Cuidando de animais selvagens na África do Sul

3

Conheci a Fê Zogbi na época da escola – sétima série para ser mais exata – e desde o fim de nossos anos de Mater Dei nos vimos pouco, mas a Fê é uma dessas pessoas especiais que faço absoluta questão de acompanhar com carinho com a ajuda da Internet. 

Nesse meio tempo, ela se formou em administração de empresas, começou uma nova faculdade de veterinária, e fez um monte de viagens sensacionais. E falando em viagens, numa dessas férias, a Fê me surpreendeu com uma senhora viagem diferente e que fiquei morrendo de vontade de escrever aqui no Ideias na Mala, ela passou as férias cuidando de animais selvagens na África do Sul. Legal não? Nos próximos parágrafos contarei um pouco da experiência da Fê, quem sabe você não se anima?

Cuidando de Animais na África do Sul

Cuidando de animais selvagens na África do Sul

Perguntas & Respostas com Fernanda Badra Zogbi Bueno 

  • Nome: Fernanda Badra Zogbi Bueno
  • Profissão: Administradora de empresas e futura veterinária
  • Destino: África do sul
  • Hobby: Animais
  • Motivo da viagem: Trabalhar com animais selvagens dentro do ambiente deles.

O porque da Viagem

De um sonho a realidade:

“Eu já pensava em fazer esta viagem há algum tempo. Como sou casada há pouco tempo e estava planejando engravidar em janeiro, resolvi que em dezembro eu tinha que fazer isso, ou eu nunca mais faria, afinal grávida ou com um bebê não teria como passar 15 dias longe. Como meu marido me apoiou na decisão, convidei minha irmã para ir comigo e fomos super felizes”.

O Roteiro

– Vôo:

A Fernanda voou de São Paulo a Johannesburg e de Johannesburg a Hoedspruit, cidade onde fica o centro de reabilitação de animais Moholoholo. Na volta, devido ao horário do vôo, ela pernoitou uma noite em Johannesburg.

– Centro de reabilitação de animais Moholoholo:

O Centro de reabilitação de Moholoholo reabilita animais doentes ou órfãos, e desenvolve uma série de pesquisas e trabalhos bacanas com animais selvagens. Mas além disso o centro é um lugar que recebe visitantes, estudantes, voluntários e até mesmo casamentos. A Fê passou 15 dias no centro e cuidou de muitos animais diferentes, como águias e urubus, corujas, cuidei de felinos, como leões e leopardos.

Cuidando de Animais na África do Sul

Cuidando de Animais na África do Sul

Cuidando de Animais na África do Sul

Porque a Fernanda escolheu este centro:

“Existem diversos programas de trabalhos voluntário na África e também em outros países, para cuidar de animais e de crianças. Eu quis especificamente com animais e na África. Dentre os programas que pesquisei, procurei um que ficasse dentro de um centro de reabilitação, pois achei que a experiência agregaria no meu curso de medicina veterinária. Dentre os centros de reabilitação que encontrei, este era o que considerei de localização melhor, facilitando o acesso”.

A Fê contratou o programa dela com um Agência de viagens no Brasil, mas quem quiser pode organizar sozinho, e “contratar” o programa da próprio site do centro de Reabilitação.

Cuidando de Animais na África do Sul

Cuidando de Animais na África do Sul

Cuidando de Animais na África do Sul

A Rotina dos voluntários

“Minha rotina e dos outros voluntários era bem específica. A gente acordava por volta das 6:30hs, nosso trabalho começava as 7:00hs. Cada grupo cuidava de animais específicos (limpeza das instalações deles, alimentação e água) e acabávamos este turno por volta das 8:30hs, quando íamos tomar o café da manhã.

Após o café da manhã, por volta das 10:00hs tínhamos um trabalho em equipe, que na maioria das vezes era a limpeza da jaula de algum animal grande, como leões, leopardos, etc. Esta tarefa terminava próxima ao horário de almoço.

Após o almoço, tínhamos o dia livre até as 15:00hs, quando tínhamos outro turno igual ao da manhã. Após este turno encerrávamos o trabalho e jantávamos juntos.

Quando chegava algum animal machucado, todos devíamos parar o que estacamos fazendo, para irmos a clinica e assistirmos ao tratamento. No meu ultimo dia, participei de um resgate na estrada de uma impala atropelada, foi uma experiência única e muito satisfatória.

No domingo não tínhamos nada além dos dois turnos diários, então podíamos fazer outras coisas. Fomos ao Krugger Park, que ficava há 50 minutos de onde estávamos”.

Uma experiência inesquecível

Cuidando de Animais na África do Sul

O bacana deste tipo de viagem é levar pra vida uma experiência completamente única e maravilhosa. A Fê destacou alguns dos momentos preferidos dela como trocar água dos Leopardos ou resgatar uma Impala. Alguém ai já fez algo parecido?

Trocando água dos Leopardos

“A experiência toda foi muito boa, mas o que tornava o meu dia mais feliz era quando eu ia trocar a água dos leopardos e eles vinham me dar bom dia, e ficavam ronronando como gatos. Eu fazia carinho neles através da cerca e ficava um tempão conversando com eles”.

Resgatando uma Impala

“Mas quando tínhamos animais machucados chegando, eu tive a oportunidade de aplicar medicação em impala, entubar uma águia e resgatar uma impala atropelada. Como é tudo muito diferente, não sei especificar o que mais gostei. Gostei muito de tudo!”

A doçura dos Guepardos

Quando perguntei pra Fê se em algúm momento ela teve medo dos animais, ela respondeu: “Não, eu confiei neles. Acho que o mais importante é respeitá-los dentro do território deles para não ter perigo. Uma cheetah (ou guepardo) me surpreendeu muito, quando mostrou ser um animal muito tranquilo e amigável”.

Recomendações pra quem pensa em fazer algo parecido

Pra fechar o post, deixou vocês com as palavras e com a recomendação da Fê:

“A experiência é fantástica, vale cada centavo que você gasta. Mas tem que ir preparado para perrengues, pois faça chuva ou faça sol, os animais precisam comer, e ninguém fica em hotel de luxo, e sim quartos pequenos e simples com comida caseira e também super simples. Tem que ir de cabeça aberta, pronto para conhecer novos animais!”

E você? conte sua aventura para nós!

Imagens: Fernanda Zogbi Bueno

 

 

Safari

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

3 comments

Post a new comment

Veja também