Safári na África do Sul: 5 opções incríveis para você escolher

3
Safari africa do sul

Se você tem o sonho de fazer um safári na África do Sul você com certeza já caiu no dilema: que safári escolher? Para te ajudar a escolher o melhor safári para sua viagem, fizemos uma lista detalhada com as melhores opções no país incluindo parques nacionais (como o Kruger e o Pilanesberg) e reservas privadas. E é claro que explicaremos a diferença entre essas duas opções e daremos boas dicas de onde se hospedar em cada um dos 5 safáris recomendados. Vamos nessa?

Safári na África do Sul: 5 opções incríveis para você escolher

A África do Sul é o destino perfeito para muitos estilos de viagens. Por lá, você encontrará praias incríveis, paisagens deslumbrantes, cenários surreais e, talvez o principal atrativo do país, vida selvagem. O país é quase sempre a primeira opção de quem sonha avistar animais selvagens de pertinho e, principalmente, os Big 5, isto é, os cinco mamíferos selvagens de grande porte mais difíceis de serem caçados pelo homem: búfalo, rinoceronte, elefante, leopardo e leão.

Neste post, vamos explicar para você as diferenças entre parques nacionais, como o famoso Kruger e o Pilanesberg, e reservas privadas (Game Reserves) como Thornybush, Sabi Sands e MalaMala.

Veja 5 dos melhores safáris da África do Sul no mapa

Separamos cinco regiões para explicar para você direitinho suas localizações, o que poderá encontrar por lá e boas hospedagens em cada uma delas – assim, você poderá escolher facilmente qual se encaixa melhor no roteiro da sua viagem. Vamos começar?

Montando um roteiro para a África do Sul? Veja aqui nosso roteiro de 14 dias na África do Sul.

Quanto custa um safári na África do Sul?

Acho que antes da dúvida de qual região escolher, está a questão do preço. Muita gente não faz nem ideia e vive se perguntando “quanto custa um safári no Kruger Park?”. Bom, vamos esclarecer os pontos. Há basicamente três tipos de safári que você pode fazer. Resumidamente, eles são:

  • Self-drive
    É a opção mais em conta. Aqui, basta você alugar um carro, ir até um parque nacional, pagar a taxa de entrada e se aventurar pelas estradas.
  • Organizado pelos próprios lodges
    As opções de hospedagens que ficam dentro dos parques já costumam incluir em sua diária dois safáris por dia, um ao amanhecer e outro no fim da tarde, com tudo organizado.
  • Tour a partir de grandes cidades
    Grandes cidades da África do Sul costumam ter bate e volta para alguma reserva. Em Johannesburgo, por exemplo, você consegue fazer isso até o Parque Pilanesberg por cerca de USD 165 por pessoa.

Dito isto, vamos esclarecer os valores das hospedagens (e agora você entenderá o porquê lodges dentro das reservas são mais caros). Hotéis em cidades próximas ao Kruger tem diárias a partir de R$350 (e aqui vale lembrar que você terá que alugar um carro e organizar o seu próprio safári). A partir de R$2.000 você consegue se hospedar dentro do parque com pensão completa de dois games inclusos por dia.

Em Pilanesberg, as diárias são a partir de R$1.500 e, normalmente, em lodges dentro do parque que incluem os games e pensão completa. Na reserva de Thornybush o céu é o limite, as diárias vão de R$6.000 a R$16.000 – com tudo incluso, obviamente. Sabi Sand e MalaMala também são luxuosas e possuem diárias a partir de R$4.000 e vão até R$18.000.

Qual a diferença entre fazer safári em parques nacionais ou reservas privadas?

Esse é um dos pontos de maiores dúvidas de quem vai para a África do Sul: fazer o safári em um dos parques nacionais ou reservas privadas. As duas opções são incríveis, mas como tudo na vida há prós e contras de cada uma delas.

