10 dicas para não engordar durante as viagens

Viajar e manter a boa forma não parecem ser duas situações que podem andar sempre juntas, não é mesmo? Mas não precisa ser assim. Passar alguns dias longe da sua rotina diária não é necessariamente um tormento para quem não está podendo (ou querendo) ganhar alguns quilinhos extras. É possível aproveitar a viagem, relaxar e ainda voltar pra casa pesando o mesmo tanto (ou até menos!) do que pesávamos antes de sair da nossa cidade. Aproveitamos este texto para lhe apresentar 10 dicas simples para não engordar durante as viagens. Vamos lá?

10 dicas para não engordar durante as viagens

Texto: Marina Magalhães (Nutricionista e responsável pelo blog Batata Frita pode?)

1- Tente manter sua rotina habitual de alimentação

Viajar não é sinônimo de chutar o balde e esquecer tudo que você aprendeu para se manter saudável. Apesar de, em algumas situações, você sair completamente da rotina, algumas regrinhas básicas de alimentação equilibrada são fáceis de ser mantidas. Se você já seguia aquela orientação de se alimentar em pequenas porções e de três em três horas, que tal tentar manter esta sequência durante seu período de viagem? Desta maneira você vai correr menos risco de exagerar em alguma refeição depois de ter passado longos períodos sem comer.

 

2 – Exagerou em uma refeição? Compense na outra

Se você exagerou em alguma refeição fique tranquilo. Não existe motivo para pânico. A estratégia aqui é simples. Exagerou no almoço? Que tal fazer um jantar mais leve? Ou você comeu demais no café da manhã? A opção também pode ser comer menos no almoço.

 

3- Não esqueça das atividades físicas

Bicicleta em Santa Monica

Não é só porque você está viajando que significa que você pode deixar as atividades físicas de lado por alguns dias. A atividade física deve ser sua companheira sempre, mesmo que seja infiltrada nas suas rotinas. Se você está viajando a turismo aproveite para andar bastante, fazer passeios de bike e até mesmo praticar alguma corrida ou esporte em um parque da cidade. Se você está viajando a trabalho e tem pouco tempo para fazer estas programações, que tal contar com a ajuda da academia do hotel para manter a boa forma em dia? Afinal, se você está viajando a trabalho não existe a desculpa de que está saindo da rotina.

 

4- Coma em lugares calmos e sentado

Uma das situações que mais atrapalham a realização de uma refeição saudável e equilibrada é comer rápido e em lugares desconfortáveis e agitados. Quando estamos viajando sempre damos prioridade a comer na rua mesmo ou em praças de alimentação barulhentas e lotadas. Estas situações nos forçam a ingerir os alimentos muito rapidamente, prejudicando nosso processo de saciedade e de absorção de nutrientes. Por isto, sempre que possível, prefira fazer suas refeições em ambientes calmos e, especialmente, sentado, nem que isto signifique voltar para o hotel ou para a casa em que você está hospedado. Lembre-se: a hora da refeição deve ser uma hora sagrada.

 

5- Não se permita enganar no frio

Chá verde na Japanese Tea Garden

Quando viajamos para lugares frios uma das nossas maiores falhas é nos permitir ingerir alimentos, geralmente, de alto valor calórico. Isto acontece porque os pratos quentes são, usualmente, preparados com ingredientes bastante energéticos. Por isto é preciso muita atenção com as refeições que fazemos no frio. Faça escolhas simples e não menos saborosas: fuja de chocolates quentes e tente provar o tradicional café ou chá da região; o molho do seu macarrão pode ser vermelho ao invés de ser branco; as sopas podem ser feitas com vegetais e raízes, ao invés de queijos e carnes gordurosas. Tudo é questão de saber escolher.

