O que fazer em Bangkok – 20 passeios imperdíveis

Saiba o que fazer em Bangkok, a incrível capital da Tailândia. Um destino que mistura templos fabulosos – são mais de 400 – com uma dinâmica energizante de cidade grande. Bangkok também é uma das principais portas de entrada para o Sudeste Asiático, não à toa, ela já deteve três anos consecutivos o título de cidade mais visitada do mundo.

Neste post dividiremos com você 20 dicas do que fazer em Bangkok (e aqui incluiremos tanto os principais pontos turísticos quanto cantinhos menos conhecidos que merecem entrar no seu roteiro) + dicas essenciais para

Neste post você encontrará:

[Clique no link para ir direto ao ponto ou se preferir leia o post todo.]

Quantos dias em Bangkok?

2 dias para começar, 3 para ver os principais pontos turísticos da cidade e 4 ou mais para fazer um bate e volta ou passeios mais distantes como os mercados flutuantes e Ayutthaya, que super valem a pena. Aqui, reunimos as melhores dicas para quem tem 1, 2, 3 ou 4 dias em Bangkok.

Vai começar sua viagem por Bangkok, lembre-se de considerar a diferença de horário (brutal) e um eventual jetleg, algumas pessoas sofrem mais com isso e demoram um pouco mais para engrenar em um ritmo de viagens normal.

Roteiro Bangkok
Torre do Grand Palace um dos destaques do Roteiro de Bangkok. Muito dourado e muitos ornamentos, os templos de Bangkok vão te encantar

Onde ficar em Bangkok?

Quando o assunto é hospedagem preciso apelar para o clichê e dizer que Bangkok tem opções para todos os bolsos e gostos como o incrível Mandarin Oriental Bangkok (quem já ficou nos hotéis da rede sabem o quanto os caras capricham) e o meu queridinho o Hilton Millenium tem tem vistas para lá de especiais, quanto opções com melhor custo x benefício como o ótimo Smile Society no Distrito financeiro uma hospedagem BBB que funciona tanto no esquema hostel quanto com quartos privados. Já me hospedei lá duas vezes.

Ao escolher a melhores região de Bangkok para e hospedar vale considerar Riverside, Distrito Financeiro e Khaosan Road.

Riverside

O rio Chao Phraya é uma das principais referências geográficas de Bangkok, é à beira dele que estão algumas atrações que vamos listar aqui e os melhores hotéis da cidade. Vale o investimento na experiência de hospedagem se o seu bolso permitir.

Hotéis caprichados em Riverside

  • Mandarin Oriental Bangkok: já foi eleito um dos melhores hotéis do mundo, nem precisa dizer mais né?!
  • Hilton Millenium: hotel excelente com vistas incríveis de Bangkok. Testado e aprovado por nós;
  • Shangri-la Hotel Bangkok: hotel enorme, só de restaurante são 9 opções, além de quartos super confortáveis com vistas lindas;

Dica de bom custo benefício em Riverside

A oferta de hotéis e hostels em Bangkok é infinita e tem opções para todos os estilos e bolsos. Selecionamos três áreas que são mais interessantes:

DISTRITO FINANCEIRO DE BANGKOK E ARREDORES

Essa região combina o melhor da cidade, onde você pode curtir tanto o dia quanto a noite de Bangkok. A principal vantagem é o transporte público, é super bem servida de trens, metrôs e barcos. Além de ter vários shoppings e hotéis para todos os orçamentos.

Dicas de hotéis no centro de Bangkok

KHAO SAN ROAD

É a área mais festeira e mais jovem. Por isso, aqui você vai encontrar hotéis mais baratos, albergues e guest houses. O ponto negativo é o transporte, pois não tem metrô ou BTS na região. Mas se você quiser aproveitar a noite de Bangkok e economizar, aqui é o seu lugar. Dica: evite ficar exatamente na Khao San Road, pois é extremamente barulhenta.