Parques nacionais:

Os parques nacionais são gigantescos e possuem estradas asfaltadas ou de terra bem definidas. É possível fazer o chamado “self-drive”, ou seja, alugar um carro e entrar no parque, sem a necessidade de um guia, o que é BEM mais econômico. E claro, os parques nacionais são mais democráticos e oferecem opções de hospedagens para todos os bolsos. Em termos de vida selvagem os parques nacionais geralmente possuem uma quantidade maior de animais – felinos, por exemplo – que as reservas privadas, proporcionando encontros com manadas completas – mas não é permitido sair das trilhas ou estradas.

Reservas privadas:

As reservas privadas são mais exclusivas. O safári só é permitido para quem estiver hospedado em seus hotéis (o que fará com que você pegue menos “trânsito” durante o seu trajeto) e os carros podem sair das trilhas demarcadas para buscar (mesmo) os animais entrando no meio dos arbustos, por exemplo. Além disso, além do motorista há um trilheiro especializado em buscar animais e o self-drive não é permitido.

Resumindo:

Parques Nacionais:

  • Estradas maiores e asfaltadas;
  • Opções econômicas disponíveis;
  • Opção de fazer self-drive (safári por conta própria);
  • Possibilidade de ver animais em grandes quantidades;
  • Seu carro não poderá sair da trilha demarcada;

Reserva Privada

  • Safári limitado a hóspedes da reserva;
  • Experiência mais privada com jeeps equipados com um motorista e um trilheiro que realmente procura os animais;
  • Carro pode sair da trilha para achar os animais;
  • Self-drive é proibido;

Agora que você já sabe as diferenças e o benefício de cada um deles, chegou a hora mais difícil: escolher o melhor safári para a sua viagem e já adianto: não existe uma resposta exata.

Nossas escolhas:

Quando a Mari procurava opções de safári para a viagem dela, todo mundo só falava em Kruger – o maior e mais conhecido parque nacional da África do Sul – mas depois de pesquisar um bocado, ela percebeu que para uma viagem curta (ela tinha apenas 7 dias na África do sul) fazia mais sentido escolher uma reserva privada fácil de acessar e com maiores chances de ver os Big Five, ela escolheu a Thornybush e amou a experiência.

Eu escolhi o Pilasnesberg National Park, o parque nacional mais próximo de Johanesburgo e o que mais fazia sentido para o meu roteiro na África do sul. Foi uma escolha bem difícil, mas eu adorei e também recomendo.

Sua vez de escolher: 5 opções incríveis de safári na África do Sul:

Chegou a sua vez de escolher o safári na África do Sul. Para te ajudar, separamos 5 opções incríveis (estes não são os únicos safáris do país, mas estão entre as melhores experiências). Vá feliz!

Separamos, então, duas ótimas regiões de parques nacionais (Kruger e Pilanesberg) e três em reservas privadas (Thornybush, Sabi Sands e MalaMala). Vamos direto ao ponto!

Kruger National Park

Muito provavelmente, o Kruger é a opção mais famosa e desejada para se fazer um safári na África do Sul. O parque é gigantesco, são quase 2.000.000 hectares, e lá é possível encontrar uma diversidade imensa de animais. Pelo seu tamanho, o Kruger é dividido em várias regiões. Por exemplo, a parte do sul é onde há mais animais e turistas também (é conhecida como “o grande circo”). Quanto mais ao norte, portante mais longe de Johannesburgo, mais vazio será o parque.

opcoes safari africa do sul

Kruger National Park (Foto: Divulação)

Como chegar ao Kruger National Park?

A maneira mais fácil (e rápida) de chegar até ele é voar até Johannesburgo e, de lá, pegar outro voo para uma das cidades próximas, como Nelspruit, Hoedspruit, Phalaborwa. Devido a isso, se a sua escolha for o Kruger, separe mais dias da sua viagem para o safári. Vale lembrar que por aqui é permitido fazer o self-drive, portanto outra opção é percorrer 390 Km de carro desde Johannesburgo até ele (a viagem é maravilhosa e você não vai se arrepender de fazer o trajeto de carro) e aproveitar o carro para também explorar o Kruger.

