3 bate-voltas a partir de Buenos Aires

3
colonia del sacramento uruguay 2

Conheça 3 opções incríveis de 3 bate-voltas a partir de Buenos Aires, Colonia del Sacramento, Tigre e San Isidro. Saiba como chegar e veja um resumão do que fazer em cada uma dessas cidades lindas! Pronto para conhecer mais um pedacinho incrível da Argentina?

3 bate-voltas a partir de Buenos Aires

Já conheceu as principais atrações turísticas da capital argentina  e quer desbravar seu entorno? É a sua segunda (terceira, quarta…) visita a Buenos Aires e você quer sair do comum. Aí vão 3 bate-voltas a partir de Buenos Aires, 3 passeios deliciosos e super fáceis de fazer. Com vocês: Colonia del Sacramento, Tigre e San Isidro! Pronto para se apaixonar?

Colonia del Sacramento – Uruguai

Situada na costa uruguaia, Colonia del Sacramento é um daqueles lugares que parecem ter parado no tempo. Sabe quando você se sente em outro ritmo de vida? Pois é, Colonia tem uma atmosfera própria e é um ótimo lugar para relaxar. O seu centro é bem pequeno e é possível ir e voltar em apenas um dia com tranquilidade.

bate-votas a partir de Buenos Aires

Um restaurante fofo em Colonia del Sacramento// Foto por Thaís Carneiro

Visitei Colônia do Sacramento duas vezes, no verão e no inverno, em anos diferentes. O que pude perceber que apesar de ser uma queridinha dos turistas, não é um daqueles lugares que ficam super lotados nem há um assédio dos locais aos viajantes. Aproveite!

Deixe-se levar pela caminhada nas ruas de pedra, aproveite as cadeiras do lado de fora dos restaurantes para observar o movimento enquanto toma uma taça de vinho. Aproveite as ramblas de Colonia del Sacramento e se estiver frio, proteja-se! O vento é forte que só.

Como chegar a Colonia del Sacramento saindo de Buenos Aires

Colonia del Sacramento fica há 1 hora de Buenos Aires de Ferry ou duas horas de Montevidéu de carro/ ônibus

Diversos barcos (os buques, uma espécie da balsa) fazem a conexão diária entre Buenos Aries e Colônia. O trajeto leva entre 1 e 3 horas dependendo do barco escolhido. Algumas das empresas que fazem este trajeto são: BuquebusColonia Express , Cacciola e Seacat.

O que fazer em Colonia del Sacramento?

O centro histórico (ou casco historico), que desde 1995 é tombado pela Unesco como patrimônio mundial, concentra a maior parte dos pontos turísticos da cidade, você encontrará ruazinhas lindas repletas de casas coloniais, e alguns cantinhos que merecem destaque como o Portón de Campo, um portão e uma ponte levadiça do século XVIII construído pelos portugueses na época da Colônia, a Plaza Mayor, e a Basílica do Santíssimo Sacramento (que é a igreja mais antiga do Uruguai.

Outro ponto que merece destaque é o Farol da cidade, (aberto todos os dias das 10:00-12:30 e das 14:30 às 18:30) lá do alto você terá uma vista bem bacana da baía do rio da Prata e verá a Argentina lá longe. A partir do pagamento de uma pequena taxa é possível conhecê-lo. Prepare as suas pernas porque a subida pelas escadarias exige um pouco de fôlego.

bate-votas a partir de Buenos Aires

Faro de Colonia del Sacramento, Uruguai // Foto por Thaís Carneiro

O farol foi construído sob as ruínas do convento de São Francisco Xavier em 1857. Depois da subida no farol, a dica é explorar as ruínas que rendem fotos lindas.

bate-votas a partir de Buenos Aires

Plaza de Toros em Colonia del Sacramento // Foto por Thaís Carneiro

Outro ponto turístico interessante é a Plaza Real de San Carlos, conhecida também como Plaza de Toros, construída no comecinho do século XX, atraiu muitos turistas para ver as corridas. Apesar de discordar da prática com animais, acho o espaço interessante para pensarmos outra cultura e a arquitetura linda de influência muçulmana. O espaço permanece desativado e em ruínas desde 1912. Logo em frente, foi inaugurado recentemente o Museo del Ferrocarril, que aborda a história do patrimônio ferroviário do país.

bate-votas a partir de Buenos Aires

Perambulando pela Calle de los Suspiros em Colonia del Sacramento – Foto por Thaís Carneiro

Por fim, não deixe de visitar a Calle de Los Suspiros, uma rua que é fofa que só, com casas de mais de 250 anos e que tem como marca a lenda de ali ser o refúgio dos apaixonados, que para eternizar o seu amor devem se beijar ali. Nunca fui acompanhada lá, então não posso contar se a simpatia deu certo!