Veja mais ofertas de hotéis em Khao San Road

O que fazer em Bangkok

Em Bangkok há mais de 400 templos, portanto visitar pelo menos um deles é um item obrigatório no seu roteiro! Mas, além desses lugares religiosos e que transbordam paz, muitas outras atividades existem na capital da Tailândia. A gastronomia também é um dos pontos altos de Bangkok e você provará dela em diferentes formas (mesmo)! Clássicos como andar de tuk tuk, conhecer o mercado de trem e fazer uma massagem também estão entre as experiências imperdíveis de Bangkok.

Confira a nossa lista abaixo com 20 dicas do que fazer em Bangkok:

  1. Palácio Real de Bangkok
  2. Templo Wat Pho
  3. Templo Wat Arun
  4. Passear de barco pelo Rio chao phraya
  5. Ver a loucura da rua Khao San Road
  6. Fazer compras baratas nos mercados de Bangkok
  7. Comer comida na rua
  8. Conhecer a gastronomia tailandesa
  9. Fazer massagem Tailandesa
  10. Se perder nos shopping centers de Bangkok
  11. Lumpini Park
  12. Ver a cidade do alto de um rooftop
  13. Visitar o Asiatique
  14. Visitar um mercado flutuante
  15. Mercado do trem
  16. Assistir a uma luta de Muay Thai
  17. Passear pelos canais de Thonburi
  18. Conhecer o Lhong 1919
  19. Andar de Tuk Tuk
  20. Bate e volta a Ayuthaya

1. Palácio Real de Bangkok e o wat phra kaew

Dourado, imponente e cheio de detalhes o Grand Palace (ou palácio Real) de Bangkok é o principal ponto turístico da cidade, e sem dúvida, um dos lugares mais impressionantes da Tailândia. Construído em 1782, o palácio foi residência da família real tailandesa até 1925 e ainda hoje recebe cerimônias reais.

O complexo pode ser dividido em duas partes: um conjunto de templos lindos –  destaque para o Wat Phra Kaew – e o edifício real. Vamos falar um pouquinho e cada um deles?

O que fazer em Bangkok
Grand Palace em Bangkok

Wat Phra Kaew e o Buda de Esmeralda

Lá dentro, não deixe de visitar o templo Wat Phra Kaew (ele faz parte do complexo) para o buda de esmeralda. É lindo! Não é permitido fotografar no templo, mas você pode aproveitar a experiência longe dos falsos para receber uma prece budista (deixe uma pequena contribuição para o monge) ou quem sabe até meditar nesse lugar lindo!

E como estamos falando de um templo (na real, vários deles espalhados pelo complexo do palácio) vale falar que para entrar você precisa cobrir os ombos e os joelhos (e eles são super rígidos por lá).

Grande Palácio Real

A antiga residência da família real tailandesa combina elementos arquitetônicos europeus com os telhados típicos da Tailândia e está rodeado por jardins bem cuidados. O interior não está aberto para visitas, mas a visita externa já dá um gostinho bem especial.

O que fazer em Bangkok: Visitar o Palácio Real
Grand Palace de Bangkok: Residência da família real até 1925

E para quem ficou curioso para saber a residência atual dos monarcas tailandeses, vale digitar Chitralada Palace no Google, já adianto que é lindo, porém muito mais ocidentalizado que o Grand Palace.

Grand Palace & Wat Phra Kaew

  • Aberto diariamente das 8h às 15h30
  • Ingresso: 500 bath (é a atração mais cara de Bangkok, os outros templos não chegam nem perto disso)
  • Como chegar: a maneira mais fácil é pelo rio. Pegue o barco laranja que sai da estação de BTS (Sky Train) Saphan Taksin e desça na estação Tha Chang.

Dica: Chegue cedo, o Grand Palace lota. E reserve pelo menos uma manhã inteira, são mais de 200 mil metros quadrados.

Cuidado com o golpe:

Atenção para um golpe clássico de Bangkok que acontece nos arredores do Grand Palace. Os turistas são abordados por pessoas que insistem que o Grand Palace está fechado e que tem outro lugar imperdível para ir no lugar. Não dê papo, siga o seu caminho, que ninguém mais te perturba.