 

6- Não se deslumbre no café da manhã do hotel

Café da manhã

Ah, os buffets de café da manhã! Eles são uma das maiores tentações alimentares de uma viagem. Ricos em opções que geralmente não consumimos todos os dias na nossa casa (ovos mexidos, salsichas, vários pães, embutidos, frutas diversas, iogurte, leite, café e cereais), é difícil resistir a não pegar mais de um prato para saborear. Como nós sabemos que você vai querer usufruir de toda esta variedade, que tal equilibrar o consumo ao longo dos dias de viagem? Use cada dia de hospedagem para montar um prato diferente (um dia coma ovos mexidos com torrada, no outro frutas com granola, no outro pães com queijo etc), assim você exagera menos e ainda consegue aproveitar todas as vantagens deste buffet.

 

7- Prefira sucos leves a refrigerantes

Esta orientação é básica para quem quer manter a forma física em dia nas viagens. Refrigerantes pouco acrescentam a nossa alimentação, já que são bebidas ricas em açúcar e conservantes. Os sucos (naturais, sempre!) são melhores opções de bebida, já que contam com os nutrientes encontrados na fruta e uma menor concentração de açúcar na sua composição. Aproveite para beber o suco sem adoçar (explorando o real sabor da fruta) e prefira sempre as versões mais leves (suco de maracujá, suco de limão, suco de melão).

 

8- A salada é sempre uma aliada

Salada

Não estou te falando para comer salada nas viagens porque estes alimentos fazem bem para a saúde. A salada pode ser um importante aliado para você manter o peso durante a viagem porque elas são ricas em fibras alimentares. As fibras vão te ajudar a sentir menos fome ao longo do dia, lhe influenciando a comer menos e, por isto, ingerir menos calorias. Por este motivo, sempre que possível, adicione um pratinho de salada à sua refeição principal (almoço e jantar): a sua saúde agradece.

 

9- Não esqueça dos snacks em roteiros longos

Se você está fazendo uma viagem turística é bastante provável que você vá passar várias horas longe do seu quarto de hotel ou de um local adequado para fazer uma boa refeição. Uma boa estratégia para fugir das tentações das comidas de rua (como os hotdogs, as pipocas e qualquer outra variação não saudável e altamente calórica) é carregar o seu próprio lanchinho na bolsa. Boas opções de snacks para o dia de turismo são biscoitos integrais, frutos secos, barrinhas de cereais (sem açúcar por favor!), frutas e até pequenos sanduíches com peito de peru e queijo. Estes snacks vão lhe ajudar a segurar a fome até a hora de fazer uma refeição adequada.

 

10 – Relaxe um pouco e se permita divertir

Lisboa

A melhor estratégia para viajar e não ganhar peso é relaxar um pouco. A nossa neurose constante com o peso pode atrapalhar o funcionamento do nosso metabolismo, nos deixando mais ansiosos. Sem que a gente perceba a ansiedade faz com que a gente acabe comendo mais. Por isto se permita também divertir um pouco, comer algo de diferente e conhecer a culinária local: na pior das hipóteses você pode até voltar com alguns quilos extras na bagagem, mas que são facilmente perdidos quando você retorna para sua rotina alimentar habitual em casa.

 

Viu como viajar e manter o peso pode ser mais fácil do que parece?

Tudo o que precisamos é um pouco mais de força de vontade e atenção com a nossa alimentação quando estamos longe de casa também. Não existe milagre para se manter em forma, por isto basta um pouquinho de atenção e bom senso para voltar para a casa com somente boas lembranças da sua viagem!

 

Sobre Marina Magalhães

Minha querida amiga e xará Marina Magalhães é nutricionista especializada em nutrição clínica e reeducação alimentar. Sua linha de trabalho tem foco na alimentação saudável, valorizando o prazer à mesa e fugindo da neurose. Nas horas vagas ela é responsável pelo blog Batata Frita Pode? Um blog com altas digas de saúde e nutrição, e que eu adoro.

Contato: [email protected] (São Paulo – SP)

 

 

 

Planeje sua viagem

Deixe o seu comentário