O que fazer em Washington D.C: 20 passeios imperdíveis + dicas de hotéis

Saiba o que fazer em Washington D.C., um post recheado de dicas para quem quer curtir as principais atrações da cidade, incluindo monumentos, uma passadinha básica pela Casa Branca e alguns dos melhores museus. Pronto para se encantar por D.C?

que fazer em washington DC
Capitólio – Washington D.C

O que fazer em Washington D.C.

Dezesseis dicas parece muito para uma única viagem, mas acredite, há muito mais do que isso para ser fazer em Washington D.C., capital dos Estados Unidos, um lugar que respira história a cada esquina. E que entrega uma experiência de viagem única com direito a muita natureza, restaurantes deliciosos e lugares icônicos

Eu tento não pirar quando vejo essas listas extensas sobre os lugares “imperdíveis” de determinado destino. Costumo respirar fundo, analisar minhas preferências e, por fim, fazer o que dá tempo e cabe no bolso!

Por isso, relaxe: o importante é mirar no que é imperdível para você. Eu deixei de lado algumas atrações por falta de tempo, mas conseguir fazer praticamente tudo o que tinha programado e vou listar aqui 16 dicas que mais me marcaram nessa viagem.

Aproveite os museus gratuitos e faça reservas antecipadas

Uma coisa muito legal de Washington é que muitos museus são gratuitos – e isso não é algo tão comum em várias cidades dos Estados Unidos. Então, essa já é uma vantagem interessante da viagem: você vai voltar para casa com uma bagagem cheia de cultura sem ter que detonar muito sua conta bancária.

Vale falar que muitos museus badalados como o Air and Space Museum e o Memorial do Holocausto por exemplo, exigem reservas antecipadas. Em geral as reservas são fáceis de conseguir, mas não é possível visitar os locais sem reserva.

Monumentos incríveis de dia e de noite

Outra fator muito característico de Washington e que vale a pena destacar são os inúmeros e majestosos monumentos que estão espalhados por todos os cantos. Você vai aprender um bocado se prestar atenção na mensagem que eles trazem.

Se tiver tempo, vale passar por eles tanto de dia quanto à noite, a vista é totalmente diferente. Quando escurece, eles ganham uma iluminação especial, que os tornam ainda mais impactantes. Certamente, você terá uma boa recordação visual na sua memória!

bate e volta a washington DC saindo de Nova York
Capitólio – Washington DC

E aquela pitada básica de patriotismo

Independente da sua relação com os Estados Unidos e de todas as contradições históricas e políticas que cercam o país, é interessante observar o patriotismo presente nos detalhes. Nos memoriais, vi muitos veteranos e várias pessoas indo até eles para dizer “obrigado”. Minha viagem aconteceu bem no meio de um 11 de setembro, então, você já pode imaginar o quanto a cidade estava tomada por este sentimento de amor à pátria.

Viajar é isso: ver com os próprios olhos alguns estereótipos sendo confirmados e, se estiver aberto para aprender com isso, poderá criar sua própria visão dos lugares.

Vale a pena fazer um bate volta para Washington DC, saindo de Nova York?

Se você ainda não fechou seu roteiro e pode dormir uma ou mais noites em DC, não pense duas vezes, a cidade é incrível, e merece muito mais do que um bate volta de Nova York. Se você já conhece bem Nova York e gostaria de dedicar 1 dia do seu roteiro para dar uma pincelada em DC, também acho válido (mas já aviso logo, será um dia corrido e cansativo).

Para quem vai fazer o bate volta, vale já reservar um passeio saindo de Nova York. O legal deste combo é garantir o transporte de ida e volta + paradas nas principais atrações + tempo livre para explorar DC no seu ritmo.

  • Duração do passeio: 15 horas
  • Preços e datas: confira aqui
  • Local de saída e chegada: confira no voucher do passeio

Reserve seu bate e volta para Washington aqui

O que fazer em Washington D.C: 20 passeios imperdíveis

Chegou a hora de detalhar nossas dicas do que fazer em Washington D.C.. E eu já começo convidando você para um rolê de bike (ou patinete elétrico). Bora?

Para facilitar sua busca, fizemos um menu com as atrações. Basta clicar e ir direto ao seu ponto de interesse ou, se preferir, leia o post completo.