2. Templo Wat Pho e o buda reclinado

Wat Pho, mais conhecido como templo do Buda Reclinado, abriga uma estátua gigantesca de um Buda deitado. Na grandiosidade de seus 46 metros e largura o buda fica meio que espremido na construção – por sinal, não deixe de reparar nas paredes, são lindas – mas ainda sim transmite serenidade no olhar mesmo em meio aos flash e tentativas (quase) desesperadas de conseguir uma selfie com o buda inteiro na foto.

O furdúncio em torno do Buda Deitado é tanto que às vezes os visitantes não apreciam o resto do templo, que também é bem interessante. O complexo tem mais de mil imagens do Buda, além de 91 chedis, que são as estruturas em forma de sino.

O que fazer em Bangkok: conhecer o Wat Pho
Buda deitado no Wat Pho | Foto: Joanna Saldanha

Para os peregrinos tailandeses o templo mais importante do complexo é o Phra Ubosot, é nele que os rituais do tempo são realizados. Antes de entrar no templo vale observar a fileira de budas dourados.

Templo Wat Pho em o que fazer em Bangkok
Corredor de budas no Phra Ubosot

Entre com respeito e ajoelhe-se diante do altar onde um buda coberto por uma guarda-sol de nove camadas (o guarda-sol representa a autoridade da Tailândia) recebe visitantes e fiéis. Repare nos detalhes das paredes.

A Massagem Tailandesa do Wat Pho

É dentro do Wat Pho que fica a escola de massagem mais tradicional do país onde a massagem tailandesa que conhecemos hoje foi inventada. Então aproveite para relaxar e faça a sua massagem tailandesa por lá. não precisa reservar, é só chegar e fazer. Você pode escolher entre duas opções: a de 30 minutos, que custa 260 baht, e a de uma hora, que vale 420; eu escolhi a de meia hora e achei um tempo ótimo!

A Masagem do Wat Pho é mais cara do que a Khaosan Road, mas como é o templo original da massagem, vale muito a pena!

Wat Pho

  • Aberto diariamente das 8h às 17h
  • Ingresso: 100 bath
  • Como chegar: a estação de metrô (MRT) mais próxima é a Sanam Chai, mas se você já estiver no Grand Palace, é melhor ir caminhando!

3. Templo Wat Arun, o templo do amanhecer

Conhecido como Templo do Amanhecer, o Wat Arun fica na beira do Rio Chao Phraya. Sua construção teve início em 1768 e o templo tem suas torres ornamentadas com conchas e porcelana, é impressionante a riqueza de detalhes. A torre principal tem 70 metros de altura e chama atenção de longe.

Tente se programar para ir ao Wat Arun no entardecer, o pôr do sol é lindo. Outra opção é fazer um passeio de barco para ver o pôr do sol com o templo ao fundo!

O que fazer em Bangkok
Torre principal do Wat Arun, o templo do amanhecer

Wat Arun 

  • Aberto diariamente das 8h às 17h
  • Ingresso: 50 bath
  • Como chegar: Wat Arun fica do outro lado do Rio Chao Phraya, em frente ao Wat Pho. Um barco faz a ligação entre os dois templos.

4. Passear de barco pelo Rio chao phraya

O Chao Phraya é o rio mais importante e mais famoso de Bangkok. Fazer um passeio de barco é uma maneira de ver e apreciar Bangkok por outra perspectiva.

Existem várias maneiras de passear pelo Chao Phraya. Tem opções mais luxuosas, como um cruzeiro com jantar, barco particular e até barcos estilo hop on- hop off, que param nos principais pontos de Bangkok.

Passeio de barco pelo Rio chao phraya
Passeio de barco pelo Rio Chao Phraya

A opção mais econômica é usar as linhas públicas de barco, o Chao Phraya Express, que tem 33 paradas ao longo do rio. Se você estiver de metrô ou BTS, a estação Saphan Taksin tem uma ligação com uma estação Sathorn do Chao Phraya Express. Quem se hospeda na região de River Side pode usar o barco público para chegar aos templos Wat Pho, Wat Arun e ao Palácio Real de Bangkok

5. Ver a loucura da rua Khao San Road

Pense em um caos. É a Khao San Road. O local é onde todos os turistas de Bangkok se encontram, é quase inevitável não passar por lá. De agências de turismo, estúdios de tatuagem, massagem, lojas, bares e camelôs, tudo isso (e mais um pouco) tem na Khao San Road. É lá que ficam as famosas barraquinhas de insetos fritos. É bem para turista ver mesmo, inclusive eles cobram para tirar foto.