Aluguel de carro

Já que tocamos no assunto, já vamos adiantar que dirigir na África do Sul não é um bicho de sete cabeças. É preciso redobrar a atenção, claro, já que lá tudo é na mão inglesa: o motorista do carro dirige do lado direito e também na pista da esquerda. Dá para pegar fácil, acredite! As estradas são ótimas e as paisagens fazem valer o tempo dentro do carro.

A dica é reserve seu carro com antecedência para evitar dor de cabeça, gastos extras e tempo perdido. No site da Rentcars.com você compara os preços das melhores locadoras e consegue fazer o pagamento em Reais, sem IOF e parcelar em até 12 vezes sem juros.

Onde ficar no Kruger National Park?

Opções econômicas:

  • La Lechere Guest House: Uma opção bem legal para quem quer economizar. Aqui, você terá que organizar seus safáris e refeições por conta. Esta pousada fica a pouco mais de 5km de um dos portões do Kruger e possui quartos bem espaçosos e confortáveis (na temática africana).
  • Bushveld Terrace – Hotel on Kruger: Também com um ótimo custo-benefício, o hotel fica a 400m da entrada central do Kruger e bem próximos de restaurantes e mercados da pequena cidade Phalaborwa. Quartos e banheiro extremamente espaçosos e bem decorados.
  • Birds Babble Self Catering Guesthouse: Um pouco mais distante da entrada do Kruger (a 50 km), na cidade de Nelspruit, essa acomodação oferece apartamentos para até seis pessoas com cozinha compactas. Uma ótima opção para quem quer conhecer o famoso Kruger e economizar ao mesmo tempo.

Opções caprichadas

  • Elandela Private Game Reserve and Luxury Lodge: Aqui, a diária já sobe bastante, mas também oferece regime de pensão completa e dois safáris por dia em veículo 4X4 – além de estar localizado dentro do Kruger (você terá a sensação de dormir e acordar no meio da savana, literalmente).
  • Hamiltons Tented Camp: O chalé é uma espécie de tenda luxuosa – o que aumenta ainda mais a imersão no safári. Também dentro do Kruger, o regime de pensão é completo e dois safáris estão inclusos, além de passeios e caminhadas para observação de pássaros.

Pilanesberg National Park

Como o próprio nome diz, o Pilanesberg é mais uma das boas opções de reservas nacionais. O parque é o quarto maior da África do Sul e é uma reserva natural dos Big 5, ou seja, você poderá cruzar eles. Um dos pontos positivos do Pilanesberg é a localização: ele fica a apenas 220 km do aeroporto de Johannesburgo, ou seja, ele é ótimo para quem tem poucos dias na África e não pode perder muito tempo se locomovendo – inclusive dá até para considerar um bate-volta para quem estiver de passagem rápida pela África do Sul e não quer dispensar o safári.

Um tour saindo de Johannesburgo, por exemplo, sai USD $165 por pessoa e inclui translado de ida e volta do seu hotel, almoço e dois safáris em carro aberto. Claro, aqui a opção de alugar um carro é super viável – foi o que eu fiz e foi ótimo! No site da Rentcars.com dê preferência à carros de locadoras já conhecidas.

Girafa no Pilanesberg Game Reserve

Outro diferencial do Pilanesberg é ele estar situado em cima de uma cratera de um vulcão (já extinto há 1,2 bilhões de anos), com diâmetro de quase 600 km². É uma área considerada livre de malária e, além disso, fica situada em uma zona de transição entre a savana úmida e a árida. Assim, você verá características de animais e vegetais de ambos ecossistemas. Vale dizer também que dentro do Parque Nacional Pilanesberg existe uma reserva privada, a Black Rhino Game Reserve. Ela fica na parte noroeste do parque, como se fosse um canto adicional.

O amanhecer no safari no Pilanesberg Game Reserve

O amanhecer é uma das cenas que eu jamais vou me esquecer!

Onde ficar no Pilanesber National Park?

Opções econômicas:

  • Morokolo Safari Lodge: Também localizado na reserva privada do Pilanesberg, essa opção tem o preço um pouco mais em conta, mas não inclui o almoço no valor da diária. O safári é feito com o guarda florestal exclusivo.

