Casamatas de Luxemburgo: um passeio pela história da cidade

Um passeio pelas Casamatas de Luxemburgo – arquitetura histórica da cidade que vale a pena conhecer. Neste post, veja detalhes de como é a visita. Preparado para se apaixonar?

As Casamatas são uma das atrações que deve estar em seu roteiro por Luxemburgo. Eu amei a cidade e muitas vezes parei para olhar a paisagem suspirar com aquela beleza. No meio dessa lindeza toda, um dos lugares que mais amei foram as Bock Casemates ou Casamatas de Bock em português (infelizmente as Casemates de Pétrusse estavam fechadas, teria visitado com certeza). Vamos entender o que elas são?

que fazer luxemburgo
Casamatas de Bock – Luxemburgo

A história das Casamatas de Bock

Construídas em 1745 por engenheiros austríacos, as Bock Casemates tem mais de um quilometro de extensão, sendo que a caverna mais comprida tem 110m x 7m. Esse fantástico complexo de cavernas (que um dia chegou a ter 23 km de extensão) fizeram com que Luxemburgo um dia fosse conhecida como Gibraltar no norte.

Luxemburgo
Esplanada das Casamatas

Grande parte das cavernas foram destruídas em 1867 (a destruição levou 16 anos) devido a um tratado de neutralização de Luxemburgo. Por sorte, parte do complexo não podia ser destruída ou afetaria a estrutura da cidade e foi preservado. Desde 1933 as duas Casamatas que restaram estão abertas para o turismo. Durante as duas guerras mundiais, as Casamatas chegaram a abrigar 35,000 pessoas em tempos alerta de bombardeiros.

que fazer luxemburgo
Casamatas de Bock – Luxemburgo

Um passeio pelas Casamatas de Bock

Deixando a história de lado, comece o passeio (antes mesmo de entrar nas cavernas) pela esplanada olhando com carinho a vista dos dois lados da rua com direito a uma bela vista da ponte e da cidade baixa (grund).

Luxemburgo
Passarela no início do passeio

Em seguida, desça as escadas e com o mapa em mãos (você receberá o mapa na entrada), vá seguindo as indicações e percorrendo o caminho. A caverna central tem muitas ramificações e muitos buracos com lindas visitas da cidade, canhões, um poço mega profundo e algumas outras bonitas surpresas.

que fazer luxemburgo
Casamatas Bock

que fazer luxemburgo
Casamatas de Bock – Luxemburgo

 E olha só a vista dessas janelas. Uma graça!

Casamatas de Bock

O passeio é bem tranquilo até certo ponto (identificado com a letra F), depois (na letra G), o caminho é escuro e com muitos sobes e desces estreitos. A letra G é um caminho sem saída, ou seja, ao chegar no final você terá que retornar pelo caminho da vinda.

Gostei de ter ido, mas só recomendo para pessoas não claustrofóbicas já que ali tem pouquíssima luz. Muito cuidado onde pisam já que o solo é bem esburacado e os degraus não são retos. E ah, não deixe de levar uma lanterna ou utilize a do celular – será uma mão na roda.

E depois de um pouco de escuridão, é bom retornar ao pedaço “esburacado” e curtir mais um pouco as janelas…

Casamatas de Bock

Esse foi sem dúvida nenhuma meu passeio preferido na cidade. Amei percorrer as cavernas, subir escadas e babar na vista (sou exagerada e fotografei cada cantinho novo que adentrava). Sai das Casamates com a certeza que a minha vinda a Luxemburgo valeu e muito a pena. Parada obrigatória de quem visita Luxemburgo!

Localize-se:

The Bock Casemates
Aberta de março a outubro das 10:00 às 17:00
Entrada: Adultos 3,00 Euros | Estudantes 2,50 euros

E aí, curtiu nossa visita às Casamatas de Luxemburgo?


Faça seu seguro de viagens


Veja também:


E para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

Planeje sua viagem

Comentários (5)

[…] Praça Clairefontaine, Corniche (que tem fama de ser uma das varandas mais lindas do mundo) e as Casamatas de Bock (antiga muralha de proteção da cidade…absolutamente […]

[…] estavam inundados). Ah, vale lembrar que estes não são os únicos da cidade, há também as Casematas Bock, um dos lugares que mais amei na cidade e quem tem uma vista absolutamente […]

Mari,
Vc acha que uma pessoa de mobilidade reduzida conseguiria fazer parte da visita (ate o F, por exemplo?). Nao sou idosa, mas em funcao de um acidente, fiquei com um problema na perna e preciso andar com auxilio de 1 muleta. Tem muitas escadas no percurso?

Oi Letícia,
Tudo bem?

Tem muita escada e o chão não é dos mais lisos. De qualquer forma, se você tiver vontade, vá devagar e sem pressa. Faça até onde conseguir e sem pressão. Não acho que será fácil, mas se você quiser, porque não tentar? 🙂 (Um não você já tem, certo?!)

Adorei! Com certeza vou incluir esta viagem nos meus planos.

Deixe o seu comentário