O que fazer em Bangkok - Comer insetos
Barraquinha de insetos na Kao San Road

Quanto mais tarde, maior a loucura por lá. A Khao San Road vira uma verdadeira festa com os bares disputando quem toca a música mais alta e oferecendo drinks em baldes. Enquanto isso casas de massagem fazem a festa da galera. Eclético? Opa! A cara turista de Bangkok traduzida em uma única rua.

Como chegar: não tem nenhuma estão de BTS ou metrô perto da Khao San Road. A melhor opção é ir de tuk tuk, táxi ou Grab.

6. Fazer compras baratas nos mercados de Bangkok

O Chatuchak Market é considerado o maior mercado da Tailândia. São oito mil barracas/estandes para enlouquecer até quem não é consumista! Nem adianta ficar se guiando por mapa, para ter uma experiência mais legal, a ideia é ir se perdendo pelas vielas. Roupas, lembrancinhas para a família toda, antiguidade, obra de arte, acessórios e mais um pouco de tudo . Tente chegar cedo, na hora do almoço o mercado já está super cheio.

Mercado de rua em Bangkok
Variedade brutal de intenser no mercado noturno de Siam em Bangkok

O Rot Fai Ratchada é um mercado noturno um pouco mais afastado da região central. Tem muita antiguidade, roupas vintage, artigos de decoração e até barbearias. O forte do mercado é a parte de comida, tem muitas opções, além de bares com músicas, para quem estiver mais animado.

Quer um alternativa mais pertinho do centro? Adorei o Siam Night Market.

Chatuchak Market

  • Sábados e domingos, das 9h às 18h
  • Como chegar: a estação de BTS mais próxima é a Mo Chit. Se você estiver de metrô (MRT) pode descer na Kamphaeng Phet.

Rot Fai Ratchada

  • Diariamente, das 18h às 00he
  • Como chegar: a estação de metrô mais próxima é Thailand Cultural Center, saída 4.

7. Comer comida de rua

Para conhecer Bangkok de verdade você precisa – pelo menos uma vez – mergulhar no universo maravilhoso e mirabolante da comida de rua. Para os menos aventureiros a dica é fazer um tour gastronômico e assim garantir a qualidade do que você esta provando sem abrir mão de provar os sabores locais.

Comida de rua em Bangkok
Barraquinha de rua caprichada tem até mesinha (em miniatura) para sentar e comer

Para quem encara comida de rua sem medo de ser feliz a dica é seguir seu instinto e, claro, aproveitar as barquinhas mais cheias (em geral sinônimo de comida boa) para fazer a festa.

O fato é,  cultura da comida de rua é muito forte na cidade e é impossível de resistir. Não deixe de experimentar todos os pad thais que a sua fome permitir. O prato, clássico da comida de rua tailandesa, é um macarrão de arroz com legumes, frango ou porco e um molho sensacional. De sobremesa vá de Mango Sticky Rice (uma mistura de arroz doce grudento com pedacinhos de manga. Pura poesia.

Barraquinha de comida de rua em Bangkok
Para começar, muita gente aposta nas frituras

Você sabia que até estrela Michelin a comida de rua de Bangkok tem? Sim, a Jay Fai é conhecida pelo seus noodles. A fila é gigantesca e o preço é bem mais salgado que a comida de rua tradicional, mas vale a experiência e até a fila vira um programa.