Alternativas com bom custo x benefício:

  • Shepherd’s Tree Game Lodge: Foi a minha escolha quando fui para a África em maio deste ano. O lodge é incrível com toda a alimentação inclusa e duas saídas para o safári no dia. O quarto tem um tamanho ideal e uma varanda com vista direta para a savana. Foi de longe a melhor parte da viagem. Recomendo muito!
  • Black Rhino Game Lodge: Esta opção está localizada na parte privativa do Pilanesberg. Então, se quiser ter a experiência de uma reserva privada, essa é uma boa pedida. Os safáris inclusos no valor da diária circulam por lá e também pela parte nacional do parque. O quarto, no estilo chalé, é bem grande e decorado para estar no clima do ambiente.

Opções luxuosas:

  • Tambuti Lodge: Mais uma opção localizada no lado noroeste do Parque Nacional de Pilanesberg. Um dos lodges mais luxuosos da região, a pensão completa está inclusa, assim como dois safáris por dia feitos em veículos abertos.
  • Ivory Tree Game Lodge: Da mesma rede de lodges que o Shepherd’s, essa opção fica do lado oposto de onde ficamos no Pilanesberg. Os quartos são de sapé e também decorados com temas africanos. Possuem um centro de beleza, o Amani Spa, com opções de massagem e tratamentos.

Thornybush Game Reserve

O Thornybush é uma reserva privada que faz parte do Great Kruger Park, ou seja, região formada pelo Kruger e por reservas privadas próximas a ele. São 14.500 hectares de savana sem cercas para o Kruger. Isso significa ter toda a fauna do Kruger com as mordomias de uma reserva privada. E que mordomias! Lá dentro, são mais de 10 lodges divididos entre coleção premium (lodges super luxuosos) e coleção clássica.

Safári na reserva Thornybush

Rinocerontes brancos

Como chegar ao Thornybush?

A reserva fica a 30 minutos de carro do Aeroporto Hoedspruit e, saindo de Johannesburgo, serão 5 horas e meia de viagem por uma boa estrada (e com paradas bem especiais pelo caminho).

Onde ficar no Thornybush Game Reserve?

Opções com bom custo x benefício

  • Thornybush Waterside Lodge: Às margens de um lago tranquilo, as suítes deste lodge são feitas de palha e possuem deck privativo, ar-condicionado, frigobar, comodidades para fazer chá e café.
  • Thornybush Serondella Game Lodge: Relativamente um pouco mais simples, o Serondella Game Lodge é um hotel quatro estrelas que oferece privacidade extrema aos hóspedes, além de toda a comodidade e conforto. Os quartos são decorados em tons naturais com uma temática africana.
  • Thornybush N’Kaya Lodge: Com uma pegada super exclusiva (são apenas 4 quartos) você terá a chance de vivenciar o safári único e pensado para você (essa foi a opção da Mari). O hotel conta com áreas comuns como um Waterhole (onde os animais vem tomar água nos períodos mais secos) e uma pequena piscina. A comida é deliciosa, o serviço é excelente e os Safaris inesquecíveis.

Opções caprichadas

  • The River Lodge At Thornybush: Nas margens do Rio Timbavati, esta hospedagem garante um visual ainda mais exuberante. É uma das opções mais luxuosas por lá. As suítes, decoradas de forma bastante elegante (você nem vai notar que está no meio da savana), possuem ar-condicionado, deck com banheira privativa, área de estar e chuveiro ao ar livre.
  • Royal Malewane: O hotel conta com apenas 6 chalés, que combinam decoração colonial com sofisticação. Você não apenas terá uma boa estadia, mas também uma experiência única em um ambiente elegante. Os safáris de manhã são realizados em carro com guardas florestais e rastreadores experientes, de tarde em Land Rovers especializados sem teto.