  1. Alugue uma bike e saia por aí
  2. Reflecting Pool
  3. Washington Monument
  4. Lincoln Memorial
  5. Vietnam Veterans Memorial
  6. Martin Luther King Jr. Memorial
  7. Jefferson Memorial
  8. World War II Memorial
  9. White House
  10. Capitol
  11. Library of Congress (Biblioteca do Congresso)
  12. Air and Space Museum
  13. National Museum of Natural History (Museu de História Natural)
  14. The National Museum of American History
  15. Memorial do Holocausto
  16. National Gallery
  17. Union Market
  18. Georgetown
  19. Carnegie Library of Washington
  20. Ver a floração das cerejeiras
  21. Bate e volta pra Filadélfia

No final deste post você vai encontrar:

1. Alugue uma bike ou patinete e saia por aí

Eu não sou muito boa de mapa, confesso. Então, de cara, achei tudo muito pertinho. “Nossa, legal, dá para ver a maioria dos pontos turísticos a pé”. Só que as distâncias enganam, viu? De fato, a maior parte das atrações ficam concentradas em uma mesma região, conhecida como National Mall, mas muitas delas são bem afastadas uma da outra.

Por este motivo, a minha primeira dica é: vá de bike! A cidade tem aquele sistema integrado, com pontos para pegar e deixar a bicicleta distribuídos por vários locais. Isso facilita muito porque você não fica “preso” à bike e, ao mesmo tempo, pode ter sempre uma à disposição quando quiser se locomover de um canto para outro.

Washington DC de bicicleta
Washington de Bike | Imagem: Danielle Barg

Você pode ir até um posto da Capital Bike Share e pagar US$ 8 para usar o dia todo. Ao todo, são 440 estações e você também pode baixar o aplicativo para em mãos, o mapa de onde cada uma delas está localizada. Também há bikes elétricas de patinetes compartilhados de vários aplicativos online que você pode fazer o download na hora e pagar conforme for usando. Já adianto com as bikes elétricas e patinetes você gastará um pouco mais do que $8 por dia, mas vai se divertir bastante com a velocidade.

Seja qual for a sua escolha, recomendo comprar um plano de internet online (que em geral saí mais barato que os planos oferecidos no Brasil) e que funcionam super bem nos EUA. Com internet funcionando bem você poderá baixar todos os aplicativos que precisar.

Vale destacar que a cidade é bem tranquila para passeios de bike e as ruas são planas. Se você tiver um tempinho, tente cair para dentro dos bairros para conferir um pouco da vida em Washington, além da parte turística.

2. Reflecting Pool

Este famoso espelho d’água é um bom ponto de partida porque é um dos lugares mais emblemáticos da cidade. E nada melhor do que uma primeira impressão de impacto! 

passeios imperdiveis em washington DC
Espelho d’água

Como fica na região do National Mall, o parque a céu aberto que compreende vários memoriais, você vai acabar passando por lá várias vezes. E isso é bem legal: porque ao passo que o sol se movimenta e as cores mudam.

A Reflecting Pool fica entre Lincoln Memorial e o Washington Monument. Ela parece no filme Forrest Gump então, se você assistiu, vai reconhecer a área rapidamente!

3. Washington Monument

O Washington Monument ostenta o maior obelisco do mundo, com 169 metros de altura. Foi construído em homenagem à George Washington, o primeiro presidente dos Estados Unidos. É subindo nele que você terá a melhor vista da cidade (aberto todos os dias de 9h às 17h).

Os bilhetes de reserva antecipada podem ser reservados online. Enquanto a visita ao Monumento a Washington é gratuita, uma taxa de conveniência de US $ 1 será cobrada para cada passagem. Caso você não consiga reservar antecipadamente, a dica é chegar bem cedo e tentar conseguir um dos ingressos “Walk-ins disponibilizados pelos guarda-florestais locais.

Obelisco de Washington D.C.
O obelisco de Washington tem 169 metros de altura | Imagem: Danielle Barg

Mesmo que não consiga subir, você terá uma boa visão por lá: eu não cheguei a subir e curti o passeio mesmo assim. O memorial fica numa área elevada e tem vistas de toda a área monumental da cidade com direito ao Capitol de um lado e o Lincoln Memorial do outro.

4. Lincoln Memorial

O memorial dedicado à Abraham Lincoln é imponente. Os visitantes ficam pequenininhos diante da gigante estátua do ex-presidente que aboliu a escravidão nos Estados Unidos. Ele está sentado, olhando para o horizonte e cercado por 36 colunas. A arquitetura tem inspiração nos templos gregos.

Lincoln Memorial em o que fazer em Washington D.C.
O Lincoln Memorial está aberto ao público 24 horas por dia e, à noite, ganha iluminação especial | Imagem: Danielle Barg

Ao lado esquerdo da estátua está um dos mais famosos discursos do presidente. O memorial fica aberto 24h e não é preciso pagar nada para visitar (assim como todos os outros memoriais que serão citados neste texto).