  • Jay Fai: 327 Maha Chai Rd, Samran Rat, Phra Nakhon, 10200

8. Conhecer a alta gastronomia tailandesa

A comida tailandesa vai muito além da comida de rua. Por isso, é interessante reservar pelo menos uma noite do seu roteiro para conhecer a criatividade e sofisticação dos chefs tailandeses. Para te ajudar a escolher preparei uma lista com cantinhos que testamos e aprovamos em Bangkok:

Para quem quer uma noite especial (e cara pra caramba) em um dos restaurantes mais badalados de Bangkok, a pedida clássica é o Sirocco, um restaurante no alto de uma cobertura com vistas espetaculares de Bangkok. O bar do Sirocco ficou famoso ao aparecer no filme “Se beber não case”.

O que fazer em Bangkok - comer bem
Costeleta de porco com crosta de mostarda e salsinha, acompanhada de uma mini porção com espinafre e cogumelos regado com molho de cerveja no Sirocco

Minha refeição tailandesa preferida em Bangkok foi a do Mango Tree (37 Si Lom 6, Suriya Wong, Bang Rak, Bangkok 10500, Tailandia) um curry perfumado acompanhado de suco de manga (aproveite para tomar sucos maravilhosos na Tailândia!) O ambiente é uma delícia para visitar na hora do almoço e como ele fica coladinho no Lumpini Park, dá para combinar as duas coisas.

Restaurante Mango Tree em Bangkok
Curry divino do Restaurante Mango Tree em Bangkok

Para quem quer algo autêntico, delicioso e bem local recomendo o Tamnanthay Restaurant (246 Time Square Building, B1 floor, Soi Sukhumvit 12-14, Sukhumvit Road Khlong Toe) que visitei com meu amigo de mestrado o Pakawat na minha segunda noite na Tailândia, e como comi bem! Pedimos papaia Salad, massaman curry (um dos meus preferidos da vida) e uma sopa deliciosa que não tenho a menor ideia de como chame.

Quer visitar um lugar estrelado?

Na lista de 50 melhores restaurantes da Ásia, temos alguns representantes em Bangkok. O Gaa, por exemplo, mistura as cozinhas tailandesa e indiana; o Sorn tem pratos inspirados no sul da Tailândia; o Paste Bangkok e o Bo.lan tem uma gastronomia tailandesa mais tradicional. Todos eles tem menus degustação, que variam de 2500 baht a 3800 baht. Nesse caso, é bom fazer reserva para não ficar decepcionado depois. Esses restaurantes costumam ser bem disputados, então é bom garantir o seu lugar.

  • Gaa: 68/4 Soi Langsuan, Ploenchit Road Lumpini, Phathumwan, Bangkok 10330
  • Sorn: 56, Sukhumvit 26 Alley , Klongton, Klongtoey, Bangkok 10110
  • Paste Bangkok: 3rd Floor, Gaysorn, 999 Ploenchit Rd., Lumpini, Bangkok
  • Bo.Lan: 24 Sukhumvit 53 Alley, Khwaeng Khlong Tan Nuea, Khet Watthana, Krung Thep Maha Nakhon 10110

9. Fazer massagem Tailandesa

Gosta de uma massagem? Então a Tailândia é o seu lugar! A massagem tailandesa tem uma técnica milenar que combina pontos de pressão e princípios da yoga para trabalhar o corpo e a mente. Em Bangkok, a cada quarteirão você vai encontrar um lugar para fazer massagem, seja ele mais tradicional ou mais turistão. É tão barato que você vai querer fazer massagem todo dia! Mas se for para escolher o melhor lugar, pode ir sem medo no Wat Pho, aí você combina uma visita ao templo com massagem, o combo perfeito.

Massagem Tailandesa em Bangkok
Casa de massagem na Khao San Road

Ao escolher sua massagem vale falar que a técnica tailandesa é uma massagem mais forte, você sairá de lá bem relaxado, mas pode doer um pouquinho viu? Falando em dor, vale desconfiar do “muito barato” e procurar casa de massagem um pouco mais estruturadas. Algumas das melhores massagens que fiz na Tialânida foram no Wat Pho e em SPAs de hotéis, que sim, são bem mais caras que na rua, mas te dão a certeza de ter alguém que realmente manja do negócio.

