Parque do Ibirapuera: o que fazer em um dos parques mais lindos de São Paulo

Saiba o que fazer no Parque do Ibirapuera em São Paulo. Dicas incríveis para curtir um dos cantinhos preferidos dos Paulistanos

Um dos lagos do parque do Ibirapuera
Um dos lagos do parque do Ibirapuera com a tradicional árvore de natal no fundo.

Idealizado em 1920 pelo então prefeito da cidade José Pires do Rio para ser um parque no modelo dos parques europeus, o projeto quase foi literalmente por água abaixo pois o local escolhido era uma várzea e passava boa parte do ano alagado. Para solucionar o problema foram plantadas centenas de Eucaliptos Australiana, árvores beberronas que aos poucos eliminaram o excesso de umidade do solo.

Para transformar o parque em realidade foram chamados dos importantes personagens  Oscar Niemeyer que tomou conta do projeto de arquitetura e Burle Marx que cuidou do paisagismo.

Estátua de Pedro Alvarez Cabral no Ibirapuera
Em plena Avenida Brasil Cabral se despede dos Portugas saudando os Paulistanos de braços abertos

E finalmente em 1954 foi fundado o parque do Ibirapuera, uma área verde no coração de São Paulo.

Mas além de ser um lugar agradabilíssimo para corridas, passeios ou caminhadas o Ibirapuera tem varias outras atrações que merecem um destaque, pensando nisso sugerimos um passeio que começa no Monumento às Bandeiras e termina na beira do lago, passando pelo MAM, Oca, e muitas outras coisas que você descobrirá no caminho. A idéia aqui não é seguir o roteiro passo a passo, mas deixar –se livre para novas descobertas, e quer saber, cada visita ao Ibirapuera, mesmo que seja para uma corridinha rápida no final da tarde é uma nova descoberta.

A caminhada começa pelo belíssimo Monumento as Bandeiras, obra do Artista Victor Brecheret. Repare no tamanho da escultura, são 50 metros de largura por 16 metros de altura, passado o choque inicial de grandeza analise a cara dos sujeitos, sem se esforçar muito você verá que tem um pouco de tudo, negros, índios, judeus e portugueses puxando uma canoa que era usada para atravessar rios durantes as bandeiradas. Gosto muito da escultura e de verdade, não me canso de olhar.

Saindo dalí atravesse a rua com cuidado e na faixa, afinal a idéia é passear e não se arriscar, e caminhe em direção ao lago e siga contornando as águas, sua próxima parada será o pavilhão Japonês.

Antes de chegar lá tem uma estátua que merece 2 minutos de atenção, não sei de quem é e nem como se chama.

Além da estátua, tem também uma rosa dos ventos super fotogênica

O pavilhão japonês é uma cópia do palácio real Katsura em Kioto no Japão e é bem bonitinho. No térreo há um exposição de  peças japonesas antigas e lá em cima há uma exposição de carpas coloridas de todos os tipos e tamanhos e uma vista do simpático jardim Japonês.

Sua próxima parada será o Museu de Arte Moderna, caso esteja com fome taí um belo lugar para almoçar, porque além de arte de primeira, o MAM tem uma ótima comida com direito a uma vista privilegiada ao Jardim de esculturas de Burle Marx.

Mural dos gêmeos na parede do MAM

Como o MAM tem exposições super bacanas, vale sempre a pena ficar ligado no calendário do ano:

http://www.mam.org.br/paginas/ver/exposicoes-2011#conteudo

Foto da última exposição que visitei… legal, não?!

No momento tem uma exposição bacana de Portinari na grande sala (Até 18 de setembro de 2011) , eu ainda não fui ver essa, mas o sobrenome Portinari já é um indicio que coisa ruim não pode ser.

Saindo de lá, passei um pouco pelo jardim de esculturas – aos sábados o lugar se transforma em um semi play ground para os pequenos. Também vale a pena olhar se não tem nada acontecendo na Oca…

… ou no auditório Ibirapuera (Esse vale uma visita durante um show, a parte de trás do palco é aberta deixando o Jardim exposto… incrível!)

Antes de voltar para casa, dê uma voltinha no lago e descubra arvores, jardins. Quando as pernas cansarem sente-se um pouco e fique curtindo o som dos pássaros. Algo tão raro em uma cidade tão caótica!!!

Localize-se:

Parque do Ibirapuera

http://www.parquedoibirapuera.com/

http://www.parqueibirapuera.org/

Pavilhão Japonês

Portão 10

Aberto Quartas feiras sábados e domingos

das 10h às 12h e das 13h às 17h

Entrada paga

MAM – Museu de Arte Moderna

http://www.mam.org.br/

Portão 3

Das 10:00 as 18:00 | Fecha segunda

Entrada: R$ 5,50 | Grátis aos domingos

Jardim de Esculturas | Oca

Portão 3

Auditório Ibirapuera

http://www.auditorioibirapuera.com.br/

Portão 3

 

Planeje sua viagem

Comentários (7)

[…] Parque Ibirapuera foi eleito em 2015 pelo jornal britânico The Guardian o “Melhor Parque Urbano do Mundo”, […]

Aquela estatua que valedois minutos mas que voce não sabe de quem é: é o Laocoonte, de Michelangelo. Mucho famosa (mas a do Ibira é uma reprodução, claro):
http://pt.wikipedia.org/wiki/Grupo_de_Laocoonte

Oi Ricardo,
Obrigada pela visita e pelo comentário!
Abraços,
Marina

Sou uma paulistana desgarrada, nasci na capital, mas cresci e até hoje moro no interior do Estado. Sempre volta a São Paulo para compromissos ou mesmo passeios e sem dúvida o Ibirapuera é um motivo para se apaixonar pela cidade. Adorei o post. No meu blog tem um vídeo de divulgação da cidade bem legal. Passe por lá pra ver. Feliz 2012.

Oi Silmara,
Obrigada pela visita!
Vou dar uma passadinha no seu blog para conferir os videos.
Abraços e feliz 2012

Bom dia, Mari
Adorei a sua materia sobre o Parque do Ibirapuera. Vou encaminhá-la para as minhas amigas paulistanas – ou não – porque tenho a certeza de que, como eu, não conhecem ¨lhufas¨desse lugar. Se o fim de semana ajudar, vou conhecer esse fantastico parque !!!!!
Zezé

Que bom que você gostou!!
Abraços,
Mari

Deixe o seu comentário