Para quem quer mais dicas do Que fazer em Colonia del Sacramento, nossa dica é este post lindo do Nós no Mundo.

Tigre

Localizada a apenas 33 km de Buenos Aires, Tigre é um dos destinos preferidos dos Portenhos para passar o final de semana, explorar as ilhas do Delta do Rio Prata e relaxar. A cidade é acessível por trem turístico da empresa Tren de la Costa ou por um trem urbano, mais econômico, saindo da estação Retiro. Como estava na cidade fazendo intercâmbio, economizei indo de trem comum e foi bem tranquilo. A questão é que o turístico é mais confortável porque lá você garante que irá sentado, não é?

O bacana de Tigre é que é possível explorá-la com tranquilidade a pé! As vias são retas e há muita gente circulando, o que dá uma certa segurança. Mas eu, se fosse você não deixaria de fazer o passeio de barco pra curtir um lado diferente e super gostoso da cidade.

bate-votas a partir de Buenos Aires

Uma boa pedida é um passeio de barco por Tigre na Argentina // Foto por Thaís Carneiro

Como chegar a Tigre?

  • Trem urbano : Pegue o trem da linha Bartolomé Mitre (ramal Tigre) na estação Retiro (que por sinal é linda) e desça na estação Tigre (ponto final). Este percurso leva cerca de 50 minutos.
  • Trem urbano + trem turístico: Na estação Retiro, tome o trem do Ramal Mitre e desça na estação Bartolomé Mitre no bairro de Olivos. Ao chegar lá, atravesse a ponte e continue com o Tren de la Costa até o ponto final na estação Delta.
  • Ônibus de linha: Tome o ônibus da linha 60 no centro de Buenos Aires e vá até Tigre. O percurso é mais longo e percorre diferentes bairros da zona norte da cidade, devendo ultrapassar 1h30 de trajeto. Para pagar o ônibus, tenha em mão moedas ou o cartão SUBE.

O que fazer em Tigre

Fazer um passeio de barco pelas ilhas do Delta do Rio da Prata. Os passeios duram entre 45 minutos a 2 horas, e há embarcações saindo a cada hora tanto da  Estação Fluvial quanto do Puerto de Frutos. Quem fizer o passeio no finalzinho d tarde, leva de brinde um visual espetacular com direito a pôr do sol #Ficaadica.

tigre argentina

Curtir um dia ensolarado em um passeio de barco por Tigre // Foto por Thaís Carneiro

Se divertir no Parque de La Costa

Quem viaja com crianças, ou quer incluir uma pitada de diversão no roteiro a dica é visitar o Parque de La Costa, o maior parque de diversões do país. Fui lá no inverno, achando que ele estaria vazio, mas estava lotado. A minha dica é chegar cedo lá pra aproveitar o melhor passeio pois as filas dos melhores brinquedos são gigantescas.

bate-votas a partir de Buenos Aires

A entrada do Parque de la Costa em Tigre// Foto por Thaís Carneiro

Apesar de não ter conseguido ir em muitos brinquedos por conta da fila, gostei do passeio. Sou apaixonada por fotografia e pelo estilo vintage, então me diverti registrando o parque que tem uma vibe bem anos 90. Se você é do time dos brinquedos radicais, o parque dispõe de cinco montanhas russas e tem como destaque a Redemoinho, que tem a altura de um prédio de cinco andares.

bate-votas a partir de Buenos Aires

Roda gigante no Parque de la Costa em Tigre // Foto por Thaís Carneiro

Dias e horários de funcionamento: Sexta, das 11h às 19 horas. Sábados, domingos e feriados, das 11h às 19,30 hs.

Cair na jogatina no Casino Trilenium

Se você quiser curtir um pouco da jogatina que é proibida no Brasil, pode conhecer o Casino Trilenium (Perú, 1385 )Eu logo de cara ganhei 10 pesos! E claro, quis continuar e perdi o que eu tinha acabado de conseguir. Me senti muito num filme norte-americano. Rs Vale falar que dentro não pode fotografar dentro do  cassino para preservar a privacidade dos jogadores. 😛

Em tempo, além de jogar um bocadinho você pode conhece alguns dos outros dos atrativos que acabei não conhecendo por lá, entre eles, shows musicais e teatrais, bem como restaurantes de comida internacional como o Tamiz Restó Bar e o Buffet Trilenium e bares como Black Bar ou o Rincón Andaluz. A entrada é gratuita e permitida apenas a maiores de 18 anos.