Fish Massage: A divertida massagem do aquário

Outra massagem bem popular Bangkok é a “Fish Massage”. Você mergulha o seu pé em um aquário lotado de peixinhos e eles comem a pele morta do seu pé. Depois de um dia inteiro andando por Bangkok, a fish massage pode dar a sensação de pezinhos renovados.

10. Se perder nos shopping centers de Bangkok

Sim, ir ao shopping em Bangkok é um programa imperdível. Eles são enormes e vendem de tudo, desde falsificações até produtos de luxo. Uma boa pedida é ir para Siam Square que reúne alguns shoppings, um ao lado do outro. É até difícil dizer quando um acaba e o outro começa.

O Siam Paragon é focado em grifes de luxo. O shopping Siam Center tem marcas de moda e design nacionais, então você vai ver muita coisa diferente (e estilosa) por lá. Já o Siam Discovery parece uma loja de departamento gigante, com tudo o que você possa imaginar. E, por último, o MBK que é o maior Shopping de Bangkok, chega a ser assustador. Você encontra de tudo no MBK, desde souvenirs, artigos falsificados, lojas de eletrônico e muita quinquilharia. É uma experiência e tanto.

Dica: a praça de alimentação do shopping é uma boa iniciação para a comida de rua tailandesa, já que nem todo mundo consegue encarar as barraquinhas de primeira. Os shoppings tem ótimas opções, comidas deliciosas e preços amigos. Mas não deixe de experimentar a comida de rua de verdade, pode ir sem medo!

Siam Square (Siam Paragon, Siam Center, Siam Discovery e MBK) 

  • Como chegar: a estação de BTS Siam te deixa praticamente dentro do shopping

11. Lumpini Park

Seria o Lumpini Park o Central Park de Bangkok? Vou deixar para você decidir, mas o parque é uma calmaria no meio do caos. É super agradável, com uma extensa área verde, ótimo para relaxar ou quem sabe até para praticar uma yoga como os tailandeses.

Atrações em Bangkok
Lumpini Park

Para os mais esportivos, é um espaço ótimo para uma corridinha ou então alugue uma bicicleta para dar uma volta em torno do lago. Você ainda pode esbarrar com um dos enormes lagartos que vivem por lá.

Lagarto gigante - ou Hia - no Lumpini Park em Bangkok
Lagarto gigante – ou Hia – no Lumpini Park em Bangkok

Como chegar: a estação de BTS mais próxima é a Sala Daeng. Se você estiver de metrô (MRT) pode saltar na Lumphini.

12. Ver a cidade do alto de um rooftop

Um bom programa noturno é admirar Bangkok de cima, em um dos muito rooftops que existem na cidade (Sky Bar ou Vertigo são duas boas opções). O mais famoso é o Sky Bar, que aparece no filme “Se Beber Não Case”. Ele fica no 63º andar do Hotel Lebua e divide espaço com o restaurante Sirocco. Não é um programa barato, mas ainda sim ele enche, então chegue cedo e aproveite para pegar o pôr do sol lá.

O que fazer em Bangkok - Roof top Bar
Bangkok vista do alto Sirocco – um dos rooftops mais badalados de Bangkok

Outra opção é Vertigo que é o segundo mais alto de Bangkok e fica no 61º andar do Banyan Tree ou o ThreeSixty Rooftop, no Hilton, que como o nome já diz, tem uma vista 360º graus. Dica importante: confira o dress code do bar escolhido, para não cometer nenhuma gafe!

  • Sky Bar:
  • Vertigo: 21 100 S Sathon Rd, Khwaeng Thung Maha Mek, Sathon, 10120
  • ThreeSixty Rooftop Bar: 123 Charoen Nakhon Rd, Khlong Ton Sai, Khlong San, Bangkok 10600

13. Visitar o Asiatique

O Asiatique é uma atração relativamente recente em Bangkok, foi inaugurado em 2012. O antigo armazém remodelado foi transformado em um moderno complexo turístico com jeitão ocidental. É no Asiatique fica a roda gigante de Bangkok, um passeio gostoso para quem quer ver a cidade – com vistas lindas do rio – do alto.

