Kioto: Kinkaku-ji o templo de ouro

Kinkaku-ji é o nome do pavilhão dourado, uma das construções dentro um templo maior que se chama Rokuon-ji, o pavilhão ficou tão famoso, tão famoso que o templo inteiro passou a ser popularmente conhecido com Kinkaku-ji.

Pavilhão dourado no Rokuon-ji

Barco de pedra na entrada do templo

Monstrinhos protetores no telhado

Detalhe do teto: careta no topo

Construído em 1220 para abrigar o shogun Kintsune Saioji durante sua aposentadoria, a antiga vila foi passando de geração para geração até que em 1408, após a morte de um dos sucessores se tornou um templo budista.

Durante a história o pavilhão dourado foi destruído algumas vezes, duas vezs durante a guerra civil (Onin War) que destruiu muita coisa em Kioto, e mais recentemente em 1950 quando um monge enlouquecido incendiou o pavilhão. O templo atual é de 1955.

Hoje o Kinkaku-ji é patrimônio mundial, e é um dos lugares mais visitados em Kioto. O templo tem três andares, sendo que os dois últimos são todos cobertos com folhas de ouro. Repara que no topo do templo há uma ave Fenix.

O dourado do templo refletido nas águas do lago que contorna o templo é um cenário bem bonito, mas que fica ainda mais lindo durante o inverno quando começa a nevar.

O jardim, também é bacana, tudo o mais simples possível, apenas o verde das plantas e o cinza das pedras.

Visto a primeira parte do templo, é hora de continuar o percurso pelo jardim que passa por mais um lago, uma pequena queda d’água e estátuas de pedra onde as pessoas atiram moedas com o intuito de acertar o potinho. (Dizem que dá muita sorte)

Teste de pontaria: Acertar o potinho

Na última parte esta a antiga casa de cerimonia do chá a Sekkatei, olha só que bacana o telhado.

Esse é um dos templos mais famosos e turisticos da cidade, e de verdade, esta longe de ser um dos meus preferidos, é bonito sim, muito. Mas também é longe. Bem longe dos outros pontos que merecem sua visita. Mas como ir até Kioto e não ver o Kinkaku-ji é como ir para Paris e não subir na torre, deixo que você mesmos tirem suas conclusões…

Saída do templo: um muro sem fim

Das pessoas que levei lá: Minha tia amou, achou um dos templos mais lindos da cidade.

Minha irmã mais velha achou ok, meio disneylandia preferia ter pulado. Meu pai e minha irmã mais nova gostaram…

Localize-se:

Kinkaku-ji

http://www.sacred-destinations.com/japan/kyoto-kinkakuji

Entrada: 400 Yens – Aberto das 09:00 as 17:00

Para chegar pegue o ônibus 101 ou 205 – preço 220 Yens – distancia: 40 minutos

Jeito rápido de chegar – mas fazendo baldeação:

Metro: estação kitaoji (linha Karasuma ) + onibus 101, 102, 204 ou 205

mari vidigal
mari vidigal
Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

Viaje Melhor

Links para você reservar hotéis, comprar seguro viagem com desconto, conferir atrações e passeios incríveis e alugar carro em qualquer lugar do mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentários:
Avatar Nilson Matheus Kawakami disse:

Visitei ontem o templo, me emocionei , é muito lindo , parei um pouco e fiquei viajando no tempo do shogun, amei a visita, como moro em aichi ken , aproveitei a viagem e fui até Nara no retorno, A cidade de Nara ficou famosa ao receber as constantes visitas de renas que saem da floresta e ficam passeando pela cidade e recebem o carinho das pessoas, eles são muito dóceis , eu viajo muito dentro do Japão e em meu face tenho várias fotos de lugares muito visitados, a cidade de Shinshiro, com seus templos e várias cachoeira tb se torna uma visita obrigatória aos amantes de histórias se luares, obrigado por postar o relato sobre o templo dourado, abraços e até a próxima!

Avatar Reny C Reis Nagano disse:

Mari, estou planejando uma viagem para o Japão. Comecei agora a estudar os lugares para onde ir… estou bem perdida, já que não é um país que ouvimos muito aqui no Brasil, pela distância e por ser mais caro.

Tenho uma dúvida, sempre que você foi para o Japão, fez tudo por conta, certo? Mas e para saber da história, lugares etc? Como no templo do ouro que você cita que a última coisa a se ver é a casa de chá. Há plaquinhas em inglês, guias? E para ir para os lugares, para se locomover, é fácil? Pois o japonês aqui não sai, rs.

mari vidigal mari vidigal disse:

Oi Reny,
Nada que um pouco de mímica e muita pesquisa não ajudem. Há dez anos atrás quando fui para o Japão pela primeira vez as coisas eram mais complicadas, mas hoje tem muita informação disponível! E pode ir tranquila porque os japoneses são super receptivos e o país é um máximo!

Avatar Nós no Mundo disse:

Oi Mari!!!
Tudo bem?
Adorei as suas do templo Kinkaku-ji! O lugar é lindo e vale muito a pena conhecer!
Mesmo não podendo entrar no seu interior, eu adorei! O reflexo dourado no lago é um espetáculo!!
Escrevi um post sobre a minha visita lá no blog e citei o seu texto! Depois dê uma olhadinha lá: http://www.nosnomundo.com.br/2013/02/kinkaku-ji-o-templo-de-ouro-de-kyoto/
Bjs, Anna Bárbara

Oi, Mari. Tudo bem?
Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

Até mais,
Bóia Paulista

mari vidigal mari vidigal disse:

Oi bóia,
Obrigada!
Beijos
Mari Vidigal

Avatar philmuller disse:

Fantástico! Estive em Kyoto em 2005, e, lendo este relato fiquei com uma vontade enorme de voltar!

mari vidigal mari vidigal disse:

Philipp,
Que bom que vc gostou!
Tbm sempre morro de vontade de voltar 🙂

Avatar Ana disse:

Eu AMEI esse templo, foi o que eu achei mais lindo! VALE SUPER A PENA!