Sabi Sands Game Reserve

A Sabi Sands é uma das reservas privadas que ficam coladinha no Kruger. O nome é devido à dois rios permanentes que passam por ela, Sabi e Sand. Por lá, é possível avistar os Big 5, mas principalmente leopardos – a atração principal da reserva e um motivo excelente para visitá-la: dos Big 5, o leopardo é o mais difícil de encontrar e o mais bonito. Outro destaque da reserva é a quantidade de leões, algo que se assemelha ao Kruger com a regalia de poder sair da trilha para encontrá-los. A Sabi Sands é uma das reservas privadas mais badalas da África do sul, mas se couber no seu budget, eu não pensaria duas vezes.

safari opcoes africa do sul

Sabi Sands Game Reserve (Foto: Divulgação)

Como chegar na Sabi Sands Game Reserve?

Para chegar até lá, existem voos que saem de Johannesburgo e vão até o Aeroporto Internacional Kruger Mpumalanga. De lá, são mais duas horas de carro até a entrada da reserva.

Onde ficar na Sabi Sands Game Reserve?

Opções caprichadas:

  • Lion Sands Ivory Lodge: Os quartos aqui são estilo vilas e possuem mais de 140m² – contam com varanda, cozinha completa, banheira e piscina privativa. A alimentação está toda inclusa e você pode desfrutar, além da natureza, uma academia e centro de spa.
  • Nkorho Bush Lodge: Uma das principais opções de quem fica na reserva de Sabi Sand. O lodge oferece área de estar e frigobar em um chalé bem espaçoso. A alimentação é toda inclusa, assim como dois safáris por dia e caminhadas pela savana.
  • Inyati Game Lodge: Às margens do rio Sand, o lodge possui decoração temática inspirada na África, cama como mosquiteiro, frigobar e sala de estar. Com regime de pensão completa, é oferecido também dois safáris por dia, passeio para observação de aves e até pescarias.

Vale dizer que essa é a reserva particular mais luxuosa da África do Sul, então as opções de hospedagens não são nada baratinhas. Você encontrará lodges que mais parecem cenário de um filme.

Mala Mala Game Reserve

Mala Mala é a maior reserva privada que abriga os Big 5 na África do Sul. São mais de 33 mil hectares que fazem uma fronteira de 19 km com o Kruger – ela está situada entre o Parque Nacional e a Reserva Sabi Sand que mencionamos acima. Sendo assim, a forma mais fácil de chegar na reserva é também pegar um voo até o Aeroporto Internacional Kruger Mpumalanga e depois dirigir por cerca de 1h30. Se você gosta de fotografar, saiba que essa reserva é o local preferido dos fotógrafos de animais.

opções safari africa do sul

MalaMala Game Reserve (Foto: Divulgação)

Onde ficar na MalaMala Game Reserve?

Assim como as outras reservas privadas que mencionamos, os lodges são mais luxuosos e para ficar hospedado aqui, é necessário investir um pouco mais. São três opções de acomodações que devem ser escolhidas dentro do próprio site da reserva. Vale dizer também que a MalaMala é dos pouquíssimos lugares de safári totalmente adaptado para deficientes físicos.

Não esqueça: seguro viagem

seguro viagem não é obrigatório para entrar na África do Sul, mas te dá aquela segurança e te protege contra qualquer eventualidade que possa atrapalhar sua viagem. Um bom seguro viagem cobre eventuais despesas médicas, problemas como mala extraviada e voos cancelados.

Para selecionar o melhor seguro viagem para a África do Sul, nós recomendamos a Seguros Promo, um comparador de seguros que busca os melhores custos x benefícios do mercado e te ajuda a escolher o seguro certo para a sua viagem.

Quer um desconto? Insira o código IDEIASNAMALA5 e ganhe até 10% de desconto na compra do seu seguro viagem! Faça sua cotação aqui! 

E você? Já foi ou tem vontade de fazer um safári? Ficou com alguma dúvida? Conta aqui pra gente!


Viaje sem stress

✅ Alugue seu carro

✅ Faça seu seguro de viagens 


Veja também:

Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!


Guarde este post no Pinterest!

safari na africa do sul



SOBRE O AUTOR

Malu Pinheiro

Apaixonada pelo diálogo e por viagens, levo um pouquinho do lado jornalístico a cada destino que chego. Natureza e praias estão presentes em quase todos meus roteiros - não vivo sem!

3 comments

Post a new comment

Veja também