Roda Gigante Iluminada do Asiatique
Roda Gigante Iluminada do Asiatique

Turistão? Super! Mas é um bom passeio noturno, com opções legais para comer.

Dica: a melhor maneira de chegar no Asiatique é de barco, então se programe para chegar ao entardecer para pegar um pôr do sol por lá.

  • Aberto diariamente das 16h à meia noite
  • Como chegar: o Asiatique disponibiliza um barco gratuito que sai da estação de BTS Saphan Taksin

14. Visitar um mercado flutuante

Os mercados flutuantes acontecem nos finais de semana em locais mais afastados do centro. Eram atividades super tradicionais, mas alguns acabaram de transformando em programas extremamente turísticos.

O mais famoso é o Damnoen Saduak Floating Market, mas exatamente por ser mais famoso é também o menos “de verdade”. É mais para turista ver e comprar lembrancinha. Além disso, ele fica a 100 km de Bangkok. Mas se você quiser ir ao Damnoen, a melhor opção é reservar um tour com duração de 6 horas.

A minha escolha para visitar um mercado flutuante foi o Amphawa. Fiz um tour bem legal que combinava o Mercado do Trem com o Mercado Flutuante de Amaphawa. Ao contrário do mercado de Damnoen, o de Amantawa é bem mais vivo e verdadeiro. Também há muitos turistas, mas é sem dúvida uma experiência mais autêntica.

O que fazer em Bangkok
Mercado flutuante Amphawa

A terceira opção é bem mais perto de Bangkok: o Taling Chan Floating Market. Ele é basicamente frequentado por tailandeses e lá você vai achar de tudo: frutas, doces, peixes, comidas prontas e até, que sabe, fazer uma massagem. Por ser mais perto do centro de Bangkok, também o mais fácil de ir por conta própria, basta pegar um táxi ou Grab até o Taling Chan Distric Office. Lembrando que o mercado funciona somente nos finais de semana!

15. O Mercado do trem de Maeklong

O Mercado do Trem ou Mercado do trem de Maeklong é um mercado super agitado, onde se vende de um tudo e com um “pequeno” detalhe: seis vezes por dia um trem passa no meio do mercado! É um monta e desmonta em uma correria que acho que só os tailandeses sabem fazer.

Atrações de Bangkok
Mercado de Maeklong

Depois de um aviso no megafone, o mercado se encolhe, os turistas preparam as suas máquinas fotográficas e o trem vai chegando em um velocidade relativamente baixa. Depois que o trem passa, tudo rapidamente reaparece e o mercado continua normalmente. É uma experiência meio surreal e bem divertida!

Em termos de produtos, é bem parecido com qualquer mercado tradicional tailandês. Muitas frutas, carnes, frutos de mar, muita quinquilharia e muita gente pechinchando.

Como chegar: o mercado fica em outra província, a 70 km de Bangkok. A maneira mais fácil e prática é contratando um tour de dia inteiro saindo de Bangkok.

16. Assistir a uma luta de Muay Thai

O muay thai (ou boxe tailandês) é uma paixão nacional e move multidões que nem o futebol no Brasil. Ao contrário do boxe tradicional, o muay thai permite golpes com o joelho e o pé. Em Bangkok existem dois estádios que recebem as lutas: o Rajadamnern, que tem lutas às segundas, quartas, quintas e domingos, e o Lumpinee, com disputas nas terças, sextas e sábados.

Outra opção, mais fácil e mais acessível, é ver uma luta no MBK, shopping center de Bangkok. Assim você combina a programação de compras com muay thai.

17. Passear pelos canais de Thonburi

Thonburi é uma parte de Bangkok que está longe do caos das grandes avenidas e tuk tuks da cidade. É o lugar onde a cidade começou na época que a capital da Tailândia ainda era Ayutthaya. Com muita história para contar, Thonburi é conhecida pelos seus canais estreitos, que, em alguns aspectos, parece que parou no tempo.