Lincoln Memorial: a estátua é gigantesca
Olha o tamanho das pessoas perto da estátua gigante! | Imagem: Danielle Barg

O famoso discurso de Martin Luther King Jr.

Foi junto a escadaria do Lincoln memorial que em 28 de agosto de 1963 Martin Luther King Jr. proferiu seu famoso discurso “Eu tenho um sonho”. Vale subir as escadas, contemplar a monumentalidade do local – é realmente imenso – e imaginar o discurso. O Martin Luther King Jr. Memorial fica alí pertinho e é uma das nossas dicas do que fazer em Washington D.C.

CHIP DE INTERNET ILIMITADA

Compre seu chip de celular no Brasil com desconto de 10% e chegue nos EUA com internet ilimitada. 

Veja como comprar

5. Vietnam Veterans Memorial

Este é um tributo aos cidadãos das forças armadas que lutaram na guerra do Vietnã e foram mortos em ação. Ele é dividido em três partes: The Three Soldiers statue, Vietnam Women’s Memorial e Vietnam Veterans Memorial Wall – que exibe mais de 58 mil nomes.  

É bem impactante ver as estátuas dos combatentes como se estivessem andando no gramado, em posição de guerra. Se você estiver com o olhar um pouco mais atento, notará que o local vive cercado de flores trazidas pelos visitantes.

Memorial dedicado à guerra do Vietnã em Washington DC
Soldados em posição de guerra no memorial dedicado à guerra do Vietnã | Imagem: Danielle Barg

Pitaco da Mari:

Durante minha visita ao Vietnã tive a chance de visitar os túneis de guerra Cu Chi Tunnels e alguns museus de guerra. E realmente é um monumento muito tocante.

6. Martin Luther King Jr. Memorial

O memorial dedicado ao maior líder do movimento pelos direitos civis, Martin Luther King, foi inaugurado em 2011, pelo primeiro presidente negro dos Estados Unidos, Barack Obama. Fica localizado há dez minutos das escadarias do Lincoln Memorial, onde em 1963, ele deu voz a um dos discursos mais famosos da história: “I Have a Dream”.

A estátua tem mais de nove metros de altura e é cercada por um muro com quase 140 metros de comprimento, repleto de trechos tirados do discurso. O convite para que os visitantes possam ler e refletir sobre as palavras de Martin Luther King.

o que ver em washington DC
Memorial Martin Luther King

Liberdade, oportunidade e justiça são as palavras de ordem que marcam a luta de King contra a segregação racial. A sua importância histórica fez com esse tenha sido o primeiro monumento a homenagear um negro e o quarto a ser dedicado a uma personalidade que não tenha atuado como presidente nos Estados Unidos.

“Da montanha do desespero, uma pedra de esperança”, e é esse simbolismo de montanha recebe e toca os visitantes na chegado ao memorial. Você estará em frente ao Tidal Basin (uma espécie de lagoa desviada do Rio Potomac” e uma das regiões mais lindas da cidade durante a floração das cerejeiras. Um lugar que, sem dúvida nenhuma, te convida a pensar.

7. Jefferson Memorial

Esta é outra parada bastante visitada pelos turistas, especialmente por sua majestosa arquitetura. A estátua de Thomas Jefferson fica bem no centro do monumento e as paredes são preenchidas com trechos da declaração de independência dos Estados Unidos – da qual o ex-presidente foi um dos principais autores. Este memorial simboliza a liberdade.

Jefferson Memorial em melhores dicas de Washington DC
O Jefferson Memorial simboliza a liberdade | Imagem: Danielle Barg

8. World War II Memorial

Um memorial majestoso em homenagem às 16 milhões de pessoas que serviram às forças armadas durante a Segunda Guerra Mundial, incluindo as mais de 400 mil pessoas que deram seu último sacrifício ao país.

World War II Memorial - o memorial a Segunda Guerra Mundial
O memorial dedicado à segunda guerra mundial é imponente | Imagem: Danielle Barg

É um lugar bastante amplo, em formato circular, com um espelho d’água no centro e um imenso chafariz. O local foi aberto ao público em 2004 e é carregado de significados. Vale à pena ficar de olho nos detalhes. Pode ser visitado a qualquer momento do dia. À noite ganha uma iluminação especial.

que fazer em washington Dc com crianças
Memorial Segunda Guerra

9. White House

A Casa Branca é um dos símbolos mais conhecidos de Washington e com certeza todo mundo que passa pela cidade faz questão de tirar uma foto por ali. A residência oficial e escritório do presidente foi escolhida pelo primeiro presidente americano, George Washington, em 1791. Atualmente, também serve como pano de fundo para muitos protestos e já apareceu em diversos filmes.

