Machu Picchu: a perfeição da arquitetura Inca

Depois de babar com a genialidade dos incas no Vale Sagrado, eu estava super ansiosa para visitar o Machu Picchu, que como todo mundo diz, é a cereja do bolo. Minhas expectativas eram altas, esperava um lugar maravilhoso, com uma energia incrível e muita história.

Machu Picchu

E quer saber? O Machu Picchu entrega. Entrega na montagem das pedras, nos terraços milenares, no templo do sol e nas llamas espalhadas, lindas e mansas. Entrega da subida do Wayna Picchu e em cada pedacinho de rocha cuidadosamente empilhado. O Machu Picchu entrega a cada instante e em cada detalhe.

como visitar Machu Picchu

Como visitei a montanha na estação das chuvas, corri um risco danado de não ver nada. O dia amanheceu chuvoso e nublado e a visibilidade era de no máximo uns 5 metros. Bateu um desespero, medo de ter chegado até lá e de não ver nada. Mas fazer o que? Eu tinha que aproveitar do jeito que dava, e como não dava para ver muito, resolvi curtir o banho energético e caminhar pela montanha. E aos poucos o Machu Picchu foi abrindo e se revelando. UAU, era muita beleza para um só lugar.

Amanhecer no Machu Picchu

Amanhecer no Machu Picchu

Mas voltando ao papo de energia, o lugar é realmente surreal. É uma alegria imensa e uma sensação de plenitude que bate a cada instante e a cada momento. Algo lindo de viver. É incrível pensar que este lugar ficou anos e anos esquecido pelo mundo e que hoje é um dos cantos mais visitados e mais misteriosos do planeta. Sabe-se pouco sobre o Machu Picchu e todo esse mistério é parte da graça.

Abaixo alguns dos meus cantinhos preferidos:

Wayna Picchu:

Mesmo em um dia nublado, a chance de ver o complexo de cima é algo incrível e único.

Vista do alto do Wayna Picchu

Templo da Lua, no alto de Wayna Picchu:

Uma palhinha da habilidade construtora dos Incas.

Templo da Lua - Machu Picchu

Llamas do Machu Picchu:

Llamas no Machu Picchu

Calmas e tranquilas, é uma delícia sentar perto delas e ficar observando a tranquilidade do animal. Repare que cada uma delas tem um colarzinho com o nome escrito.

Ver o Machu Picchu do alto:

No primeiro andar é onde a maioria dos turistas de se concentram, mas é só subir até o alto dos graneiros para ter vistas privilegiadas e quase sem ninguém (e de quebra tirar fotos lindas)

Machu Picchu do alto

Se impressionar com a precisão da arquitetura Inca

Portas, janelas e escadas, a precisão no corte e atenção nos detalhes é impressionante.

Janela no Machu Pichu

 Janela no Machu Picchu

IMG_5471

Detalhe de uma das construções do Machu Picchu

Conhecer as divisões da cidade Inca

O Machu Picchu é dividido em algumas áreas diferente, a área residencial, área dos templos, área agrícola e etc. Essas divisões ficam evidentes no passeio.

Machu Picchu

Como chegar:

Existem duas formas de chegar ao Machu Picchu. Caminhando pela trilha Inca (ou trilhas similares) ou de trem vindo de Cusco ou do Vale Sagrado. Os ingressos de trem, especialmente os trens de volta (Águas Calientes – Cusco) são super concorridos e costumam esgotar logo, especialmente em alta temporada.

Veja também:

Quanto custa visitar o Machu Picchu

Planeje sua viagem

Deixe o seu comentário