Gramado fora de época!

Texto e imagens: Pedro Prochno

Eu não sou uma pessoa do frio, isso é fato, apesar de ter aprendido a conviver com ele durante meu 1 ano de intercâmbio no norte do Estado de Nova Iorque (EUA) e de gostar bastante de esquiar.

No Brasil, minha época preferida, claro é o verão. Primavera também é bom! Meus lugares favoritos? Bem, qualquer um que faça mais do que 25o.

Gramado_03

Em 2011 em uma viagem ao Chile, que deu origem ao clássico post “para se lembrar sempre que for viajar”, conheci muita gente nova, e dois deles se tornaram grandes amigos. Trata-se da Dani Catuci e do Tiago Tomazelli. Ambos vivem em Gramado, a mais charmosa cidade gaúcha que tem pouco mais de 32 mil habitantes e situada a duas horas ao norte de Porto Alegre.

Fui para gramado duas vezes em pouco mais de 1 ano. Em nenhuma delas fui durante o inverno ou para o Festival de Cinema. Em 2011 era setembro, passei 3 dias na cidade, o famoso “Natal Luz” já estava pronto mas a enxurrada de turistas ainda não tinha invadido a cidade.  Já na segunda vez (agora no finzinho de janeiro) também, passei 3 dias por lá, mas com a cidade totalmente vazia (se comparado aos padrões do festival ou do inverno).

Gramado_02

Gramado já é um polo turístico, tem gente visitando o ano inteiro, o que é ótimo, e recentemente ganhou até um Mc Donalds (não que eu ache isso motivo de orgulho ou status, mas comprova que ela está crescendo hehe). A cidade tem ótimos hotéis, vários deles gerenciados por famílias e com um jeito super especial de atender.

É uma ótima pedida para viagem em família ou à dois. Amigos também se divertem bastante, mas não conseguem se ocupar mais do que 2 ou 3 dias por lá. O principal ponto da cidade nas noites de sexta-feira é o Botequim Sant`Ana, cheio de gente bonita, reúne o que há de melhor para badalar em noites quentes ou frias. Para quem quer viajar gastando pouco, o único albergue de lá é o Gramado Hostel e que fica ao lado do Botequim, não tem como se perder na volta pra casa.

Para casais e famílias recomento o Hotel Canto Verde (fotos abaixo) que tem apartamentos e chalés para casais e famílias. Ele fica na saída da cidade, já em direção à Canela, fora do buchicho central e em ótima localização. Vale lembrar que um carro cai muito bem para se locomover entre e pelas cidades.

Hotel_canto_verde_01 Hotel_canto_verde_02  Hotel_canto_verde_04

Por fim, se você quer ficar perto do centro a Pousada Jardim Secreto é opção segura. As acomodações são todas de extremo bom gosto e acomodam casais e famílias.

Lugares que você não pode deixar de visitar:

A culinária gramadense é espetacular. Doces ou salgados, tem de tudo e muito bom. A Chocolate Planalto tem o melhor chocolate de lá, na minha opinião. Apesar de só terem “cacau 70%”, ele é incrível, assim como as trufas.

O Bêrga Motta é um lugar para passar a tarde. Tem um ótimo restaurante rodeado de natureza e trilhas para visitar cachoeiras. Antes ou depois do almoço, tem para todos os gostos.

No centro de Gramado um clássico lugar para sobremesas é “A casa da velha bruxa”. Olha o strudel que eu comi lá:

Strudel_casa_velha_bruxa_Gramado

O próprio centro de Gramado é lindo, todo organizado, vale até passar pela rodoviária para ver como é.

Vai pra Gramado? Obrigatória a passagem por Canela…

IMG_0703

A cidadezinha fica a 7 Km de Gramado e tem também uma áurea toda especial. A Igreja de Pedra (Paróquia Nsa. Sra. De Lourdes) fica na praça central e rodeada por comércios e bons restaurantes.

Igreja_de_pedra_Canela

Em Canela fica também o “Parque do Caracol”, ele vale o passeio de meio dia, tem uma cachoeira linda e se você estiver com disposição de sobra dá para caminhar até a base dela e voltar ;-).

IMG_0702

 

Cachoeira do Caracol em Canela

Para repor as energias tem dois restaurantes excelentes em Canela. O primeiro chama-se Strudelhaus Restaurante (Rua Baden Powel, 246 – Centro,  Canela / RS | Telefone: (54) 3282-9562), ele é a própria casa de uma família alemã. Não tem espaço para debater os pratos. A dica é perguntar qual a sugestão do cheff para o dia, que não fica no cardápio, as surpresas são sempre ótimas.

A segunda sugestão é o Empório Canela. Desta última vez que fui jantei por lá. Ele enche bastante mas tem caipirinhas e pratos ótimos. Abaixo está a foto do prato que comi lá, um peixe delicioso a lá “canela”.

prato_emporio_Canela

Eu sempre fui muito bem recebido na cidade (deve ser em parte por causa dos amigos), mas o espírito por lá é o “bem atender”. Compras são um plus também, com ótimas malharias e lojas de couro, mas tem que procurar as menos POP que normalmente tem preço melhor.

 

Planejem tudo, viagem e depois conte para gente como foi 😉

Este post faz parte do projeto

M U L T I R Ã O  D E  I D E I A S

saiba mais sobre o projeto e os autores no

https://ideiasnamala.wordpress.com/mutirao-de-ideias/

 

Outros posts de Pedro Prochno:

Planeje sua viagem

Comentários (2)

Heii, amei o post e li que voce foi la no finalzinho de janeiro e como estou me planejando para ir com meu namorado em janeiro tbm, queria saber como é o clima nessa epoca. Já que não gosto de calor e amoo frio fiquei um pouco decepcionada quando me disseram que la em janeiro é muitooooo quente. Mas não tirou o meu encanto e vontade de conhecer a cidade. Enfim, como é o clima de Gramado em janeiro?

Bjss

Oi Huany,
Que bomque você gostou, de uma olhada no link: http://www.climatempo.com.br/climatologia/780/gramado-rs
Abraços

Deixe o seu comentário