A área externa tem um jardim amplo e uma grade que cerca toda a área mas que não atrapalha na hora da foto. É possível fazer um tour na parte interna, mas o processo é burocrático e é preciso fazer o pedido por meio da embaixada americana com até seis meses de antecedência.

A título de curiosidade, eu não achei a casa tão grande quando cheguei perto, mas na verdade ela é gigantesca: tem 132 quartos e 35 banheiros, distribuídos em seis andares!

Pitaco da Mari:

Vale visitar os dois lados da Casa Branca. A parte da frente, que é super policiada, e os fundos. Antes dava para chegar pertinho da cerca nos fundos da casa, mas desde os ataques ao Capitólio em 6 de janeiro de 2022, ela ganhou um muro extra.

10. Capitólio (Capitol)

Centro da democracia americana, o prédio do Capitólio pode ser visto de longe graças à sua enorme cúpula central. O prédio abriga o Senado e a Câmara dos Deputados norte-americanos e tem as portas abertas para o público de segunda a sábado, de 9h às 15h (exceto nos feriados de Thanksgiving, Natal, Ano Novo e Inauguration Day).

roteiro de 2 dias em washington DC
Abóbada do Capitólio

A entrada é gratuita e quem quiser fazer o tour guiado também não paga, porém precisa reservar com antecedência no site. Caso as vagas já estejam esgotadas, você pode fazer um tour pago pelo Capitol (este também se esgota, mas demora um pouco mais) ou tentar a sorte de conseguir uma vaga na hora. As vezes dá certo!

Como é visitar o Capitólio em Washington D.C

O tour começa no Capitol Visitor Center e leva em média 1h30, mas vale à pena. Inclui explicações sobre as inúmeras pinturas em afresco distribuídas no local, que representam os eventos mais importantes da história americana; além de estátuas e outros detalhes sobre a arquitetura neoclássica que dá vida ao local.

Acredite, visto de dentro o Capitólio é ainda mais imponente e impressionante que visto de fora. Sua enorme cúpula pintada com um afresco que representa George Washington subido aos céus acompanhado de duas figuras femininas, a Liberdade e a Vitória, há outras pinturas lindas na sala e que são descritas durante o tour.

roteiro de 2 dias em washington DC
tour no interior do Capitólio

Também visitamos a sala da esculturas. Cada estado tem direito ter duas estátuas no Capitólio, e a maior parte delas fica nessa sala.

O tour guiado não inclui acesso às galerias do Senado, no entanto, visitantes podem pegar tickets gratuitos para assistir sessões que estiverem acontecendo no momento da visita. Quando os congressistas não estão em sessão, também é possível acessar as galerias – mas o legal mesmo é ver os congressistas em ação! Se você der sorte, pode ser que consiga!  

11. Library of Congress (Biblioteca do Congresso)

A Biblioteca do Congresso é considerada a maior biblioteca do mundo e abriga mais de 164 milhões de itens. A visita vale não só pela grandiosidade, mas também pela arquitetura e pela beleza do local.

Library of Congress em viagem para Washington DC
A sala de leitura da Library of Congress impressiona | Imagem: Danielle Barg

A sala de leitura (gigantesca) é protegida por um vidro, mas os visitantes podem apreciar a vista, as paredes forradas de pinturas e estátuas distribuídas por lá. A entrada também é gratuita mais precisa ser agendada com antecedência e quem quiser pode fazer um tour guiado.

A arquitetura da biblioteca do congresso
A arquitetura da biblioteca do congresso vale a visita! | Imagem: Danielle Barg

12. Air and Space Museum

Air and Space Museum é um museu gratuito e um dos mais populares na cidade. Ele é dividido em duas unidades, sendo que uma delas fica no estado de Virgínia. Juntas, as duas localizações reúnem a maior coleção de aviação e artefatos espaciais do mundo.

Aberto em 1976, já recebeu mais 311 milhões de visitantes. É um verdadeiro paraíso para quem é fã de astronomia e agrada tanto crianças, quanto adultos. Reservas antecipadas são obrigatórias e podem ser feitas diretamente no site do museu.

Todos os espaços são preenchidos com os mais diferentes tipos de aviões, foguetes, satélites e inúmeras outras atrações, incluindo um planetário. Entre os objetos mais badalados está o primeiro avião construído pelos irmãos Wright, em 1903, o “Wright Flyer, um pedaço de rocha lunar que os visitantes podem tocar e a roupa de astronauta usada por Neil Armstrong ao pisar na lua pela primeira vez.