Fazer um passeio de barco por lá também é a oportunidade de visitar um mercado flutuante sem sair de Bangkok. Como não é um local muito turístico, recomendamos contratar um passeio fechado com guia, até para entender melhor a história e culturas locais.

18. Andar de Tuk Tuk

O trânsito de Bangkok é uma zona. Os motoristas dirigem como uns loucos e sabe lá como eles se entendem naquela bagunça. Andar de tuk tuk não é a maneira mais prática e mais barata de se locomover em Bangkok, mas certamente é a mais divertida.

O que fazer em Bangkok

Os famosos Tuk Tuk de BangkokEles estão espalhados pela cidade toda, não precisa de muito esforço para achar um. Antes de subir no seu tuk tuk, negocie sempre o valor da corrida. A dica é baixar o Grab (app similar ao Uber) e simule a sua corrida, para ter uma noção de valor e negociar com essa base.

19. Conhecer o Lhong 1919 e a chinatown de bangkok

Inaugurado em 2017, o Lhong 1919 é um mercado bem diferente de qualquer outro de Bangkok. O espaço era um antigo templo chinês que foi revitalizado, mantendo algumas características da construção original. O forte do lugar são as lojas de design, que parecem até galerias, mas que tem um preço mais salgado, além de restaurantes, bares, barraquinhas de comida, murais com street art e um espaço para exposições. À noite fica mais movimentado, com música ao vivo em alguns dias.

Atrações de Bangkok
Lhong 1919 | Foto: Joanna Saldanha

Dica: o Lhong 1919 é um ótimo programa para fazer combinado com o Chinatown! Podemos até dizer que o Lhong 1919 é uma continuação “mais arrumadinha” do Chinatown.

Lhong 1919

  • Aberto diariamente das 8h às 20h (os restaurantes ficam abertos até 22h)
  • Como chegar: pegue o barco grátis no Pier Central Sathorn (conexão com BTS Saphan Taksin) para o Wanglee Píer. Ou se já estiver no Chinatown, é só fazer a travessia direta bem em frente ao Lhong 1919.

20. Bate e volta a AyutThaya

Ayutthaya foi a segunda capital da Tailândia e é um bate e volta perfeito para a sua estadia em Bangkok. Ela foi fundada em 1350 e hoje é possível ver as ruínas dos templos e palácios.

Os templos imperdíveis são o Wat Phu Khao Thong, Wat Panan Choeng e Wat Lokayasutharam, além do Ayutthaya Historial Park.

Ayutthaya pedida especial de bate e volta de Bangkok
Cabeça de Buda na árvore um dos símbolos de Ayutthaya

Como chegar: Ayutthaya pode ser visitada em tour de dia inteiro (cerca de 1500 Bahts para grupos pequenos ou metade disso para grupos maiores). Mas se você prefere ir por conta própria também não é difícil. Os trens partem de da Estação Ferroviária de Hua Lamphong e a viagem fura 2 horas. Não precisa comprar com antecedência, tem trem de 40 em 40 minutos. Só confirme antes os horários e preços no site oficial Thailand Train.

Atrações no Mapa

Veja todas as dicas do que fazer em Bangkok no mapa dinâmico abaixo.

não esqueça o Seguro VIAGEM

Apesar do seguro viagem não ser obrigatório na Ásia, nem pense em viajar sem! Por se tratar de um lugar com língua, cultura e costumes bem diferentes, melhor evitar algumas dificuldades que podem vir a surgir e, acredite, ter uma apólice contratada de seguro pode salvar a sua pele.

Sugerimos que você contrate um seguro com boa cobertura e que cubra tudo no ato! Nossa indicação é o site da Seguros Promo, uma empresa brasileira que funciona como um comparador de seguros, buscando os melhores custos benefícios do mercado sem abrir mão de uma cobertura excelente!

Quer um desconto?

Insira o código IDEIASNAMALA5 e ganhe até 10% de desconto na compra do seu seguro viagem!

E aí, gostou das nossas dicas do que fazer em Bangkok? Deixe suas dicas ou comentários!


Veja também:

Outros destinos na Tailândia:


E, para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

Planeje sua viagem

Deixe o seu comentário