Dias e horários de funcionamento:

  • Segunda a quarta-feira das 11h às 6h do dia seguinte.
  • De quinta-feira a domingo, aberto 24 horas.

O Salão Especial abre de domingo a quarta-feira das 16h às 4h. De quinta-feira a sábado, permanece aberto entre as 16h e às 7h.

Veja mais dicas do que fazer em Tigre neste post da Denise do Viajante Solo.

San Isidro

A apenas 20 km de Buenos Aires, San Isidro ainda é pouco conhecida entre os turistas estrangeiros e ficam no meio do caminho para uma visita a Tigre. Se você for do tipo de viajante que gosta de fazer muitas coisas no mesmo dia, é possível incluir uma visita rápida a San Isidro como fez a Denise Tonin do Viajante Solo.

Como chegar a San Isidro

Vindo de trem, o caminho é semelhante a Tigre, mas ao pegar o trem comum na estação Retiro, você deve descer na estação de nome San Isidro. O trajeto deve lhe tomar cerca de 40 minutos. Caso opte pelo conforto, gaste um pouco mais e vá de Tren de La Costa, o trem turístico.

Bate-voltas a partir de Buenos Aires

Catedral de San Isidro | Foto: Denise Tonin – Viajante Solo

O que fazer em San Isidro

Se quiser ficar próximo à estação de trem, explore a região e conheça a Catedral de San Isidro (Av. del Libertador 16200), de estilo neogótico, construída no final do século XIX e com uma arquitetura grandiosa e impactante. Para se ter uma ideia, a sua torre beira os 70 metros de altura. A entrada é gratuita e sua visita pode ser realizada todos os dias. Porém, atente-se aos horários de missa, pois você não poderá perambular por lá, se não estiver participando da cerimônia.

De algum modo, ela me lembra a Catedral da Sé em São Paulo. Afinal, elas partilham do mesmo estilo arquitetônico. O que vocês acham?

Se você estiver pela cidade no final de semana, não deixe de dar um pulo na Feira de Antiguidades da Estación Barrancas e assim, já aproveite os restaurantes da região para almoçar.

Em tempo, não deixe de conhecer a Plaza Mitre, a praça central da cidade, que tem como destaques uma feirinha de antiguidades e um relógio floral, construído em 1913 e considerado o primeiro da América Latina. Se você como eu, só conhecia o relógio de flores de Valparaíso, vai se surpreender ao conhecê-lo.

Leia mais sobre San Isidro no blog Finestrino.

Bate e voltas de Buenos Aires no Mapa

Veja neste mapinha (sinalizado com as principais atrações turísticas da cidade) a localização desses 3 bate-voltas a partir de Buenos Aires: Colônia do Sacramento, Tigre e San Isidro

O que vocês acharam desses bate e voltas?

Selecionamos as cidades mais interessantes e fáceis de chegar desde Buenos Aires. Sei que a cidade portenha é difícil de abandonar, mas não tem como não se apaixonar por essas também.

Você conhece alguma delas? Qual é a sua preferida?

Deixe aqui nos comentários pra gente continuar essa conversa.

Guarde esta dica no Pinterest!

bate-voltas a partir de Buenos Aires


Viaje sem stress

✅ Reserve seu hotel em Buenos Aires

Faça seu seguro de viagens 


Veja também:

Buenos Aires

Outras regiões Argentinas


Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

Bate e volta

About author

Thais

Historiadora, estuda mulheres viajantes latino-americanas no século XIX. Criadora do projeto Mulheres Viajantes que visa o empoderamento feminino através da publicação semanal de relatos de mulheres que viajam sozinhas e/ou entre amigas e do Mulheres Viajantes vai às ruas, que propõe o encontro destas mulheres para discutir questões caras às mesmas.

3 comments

Post a new comment

Veja também

A Viagem da Amanda

Texto e Imagens: AMANDA FORTE GONÇALVES Olá!!! É com muita alegria que escrevo meu primeiro post como “colaboradora” aqui no Ideias na mala (já participei ...