Atualmente parte do museu está sendo reformada, mas a visita ainda assim vale muito a pena para adultos e crianças. Vá com tempo e aprenda muito!

13. National Museum of Natural History (Museu de História Natural)

Museu de História Natural foi fundado em 1910. Ele possui mais de 127 milhões de itens, que contam a história do nosso planeta e o processo evolutivo dos animais. A visita é gratuita e imperdível então coloque o museu na sua lista do que fazer em Washington D.C.

Como todo bom museu de história natural, ele é dividido em grandes áreas temáticas. E é tudo gigantesco: a entrada do museu recepciona os visitantes com um grande e simpático elefante, a área dedicada ao oceano tem uma enorme réplica de uma baleia; a dos dinossauros, um imenso T-Rex e outros diversos esqueletos de dinossauros.

Museu de História Natural em pontos turísticos de DC
Um enorme elefante recepciona os visitantes no Museu de História Natural | Imagem: Danielle Barg

Se você gosta desse tipo de museu, reserve no mínimo meio período para dar conta das inúmeras espécies de animais, pedras preciosas, múmias e tantos outros atrativos.

O museu também conta com um centro educacional que permite que os visitantes possam brincar de fazer descobertas científicas. A arquitetura também vale nota!

O National Museum of Natural History funciona todos os dias, das 10h às 17h30.

14. The National Museum of American History

O que não falta é museu em Washington, já deu para notar, né? O Museu de história americana é um apanhado de diversos itens e fatos que contam a história dos Estados Unidos, como relíquias presidenciais, bandeiras, ícones importantes da indústria e do cinema, e até uma área dedicada às primeiras damas, com alguns vestidos expostos.

Gostei muito da área que conta a história da alimentação no país. É bem informativa e, ao mesmo tempo, divertida. Você verá uma réplica bem bacana da cozinha da Julia Child, uma das mais icônicas apresentadoras de programas culinários da TV americana e mundial.

The National Museum of American Story em coisas para fazer em Washington DC
A cozinha de Julia Child, no Museu de História Americana. Bon appétit! | Imagem: Danielle Barg

Também abre todos os dias e a entrada é gratuita. O horário é de 10h às 17h30.

15. Museu do Holocausto

O United States Holocaust Memorial Museum está localizado no National Mall (endereço: 100 Raoul Wallenberg Place SW, Washington, DC 20024). O museu serve como um memorial vivo ao Holocausto, uma das piores tragédias que o mundo já viu. Seu objetivo é educar seus visitantes sobre os perigos do ódio e as atrocidades do genocídio e como a sociedade pode enfrentar os desafios à liberdade e à dignidade humana.

O museu está aberto, diariamente, das 10h às 17h20, exceto no Yom Kippur e no dia de Natal, 25 de dezembro. A entrada no museu é gratuita, mas de 1º de março a 31 de agosto, bilhetes cronometrados (sujeito a uma taxa de transação de $ 1) são necessários para entrar na exposição permanente do museu, que detalha a história do Holocausto de 1933-1945. Em qualquer outra época do ano, você pode entrar em todas as partes do museu gratuitamente.

Um dos nossos Museus preferidos em Washington D.C. foi a National Gallery, outro museu gratuito e espetacular. São 2 edifícios distintos que contam a história da arte com quadros e pinturas de alguns dos maiores artistas da história.

roteiro de 1 dia em washington DC
entrada do National Gallery

Por lá você poderá ver o único exemplar de Leonardo Da Vinci nos Estados Unidos, algumas telas e gravuras de Van Gogh (nós adoramos o auto-retrato pintado em 1889), telas de Vermeer (destaque para a Menina escrevendo) pinturas expressionistas de Monet e Renoir, bailarinas de Degas, obras de Picasso de diferentes períodos e muito mais.

roteiro de 1 dia em washington DC
Bailarinas de Degas

Visite a passagem subterrânea entre os dois edifícios

Minha dica é começar pelo edifício focado em arte clássica, e de lá, pegar a passarela subterrânea (que é o máximo e conta até com uma cachoeira) rumo ao edifício moderno, que por sí só já é obra de arte. Vale participar os experimentos interativos (meus filhos amaram) e subir até o terraço para ver as esculturas e as vistas da cidade.

