, sai uma trilha para o lake Crystal. O lago George é o mais bonito e bucólico dos lagos, ficamos com muita vontade de passar um dia inteiro por ali. O Lake George é o ponto de início da trilha para o Crystal Lakes.

Bate e voltas de Mammoth Lakes

Mono Lake: o mar morto da Califórnia

A viagem entre Mammoth Lakes e Mono lake leva cerca de 40 minutos e passa por uma estrada maravilhosa.

O Monolake é um piscinão semi-salgado no meio do deserto. Devido as semelhanças, há quem o chame de mar morto. Mas de morto o monolake não tem nada, é impressionante a quantidade de pássaros, peixes e insetos que habitam as águas. O show fica por conta das tufas, uma formação rochosa com uma grande concentração de cálcio. Há muitas delas em volta do lago, mas South Grove Tufa concentra uma quantidade bastante grande delas e foi para lá que nós fomos.

mammoth lakes
Monolake

Ficamos ali até o anoitecer tirando fotos, curtindo as tufas, espantando bichinhos e admirando as mudanças das cores do céu.

Mono Lake
Pôr do sol no Monolake

Chegando em South Grove Tufa, há uma caminhada de pouco mais de 1Km que passa por muitas tufas esquisitonas, grandes e pequenas, algumas bem longe das águas e outras na margem do lago. Por muitos anos o Monolake serviu como fonte de abastecimento da cidade de Los Angeles e o nível da águas abaixou absurdamente, por isso muitas dessas formações estão cercadas de mata. Para preserva-las, já que são muito frágeis, a trilha é bem demarcada e com muitas placas pedindo que os turistas nem toquem e nem subam nas tufas (o que infelizmente acaba acontecendo).

Bodie Ghost City

Bodie era uma cidade importante na época do ouro californiano e foi abandonada em 1962. Hoje a Cidade fantasma Bodie é um parque estadual autêntico e um dos melhores exemplos de cidade fantasma na Califórnia: ela foi uma cidade mesmo, não é simplesmente um parque que foi construído para entreter.

A cidade esta super bem conservada e caminhar pelas antigas ruas e igrejas é um senhor programa para quem gosta de história. Algumas casas tem muitos móveis e objetos dentro (apenas uma delas está aberta para visitação) e pela janela dá para espiar bem o que há lá dentro. Além das casas e da fofissima igrejinha, há um museu bacana repleto de história e objetos antigos. Para quem tiver mais tempo, também dá para fazer um tour pela antiga mina de ouro.

mammoth lakes
Bodie

A cidade cresceu em torno do ouro encontrado na região e chegou a ter quase dois mil prédios (entre casas e estabelecimentos) até que começou a declinar e os moradores foram deixando a cidade aos poucos, até não sobrar ninguém. Eles oferecem um tour com guia e um livrinho para quem quiser fazer um tour por conta própria, que foi o que fizemos. Alguns poucos prédios tem entrada liberada, mas mesmo assim valeu a pena, ver aquelas casas e pensar que pessoas realmente viveram lá foi incrível pra mim.

Dica da estrada:

Uma estrada de terra batida e muitas pedras pontudas é a combinação perfeita para furar seu pneu (falo por experiência própria: nós furamos o nosso). São aproximadamente 3 milhas de estrada bem ruim – ou uma alternativa melhorzinha de umas 30 milhas. Na única borracharia local, em Lee Vining, aprendemos que todos os dias furam cerca de 5 pneus naquela estrada, ou seja, vá devagar!

Onde se hospedar em Mammoth Lakes

Mammoth Lakes é um cidade absolutamente construída para o turismo e com opções de hospedagem bem variadas, de camping a resorts 5 estrelas. Nós escolhemos o hotel mais barato e melhor avaliado naquele final de semana (os preços variam bastante dependendo da demanda) e ficamos hospedados no EconoLodge. O hotel era bem limpo e bem localizado. O café da manhã bem sem vergonha e acabava bem mais cedo do que deveria, mas pelo preço que pagamos, ok.

Fizemos uma seleção de hotéis que podem facilitar a sua busca, confira:

Dica: o verão é baixa temporada e, portanto, consideravelmente mais barato (porém não menos especial que o inverno).

Onde comer em Mammoth Lakes

Café da manhã:

Nossas dicas para o café da manhã são a Schat’s Bakery que tem pães e doces maravilhosos e uma fila de dar a volta no quarteirão, o Perry’s Italian Café (esquema americano total: omelete tamanho jumbo acompanhado de torradas) e o Good Life Cafe (126 Old Mammoth Rd) que serve café da manhã tradicional americano, bem gostoso e baratinho.

Almoço e/ou jantar:

  • The Mogul (1528 Tavern Rd, Mammoth Lakes): um restaurante pequeno, no centrinho de Mammoth Lakes. Reserve pois o local é disputado. Para comer, a Mila pediu a famosa Prime Ribs deles e o Rodrigo pediu uma combinação de steak e lagosta de babar. De sobremesa, eles pediram o Cinnamon Charlotte, que é uma mistura de cupcake, sorvete e calda de canela. É maravilhoso!
  • Campo (6201 Minaret Rd Suite 240): um restaurante italiano maravilhoso. Fiquei com água na boca só de lembrar da massa deliciosa de ragu de coelho que comi lá. Meu marido pediu um fetuccine bolognesa qua estava uma delícia e eu ainda me esbaldei no Caramel Budino, uma sobremesa deliciosa com creme de baunilha, farofa de Oreo e caramelo. Depois desse dia cheio e de toda essa comida, só nos restava voltar pro hotel e dormir.