Jardim de esculturas

Falando em esculturas, não deixe de visitar o jardim que fica em frente ao museu e que tem uma coleção bem interessante de esculturas e instalações de arte. Durante o inverno o local abre uma animada pista de patinação no gelo. Sabe aquela vista rápida e que rende fotos lindas? Não perca!

bate e volta em washington DC
Jardim de esculturas National Gallery

17. Union Market

Come-se super bem em Washington D.C. e por isso inclui uma seção com dicas de Onde comer em Washington DC no finalzinho deste post, mas o Union Market é uma parada tão legal que acabou entrando como um item a parte nessa lista de melhores passeios em Washington D.C..

onde comer em washington DC
Caio desenhando enquanto espera a comida

Trata-se de um mercado gastronômico super diverso com restaurantes e stands de comida de vários cantos diferentes do mundo. Nos dias de sol, os locais aproveitam a vibe descolada do rooftop para comer ao ar livre. O mercado vive cheio e há tantas opções legais que será difícil escolher onde comer. Nós adoramos o libanês Yasmine.

As ruas ao redor do mercado são cheias de restaurantes descolados, nós adoramos o latino La Cosecha, um mercado descolado com pequenos restaurantes de diferentes países da América Latina. Pedimos um pouco de cada lugar: Empanadas do Peruvian Brothers, dois pratos divinos do Mexicano Mezcalero, Arepas do Venezuelano Mosaico reages a vinho argentino. Sabe aquele almoço descontraído e delicioso? Recomendo muito.

18. Georgetown

Após percorrer a parte histórica e os melhores museus de D.C., que tal conhecer uma das vizinhanças mais charmosas da cidade? Minha dica é Georgetown, famoso pela universidade de mesmo nome.

M Street NW e Wisconsin Ave NW são as duas ruas principais do bairro e concentram lojas de marcas conhecidas, cafés e restaurantes. Se você nunca provou (ou já provou e está com saudades) vale aproveitar a deixa pra comprar os cookies da Levain Bakery (3131 M St NW) que são servidos quentinhos e são maravilhosos.

roteiro de 1 dia em washington DC
GeorgeTown

Com mais tempo vale visitar o campus universitário e caminhar pelo Georgetown Waterfront Park para tirar fotos lindas da Francis Scott Key Memorial Bridge.

Para comer recomendo o Italiano Filomena (1063 Wisconsin Ave NW, Washington, DC 20007 | Reserve) e o tradicional Clyde’s of Georgetown (3236 M St NW, Washington | Reserve).

19. Carnegie Library of Washington

Nossa próxima parada é especial para fãs da Apple de plantão, trata-se de uma das Apple Store mais bonitas do mundo e um projeto de restauração espetacular da antiga Carnegie Library em Washington. O antigo edifício em estilo beaux-arts foi inaugurado em 1903 e com o passar dos anos caiu em desuso.

famosa loja da apple store em washington DC
Loja da Apple Store no antigo Carnegie Library

A Apple comprou o edifício, fez uma reforma imensa mantendo o subsolo como um museu gratuito e os andares de cima viraram uma loja da Apple. O projeto gerou uma grande polêmica na cidade, mas não dá pra negar que ficou lindo.

20. Ver a floração das cerejeiras

A primavera é uma das épocas mais lindas para visitar Washington D.C., isso porque depois do Japão, Washington D. C é o destino com o maior número de cerejeiras do mundo.

Se você viaja nessa época, aproveite para participar do National Cherry Blossom Festival, um festival que vai de 20 de março a 14 de abril. Durante esse período há eventos musicais , atividades para as famílias e menu especial nos restaurantes da cidade.

quando ver as cerejeiras em washington DC
Floração das cerejeiras | Imagem: Visit DC

De manhã bem cedo e a noite são os melhores momentos para contemplar as cerejeiras sem multidões.

Os melhores lugares para ver as cerejeiras em Washington D.C. são:

  • Franklin Delano Roosevelt Memorial
  • Martin Luther King Memorial
  • The Gardens of Dumbarton Oaks
  • U.S. National Arboretum
  • The Basilica of the National Shrine of the Immaculate Conception.

21. Bate e volta a Filadélfia

Já conheceu os principais pontos turísticos de Washington D.C. e quer ir além? Nossa dica é a Filadélfia, ou Philly como dizem os locais.

A Filadélfia combina história americana (a cidade é o berço da independência e da constituição dos EUA) com museus excelentes e uma cena gastronômica espetacular.

Filadélfia saindo de Washignton D.C. - opção divertida de bate e volta
Skyline da Filadélfia

Uma cidade bem gostosa de caminhar e repleta de cantinhos incríveis para visitar. Não perca as famosas escadarias de Rocky Balboa (que foi gravado e ainda é celebrado na cidade), o mercado gastrônomico Reading Terminal, e o edifício lindíssimo da prefeitura da Filadélfia.

Você pode fazer o percurso entre Washington D.C. e Philly de trem, ônibus ou carro alugado.

Veja aqui todas as nossas dicas do que fazer na Filadélfia.

Onde comer em Washington DC

Come-se muito bem em Washington D.C. e como há imigrantes de todos os cantos do mundo, há restaurantes deliciosos e autênticos de diversos países. Aí vão algumas dicas.

Founding Farmers | Farm to Table

Encontrei o restaurante Founding Farmers (1924 Pennsylvania Ave NW) por acaso, andando pela rua, e foi uma grata surpresa. A casa prioriza os ingredientes cultivados, localmente, por agricultores da região.

Além de oferecer uma comida deliciosa, eles levantam a bandeira da sustentabilidade. Ao mesmo tempo que apoiam a agricultura local e os pequenos produtores, também implementam conceitos de reciclagem e compostagem. O atendimento é bem bom e o ambiente é uma delícia.

Onde Comer em DC: Founding Farmers
Comida gostosa com ingredientes locais. | Imagem: Danielle Barg

O cardápio, então, nem se fala. Tem várias opções de burguers, massas feitas na casa (como ravioli de queijo de cabra e mac and cheese de lagosta); além de pratos vegetarianos, carnes, peixes, etc. Eu comi uma massa com camarão que tinha uma espécie de farofa de pão em cima, estava bem gostoso.

Além de oferecer uma comida deliciosa, eles levantam a bandeira da sustentabilidade. Ao mesmo tempo que apoiam a agricultura local e os pequenos produtores, também implementam conceitos de reciclagem e compostagem. O atendimento é bem bom e o ambiente é uma delícia.

O cardápio, então, nem se fala. Tem várias opções de burguers, massas feitas na casa (como ravioli de queijo de cabra e mac and cheese de lagosta); além de pratos vegetarianos, carnes, peixes, etc. Eu comi uma massa com camarão que tinha uma espécie de farofa de pão em cima, estava bem gostoso.

Pappe (Indiano)

Com um bar moderninho e um menu bem autêntico o Pappe (1317 14th St NW, Washington, DC) serve curries coloridos e excelentes pãezinhos do tipo Nan. Comemos Palak Panner (curry de espinafre com queijo – adoro!) e um butter chicken tão gostoso que tivemos que pedir uma segunda porção.

onde comer em washington DC
Palak Panner (curry de espinafre com queijo)

La Cosecha (Latino)

La Cosecha (1280 4th St NE, Washington) é um mercado gastronômico bem legal e com ótimos opções de comida latina. Comemos arepas venezuelanas, empanadas argentinas, tacos mexicanos e tudo estava delicioso.

Bakers Daughter (Café da manhã)

Pedida rápida e gostosa para o café da manhã. O Bakers Daughter (1201 K St NW, Washington) era uma das poucas opções abertas na cidade no dia de Ação de Graças e não decepcionou. Adorei o avocado toast servido com ovo frito no topo.

onde comer em washington DC
Café da manhã no Bakers Daughter

Carmine’s (Italiano)

O Carmine’s (425 7th Street NW at, E St NW) é um dos melhores custo x benefício da cidade e serve pratos imensos com jeitão de pasta da nonna. Visitamos o Carmine no dia de Ação de Graças (sorte nossa que estava aberto) e pedimos uma pasta com molho de vodka que serve facilmente três pessoas, estava bem gostoso e custou $20. Foi a refeição mais barata da viagem, e repito: estava gostoso.

onde comer em washington DC
Pasta com molho de vodka

Lugares que eu não fui (e gostaria de ter ido)

Como você pode ver, lugar para passear é o que não falta em Washington D.C. Ainda ficou faltando um monte de atrações na minha lista, como o National Museum of African American History and Culture (que fica em um prédio belíssimo!) e o National Museum of African Art. Fica para uma próxima!

Mas faça seu roteiro de acordo com as suas preferências e com o seu bolso: a viagem será inesquecível se você conseguir montar um roteiro com a sua cara!

O que fazer em Washington D.C. no mapa

Veja neste mapa nossas dicas do que fazer em Washington D.C

Onde se hospedar em Washington D.C.

Washington D.C. é a capital e o distrito federal dos Estados Unidos. Fazendo um comparativo, é como se fosse Brasília para o Brasil. Ou seja, ela está cercada de cidades que pertencem a outros estados e possui uma estrutura de divisão diferenciada: quatro grandes quadrantes que saem de Capitólio.

Por lá, as ruas são nomeadas por letras, na horizontal, e números, quando estão na vertical. E aqui está o pulo do gato: elas são espelhadas, isto é, tudo que está de um lado, tem do outro. Isso causa uma confusão imensa com os taxistas, por exemplo, que vão para o número 700 da rua U porém do lado quadrante errado. Se estiver por lá, lembre de ter sempre a coordenada completa do seu endereço. Por exemplo: 700 U street Northwest.