Como chegar em Mammoth Lakes

No verão:

A viagem entre São Francisco e Mammoth Lakes leva cerca de 5 horas e meia e passa por dentro o Yosemite National Park, mais especificamente pela rodovia Tioga Pass, um trecho muito lindo repleto de lagos e que só fica aberto durante o verão. Para quem tiver mais do que um final de semana, vale a pena quebrar a viagem e passar uns dois dias curtindo o visual e aproveitando os lagos do Yosemite (para aproveitar ainda mais, vale a pena levar barraca e acampar para você não precisar se hospedar fora do parque e rodar quase que uma hora por dia só para chegar lá).

Mammoth Lakes
Tioga Pass – Yosemite Park

Saindo do parque há uma serra bem bonita. Vale a pena descer devagar e ir encostando para tirar fotos sempre que der.

Não esqueça o seguro viagem

Não se pode contar com a sorte quando o assunto é viagem, menos ainda em se tratando de Estados Unidos. É claro que ninguém viaja pensando em ter problemas, mas eles podem existir. Por que arriscar, não é mesmo? Nossa dica é que você escolha um seguro de boa cobertura, que cubra qualquer eventualidade no ato.

Para poupar o seu tempo, recomendamos a Seguros Promo, uma empresa brasileira, que faz um comparativo das melhores apólices disponíveis no mercado, de acordo com as suas necessidades, te apresentando uma listagem dos seguros e seus respectivos valores e coberturas. Aí você só precisa escolher o melhor custo x benefício!

Quer mais comodidade e desconto? Clique aqui e insira nosso código IDEIASNAMALA5 para ganhar 5% de desconto na compra do seu seguro viagem.

E aí, curtiu nossas dicas?


Viaje sem stress:

✅ Faça seu seguro de viagens

✅ Alugue seu carro

Veja também:


Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

Planeje sua viagem

Comentários (18)

[…] Mammoth Lakes: lagos maravilhosos, cachoeiras impressionantes e vistas de cair o queixo. Um dos meus lugares preferidos na Califórnia. […]

[…] Chegou a hora de planejar sua viagem e incluir Mammoth Lakes no seu roteiro pela Califórnia. Este post está bem dedicado as atividades de inverno de Mammoth Lakes, caso você viaje durante o verão (julho – outubro) recomendo a leitura do post o que fazer em Mammoth Lakes. […]

Adorei as informações sobre Mammoth Laje. Estou programando viajar São Francisco Las Vegas no final de Fevereiro de 2020. E com certeza irei até lá. Teria algumas dicas para seguirmos para Las Vegas pelo Lado de Nevada a partir de Mommoth Laje?

Da sim! Fizemos um roteiro parecido, passando pelo Death Valley.
Veja os detalhes aqui
Beijos

Oi mari!
Pretendo viajar para mammoth lake e ficar por uma estadia mais longa, por 3 meses. Não consigo encontra, além de hotel, hostel, ou apartamentos para locação para temporada. Saberia indicar imobiliária, ou algum site americano(além do craigslist que não entendo nada kk)
bjuuuuuEd

Oi Eduarda,
Deificilmente corretores trabalham com aluguel aqui.
Os caminhar são Criagslist, Homeaway u Airbnb
Beijos

[…] As paisagens de Mammoth Lakes: https://ideiasnamala.com/2013/09/16/as-impressionantes-paisagens-de-mammoth-lakes-california/ […]

[…] Mammoth Lakes: Lagos maravilhosos, cachoeiras impressionantes e vistas de cair o queixo. Um dos meus lugares preferidos na Califórnia. […]

[…] lugar que não me canso de visitar. Mammoth Lakes fica incrívelmente linda no verão e é um prato cheio para quem curte fazer trilhas ou passar o […]

[…] Hoje é o segundo dia do nosso #roadtripnodeserto. Estamos em Mammoth Lakes, Califórnia e iremos até o Death Valley (Vale da morte) – são : 216 milhas – 347 Km de estrada repletos de paisagens maravilhosas, mas antes de pegar a estrada, saímos para re-visitar a cidade que já havíamos visitado no verão. […]

[…] (mais ou menos 6 horas) por uma estrada MARAVILHOSA. Como é inverno e o caminho mais curto para os Mammoth Lakes, o Tioga Pass, esta fechado, acabamos conhecendo uma estrada nova que amamos, a 395 que sai de […]

[…] 4 horas No segundo dia visitaremos os Mammoth Lakes, um lugar super lindo que já visitei durante o verão e amei de paixão. No inverno Mammoth Lakes se transforma em um paraíso para os amantes de Ski e […]

[…] As impressionantes paisagens de Mammoth Lakes: https://ideiasnamala.com/2013/09/16/as-impressionantes-paisagens-de-mammoth-lakes-california/ […]

Um dos lugares mais lindos que já estive. Realmente imperdível!

Que Park mais lindo ! As rochas são impressionantes.

Oi, Mari. Tudo bem? 🙂

Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.

Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

Até mais,
Natalie – Boia

EBA!!!! Obrigada!
Já comecei a semana feliz!
Beijos

MAri Vidigal

Deixe o seu comentário