Dito isto, vamos aos bairros. Listamos três boas pedidas para a sua hospedagem:

Hotéis em Dupont Circle

Considerado o point alternativo da cidade, o bairro é bem movimento e repleto de escritórios, bares, restaurantes e baladas. Para chegar até os principais pontos turísticos será preciso usar o metrô, mas o transporte é fácil. Aqui, você conhecerá uma vida mais de “bairro”, com casas coloniais e galerias de arte.

Hotéis em Downtown

Para quem vai conhecer Washington pela primeira vez, o bairro de Downtown é a melhor opção. Bem próximo do National Mall e da Casa Branca, você conseguirá conhecer diversos pontos turísticos a pé, além de ter uma ótima estrutura de restaurantes e bares.

Dá pra fazer um roteiro básico pela cidade todo a pé, pois você estará a poucos passos dos principais pontos turísticos. Próximo dessa área, você tem a Chinatown – uma área interessante para conhecer, mas bem diferente da de Nova York!

Hotéis em Georgetown

Um bairro cheio de casa interessantes, uma localização clássica e luxuosa, com ótimos hotéis e restaurantes (inclusive cafés e livrarias que são um charme). Ao se hospedar aqui, você ficará afastado do centro, o bairro não tem metrô, então os deslocamentos serão feitos de carro, ônibus, táxi ou Uber (ponha na sua planilha de gastos e veja se o gasto extra compensa). Por ser um bairro universitário, é bem movimentado a qualquer hora do dia.

Seguro viagem para os Estados Unidos

Nos Estados Unidos, não há um sistema público de saúde (infelizmente), e até mesmo procedimentos simples, como um raio-x para um tornozelo torcido, podem ser bastante caros. Isso sem contar emergências ou situações mais graves. A verdade é que não se deve brincar com a saúde, especialmente aqui nos EUA. Contratar um bom seguro de viagem é essencial para ter uma viagem tranquila.

Quer saber a parte legal de viajar bem coberto? Ao optar por um bom seguro viagem, você também estará garantido para problemas com extravio de bagagem, cancelamento de voos e até um voo emergencial, se algo der muito errado.

Minha recomendação é a Seguros Promo, uma empresa brasileira que funciona como um comparador de seguros, buscando os melhores custos benefícios do mercado sem abrir mão de uma cobertura excelente. Nós usamos e recomendamos.

Quer um desconto? Use o código IDEIASNAMALA5 e ganhe até 15% de desconto.

E aí, curtiu nossas dicas do que fazer em Washington D.C? Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários.

Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso Instagram!

PLANEJE SUA VIAGEM

  • HOSPEDAGEM: Veja os melhores hotéis de Washington D.C
  • ALUGUEL DE CARRO: Melhores tarifas com parcelamento em até 10x sem juros
  • SEGURO VIAGEM: faça sua cotação e contrate seu seguro com 15% de desconto
  • CHIP EUA: Saiba do Brasil conectado com 10% de desconto
  • INSTAGRAM: Nossas melhores dicas em tempo real. Te vejo por lá?!

Veja também:

Nova York

mari vidigal
mari vidigal
Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

Viaje Melhor

Links para você reservar hotéis, comprar seguro viagem com desconto, conferir atrações e passeios incríveis e alugar carro em qualquer lugar do mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Avatar Caroline disse:

Parabéns pelo post! Achei muito completo e informativo.

Avatar Daniela Goes disse:

Olá!!!! Muito bom seu post! Eu já fui duas vezes para Washington DC só para turistar e já estou com a terceira viagem marcada!! Amo a capital americana! Só gostaria de fazer uma correção: onde você marcou como Memorial do Vietnã, na verdade é o Memorial da Guerra da Coréia!! O do Vietnã também fica no Hall, mas é outro… Só quis colaborar! Um forte abraço!!

mari vidigal mari vidigal disse:

Oi Daniela,
Super obrigada pela correção! Vc tá falando do mapa né?! Deixa eu tentar arrumar já!
Beijos e obrigada

Avatar Daniela Goes disse:

Oi Mari!! Me referi a foto mesmo… aqueles são soldados combatendo na Coréia! O Memorial do Vietnã são somente três soldados representando um branco, um negro e um hispânico! Além do lindo muro em mármore preto com nome das vítimas! Beijos!!!

Avatar Janaina disse:

Daniela, estou indo a Washington em outubro e gostaria de mais dicas, já que é a terceira vez que você está indo.

Avatar Rachel Bassey disse:

Dani,

Boa noite!

Pode me enviar dicas de restaurantes e bares de Washington.